Mais
    InícioCriptomoedaQueda do Bitcoin: entenda o que fazer com os investimentos

    Queda do Bitcoin: entenda o que fazer com os investimentos

    4.3
    (7)

    No final de janeiro, o mercado financeiro se deparou com a surpresa de mais uma queda do Bitcoin. A criptomoeda despencou em 10,57%, tendo o seu valor atingindo US$37.772.

    Publicidade

    Na mesma época, o Ethereum perdeu 15,56%, tendo um valor de mercado de US$2.635.

    Mas esse movimento do mercado não parou por aí. No último dia 10 de maio, o BTC atingiu seu menor valor em quase um ano, ficando abaixo dos US$30 mil, uma queda de cerca de 15% na parcial do mês.

    Com isso, a cripto já perdeu mais da metade de seu valor desde que atingiu o pico de US$69 mil, em novembro do ano passado.

    É importante ressaltar que ativos digitais, por sua própria natureza, possuem uma volatilidade muito grande. Ou seja, variam muito de preço.

    Mas o que poderia ter levado à queda do Bitcoin e de outras criptomoedas de forma tão “surpreendente”? É o que você vai descobrir lendo este artigo!

    Publicidade

    O que levou à queda do Bitcoin logo no ínicio de 2022

    Essa não é a primeira vez que o Bitcoin tem uma queda no seu valor de mercado e, provavelmente, também não será a última. Mas é importante entender o que tem levado a criptomoeda a ter essas oscilações.

    De acordo com a CoinGlass, a explicação pode ser a continuação da tendência de fuga de capital para investimentos que são considerados mais seguros. E isso se dá por conta do receio que os bancos centrais devem retomar o ritmo das taxas de juros. 

    Mas o que isso significa? Que as instituições financeiras vão aumentar a atratividade dos títulos públicos, fazendo com que os investidores voltem a aplicar nesse tipo de investimento.

    Além disso, outro motivo que pode ter levado a queda do Bitcoin é a inflação em diversos países do mundo e a sinalização do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, do aumento da taxa de juros.

    Tudo isso acaba impactando diretamente no mercado de ações, mas principalmente às empresas de tecnologia e ativos digitais.

    Publicidade

    Em maio do ano passado o Bitcoin já tinha sofrido uma queda

    Em maio de 2021, a criptomoeda sofreu uma queda histórica com uma baixa de cerca de 17%.

    Elon Musk, CEO da empresa de carros elétricos Tesla e segundo homem mais rico do mundo, declarou em seu Twitter que a Tesla suspendeu a venda de automóveis por Bitcoin.

    Imagem com foco em um criptomoeda Bitcoin dourada e uma tela com gráficos ao fundo
    O Bitcoin começou 2022 sofrendo uma queda no seu valor de mercado. Baixa já passa dos 50%

    O motivo para isso conforme seu tweet se deve às questões ambientais que envolvem a criptomoeda. Desde então, o Bitcoin apresentou uma queda de mais de 22% em sete dias segundo o Coin Market Cap, site de monitoramento de criptomoedas.

    Veja a tradução do tweet de Elon Musk abaixo:

    “A Tesla está suspendendo a venda de veículos utilizando o Bitcoin. Estamos preocupados com o rápido uso crescente de combustíveis fósseis para mineração e transações de Bitcoins, especialmente carvão, que tem as piores emissões de qualquer combustível. A criptomoeda é uma boa ideia em vários níveis e acreditamos que ela tem um futuro promissor, mas isso não pode custar muito para o meio ambiente. A Tesla não venderá nenhum Bitcoin e pretendemos usá-lo para transações assim que a mineração fizer a transição para uma energia mais sustentável. Também estamos analisando outras criptomoedas que usam menos que 1% da energia do Bitcoin para transações.”

    Tweet de Elon Musk, CEO da Tesla

    A volatilidade apresentada pela criptomoeda mexeu com a apreensão de investidores que aplicam seu dinheiro em Bitcoin. Principalmente porque, a queda do Bitcoin não apresentou ainda uma recuperação considerável.

    Publicidade

    O que fazer com os investimentos em Bitcoin?

