Conversor de moedas Transferência internacional

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Teve problemas na Black Friday 2018? Veja o que fazer

Escrito por: Priscila Gomes em 6 de dezembro de 2018

Às vezes não tem jeito: você se planeja, pesquisa minuciosamente e aproveita as promoções da maneira mais consciente possível e, mesmo assim, tem problemas na Black Friday. Isso aconteceu com você este ano? Separamos algumas dicas que podem ser úteis nesta situação.

Os problemas mais comuns são os produtos com defeito, compra cancelada sem motivo aparente e falta de entrega. Caso tenha se deparado com algum desses empecilhos, certamente há um jeito de resolver.

Problemas na Black Friday 2018

Problemas mais comuns na Black Friday 2018

Prazo de entrega indefinido

É comum nesta época de promoções que as empresas não deixem claro o período para entrega do produto. Segundo o Código de Defesa do Consumidor, a indefinição do prazo é uma prática abusiva.

O indicado é que os consumidores inicialmente procurem o fornecedor para a definição do prazo. Em casos de não comparecimento, entre em contato com o Procon e denuncie.

Prazo de entrega não cumprido

O correto é o fornecedor indicar, no ato da compra, o prazo para entrega do produto. O que não é permitido é apenas o status de “prazo indefinido”. Se a entrega não for feita no período indicado na compra, o Código de Defesa do Consumidor também tem regras específicas:

  • o cliente pode exigir a entrega pelo produto ou outro equivalente;
  • o consumidor pode fazer o cancelamento da compra (desistência com restituição total do valor e frete).

Independentemente da escolha é recomendado enviar um e-mail ou uma carta para a empresa. Lembre-se: se escolher uma carta, faça com aviso de recebimento.

Compra cancelada

Se não houver justificativa para o cancelamento, a fornecedora está descumprindo o artigo 51 do Código de Defesa do Consumidor. O cliente pode exigir a entrega ou a devolução do dinheiro investido.

A primeira opção pode ser interessante porque os preços da Black Friday são baixos. Com isso, promoções como as que conseguiu não devem acontecer com frequência em alguns meses.

Produto com defeito

O produto chegou com defeito e você nem imaginava? A loja não informou sobre eventuais falhas estéticas ou tecnológicas? Informe à loja ou fabricante e em até 30 dias o problema deve ser reparado.

Caso o conserto não seja realizado neste tempo, o consumidor pode exigir a troca por outro produto, a devolução do dinheiro ou abatimento do valor total.

Preço mais alto após compra

Se o seu problema com a Black Friday este ano foi com os preços, existem possibilidades de reivindicação do valor no pós-compra. Para isso, entre em contato com o SAC da loja, ouvidoria ou com o Procon.

É importante que o cliente tenha todos os documentos que provam a diferença dos valores. Pode ser um print screen da tela no site, encarte ou qualquer outro tipo de comprovante.

Falso desconto

A maquiagem dos descontos é muito comum na Black Friday e é ilegal. Se você se deparar com este tipo de irregularidade, tire print screen das telas para comprovação junto ao Procon.

Verificar sites que fazem monitoramento de valores pode colaborar para que os direitos do consumidor sejam cumpridos. Veja os valores do produto antes, durante e depois das promoções.

Desistência da compra

Ao comprar pela internet, o consumidor tem direito de desistir da compra. O motivo disso é que o produto não foi avaliado pessoalmente antes, então, o cliente pode mudar de ideia nessas situações.

Para isso, deve se atentar ao prazo de sete dias (a partir do recebimento), se deseja – ou não – ficar com o produto. Se preferir pela devolução, a loja ou fabricante deve devolver o valor investido por você sem qualquer tipo de acréscimo.

Falta de contato com a loja

Se você respeitou os prazos, fez tudo certinho para resolver seu problema e a fornecedora não se prontificou, é possível registrar uma reclamação no Procon ou no site do Ministério da Justiça, o consumidor.org.br.

Problemas na Black Friday 2018

Desafios pós-Black Friday

Para continuar com as vendas em alta após a Black Friday, surgiu a Cyber Monday (ou Segunda Cibernética), também com preços baixos. As lojas participantes trazem diversos tipos de promoções, mas o foco é, principalmente, as lojas online.

Neste ano, mega redes como Ponto Frio, Netshoes, Amazon, Sephora e Lojas Americanas participaram das megaliquidações.

Mas como nem tudo são flores, com o Natal e o Ano Novo a caminho, é importante que o consumidor se atente e garanta, de fato, os melhores preços. A maquiagem dos valores ou o mais famoso “metade do dobro” são comuns nessa época do ano.

Por isso, é interessante acompanhar sites que oferecem gratuitamente o monitoramento dos preços. Inclusive, há diversos aplicativos de preços também. Não deixe de pesquisar e economizar nas próximas compras!

Conte para nós nos comentários: você teve problemas na Black Friday 2018?

Priscila Gomes

Jornalista. Gosto de abraços, aniversários e do Natal. Atualmente produzo conteúdo para internet e faço assessoria sindical.

Deixe um comentário

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

coach financeiro
escolhas que milionários fazem e você deveria seguir
Como economizar na ceia de natal
idosos sustentam a casa
Canais sobre finanças no YouTube