Mais
    InícioNotíciasEconomiaO que é Swift? Conheça o sistema que pode isolar a Rússia

    O que é Swift? Conheça o sistema que pode isolar a Rússia

    0
    (0)

    Desde o último domingo, 27, muito se fala sobre o Swift, sistema financeiro que expulsou bancos da Rússia. Enquanto o país trava uma guerra contra sua vizinha, Ucrânia, essa é uma das principais sanções que sofreu até o momento. 

    Publicidade

    O G7, grupo dos sete países mais industrializados do mundo, anunciou que aliados ocidentais decidiram cortar esses bancos do Swift, que é o sistema mundial de comunicação interbancária.

    Até a tarde desta quinta-feira, 3, um total de sete bancos foram excluídos do sistema e a União Europeia já considera excluir também as instituições financeiras de Belarus, país que vem apoiando as invasões russas.

    O que é Swift?

    O Swift nada mais é que a Sociedade de Telecomunicações Financeiras Interbancárias Mundiais. Trata-se de um sistema de comunicação que permite pagamentos e transferências entre empresas de diferentes países.

    Na prática, é um sistema de mensagens em tempo real que permite que os bancos e as empresas informem uns aos outros sobre essas transações. Ou seja, é como se fosse um consórcio que permite padronizar as informações financeiras entre os países.

    O Swift foi criado por americanos e europeus em 1973 e é sediado na Bélgica. Ele reúne 11 mil instituições financeiras em mais de 200 países. Só em 2021, mais de 42 milhões de mensagens foram trocadas por dia.

    Publicidade

    O objetivo é garantir que os usuários em todo o mundo se comuniquem de forma rápida e segura. Como disse o ministro das Finanças francês, Bruno Le Maire, “Swift é a arma nuclear financeira.”

    + A adoção do Bitcoin pode salvar a Rússia e os russos?

    Bancos Russos foram excluídos do Swift

    Os sete bancos desconectados do sistema financeiro internacional terão sua capacidade de operar globalmente prejudicada. Por isso o Swift é uma arma poderosa nessa guerra.

    A sanção ao país foi anunciada no domingo, 27, por meio de uma declaração publicada pela presidência da França. O comunicado, no entanto, não especificou quais bancos russos foram afetados pela decisão. 

    Além disso, uma força-tarefa transatlântica também será criada para coordenar as sanções contra a Rússia. 

    Publicidade

    Em comunicado, a Casa Branca disse que a medida “garantirá que esses bancos sejam desconectados do sistema financeiro internacional e prejudiquem sua capacidade de operar globalmente”.

    Ou seja, essas instituições financeiras russas fora do Swift terão que negociar diretamente com o parceiro comercial. Para importar carne do Brasil, por exemplo, o país precisará realizar cada transação financeira de maneira individual.

    Além disso,os pagamentos também deverão ser feitos individualmente a cada banco. Isso dificulta e atrasa as transações comerciais.

    Várias cédulas de euro, dólar e real
    Nova lei cambial vai facilitar transações com dólar, PIX Internacional e Real Digital

    Quais são as consequências da exclusão dos bancos russos?

    Como mencionado acima, as transações comerciais da Rússia serão dificultadas. Mas um dos pontos principais é que o país é um grande exportador de petróleo e gás natural para a União Europeia. 

    Portanto, muitos países que dependem desse fornecimento serão impactados.

    Publicidade

    Além disso, o impedimento das transações é uma via de mão dupla. Ou seja, as empresas de outros países também ficam impedidas de fazer negócios com as instituições da Rússia, afetando o sistema financeiro global.

    Foi por isso que alguns países relutaram em cortar o acesso da Rússia ao Swift, preocupados sobre como os pagamentos das importações de energia russa seriam feitos e se os credores da União Europeia seriam pagos.

    O governo alemão, por exemplo, disse que a expulsão terá um enorme impacto nas transações para a Alemanha e para empresas alemãs na Rússia.

    O conteúdo sobre o Swift foi útil? Então compartilhe com outros amigos e leia também: Como a guerra entre Rússia e Ucrânia afeta a economia do Brasil? Entenda!