    Primeiramente, apesar da queda do Bitcoin, a moeda ainda apresenta um valor alto. Segundo o Coin Market Cap, seu valor de mercado gira em torno de R$199 mil.

    No entanto, de acordo com especialistas em criptomoedas, a queda do Bitcoin se refere a um receio do mercado financeiro. E que por mais que o seu valor esteja caindo, essa variação tem a ver com uma reação a curto prazo.

    Para que o investimento continue em queda, serão necessárias outras medidas. Mas a esperança do mercado é que a criptomoeda volte a crescer.

    Ainda que a moeda apresente uma queda, ela não perderá a sua grandeza e dificilmente deixará o posto de criptomoeda mais valorizada do mundo.

    A queda do Bitcoin por outro ponto de vista

    Conforme outras análises do mercado financeiro estrangeiro, a decisão de Elon Musk foi feita para amenizar a pressão feita por investidores da Tesla preocupados com o aquecimento global e o meio ambiente.

    Isso porque, a própria Tesla realizava investimentos em Bitcoin.

    Então, existe uma outra corrente de pensamento que acredita que a própria Tesla deixará momentaneamente de aceitar o Bitcoin, mas que poderá retornar a aceitar em qualquer momento.

    Ou ainda, que esse seria um “truque” do CEO para aumentar os investimentos em outras criptomoedas. Afinal, não é novidade que Musk é um forte entusiasta da Dogecoin, a moeda meme e que o mesmo é considerado um termômetro para esse mercado.

    Por isso, a dica para quem investe em Bitcoin e se assustou com a queda é: não venda ou se desfaça de suas criptomoedas enquanto não houver uma posição clara do mercado financeiro.

    Por fim, esteja sempre atento às notícias da criptomoeda, aos próximos passos do Bitcoin e, principalmente, ao posicionamento do Bitcoin quanto aos processos de mineração.

    Gostou do nosso conteúdo? Confira agora se o Bitcoin pode perder espaço para a Ethereum.

    * Colaboração: Tamires Silva

    O que achou disso?

    Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 7

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Redação
    Redação
    O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioCriptomoedaQueda do Bitcoin: entenda o que fazer com os investimentos

    Queda do Bitcoin: entenda o que fazer com os investimentos

    4.3
    (7)

    No final de janeiro, o mercado financeiro se deparou com a surpresa de mais uma queda do Bitcoin. A criptomoeda despencou em 10,57%, tendo o seu valor atingindo US$37.772.

    Publicidade

    Na mesma época, o Ethereum perdeu 15,56%, tendo um valor de mercado de US$2.635.

    Mas esse movimento do mercado não parou por aí. No último dia 10 de maio, o BTC atingiu seu menor valor em quase um ano, ficando abaixo dos US$30 mil, uma queda de cerca de 15% na parcial do mês.

    Com isso, a cripto já perdeu mais da metade de seu valor desde que atingiu o pico de US$69 mil, em novembro do ano passado.

    É importante ressaltar que ativos digitais, por sua própria natureza, possuem uma volatilidade muito grande. Ou seja, variam muito de preço.

    Mas o que poderia ter levado à queda do Bitcoin e de outras criptomoedas de forma tão “surpreendente”? É o que você vai descobrir lendo este artigo!

    Publicidade

    O que levou à queda do Bitcoin logo no ínicio de 2022

    Essa não é a primeira vez que o Bitcoin tem uma queda no seu valor de mercado e, provavelmente, também não será a última. Mas é importante entender o que tem levado a criptomoeda a ter essas oscilações.

    De acordo com a CoinGlass, a explicação pode ser a continuação da tendência de fuga de capital para investimentos que são considerados mais seguros. E isso se dá por conta do receio que os bancos centrais devem retomar o ritmo das taxas de juros. 

    Mas o que isso significa? Que as instituições financeiras vão aumentar a atratividade dos títulos públicos, fazendo com que os investidores voltem a aplicar nesse tipo de investimento.

    Além disso, outro motivo que pode ter levado a queda do Bitcoin é a inflação em diversos países do mundo e a sinalização do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, do aumento da taxa de juros.

