Mais
    InícioNotíciasEconomiaConheça as regras para emissão da carteira de trabalho digital

    Conheça as regras para emissão da carteira de trabalho digital

    0
    (0)

    As regras para a emissão da carteira de trabalho digital já estão em vigor desde setembro de 2019. Desde então, já registrou 500 milhões de acessos, de acordo com o governo federal.

    Publicidade

    O documento passou a substituir o documento físico de papel, sendo emitida automaticamente para todo brasileiro ou estrangeiro que tenha inscrição no Cadastro das Pessoas Físicas (CPF).

    Dessa maneira, não é mais necessária a emissão do documento físico em papel para contratação em empresas que já utilizam o eSocial.

    Contudo, vale ressaltar que a carteira física continua valendo para quem já tinha o documento. Para os novos trabalhadores, fica valendo a nova versão digital.

    + Como consultar o PIS na Carteira de Trabalho Digital

    Como obter a Carteira de Trabalho Digital

    Antes de gerar o documento online, o trabalhador precisa ter um cadastro no Gov.BR. Para isso, é só entrar no site do governo e fazer um cadastro rápido. Com o login e senha em mãos, você deve:

    • Acessar a loja de aplicativos do seu celular (Android e iOS);
    • Procurar por “Carteira de Trabalho Digital” e clicar para fazer o download (instalar);
    • Abrir o aplicativo e informar o CPF;
    • Na página seguinte, digitar a senha cadastrada no Gov.BR.

    Você também pode realizar o procedimento pelo computador. Basta acessar a página de serviços digitais do governo e:

    Publicidade
    • Selecionar “Carteira de Trabalho Digital”;
    • Clicar no botão verde “Solicitar”;
    • Clicar no botão azul “Quero me cadastrar”;
    • Preencher os dados solicitados e clicar em “Cadastrar”;
    • Se aparecer uma mensagem dizendo que você já tem cadastro, é só clicar no respectivo botão e fazer o login com as informações do Gov.BR.

    Posso ver todo o meu histórico profissional no aplicativo?

    Em teoria, sim. Porém, contratos mais antigos podem aparecer com certas divergências na versão digital.

    Por isso, o documento impresso ainda continua sendo extremamente importante como forma de comprovar suas experiências anteriores. 

    Inclusive, o governo federal recomenda que o trabalhador mantenha a sua antiga carteira de papel guardada, mesmo tendo aderido à carteira digital. 

    homem de terno segurando a carteira
    A carteira de trabalho digital marcou um grande avanço no objetivo de digitalizar e desburocratizar diversos processos

    Empregadores deverão fazer o uso do sistema eSocial

    Os empregadores que têm a obrigação de uso do sistema eSocial, que deverá ser modificado pela Medida Provisória, não serão obrigados a emitir recibos referentes à apresentação da carteira digital dos trabalhadores.

    De acordo com a portaria, as informações contratuais deverão estar disponíveis eletronicamente após o processamento das respectivas anotações.

    Publicidade

    Além disso, essa Medida Provisória da Liberdade Econômica foi anunciada pelo governo como um pacote para desburocratizar as relações de trabalhadores. Assim como para facilitar a abertura de empresas. 

    Entre as principais mudanças estão a flexibilização de algumas regras trabalhistas, como por exemplo, o registro de ponto. Além de eliminar alvarás para atividades de baixo risco. 

    É importante frisar que o Ministério da Economia informou que o documento em papel deve ser guardado.

    Isso porque ele poderá ser necessário no momento de comprovar o tempo de serviço de alguma empresa na qual você trabalhou.

    + Conheça as regras para emissão da carteira de trabalho digital

    Publicidade

    Como fica o processo de demissão?

    processo de demissão de um colaborador via CTPS digital também foi simplificado. Isso porque o RH consegue dar baixa no documento de maneira online e instantânea, comunicando aos órgãos de trabalho que aquele colaborador foi desligado da empresa.

    Assim, com carteira de trabalho digital é mais fácil para o antigo colaborador dar entrada nos processo de acionar o seguro-desemprego e até mesmo do saque de FGTS (caso seja uma demissão sem justa causa). 

