Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasCarreirasConheça 6 profissões em alta para brasileiros nos EUA

    Conheça 6 profissões em alta para brasileiros nos EUA

    4.3
    (98)

    Morar e trabalhar nos Estados Unidos legalmente é algo que muitos brasileiros desejam. Por isso compilamos com um especialista uma lista das profissões em alta para quem está maturando a ideia nos próximos meses.

    Publicidade

    O consultor empresarial e CEO da AG Immigration, Rodrigo Costa, explica, no entanto, que os empregos preenchidos por brasileiros imigrantes nos últimos 10 anos apresentam um maior nível de qualificação profissional e acadêmica.

    Ou seja, as certificações passaram a ser vitais para se tornar mais indicado para o trabalho que o imigrante deseja.

    “Nos últimos anos, houve uma mudança muito grande na origem e no grau de instrução dos imigrantes brasileiros nos EUA”, disse Rodrigo Costa, que é CEO da empresa que presta consultoria e suporte para entrada e permanência legal nos EUA.

    Ainda de acordo com o especialista, aqueles que trabalham nas áreas da saúde, logística, engenharia, aviação e tecnologia da informação (TI) saem na frente. Isso representa uma ruptura com as escolhas normais de carreira da comunidade imigrante como um todo.

    + Trabalho no exterior conta como tempo de contribuição para a aposentadoria?

    Profissões em alta nos EUA, de acordo com o especialista

    Rodrigo Costa afirma que cada vez mais haverá uma necessidade contínua de trabalhadores qualificados nas indústrias técnicas e científicas. Portanto, veja a lista das cinco principais profissões em alta para brasileiros nos EUA e por quê, segundo o especialista.

    Publicidade

    1 – Saúde

    Os profissionais da Saúde costumam ter bons salários nos EUA e um alto índice de empregabilidade, principalmente pelo envelhecimento da população americana.

    De acordo com uma pesquisa realizada pela consultoria global de atendimento de saúde, Mercer, até 2025 os Estados Unidos precisarão de 2.3 milhões de profissionais de saúde para cuidar da sua população em envelhecimento.

    Contudo, vale destacar que se por um lado o mercado de trabalho para algumas áreas está saturado nos grandes centros, no interior do País existe uma enorme carência de especialistas dos mais diversos ramos.

    Confira a média salarial de algumas ocupações relacionadas a área (Fonte: Occupation Outlook Handbook):

    • Medicina: US$198.370 por ano;
    • Enfermagem: US$73.300 por ano;
    • Anestesiologia: US$265 por ano;
    • Ortodontia: US$174.310 por ano.

    2 – Logística

    Há algum tempo, era comum ouvir que a logística seria a profissão do futuro. Dizia-se que a logística deixaria de ser custo, para virar assunto estratégico dentro das empresas. Isso realmente aconteceu, principalmente nos EUA.

    Publicidade

    Para se ter uma ideia, de cada R$100 gastos por uma empresa brasileira, cerca de R$12,30 são destinados à logística, sendo R$6,80 com transporte. O custo logístico no Brasil consome 12,3% do PIB.

    Já nos Estados Unidos, o gasto com logística soma 7,8% do PIB, sendo 2,4% disso com transporte.

    Confira a média salarial de algumas ocupações relacionadas a área (Fonte: Occupation Outlook Handbook):

    • Governo Federal: U$88.280 por ano;
    • Fabricação: U$77.840 por ano;
    • Gestão de empresas e empreendimentos: U$76.900 por ano;
    • Serviços profissionais, científicos e técnicos: U$72.510 por ano;
    • Comércio (geral): U$66.130 por ano.

    3 – Engenharia

    A engenharia brasileira se equipara à engenharia exercida nos países mais desenvolvidos. Por isso, as empresas dos EUA costumam recrutar brasileiros de áreas diversas da Engenharia.

    As principais oportunidades para engenheiros brasileiros costumam aparecer em cidades norte-americanas em desenvolvimento, porque a demanda por infraestrutura é maior.

    Publicidade

    “Para manter os negócios fluindo normalmente, engenheiros e profissionais de tecnologia precisam trabalhar nos bastidores para atender às demandas do novo mundo e local de trabalho em constante mudança”, ressalta Rodrigo Costa.