    Tudo isso acaba impactando diretamente no mercado de ações, mas principalmente às empresas de tecnologia e ativos digitais.

    Publicidade

    Em maio do ano passado o Bitcoin já tinha sofrido uma queda

    Em maio de 2021, a criptomoeda sofreu uma queda histórica com uma baixa de cerca de 17%.

    Elon Musk, CEO da empresa de carros elétricos Tesla e segundo homem mais rico do mundo, declarou em seu Twitter que a Tesla suspendeu a venda de automóveis por Bitcoin.

    Imagem com foco em um criptomoeda Bitcoin dourada e uma tela com gráficos ao fundo
    O Bitcoin começou 2022 sofrendo uma queda no seu valor de mercado. Baixa já passa dos 50%

    O motivo para isso conforme seu tweet se deve às questões ambientais que envolvem a criptomoeda. Desde então, o Bitcoin apresentou uma queda de mais de 22% em sete dias segundo o Coin Market Cap, site de monitoramento de criptomoedas.

    Veja a tradução do tweet de Elon Musk abaixo:

    “A Tesla está suspendendo a venda de veículos utilizando o Bitcoin. Estamos preocupados com o rápido uso crescente de combustíveis fósseis para mineração e transações de Bitcoins, especialmente carvão, que tem as piores emissões de qualquer combustível. A criptomoeda é uma boa ideia em vários níveis e acreditamos que ela tem um futuro promissor, mas isso não pode custar muito para o meio ambiente. A Tesla não venderá nenhum Bitcoin e pretendemos usá-lo para transações assim que a mineração fizer a transição para uma energia mais sustentável. Também estamos analisando outras criptomoedas que usam menos que 1% da energia do Bitcoin para transações.”

    Tweet de Elon Musk, CEO da Tesla

    A volatilidade apresentada pela criptomoeda mexeu com a apreensão de investidores que aplicam seu dinheiro em Bitcoin. Principalmente porque, a queda do Bitcoin não apresentou ainda uma recuperação considerável.

    Publicidade

    O que fazer com os investimentos em Bitcoin?

    Primeiramente, apesar da queda do Bitcoin, a moeda ainda apresenta um valor alto. Segundo o Coin Market Cap, seu valor de mercado gira em torno de R$199 mil.

    No entanto, de acordo com especialistas em criptomoedas, a queda do Bitcoin se refere a um receio do mercado financeiro. E que por mais que o seu valor esteja caindo, essa variação tem a ver com uma reação a curto prazo.

    Para que o investimento continue em queda, serão necessárias outras medidas. Mas a esperança do mercado é que a criptomoeda volte a crescer.

    Ainda que a moeda apresente uma queda, ela não perderá a sua grandeza e dificilmente deixará o posto de criptomoeda mais valorizada do mundo.

    A queda do Bitcoin por outro ponto de vista

    Conforme outras análises do mercado financeiro estrangeiro, a decisão de Elon Musk foi feita para amenizar a pressão feita por investidores da Tesla preocupados com o aquecimento global e o meio ambiente.

    Isso porque, a própria Tesla realizava investimentos em Bitcoin.

    Então, existe uma outra corrente de pensamento que acredita que a própria Tesla deixará momentaneamente de aceitar o Bitcoin, mas que poderá retornar a aceitar em qualquer momento.

    Ou ainda, que esse seria um “truque” do CEO para aumentar os investimentos em outras criptomoedas. Afinal, não é novidade que Musk é um forte entusiasta da Dogecoin, a moeda meme e que o mesmo é considerado um termômetro para esse mercado.

    Por isso, a dica para quem investe em Bitcoin e se assustou com a queda é: não venda ou se desfaça de suas criptomoedas enquanto não houver uma posição clara do mercado financeiro.

    Por fim, esteja sempre atento às notícias da criptomoeda, aos próximos passos do Bitcoin e, principalmente, ao posicionamento do Bitcoin quanto aos processos de mineração.

    Gostou do nosso conteúdo? Confira agora se o Bitcoin pode perder espaço para a Ethereum.

    * Colaboração: Tamires Silva

    O que achou disso?

    Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 7

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?