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Tamires Silva
    Tamires Silva
    Jornalista e Redatora do FinanceOne, onde suas finanças começam.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasEconomiaO que é Swift? Conheça o sistema que pode isolar a Rússia

    O que é Swift? Conheça o sistema que pode isolar a Rússia

    0
    (0)

    Desde o último domingo, 27, muito se fala sobre o Swift, sistema financeiro que expulsou bancos da Rússia. Enquanto o país trava uma guerra contra sua vizinha, Ucrânia, essa é uma das principais sanções que sofreu até o momento. 

    Publicidade

    O G7, grupo dos sete países mais industrializados do mundo, anunciou que aliados ocidentais decidiram cortar esses bancos do Swift, que é o sistema mundial de comunicação interbancária.

    Até a tarde desta quinta-feira, 3, um total de sete bancos foram excluídos do sistema e a União Europeia já considera excluir também as instituições financeiras de Belarus, país que vem apoiando as invasões russas.

    O que é Swift?

    O Swift nada mais é que a Sociedade de Telecomunicações Financeiras Interbancárias Mundiais. Trata-se de um sistema de comunicação que permite pagamentos e transferências entre empresas de diferentes países.

    Na prática, é um sistema de mensagens em tempo real que permite que os bancos e as empresas informem uns aos outros sobre essas transações. Ou seja, é como se fosse um consórcio que permite padronizar as informações financeiras entre os países.

    O Swift foi criado por americanos e europeus em 1973 e é sediado na Bélgica. Ele reúne 11 mil instituições financeiras em mais de 200 países. Só em 2021, mais de 42 milhões de mensagens foram trocadas por dia.

    Publicidade

    O objetivo é garantir que os usuários em todo o mundo se comuniquem de forma rápida e segura. Como disse o ministro das Finanças francês, Bruno Le Maire, “Swift é a arma nuclear financeira.”

    + A adoção do Bitcoin pode salvar a Rússia e os russos?

    Bancos Russos foram excluídos do Swift

    Os sete bancos desconectados do sistema financeiro internacional terão sua capacidade de operar globalmente prejudicada. Por isso o Swift é uma arma poderosa nessa guerra.

    A sanção ao país foi anunciada no domingo, 27, por meio de uma declaração publicada pela presidência da França. O comunicado, no entanto, não especificou quais bancos russos foram afetados pela decisão. 

    Além disso, uma força-tarefa transatlântica também será criada para coordenar as sanções contra a Rússia. 

    Publicidade

    Em comunicado, a Casa Branca disse que a medida “garantirá que esses bancos sejam desconectados do sistema financeiro internacional e prejudiquem sua capacidade de operar globalmente”.

    Ou seja, essas instituições financeiras russas fora do Swift terão que negociar diretamente com o parceiro comercial. Para importar carne do Brasil, por exemplo, o país precisará realizar cada transação financeira de maneira individual.

    Além disso,os pagamentos também deverão ser feitos individualmente a cada banco. Isso dificulta e atrasa as transações comerciais.

    Várias cédulas de euro, dólar e real
    Nova lei cambial vai facilitar transações com dólar, PIX Internacional e Real Digital

    Quais são as consequências da exclusão dos bancos russos?

    Como mencionado acima, as transações comerciais da Rússia serão dificultadas. Mas um dos pontos principais é que o país é um grande exportador de petróleo e gás natural para a União Europeia. 

    Portanto, muitos países que dependem desse fornecimento serão impactados.

    Publicidade

    Além disso, o impedimento das transações é uma via de mão dupla. Ou seja, as empresas de outros países também ficam impedidas de fazer negócios com as instituições da Rússia, afetando o sistema financeiro global.

    Foi por isso que alguns países relutaram em cortar o acesso da Rússia ao Swift, preocupados sobre como os pagamentos das importações de energia russa seriam feitos e se os credores da União Europeia seriam pagos.

    O governo alemão, por exemplo, disse que a expulsão terá um enorme impacto nas transações para a Alemanha e para empresas alemãs na Rússia.

    O conteúdo sobre o Swift foi útil? Então compartilhe com outros amigos e leia também: Como a guerra entre Rússia e Ucrânia afeta a economia do Brasil? Entenda!

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?