Mais
    InícioNotíciasFinanças PessoaisSaiba como fica o pagamento da pensão alimentícia na pandemia

    Saiba como fica o pagamento da pensão alimentícia na pandemia

    3
    (4)

    A pensão alimentícia é um direito previsto no Código Civil que garante a possibilidade de pedir um auxílio financeiro à outra parte.

    Em outras palavras, esse auxílio serve para proporcionar condição de se alimentar, se vestir, estudar e cuidar da própria saúde.

    Na maioria dos casos, a pensão concede estabilidade financeira para os frutos daquele relacionamento. Ou seja, os filhos que vieram dessa união.

    Mas atualmente, a pensão poder ser estendida, também, ao ex-cônjuge, bem como ser solicitada por seus pais, desde que comprovem a necessidade financeira. Esse auxílio garante uma segurança a quem não possui culpa por essa separação.

    Sem a pensão, por exemplo, pode ser que o padrão de vida de seu filho caia e ele precise mudar de escola. Por isso é tão importante contribuir com esse direito.

    A pensão não se resume apenas a um valor em dinheiro. Desde que acordada judicialmente ou entre os genitores, ela pode ser feita também através do fornecimento de itens de vestuário, alimentação ou outras despesas do menor.

    É importante ressaltar que não existe um valor fixo a ser pago de pensão. Quem determina esse valor é o juiz de acordo com seus rendimentos.

    E uma preocupação que surgiu com a pandemia foi o desemprego. O Brasil já soma mais de 14 milhões de desempregados, e entre eles, pessoas que são provedoras desse auxílio.

    Se você está desempregado, esteja atento as decisões tomadas. Afinal de contas, o não pagamento da pensão pode acarretar prisão. Por isso, continue lendo que já vamos sanar a todas as suas dúvidas acerca desse assunto.

    pensão-alimentícia
    A pensão alimentícia deve ser paga regularmente a seus dependentes

    Pago pensão alimentícia e estou desempregado, e agora?

    Filhos menores de idade não conseguem prover seu sustento sozinhos, por isso, são considerados vulneráveis e dependentes de seus genitores.

    Suas necessidades são constantes e independem de fatores externos, como a pandemia. Sendo assim, suas obrigações permanecem iguais para com seu dependente.

    Estar desempregado não isenta o genitor de cumprir suas responsabilidades perante a Lei.

    Soluções possíveis para o cumprimento da pensão alimentícia

    Como mencionado acima, o valor de pensão não precisa ser necessariamente em dinheiro. Você pode fornecer itens de alimentação e vestuário.

    Você também pode solicitar através de um advogado a ação revisional de alimentos. Ela é permitida por lei e está prevista no artigo 15 da Lei nº 5478/68 e no art. 1699 do Código Civil.

    Para comprovar essa situação financeira, utilize documentos ou outros meios que comprovem a redução da capacidade financeira.

    Uma outra opção temporária é que o pagamento da pensão alimentícia pode ser realizado através de ascendentes do genitor (como avós ou bisavós), na ausência de renda.

    Por essa razão, tenha um bom relacionamento com a parte afetada nessa situação.

    Um diálogo entre ambas as partes pode ser a solução viável e possível para resolver esse problema sem precisar entrar na justiça, o que pode demorar.

    Posso ser preso pelo não pagamento da pensão?

    Essa é a dúvida mais procurada por quem está em débito com a pensão alimentícia.

    Recentemente, o Superior Tribunal de Justiça suspendeu as prisões ocasionadas pelo não pagamento da pensão alimentícia durante a pandemia.

    No entanto, você deve comprovar a impossibilidade de realizar o pagamento por meio de documentos válidos.

    Do mesmo modo, o STJ decidiu que os presos por esse motivo poderão cumprir a pena em regime domiciliar durante a pandemia, justamente que não representam risco à sociedade.

    Por isso, os pais que se enquadram nesses casos não estão livres da obrigatoriedade do pagamento da pensão. Eles devem voltar a pagá-la assim que houver o restabelecimento de suas condições financeiras.

    Portanto, não deixe de arcar com essa responsabilidade sem ao menos tentar ou deixar o responsável pela guarda ciente.

    Gostou do nosso conteúdo? Entenda agora como funciona o cálculo de valor da pensão alimentícia.

    O que achou disso?

