Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Opções para financiar pós-graduação e MBA

Escrito por: Mateus Carvalho em 25 de setembro de 2019

É comum que depois de terminar a faculdade as pessoas queiram fazer uma pós-graduação ou um curso de MBA. Os motivos são inúmeros, desde buscar novas oportunidades profissionais até para dar um upgrade na carreira. Mas você sabia que é possível financiar pós-graduação?

Poucas pessoas sabem que existe a possibilidade de financiar pós-graduação e MBA, isso porque pouco é falado sobre. Porém, essa alternativa existe desde 2014, quando foi lançado o programa de financiamento para pós-graduação.

graduação a distância grátis

O programa ainda não atende a todos, porém existem outras possibilidades. E além disso, é importante frisar que ao solicitar um crédito é necessário ter cuidado.

Isso porque o financiamento é um empréstimo com condições especiais, mas mesmo assim ainda é um empréstimo.

Como financiar pós-graduação e curso de MBA? Quem pode realizar esse tipo de empréstimo? Quais são os tipos de financiamentos existentes para pós-graduação?

Todas essas dúvidas são comuns, e para te ajudar separamos alguns tópicos.

Financiar pós-graduação: qual curso fazer?

Antes de você conhecer as opções para financiar pós-graduação e MBA, é preciso saber qual tipo de curso você deseja fazer. Até porque existem vários tipos, de acordo com o seu objetivo profissional e com o tipo de financiamento

São dois os tipos de pós-graduação que existem, em latim: lato sensu e stricto sensu. O primeiro é o mais comum, já que são as especializações e MBAs. Além de serem cursos mais curtos e que têm como principal objetivo a qualificação para o mercado de trabalho.

Enquanto o segundo tipo é de perfil acadêmico, conhecido como mestrados e doutorados. Nesses, a finalidade é realizar pesquisas científicas. 

A pós graduação lato sensu é mais voltada para a formação de profissionais de gestão. Já a stricto sensu tem como principal objetivo formar pesquisadores e professores universitários. 

É importante frisar que muitas empresas valorizam profissionais com mestrado e doutorado. Enquanto faculdades contratam professores com especialização e MBA. Por isso, é necessário pensar bem no seu objetivo profissional e escolher a melhor opção para você.

Até porque todas as opções de financiamento estudantil só podem ser contratadas depois que o aluno já tiver sido aprovado e matriculado no curso.

Conheça as opções para financiar pós-graduação e MBA

Se você está querendo financiar pós-graduação ou o MBA, precisa conhecer as opções disponíveis no mercado.

Existem diversos tipos de financiamento, conheça cada um deles e descubra qual é o melhor para você.

Financiamento da própria faculdade

Muitas universidades costumam oferecer bolsas, sejam elas totais ou parciais, para os alunos mais bem classificados na seleção. Além de algumas delas terem os próprios programas de financiamento estudantil.

A vantagem de financiar pós-graduação e MBA com a faculdade é que a burocracia e os juros costumam ser menores. Você pode e deve procurar ver se a universidade na qual irá realizar o curso tem essa possibilidade.

Financiamento público

Essa é outra alternativa para quem quer financiar pós-graduação. O governo oferece bolsa por meio das agências de fomento à pesquisa. Além do financiamento com as menores taxas de juros por meio do Fies.

Para quem quer estudar fora, o governo oferece bolsa para financiar pós-graduação em outros países. Porém, esse tipo de financiamento atende somente aos cursos de mestrado e doutorado. 

Além disso, é importante ressaltar que as universidades públicas não oferecem os cursos de especialização e MBA gratuitos. 

Para os demais cursos de mestrado e doutorado, você pode solicitar bolsas. As principais agências são do Governo Federal: a Capes e o CNPq. Os governos estaduais também têm as suas agências, cada uma com um nome para cada estado.

A vantagem das bolsas é que não é necessário pagar nada depois que você finalizar o curso. Porém, quem aceita a bolsa não pode trabalhar em outro lugar, já que elas exigem dedicação exclusiva do aluno.

Se você quiser optar pelo financiamento, existe o Fies, e você pode começar a pagar 18 meses após o término do curso. E durante um período de até três vezes a duração do curso, até seis anos para pagar o mestrado e 12 anos para pagar o doutorado. 

Durante o curso, é necessário pagar uma taxa para cobrir os juros. É importante que você saiba que existe um limite mínimo e máximo de renda para participar. Além das condições especiais para a área de educação.

Financiamento particular privado

Esse tipo de financiamento é parecido com o de casas e automóveis. Por isso, é necessário procurar as instituições financeiras e conhecer a proposta de cada uma delas. Avalie qual o maior prazo e qual a menor taxa de juros que cada um pode te oferecer.

Da mesma forma que acontece com o financiamento de uma casa, o prazo e os juros do financiamento do curso variam de acordo com a sua renda.

Os principais bancos do país oferecem linhas de crédito para financiamento estudantil na pós-graduação. Se você tem conta em alguma instituição financeira, converse com o seu gerente e veja se é possível garantir bons juros e prazo, por você ser cliente.

Mateus Carvalho

Jornalista formado pela Unicarioca. Atualmente, repórter da Folha Dirigida e produtor de conteúdo no FinanceOne. Já fui colaborador do Torcedores.com.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

Black Friday chegando: como não cair em ciladas
Adeus, consumismo: dicas para fazer compras em brechó
Os concursos da Mega-Sena
venda de produtos
Conta de luz mais cara em maio