    Confira a média salarial de algumas ocupações relacionadas a área (Fonte: Occupation Outlook Handbook):

    • Engenharia de Petróleo: US$137,330 por ano;
    • Engenharia Civil: US$88,570 por ano;
    • Engenharia Química: U$108,540 por ano;
    • Engenharia Ambiental: U$92,120 por ano.

    4 – Aviação

    Pilotos estão entre os profissionais mais raros de se encontrar hoje nos EUA, e os salários são excelentes. Ou seja, uma das profissões em alta para brasileiros que querem viver o sonho americano.

    Essa escassez de profissionais de aviação se deve ao fato de que na última década muitos pilotos americanos foram trabalhar em outros países. Principalmente nas grandes companhias aéreas do Oriente Médio, além de outros tantos terem se aposentado.

    Confira a média salarial de algumas ocupações relacionadas a área (Fonte: Occupation Outlook Handbook):

    • Transporte aéreo programado: U$173.780 por ano;
    • Transporte aéreo não regular: U$117.030 por ano;
    • Governo federal, excluindo correios: U$111.460 por ano;
    • Atividades de apoio para transporte: U$100.910 por ano.
    Pessoa entregando dois passaportes a outra
    Para quem procura profissões em alta nos EUA, é importante estar atento a aspectos como ser fluente em inglês e saber os caminhos para se tornar um imigrante legal

    5 – Tecnologia da Informação (TI)

    Uma das áreas com maior demanda de profissionais é a de Tecnologia da Informação, sendo os engenheiros de computação e de sistemas os mais valorizados no exterior. Os brasileiros formados em TI encontram ótimas oportunidades nos Estados Unidos.

    Isso porque, de acordo com o Bureau of Labor and Statistics (BLS), órgão do governo que avalia e classifica as condições do mercado de trabalho americano, nunca houve uma escassez tão grande de profissionais de TI nos EUA como nos dias atuais.

    Assim como acontece com várias outras profissões, os Estados Unidos precisam recorrer ao talento de profissionais estrangeiros para atender à demanda exigida pelo mercado de tecnologia da informação.

    Não por acaso, aproximadamente 35% dos profissionais de TI que atualmente trabalham em grandes empresas dos EUA, são provenientes da China, Índia e Japão.

    Confira a média salarial de algumas ocupações relacionadas a área (Fonte: Occupation Outlook Handbook):

    • Análise de Sistemas: U$93.730 por ano;
    • Análise de Segurança da Informação: U$103.590 por ano;
    • Desenvolvimento Web e Designer: US$77.200 por ano;
    • Arquitetura de Redes de Computadores: U$116.780 por ano.

    6 – Advocacia

    Os advogados são muito bem valorizados na América do Norte, o que pode ser uma ótima oportunidade para quem é formado na área. Afinal, as especialidades desta profissão contam com uma grande abrangência de atuação.

    Quem tem especialização em advocacia corporativa, por exemplo, pode trabalhar para um negócio ou empresa. Você se dedica integralmente a uma única instituição ao invés de ter vários clientes.

    Com isso, você fornece proteção e serviços legais à uma empresa como um todo, além de seus funcionários. 

    E você pode trabalhar dentro do escritório da empresa ou até mesmo ficar viajando para resolver os problemas e participar de reuniões e julgamentos.

    Um profissional da área pode chegar a ganhar por ano entre US$97.711 e US$117.588.

    Dicas para trabalhar nos EUA

    Agora que você já sabe as profissões em alta nos EUA, lembre-se que para tentar a vida nos Estados Unidos é preciso saber falar inglês. Além das dificuldades, é necessário cumprir as exigências para conseguir o visto de trabalho.

    Lembre-se também que, diferente do Brasil, o salário nos Estados Unidos é calculado por hora de trabalho.

    A média da carga horária é de 34,5 horas por semana e o valor mínimo da hora trabalhada estabelecido por lei é de US$7,25. Assim, os ganhos mensais são de cerca de US$1.256, a depender do tipo de emprego que você consiga.

    Ficou interessado em viver o sonho americano? Confira mais dicas para ganhar dinheiro trabalhando nos EUA

    *Colaboração: Juliana Favorito

    O que achou disso?

    Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 98

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Rafael Massadar
    Rafael Massadar
    Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    4 COMENTÁRIOS

    1. É meu sonho morar e trabalhar nos EUAS, achei muito bom as informações passadas ..tenho vontade de ir ..

