Conversor de moedas Transferência internacional

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Treasuries americanos: os títulos “mais seguros do mundo”

Escrito por: Redação em 17 de maio de 2018

Muito conhecido no Brasil, o Tesouro Direto – Programa do Tesouro Nacional desenvolvido com a BM&F Bovespa -, é um tipo de investimento de renda fixa que compreende a venda de títulos públicos federais para pessoas físicas. Essa venda acontece por meio da internet. O que você não deve saber é que existem os Treasuries americanos, ou seja, os títulos emitidos pelos Estados Unidos.

No Brasil, o Tesouro Direto tem títulos com diferentes tipos de rentabilidade: prefixada, ligada à variação da inflação ou à variação da taxa de juros básica da economia, a Selic. Além disso, possui diferentes prazos de vencimento e de fluxos de remuneração, boa rentabilidade e liquidez diária.

Por ser de renda fixa, é também uma aplicação com menos risco no mercado de investimento. O Tesouro Direto funciona com a compra de títulos públicos. São os ativos de renda fixa em que o rendimento pode ser calculado no momento da compra. Essa é a diferença para a renda variável, como as ações, em que a remuneração não é conhecida no momento de aquisição do ativo.

A compra de um título público significa que você empresta dinheiro ao governo em troca de uma remuneração com juros por esse empréstimo. Esse tipo de aplicação serve para o investimento do governo em áreas de desenvolvimento do país. Os títulos do Tesouro Direto são negociados escrituralmente, não existe um documento físico que representa o título.

A garantia da aplicação é através do número de protocolo gerado a cada operação e o título adquirido ficará registrado no seu CPF. Toda consulta pode ser realizada diretamente no site do Tesouro Direto nacional, assim como todas as orientações para investir nesse ativo. Mas, viemos falar dos Treasuries americanos, conhecidos como os “títulos mais seguros do mundo”.

Treasuries americanos são conhecidos como os títulos mais seguros do mundo
Treasuries americanos são conhecidos como os títulos “mais seguros do mundo”

Por que Treasuries são os títulos mais seguros do mundo?

No dia 24 de abril, os Treasuries de 10 anos atingiram 3% pela primeira vez em quatro anos. Isso deu o que falar no mercado de investimentos, principalmente por causar a alta do dólar. Os Treasuries, assim como os títulos no Brasil, são títulos públicos para financiar a dívida do governo norte-americano.

Com isso, são considerados os “investimentos mais seguros do mundo”. Quando existe especulação sobre instabilidade no mercado, a busca por esses títulos costuma ser maior. Principalmente no momento em que houve especulação sobre o aumento da inflação nos Estados Unidos. O que levaria o Banco Central de lá, o FED (Federal Reserve), a aumentar as taxas de juros e reduzir a liquidez de recursos nos mercados.

E quando os títulos norte-americanos rendem mais, o dólar tende a aumentar também. Que foi o que aconteceu. Mas, por que são considerados os “títulos mais seguros do mundo”? Acredita-se que um calote dos Estados Unidos seja quase impossível. Podemos fazer um paralelo com o Tesouro Direto no Brasil, um investimento considerado seguro e com garantia do Tesouro Nacional.

Portanto, mesmo que não tenham as melhores taxas de rendimento, os Treasuries dos Estados Unidos por oferecerem um baixo risco de não devolver a remuneração, são considerados um investimento “mais seguro”.

Os Treasuries são divididos em três categorias, de acordo com seu prazo de vencimento:

– Treasury Bills tem prazo de até um ano;

– Treasury Notes com prazo de um a dez anos;

– Treasury Bonds com dez anos ou de prazo mais longo.

O que são os Treasuries americanos?

Citamos que há três tipos de Treasuries. O Treasury Bill (Bill, T-bill) são obrigações do governo americano com prazo que varia de dias a 52 semanas, ou seja, menos de um ano. O Treasury Bond (Bond, T-bond) é acima de 30 anos. Nesse título, o pagamento ocorre a cada seis meses. Treasury Note (Note, T-note) tem prazo de dois a 10 anos e os investidores também são pagos a cada seis meses.

Segundo a BM&FBovespa, os Treasuries são os títulos da dívida pública do Tesouro dos Estados Unidos emitidos pelo Departamento do Tesouro Americano para financiar a dívida do país. O objeto de negociação do produto é a Nota do Tesouro dos Estados Unidos com resgate em dez anos, e cupom de 6% ao ano, em regime de capitalização semianual.

A cotação do US Treasury, explica a BM&FBovespa, é por preço unitário (PU), valor em dólares dos Estados Unidos, para cada USD100,00 de valor de face do título-objeto de negociação. Aplicar nos Treasuries permite ao investidor nacional negociar uma Nota do Tesouro dos Estados Unidos. Esse investimento terá resgate em dez anos, conforme apontamos acima.

Outra vantagem para o investidor no Brasil é que os pagamentos dos ajustes diários e da margem de garantia são realizados em reais.

Conclusão

Como antes de todo investimento, é preciso pesquisar e analisar se é compatível com o seu perfil de investidor. Se você não está seguro com essa aplicação, deve conhecer os tipos de investimento financeiro antes de bater o martelo.

Redação

Criado em 2003, o FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa.

Deixe um comentário

Posts relacionados

Como funciona o Consórcio Honda
Mercado de Capitais
comprar-ações-diretamente-em Wall-Street
Veja qual é o perfil do investidor brasileiro
novos investidores