    Muitas pessoas podem até não se adaptar rápido com a carteira digital, mas não podem negar que ela está facilitando e muito a admissão rápida, a entrega e liberação de documentos importantes aos colaboradores.

    Funcionamento do eSocial com a carteira de trabalho digital

    As empresas que já utilizam o eSocial podem contratar os futuros funcionários sem a necessidade de exigir deles o documento físico.

    O que irá facilitar o acesso ao mercado, já que não será mais necessário apresentar a carteira de papel para ingressar em um novo emprego.

    Isso, segundo o governo, resultará na simplificação e desburocratização de todo o processo. Sendo assim, com as novas regras as anotações que antes ficavam na carteira de papel passarão a ser realizadas eletronicamente.

    Para acompanhar todas essas anotações, o trabalhador poderá utilizar um aplicativo chamado Carteira de Trabalho Digital, com versões para iOS e Android. Ou ainda acessar o site.

    Quais as vantagens da Carteira de Trabalho Digital para os trabalhadores e para as empresas?

    Como toda mudança, todos esperavam alguma melhoria no processo de contratação e afins com a Carteira de Trabalho Digital. E foi exatamente isso que aconteceu.

    Mas as melhorias não servem somente para as empresas. Os trabalhadores também terão boas vantagens com a nova Carteira de Trabalho. Veja quais são elas:

    Vantagens para os trabalhadores

    • Não precisa da versão impressa;
    • É possível baixar a carteira de trabalho digital no smartphone, bem como o arquivo PDF;
    • Não é preciso decorar o antigo número da CTPS, pois a identificação agora é com o CPF.

    Vantagens para as empresas

    • Dispensa do manuseio do documento físico;
    • Não há mais necessidade de anotar informações no documento impresso, e nem lançar dados na CTPS digital;
    • Automatização do preenchimento das informações de contratação na carteira, que serão copiadas automaticamente do eSocial para a carteira digital.

    Gostou deste conteúdo? Então compartilhe com um amigo e deixe um comentário!

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Redação
    Redação
    O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasEconomiaConheça as regras para emissão da carteira de trabalho digital

    Conheça as regras para emissão da carteira de trabalho digital

    0
    (0)

    As regras para a emissão da carteira de trabalho digital já estão em vigor desde setembro de 2019. Desde então, já registrou 500 milhões de acessos, de acordo com o governo federal.

    Publicidade

    O documento passou a substituir o documento físico de papel, sendo emitida automaticamente para todo brasileiro ou estrangeiro que tenha inscrição no Cadastro das Pessoas Físicas (CPF).

    Dessa maneira, não é mais necessária a emissão do documento físico em papel para contratação em empresas que já utilizam o eSocial.

    Contudo, vale ressaltar que a carteira física continua valendo para quem já tinha o documento. Para os novos trabalhadores, fica valendo a nova versão digital.

    + Como consultar o PIS na Carteira de Trabalho Digital

    Como obter a Carteira de Trabalho Digital

    Antes de gerar o documento online, o trabalhador precisa ter um cadastro no Gov.BR. Para isso, é só entrar no site do governo e fazer um cadastro rápido. Com o login e senha em mãos, você deve:

    • Acessar a loja de aplicativos do seu celular (Android e iOS);
    • Procurar por “Carteira de Trabalho Digital” e clicar para fazer o download (instalar);
    • Abrir o aplicativo e informar o CPF;
    • Na página seguinte, digitar a senha cadastrada no Gov.BR.

    Você também pode realizar o procedimento pelo computador. Basta acessar a página de serviços digitais do governo e:

    Publicidade
    • Selecionar “Carteira de Trabalho Digital”;
    • Clicar no botão verde “Solicitar”;
    • Clicar no botão azul “Quero me cadastrar”;
    • Preencher os dados solicitados e clicar em “Cadastrar”;
    • Se aparecer uma mensagem dizendo que você já tem cadastro, é só clicar no respectivo botão e fazer o login com as informações do Gov.BR.

    Posso ver todo o meu histórico profissional no aplicativo?

