Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Alta da gasolina: como fica o bolso do motorista?

Escrito por: Rafael Massadar em 10 de maio de 2019

O valor médio da gasolina vendido nos postos brasileiros avançou em 17 estados e no Distrito Federal. Reflexo da maior alta da gasolina desde outubro do ano passado.

Nas refinarias, o litro custa pouco mais de R$ 2. No entanto, com os impostos, o preço do combustível nos postos chega a mais de R$ 5 em alguns estados.

Na média nacional, o preço médio avançou 0,02% na semana passada sobre a anterior, de R$ 4,504 para R$ 4,505.

Em São Paulo, maior consumidor do país, o litro da gasolina caiu 0,80%, de R$ 4,248 para R$ 4,214, em média.

No Rio de Janeiro, o combustível subiu 0,58%, de R$ 4,962 para R$ 4,991, em média.

Em Minas Gerais, houve alta no preço médio da gasolina de 0,27%, de R$ 4,794 para R$ 4,807 o litro.

Os dados são da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), compilados pelo AE-Taxas.

Segundo dados consolidados pela Petrobras com base no levantamento da ANP, os impostos estaduais são responsáveis por cerca de 29% do preço final pago pelo consumidor.

alta da gasolina

Qual o motivo da alta da gasolina?

A Petrobras explica que a política de preços para a gasolina tem como base o preço de paridade de importação. Ou seja, depende do valor do barril de petróleo no mercado internacional e da cotação do dólar.

Portanto, se o petróleo ficar mais caro no mercado internacional, a tendência é haver um aumento no preço dos combustíveis nas refinarias brasileiras. Consequentemente, na bomba.

Em meio a este cenário, a crise política na Venezuela e o embargo econômico ao país reduziram a oferta de petróleo no mercado internacional. Afinal, o país é responsável por parte considerável da produção.

Resultado: com menos oferta, a tendência é o preço do petróleo subir.

Contudo, apenas no mês de abril, a Petrobras realizou três reajustes para cima no preço da gasolina.

No entanto, sempre acompanhando o mercado internacional dentro da tendência política liberal do atual Governo Federal.

Em 2019 já existe um aumento acumulado de 35,5% no preço do combustível nas refinarias da Petrobras.

7 dicas para economizar em meio à alta da gasolina

Em tempos de alta da gasolina e alguns locais do país cobrando R$ 5 o litro, economizar é a ordem para uma boa gestão financeira.

Portanto, entendendo as melhores práticas de direção e manutenção do carro, é possível reduzir o consumo de combustível.

No entanto, antes de querer saber como economizar gasolina você precisa saber qual é o consumo médio do seu carro.

Para isso, você pode encher o tanque do carro, rodar em torno de 250 quilômetros, e depois ver o quanto foi gasto.

Assim você pode descobrir a média de consumo, e saber quanto cada viagem de carro irá gastar em gasolina.

1 – Calibre os pneus

Pneus descalibrados contribuem para o consumo de até 25% a mais de gasolina, o que no fim do mês pode causar um impacto negativo nas finanças do motorista.

Portanto, crie o hábito de verificar a calibragem a cada 15 dias e siga sempre as recomendações da montadora.

Aliás, essa dica serve para além da economia, tendo em vista que pneus descalibrados comprometem a estabilidade do veículo.

2 – Saiba usar o ar-condicionado

Os carros consomem cerca de 20% a mais de gasolina se estiverem em uma velocidade superior a 80 quilômetros por hora e com os vidros abertos.

O motivo é que o veículo precisa fazer mais força para vencer a resistência do ar, o que interfere diretamente na aerodinâmica.

No entanto, se você estiver dirigindo pela cidade ou em baixa velocidade, vale a pena manter os vidros abertos e desligar o ar-condicionado.

3 – Verifique o alinhamento

Assim como a calibragem dos pneus, o alinhamento e o balanceamento do carro também ajudam a economizar cerca de 10% de gasolina.

O ideal é fazer a manutenção a cada 10 mil quilômetros ou sempre que for necessário montar ou desmontar um pneu em apenas uma única roda.

4 – Saiba trocar a marcha

Muitos motoristas ainda ignoram a importância de fazer uma leitura atenta do manual do proprietário.

No entanto, nesse material é possível encontrar dicas valiosas de como economizar gasolina.

Uma delas é referente à troca correta de marcha, que deve ser feita sempre que o ponteiro da velocidade de giro ou rotações por minuto (rpm) indicar 2.500.

5 – Faça manutenções regularmente

Realizar manutenções básicas e periódicas no veículo também é imprescindível para economizar em tempos de alta da gasolina.

O uso de velas gastas, por exemplo, chega a consumir cerca de 7,5% a mais de combustível.

Outro motivo que colabora para o aumento do consumo de combustível é não manter os filtros de ar limpos. Eles garantem a fluidez necessária para manter o motor funcionando.

Devem ser trocados, em média, a cada 15 mil quilômetros. Rodar com os filtros entupidos faz com que o motorista tenha de gastar cerca de 6,2% a mais com gasolina.

6 – Fique atento ao combustível

Combustível de má procedência não apenas vai aumentar o consumo do seu carro, como também causará impactos à saúde do veículo, e isso acarretará maiores gastos com manutenção.

Ou seja, é uma economia que provavelmente não compensará no fim.

Outro cuidado que deve ser tomado é em relação à utilização de gasolina premium. Fique sempre atento ao que o fabricante indica para o seu caso.

A recomendação é usar gasolina comum. Não caia na propaganda dos frentistas.

Por outro lado, se o seu carro precisa de combustível aditivado, não tente economizar abastecendo de outra forma.

O mesmo vale para veículos flex. Não é porque na bomba o valor do litro do álcool está mais barato que no tanque ele também vai compensar.

Faça sempre as contas antes de escolher uma opção.

7 – Use aplicativos ou ande mais a pé

Pequenos trajetos podem consumir mais gasolina do que percorrer grandes distâncias. Portanto, aderir ao transporte público ou à bicicleta é uma ótima alternativa para a redução do consumo de gasolina.

Além disso, você pode aproveitar esse momento para se exercitar, conhecer coisas novas pelo caminho e ainda diminuir a emissão de gases poluentes no meio ambiente.

Diversos aplicativos focados em mobilidade urbana vêm transformando o cenário de diversas cidades brasileiras. Seja por meio de caronas, bicicletas ou motoristas particulares.

O fato é que muitas pessoas já enxergam as vantagens desses serviços e vêm deixando cada vez mais seus carros na garagem, o utilizando apenas para lazer.

Esses aplicativos podem ajudar muito na economia em ciclos de alta da gasolina.

Rafael Massadar

Jornalista com experiência em redação com pós-graduação em Comunicação Empresarial e Transmídia. Atualmente trabalho como assessor de imprensa.

Deixe um comentário

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

tarifas bancárias
renegociar a dívida
A inexperiência com o dinheiro e a falta de planejamento podem levar ao descontrole financeiro
Fazer compras por impulso ou à crédito pode trazer dívidas no futuro
Guia completo sobre financiamento imobiliário