    Média da classificação 3 / 5. Número de votos: 4

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Loyane Lapa
    Loyane Lapa
    Carioquíssima de Campo Grande, com um pézinho em São Paulo. Jornalista, Produtora de Conteúdo e [insira aqui outras funcionalidades de um jornalista]. Apaixonada por livros, filmes e pelo universo cultural. Curiosa e antenada nas novidades do mercado financeiro.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasFinanças PessoaisSaiba como fica o pagamento da pensão alimentícia na pandemia

    Saiba como fica o pagamento da pensão alimentícia na pandemia

    3
    (4)

    A pensão alimentícia é um direito previsto no Código Civil que garante a possibilidade de pedir um auxílio financeiro à outra parte.

    Em outras palavras, esse auxílio serve para proporcionar condição de se alimentar, se vestir, estudar e cuidar da própria saúde.

    Na maioria dos casos, a pensão concede estabilidade financeira para os frutos daquele relacionamento. Ou seja, os filhos que vieram dessa união.

    Mas atualmente, a pensão poder ser estendida, também, ao ex-cônjuge, bem como ser solicitada por seus pais, desde que comprovem a necessidade financeira. Esse auxílio garante uma segurança a quem não possui culpa por essa separação.

    Sem a pensão, por exemplo, pode ser que o padrão de vida de seu filho caia e ele precise mudar de escola. Por isso é tão importante contribuir com esse direito.

    A pensão não se resume apenas a um valor em dinheiro. Desde que acordada judicialmente ou entre os genitores, ela pode ser feita também através do fornecimento de itens de vestuário, alimentação ou outras despesas do menor.

    É importante ressaltar que não existe um valor fixo a ser pago de pensão. Quem determina esse valor é o juiz de acordo com seus rendimentos.

    E uma preocupação que surgiu com a pandemia foi o desemprego. O Brasil já soma mais de 14 milhões de desempregados, e entre eles, pessoas que são provedoras desse auxílio.

    Se você está desempregado, esteja atento as decisões tomadas. Afinal de contas, o não pagamento da pensão pode acarretar prisão. Por isso, continue lendo que já vamos sanar a todas as suas dúvidas acerca desse assunto.

    pensão-alimentícia
    A pensão alimentícia deve ser paga regularmente a seus dependentes

    Pago pensão alimentícia e estou desempregado, e agora?

    Filhos menores de idade não conseguem prover seu sustento sozinhos, por isso, são considerados vulneráveis e dependentes de seus genitores.

    Suas necessidades são constantes e independem de fatores externos, como a pandemia. Sendo assim, suas obrigações permanecem iguais para com seu dependente.

    Estar desempregado não isenta o genitor de cumprir suas responsabilidades perante a Lei.

    Soluções possíveis para o cumprimento da pensão alimentícia

    Como mencionado acima, o valor de pensão não precisa ser necessariamente em dinheiro. Você pode fornecer itens de alimentação e vestuário.

    Você também pode solicitar através de um advogado a ação revisional de alimentos. Ela é permitida por lei e está prevista no artigo 15 da Lei nº 5478/68 e no art. 1699 do Código Civil.

    Para comprovar essa situação financeira, utilize documentos ou outros meios que comprovem a redução da capacidade financeira.

    Uma outra opção temporária é que o pagamento da pensão alimentícia pode ser realizado através de ascendentes do genitor (como avós ou bisavós), na ausência de renda.

    Por essa razão, tenha um bom relacionamento com a parte afetada nessa situação.

    Um diálogo entre ambas as partes pode ser a solução viável e possível para resolver esse problema sem precisar entrar na justiça, o que pode demorar.

    Posso ser preso pelo não pagamento da pensão?

    Essa é a dúvida mais procurada por quem está em débito com a pensão alimentícia.

    Recentemente, o Superior Tribunal de Justiça suspendeu as prisões ocasionadas pelo não pagamento da pensão alimentícia durante a pandemia.

    No entanto, você deve comprovar a impossibilidade de realizar o pagamento por meio de documentos válidos.

    Do mesmo modo, o STJ decidiu que os presos por esse motivo poderão cumprir a pena em regime domiciliar durante a pandemia, justamente que não representam risco à sociedade.

    Por isso, os pais que se enquadram nesses casos não estão livres da obrigatoriedade do pagamento da pensão. Eles devem voltar a pagá-la assim que houver o restabelecimento de suas condições financeiras.

    Portanto, não deixe de arcar com essa responsabilidade sem ao menos tentar ou deixar o responsável pela guarda ciente.

    Gostou do nosso conteúdo? Entenda agora como funciona o cálculo de valor da pensão alimentícia.

    O que achou disso?

    Média da classificação 3 / 5. Número de votos: 4

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?