Presidente do BC aponta recuperação da economia brasileira | FinanceOne

Presidente do BC aponta recuperação da economia brasileira

Escrito por: Rafael Massadar em 21 de julho de 2020

Dados do Banco Central apontam uma recuperação da economia brasileira após dois meses de queda. Para o presidente do BC, Roberto Campos Netto, o pior momento da crise causada pela pandemia do novo coronavírus já passou.

“Os dados corroboram com a visão de que o pior já ficou para trás e a gente vai ter um crescimento. Esse início da volta ao crescimento tem sido de uma forma até relativamente acelerada”, avaliou.

recuperação da economia brasileira
Presidente do Banco Central diz que recuperação da economia brasileira já começou

Entre os dados citados pelo presidente do BC, aparecem os recordes da balança comercial, o aumento da arrecadação, a alta do consumo de energia e o maior fluxo financeiro.

Recuperação da economia “não deve ser um V completo”

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse que a autoridade monetária não acredita que a recuperação da economia brasileira será em um formato de “V completo”.

A previsão de queda de 6,4% do Produto Interno Bruto (PIB) – soma dos bens e serviços produzidos no país – divulgada pelo BC no fim de junho, pode não se concretizar.

“Nos parecia que apesar de ter um número de 6,4% existia um viés de melhora, e acho que nas últimas duas semanas esse viés ficou mais claro. Tem um começo de recuperação em ‘V’ e depois a pergunta é o quanto suave vai ser a segunda parte dessa recuperação”, declarou Campos Neto.

Ele citou estatísticas de arrecadação, tráfego e consumo de energia para justificar a reativação da economia. As informações são da Agência Brasil.

Recuperação em ‘V’ é um termo usado por economistas para relatar uma retomada intensa depois de uma queda vertiginosa na atividade econômica.

No caso do Brasil, porém, o presidente do BC disse não acreditar que a recuperação será tão rápida como na China, com o reaquecimento dando-se de forma suave.

“Nós não acreditamos que vai ser um V completo. Hoje a China dá pra dizer que está perto de ter um V completo. Até nos Estados Unidos acho que está difícil dizer isso, a evidência mostra que alguns dados como consumo está subindo em V, mas outras nem tanto”, acrescentou.

O que dizem os dados do Banco Central?

Dados do Banco Central apontam uma recuperação da economia brasileira após dois meses de queda.

Em maio, o chamado IBC-BR – considerado a prévia do Produto Interno Bruto (PIB) – teve alta de 1,3% em relação a abril, quando caiu 9,4%. Em março, a retração havia sido de 6,1%.

Ou seja, é o melhor resultado desde julho de 2018, puxado pela retomada de alguns setores em meio à pandemia. No ano, porém, acumula baixa de 6% e, em 12 meses, a retração é de 2%.

Segundo Campos Neto, o auxílio emergencial provocou uma recomposição de massa salarial.

“Tem um consumo represado que ainda vai entrar na economia e isso gera um otimismo a mais. E tem muitos programas de crédito que vão entrar em vigor agora”, ressaltou Campos.

Sobre crédito, o presidente do Banco Central admitiu que este é o ponto do programa federal de enfrentamento ao coronavírus que ainda carece de um aperfeiçoamento.

Itaú também aponta recuperação da economia brasileira

O banco Itaú lançou no início da primeira quinzena de março o Itaú Daily Activity Tracker (Idat), que faz o acompanhamento diário do ritmo da economia.

Na ocasião, o dado marcava 100 pontos e as medidas de distanciamento social para combater a doença ainda não tinham começado.

Na segunda quinzena de março, com o reforço das medidas de isolamento em todo o país, o indicador recuou para uma média de 86 pontos. Contudo, no pior momento chegou a 55 pontos no dia 28 daquele mês.

Em abril, a média foi a 66 pontos, subindo em maio (73) e junho (82). O banco projeta uma queda de 4,5% para o PIB deste ano. Para o segundo trimestre, o recuo deve ficar entre 10% e 11% na comparação com os três meses anteriores.

Você sabe o que é PIB e como esse índice é calculado? FinanceOne reuniu essas informações. Confira!

Rafael Massadar

Jornalista com experiência em redação com pós-graduação em Comunicação Empresarial e Transmídia. Atualmente trabalho como assessor de imprensa.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

Funções do Banco Central do Brasil
Profissões em alta no Brasil
coronavírus
Saiba tudo sobre vacinação.