    2. Quais são as empresas buquê contrato brasileiro para trabalhar na construção e como que fasso

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasCarreirasConheça 6 profissões em alta para brasileiros nos EUA

    Conheça 6 profissões em alta para brasileiros nos EUA

    4.3
    (98)

    Morar e trabalhar nos Estados Unidos legalmente é algo que muitos brasileiros desejam. Por isso compilamos com um especialista uma lista das profissões em alta para quem está maturando a ideia nos próximos meses.

    Publicidade

    O consultor empresarial e CEO da AG Immigration, Rodrigo Costa, explica, no entanto, que os empregos preenchidos por brasileiros imigrantes nos últimos 10 anos apresentam um maior nível de qualificação profissional e acadêmica.

    Ou seja, as certificações passaram a ser vitais para se tornar mais indicado para o trabalho que o imigrante deseja.

    “Nos últimos anos, houve uma mudança muito grande na origem e no grau de instrução dos imigrantes brasileiros nos EUA”, disse Rodrigo Costa, que é CEO da empresa que presta consultoria e suporte para entrada e permanência legal nos EUA.

    Ainda de acordo com o especialista, aqueles que trabalham nas áreas da saúde, logística, engenharia, aviação e tecnologia da informação (TI) saem na frente. Isso representa uma ruptura com as escolhas normais de carreira da comunidade imigrante como um todo.

    + Trabalho no exterior conta como tempo de contribuição para a aposentadoria?

    Profissões em alta nos EUA, de acordo com o especialista

    Rodrigo Costa afirma que cada vez mais haverá uma necessidade contínua de trabalhadores qualificados nas indústrias técnicas e científicas. Portanto, veja a lista das cinco principais profissões em alta para brasileiros nos EUA e por quê, segundo o especialista.

    Publicidade

    1 – Saúde

    Os profissionais da Saúde costumam ter bons salários nos EUA e um alto índice de empregabilidade, principalmente pelo envelhecimento da população americana.

    De acordo com uma pesquisa realizada pela consultoria global de atendimento de saúde, Mercer, até 2025 os Estados Unidos precisarão de 2.3 milhões de profissionais de saúde para cuidar da sua população em envelhecimento.

    Contudo, vale destacar que se por um lado o mercado de trabalho para algumas áreas está saturado nos grandes centros, no interior do País existe uma enorme carência de especialistas dos mais diversos ramos.

    Confira a média salarial de algumas ocupações relacionadas a área (Fonte: Occupation Outlook Handbook):

    • Medicina: US$198.370 por ano;
    • Enfermagem: US$73.300 por ano;
    • Anestesiologia: US$265 por ano;
    • Ortodontia: US$174.310 por ano.

    2 – Logística

    Há algum tempo, era comum ouvir que a logística seria a profissão do futuro. Dizia-se que a logística deixaria de ser custo, para virar assunto estratégico dentro das empresas. Isso realmente aconteceu, principalmente nos EUA.

    Publicidade

    Para se ter uma ideia, de cada R$100 gastos por uma empresa brasileira, cerca de R$12,30 são destinados à logística, sendo R$6,80 com transporte. O custo logístico no Brasil consome 12,3% do PIB.

    Já nos Estados Unidos, o gasto com logística soma 7,8% do PIB, sendo 2,4% disso com transporte.

    Confira a média salarial de algumas ocupações relacionadas a área (Fonte: Occupation Outlook Handbook):

    • Governo Federal: U$88.280 por ano;
    • Fabricação: U$77.840 por ano;
    • Gestão de empresas e empreendimentos: U$76.900 por ano;
    • Serviços profissionais, científicos e técnicos: U$72.510 por ano;
    • Comércio (geral): U$66.130 por ano.

    3 – Engenharia

    A engenharia brasileira se equipara à engenharia exercida nos países mais desenvolvidos. Por isso, as empresas dos EUA costumam recrutar brasileiros de áreas diversas da Engenharia.

    As principais oportunidades para engenheiros brasileiros costumam aparecer em cidades norte-americanas em desenvolvimento, porque a demanda por infraestrutura é maior.

    Publicidade

    “Para manter os negócios fluindo normalmente, engenheiros e profissionais de tecnologia precisam trabalhar nos bastidores para atender às demandas do novo mundo e local de trabalho em constante mudança”, ressalta Rodrigo Costa.

