Por que o dólar está alto? Descubra! | FinanceOne

Por que o dólar está alto? Descubra!

Escrito por: Rafael Massadar em 16 de julho de 2020

A cotação do dólar manteve-se acima dos R$ 5 praticamente desde o início do ano. Nas últimas semanas, o valor da moeda vem subindo novamente, já que as preocupações com a segunda onda de Covid-19 nos Estados Unidos estão aumentando.

Aliado a isso, as projeções do Fundo Monetário Internacional (FMI) sobre a economia global foram sombrias. O que impacta diretamente no ânimo dos investidores.

Dólar
Coronavírus é um dos motivos do aumento da cotação do dólar

No Brasil, o corte da taxa Selic contribui para a saída de investimentos e para o aumento no preço do dólar.

Aumento de casos de Covid-19 nos EUA influencia no valor do dólar

Os EUA estão experimentando um aumento nos casos de infectados por coronavírus, após promover a reabertura da economia. Dessa forma, o ânimo dos investidores mudou drasticamente.

No primeiro momento, o mercado se animou com a reabertura. Contudo, após a disparada no número de infectados, o mercado retraiu.

Agora, ninguém sabe ao certo o que acontecerá nos EUA, nas próximas semanas. Há possibilidade de retorno à quarentena, nas cidades mais afetadas. Por isso, os investidores estão temerosos com o futuro próximo.

Corte da Selic: qual a importância para o valor do dólar?

O Banco Central do Brasil cortou a taxa Selic de 3% para 2,25%. Há que se ponderar que o corte na taxa básica de juros da economia brasileira (Selic) tem o poder de afetar a cotação do dólar.

Isso acontece porque, com os juros mais baixos, diversos investimentos brasileiros perdem a atratividade.

Assim, os investidores estrangeiros tendem a fugir do país, em busca de outros locais com juros mais altos.

Variação da moeda tem alguma vantagem?

Este momento não é de todo ruim. Apesar de assustador para quem fez uma viagem internacional recente, não é difícil entender que a baixa do real é boa para quem exporta em altas quantidades.

O preço barato estimula países a comprarem grandes volumes. Mesmo valendo menos, pode acabar entrando mais dinheiro. A soja é um bom exemplo.

Em março deste ano, exportamos 11,64 milhões de toneladas, 35% a mais do que o mesmo mês de 2019, de acordo com o Ministério da Economia.

Houve ainda aumento no número de exportações de proteínas em 26%, comparado à março do ano passado.

Qual a previsão para o final do ano?

A expectativa do mercado para 2020 é que dólar fique em torno de R$ 5,20. Para o próximo ano, os economistas esperam a moeda a R$ 5.

No entanto, para o professor dos MBAs da FGV, Mauro Rochlin, não dá para cravar.

“Até porque, se todo mundo achasse que amanhã será mais caro, investiriam tudo em dólar hoje, para não ter que pagar mais caro depois. Mas o valor pode cair, então não existe esse movimento”, afirma.

Ele complementa: “a própria variação do dólar gera uma ondulação natural nos valores. A Petrobrás, por exemplo, ficou mais barata. Isso pode atrair alguns bilhões de dólares para o Brasil, com um volume alto entrando no país, a moeda pode perder o valor”.

Contudo, o professor da FGV ressalta que o valor da moeda norte-americana pode subir e novos recordes podem aparecer.

Veja a cotação do dólar com o conversor de moedas do FinanceOne!

Rafael Massadar

Jornalista com experiência em redação com pós-graduação em Comunicação Empresarial e Transmídia. Atualmente trabalho como assessor de imprensa.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

O bitcoin é uma das principais criptomoedas
O bitcoin é uma das principais criptomoedas
golpes com criptomoedas
Retrospectiva 2018
Bitcoin Cash