    Em teoria, sim. Porém, contratos mais antigos podem aparecer com certas divergências na versão digital.

    Por isso, o documento impresso ainda continua sendo extremamente importante como forma de comprovar suas experiências anteriores. 

    Inclusive, o governo federal recomenda que o trabalhador mantenha a sua antiga carteira de papel guardada, mesmo tendo aderido à carteira digital. 

    homem de terno segurando a carteira
    A carteira de trabalho digital marcou um grande avanço no objetivo de digitalizar e desburocratizar diversos processos

    Empregadores deverão fazer o uso do sistema eSocial

    Os empregadores que têm a obrigação de uso do sistema eSocial, que deverá ser modificado pela Medida Provisória, não serão obrigados a emitir recibos referentes à apresentação da carteira digital dos trabalhadores.

    De acordo com a portaria, as informações contratuais deverão estar disponíveis eletronicamente após o processamento das respectivas anotações.

    Publicidade

    Além disso, essa Medida Provisória da Liberdade Econômica foi anunciada pelo governo como um pacote para desburocratizar as relações de trabalhadores. Assim como para facilitar a abertura de empresas. 

    Entre as principais mudanças estão a flexibilização de algumas regras trabalhistas, como por exemplo, o registro de ponto. Além de eliminar alvarás para atividades de baixo risco. 

    É importante frisar que o Ministério da Economia informou que o documento em papel deve ser guardado.

    Isso porque ele poderá ser necessário no momento de comprovar o tempo de serviço de alguma empresa na qual você trabalhou.

    + Conheça as regras para emissão da carteira de trabalho digital

    Publicidade

    Como fica o processo de demissão?

    processo de demissão de um colaborador via CTPS digital também foi simplificado. Isso porque o RH consegue dar baixa no documento de maneira online e instantânea, comunicando aos órgãos de trabalho que aquele colaborador foi desligado da empresa.

    Assim, com carteira de trabalho digital é mais fácil para o antigo colaborador dar entrada nos processo de acionar o seguro-desemprego e até mesmo do saque de FGTS (caso seja uma demissão sem justa causa). 

    Muitas pessoas podem até não se adaptar rápido com a carteira digital, mas não podem negar que ela está facilitando e muito a admissão rápida, a entrega e liberação de documentos importantes aos colaboradores.

    Funcionamento do eSocial com a carteira de trabalho digital

    As empresas que já utilizam o eSocial podem contratar os futuros funcionários sem a necessidade de exigir deles o documento físico.

    O que irá facilitar o acesso ao mercado, já que não será mais necessário apresentar a carteira de papel para ingressar em um novo emprego.

    Isso, segundo o governo, resultará na simplificação e desburocratização de todo o processo. Sendo assim, com as novas regras as anotações que antes ficavam na carteira de papel passarão a ser realizadas eletronicamente.

    Para acompanhar todas essas anotações, o trabalhador poderá utilizar um aplicativo chamado Carteira de Trabalho Digital, com versões para iOS e Android. Ou ainda acessar o site.

    Quais as vantagens da Carteira de Trabalho Digital para os trabalhadores e para as empresas?

    Como toda mudança, todos esperavam alguma melhoria no processo de contratação e afins com a Carteira de Trabalho Digital. E foi exatamente isso que aconteceu.

    Mas as melhorias não servem somente para as empresas. Os trabalhadores também terão boas vantagens com a nova Carteira de Trabalho. Veja quais são elas:

    Vantagens para os trabalhadores

    • Não precisa da versão impressa;
    • É possível baixar a carteira de trabalho digital no smartphone, bem como o arquivo PDF;
    • Não é preciso decorar o antigo número da CTPS, pois a identificação agora é com o CPF.

    Vantagens para as empresas

    • Dispensa do manuseio do documento físico;
    • Não há mais necessidade de anotar informações no documento impresso, e nem lançar dados na CTPS digital;
    • Automatização do preenchimento das informações de contratação na carteira, que serão copiadas automaticamente do eSocial para a carteira digital.

    Gostou deste conteúdo? Então compartilhe com um amigo e deixe um comentário!

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?