    Confira a média salarial de algumas ocupações relacionadas a área (Fonte: Occupation Outlook Handbook):

    • Engenharia de Petróleo: US$137,330 por ano;
    • Engenharia Civil: US$88,570 por ano;
    • Engenharia Química: U$108,540 por ano;
    • Engenharia Ambiental: U$92,120 por ano.

    4 – Aviação

    Pilotos estão entre os profissionais mais raros de se encontrar hoje nos EUA, e os salários são excelentes. Ou seja, uma das profissões em alta para brasileiros que querem viver o sonho americano.

    Essa escassez de profissionais de aviação se deve ao fato de que na última década muitos pilotos americanos foram trabalhar em outros países. Principalmente nas grandes companhias aéreas do Oriente Médio, além de outros tantos terem se aposentado.

    Confira a média salarial de algumas ocupações relacionadas a área (Fonte: Occupation Outlook Handbook):

    • Transporte aéreo programado: U$173.780 por ano;
    • Transporte aéreo não regular: U$117.030 por ano;
    • Governo federal, excluindo correios: U$111.460 por ano;
    • Atividades de apoio para transporte: U$100.910 por ano.
    Pessoa entregando dois passaportes a outra
    Para quem procura profissões em alta nos EUA, é importante estar atento a aspectos como ser fluente em inglês e saber os caminhos para se tornar um imigrante legal

    5 – Tecnologia da Informação (TI)

    Uma das áreas com maior demanda de profissionais é a de Tecnologia da Informação, sendo os engenheiros de computação e de sistemas os mais valorizados no exterior. Os brasileiros formados em TI encontram ótimas oportunidades nos Estados Unidos.

    Isso porque, de acordo com o Bureau of Labor and Statistics (BLS), órgão do governo que avalia e classifica as condições do mercado de trabalho americano, nunca houve uma escassez tão grande de profissionais de TI nos EUA como nos dias atuais.

    Assim como acontece com várias outras profissões, os Estados Unidos precisam recorrer ao talento de profissionais estrangeiros para atender à demanda exigida pelo mercado de tecnologia da informação.

    Não por acaso, aproximadamente 35% dos profissionais de TI que atualmente trabalham em grandes empresas dos EUA, são provenientes da China, Índia e Japão.

    Confira a média salarial de algumas ocupações relacionadas a área (Fonte: Occupation Outlook Handbook):

    • Análise de Sistemas: U$93.730 por ano;
    • Análise de Segurança da Informação: U$103.590 por ano;
    • Desenvolvimento Web e Designer: US$77.200 por ano;
    • Arquitetura de Redes de Computadores: U$116.780 por ano.

    6 – Advocacia

    Os advogados são muito bem valorizados na América do Norte, o que pode ser uma ótima oportunidade para quem é formado na área. Afinal, as especialidades desta profissão contam com uma grande abrangência de atuação.

    Quem tem especialização em advocacia corporativa, por exemplo, pode trabalhar para um negócio ou empresa. Você se dedica integralmente a uma única instituição ao invés de ter vários clientes.

    Com isso, você fornece proteção e serviços legais à uma empresa como um todo, além de seus funcionários. 

    E você pode trabalhar dentro do escritório da empresa ou até mesmo ficar viajando para resolver os problemas e participar de reuniões e julgamentos.

    Um profissional da área pode chegar a ganhar por ano entre US$97.711 e US$117.588.

    Dicas para trabalhar nos EUA

    Agora que você já sabe as profissões em alta nos EUA, lembre-se que para tentar a vida nos Estados Unidos é preciso saber falar inglês. Além das dificuldades, é necessário cumprir as exigências para conseguir o visto de trabalho.

    Lembre-se também que, diferente do Brasil, o salário nos Estados Unidos é calculado por hora de trabalho.

    A média da carga horária é de 34,5 horas por semana e o valor mínimo da hora trabalhada estabelecido por lei é de US$7,25. Assim, os ganhos mensais são de cerca de US$1.256, a depender do tipo de emprego que você consiga.

    Ficou interessado em viver o sonho americano? Confira mais dicas para ganhar dinheiro trabalhando nos EUA

    *Colaboração: Juliana Favorito

    O que achou disso?

    Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 98

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?