Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Latam - Ofertas Imperdíveis

Nome sujo: saiba como consultar um protesto

Escrito por: Redação em 3 de setembro de 2018

Ter o nome em protesto, ou seja, ficar com o nome sujo é uma dor de cabeça para muitos brasileiros. Basta contrair uma dívida, deixando de realizar um pagamento, que isso pode acontecer. Se você está ou acha que está com o nome sujo, saiba como consultar um protesto.

Divulgado no final de agosto pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), um estudo mostra que 46% dos que estão com contas em atraso não acreditam que terão condições de quitar a dívida pelos próximos três meses. A pesquisa foi realizada apenas com consumidores inadimplentes.

Em 2017, esse percentual foi de 48%. Mas, enquanto quase metade dos entrevistados acredita que não terá como pagar suas dívidas, 49% dos inadimplentes confiam que vão conseguir regularizar. Destes, 36% planejam quitar tudo e 13% parte do valor.

O valor médio da soma de todas as dívidas é de R$ 2.615,98. Quando fala-se da parcela masculina, esse valor chega a R$2.934,34, e as pessoas das classes A e B, a R$3.718,48. Os principais motivos para não conseguir pagar são renda insuficiente (36%); desemprego (27%) e dívida muito superior aos seus ganhos (15%).

A solução? De todos os entrevistados na pesquisa, quatro em cada dez entrevistados (37%) pretendem realizar um acordo com a empresa e parcelar o débito, renegociar a dívida. Os cortes nos gastos serão a solução para 19%, enquanto 18% buscarão formas de ganhar uma renda extra.

As fontes que mais causaram a negativação de CPFs foram crediário (65%), cartão de crédito ou de loja (63%) e empréstimo pessoal feito em bancos e financeiras (61%). Mesmo com esse cenário, os consumidores procuram manter em dia os serviços básicos, como plano de saúde, condomínio, aluguel, água e luz, e TV por assinatura.

O que significa ter o nome protestado em cartório?

Ao protestar um título, uma empresa registra no cartório de protesto que alguém lhe deve dinheiro. Quando alguém protesta um título, seja uma nota promissória, contrato, cheque ou duplicata, a empresa está informando à justiça que não foi feito o pagamento de uma dívida.

É aí que uma pessoa fica com o nome sujo. O devedor pode ser uma pessoa física, jurídica, pública ou privada. O protesto de títulos é apenas a formalização da inadimplência comprovada. Qualquer um pode protestar um título, desde que seja o beneficiário ou representante da empresa beneficiária.

Consultar um protesto significa verificar se você está com o nome sujo. Segundo o Instituto de Estudos de Protesto de Títulos do Brasil (IEPTB), podem ser protestados os seguintes títulos: contrato de aluguel; câmbio e alienação fiduciária; duplicata mercantil, de serviço e rural; cédulas de dívida ativa; notas promissórias; cheques; entre outros títulos de cobrança.

O que significa consultar um protesto
Consultar um protesto significa saber se seu nome está negativado por causa de um título protestado

Como limpar nome e consultar um protesto?

A consulta ao protesto pode ser feita no próprio site do IEPTB. A consulta é gratuita e é apenas aos títulos protestados em cartórios no país. Cada serviço de proteção ao crédito possui outros processos. Saiba como funciona o SPC e Serasa.

Se o consumidor teve o nome protestado em um cartório, deve procurar quitar logo a dívida. O IEPTB explica que, nesse caso, o devedor deve procurar o tabelionato responsável e efetuar o pagamento no prazo estipulado. Caso já tenha sido realizado, é preciso apresentar o comprovante de quitação.

Vale destacar que os consumidores que constam como devedores de um título protestado terão o nome incluído nos cadastros de órgãos de proteção ao crédito, como SPC e Serasa. Isso até que a quitação da dívida ocorra.

Quanto tempo dura um protesto no cartório?

Após o pagamento da dívida ao tabelionato, este envia a informação da quitação no próximo dia útil aos órgãos de proteção ao crédito. O processo de retirada do nome sujo nesses órgãos vai depender dos processos de cada um deles.

Porém, existe um processo que deve ser realizado por quem teve o nome negativado. Após pagar a dívida, com o Instrumento de protesto ou a carta de Anuência em mãos, é preciso comparecer ao cartório para efetuar a baixa do cancelamento. Em alguns estados é possível fazer esse processo pela internet.

O registro de um protesto só é extinguido após o pagamento da dívida ao credor. E, depois da quitação, o cancelamento pelo tabelionato que protestou. O período de busca para expedir a certidão é de cinco anos, motivo que só constarão protestos entre esse período.

Como evitar ter o nome em protesto?

Planejamento financeiro é a solução. Manter o controle dos gastos, seja através de uma planilha financeira, é a melhor forma de evitar os excessos nas finanças. O importante é manter uma saúde financeira. Aqui no Finance One você confere dicas e outras notícias para manter suas finanças em ordem.

Redação

Criado em 2003, o FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

Como poupar para a aposentadoria
Ter um seguro para a casa
regras para cancelamento de viagem
C6 Bank é o mais novo banco digital do Brasil