Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioCriptomoedaBestkoin: saiba o que é a criptomoeda

    Bestkoin: saiba o que é a criptomoeda

    0
    (0)

    A Bestkoin entrou no mercado de turismo brasileiro neste mês. O objetivo é criar um sistema mais rápido e seguro para os turistas que visitam o país.

    Publicidade

    Com base no ethereum e em blockchain, a BestKoin pode funcionar em outras carteiras virtuais. Além de fazer pagamentos individuais por meio de um dos bancos parceiros.

    A tecnologia associada permite ainda fazer face a problemas relacionados com o transporte de grandes quantidades de dinheiro. Além de extinguir taxas de levantamento e possíveis fraudes.

    A empresa responsável garante que a segurança online desta moeda virtual é certificada pelo OTAN. Entre os apoiadores da iniciativa estão instituições de renome do ecossistema financeiro e acadêmico, como Stanford, Harvard, Humbolt, UFRJ, Fitch, Moody’s e o HSBC. Além da Credit Suisse, Citibank, o banco da China, a Bolsa de Londres e o grupo de bolsas da Alemanha.

    Bestkoin

    Mastercard é bandeira oficial da Bestkoin no Brasil

    Para que o projeto funcionasse no Brasil, a Bestkoin fez parceria com duas empresas. A Uzzo ficará responsável por difundir a Bestkoin por todo o país. Já a Mastercard será a bandeira oficial da Bestkoin no Brasil.

    Publicidade

    A Mastercard converterá Bestkoin em real para ser utilizado em um cartão pré-pago aceito em praticamente todos os comércios. Sendo assim, os turistas terão mais conforto ao utilizarem a Bestkoin. Isso porque assim não vão enfrentar as taxas e filas para realizarem o câmbio pelo real após chegarem ao país.

    Além disso, a Bestkoin oferece menores taxas e impede que os fundos sofram variações cambiais durante a viagem. Outro benefício é que o cartão físico não possui anuidade.

    O cartão terá apenas as taxas e tarifas de operação. Por exemplo, a recarga e o saque podem ser utilizados em todos os estabelecimentos que aceitam a bandeira Mastercard.

    A Bestkoin possibilita também a realização de saques 24 horas por dia em todas as lotéricas e na rede Banco 24Horas. Há ainda benefícios como um cashback de até 1% sobre as transações de compra na função crédito e a participação gratuita no programa de vantagens “Mastercard Surpreenda”.

    No próprio aplicativo os usuários podem visualizar a cotação da criptomoeda, solicitar o cartão e administrar a conta. Também será possível acompanhar o saldo em reais e as transações, possibilitando a utilização da criptomoeda a qualquer momento de forma rápida e simples. O atendimento é feito por telefone, e-mail ou chat no aplicativo.

    Publicidade

    Operadora de viagens vai aceitar Bestkoin

    A operadora de viagens Agaxtur já fechou acordo para aceitar pagamentos em bestkoin. Segundo seu presidente, Aldo Leone Filho, as criptomoedas são uma realidade que não podemos nem devemos ignorar.

    Os executivos da Bestkoin afirmaram que já há outros acordos com agências de turismo brasileiras ainda neste ano. O plano é de que parcerias similares sejam anunciadas ao longo de 2019. Estados Unidos, Europa, Coreia do Sul, Japão e países da América do Sul estão na mira da criptomoeda.

    Turismo movimentou US$ 163 bilhões em 2017

    A Bestkoin está de olho no mercado de turismo brasileiro, que em 2017 movimentou US$ 163 bilhões. O que representa 7,9% do Produto Interno Bruto (PIB). Os dados são da Oxford Economic, encomendados pelo Conselho Mundial de Viagens e Turismo.

    Conforme a pesquisa, a previsão é que, até o fim deste ano, a receita do turismo, em relação ao PIB brasileiro, ainda possa crescer 2,5%. No ano passado, o setor gerou quase 7 milhões de postos de trabalho.

    Só nos dois primeiros meses de 2018, apenas os gastos de turistas estrangeiros no Brasil chegaram a US$ 1,39 bilhão (R$ 5,1 milhões). Os números foram divulgados pelo Banco Central, que considerou essa marca a melhor para o período desde a década de 90.

    Publicidade

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Rafael Massadar
    Rafael Massadar
    Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioCriptomoedaBestkoin: saiba o que é a criptomoeda

    Bestkoin: saiba o que é a criptomoeda

    0
    (0)

    A Bestkoin entrou no mercado de turismo brasileiro neste mês. O objetivo é criar um sistema mais rápido e seguro para os turistas que visitam o país.

    Publicidade

    Com base no ethereum e em blockchain, a BestKoin pode funcionar em outras carteiras virtuais. Além de fazer pagamentos individuais por meio de um dos bancos parceiros.

    A tecnologia associada permite ainda fazer face a problemas relacionados com o transporte de grandes quantidades de dinheiro. Além de extinguir taxas de levantamento e possíveis fraudes.

    A empresa responsável garante que a segurança online desta moeda virtual é certificada pelo OTAN. Entre os apoiadores da iniciativa estão instituições de renome do ecossistema financeiro e acadêmico, como Stanford, Harvard, Humbolt, UFRJ, Fitch, Moody’s e o HSBC. Além da Credit Suisse, Citibank, o banco da China, a Bolsa de Londres e o grupo de bolsas da Alemanha.

    Bestkoin

    Mastercard é bandeira oficial da Bestkoin no Brasil

    Para que o projeto funcionasse no Brasil, a Bestkoin fez parceria com duas empresas. A Uzzo ficará responsável por difundir a Bestkoin por todo o país. Já a Mastercard será a bandeira oficial da Bestkoin no Brasil.

    Publicidade

    A Mastercard converterá Bestkoin em real para ser utilizado em um cartão pré-pago aceito em praticamente todos os comércios. Sendo assim, os turistas terão mais conforto ao utilizarem a Bestkoin. Isso porque assim não vão enfrentar as taxas e filas para realizarem o câmbio pelo real após chegarem ao país.

    Além disso, a Bestkoin oferece menores taxas e impede que os fundos sofram variações cambiais durante a viagem. Outro benefício é que o cartão físico não possui anuidade.

    O cartão terá apenas as taxas e tarifas de operação. Por exemplo, a recarga e o saque podem ser utilizados em todos os estabelecimentos que aceitam a bandeira Mastercard.

    A Bestkoin possibilita também a realização de saques 24 horas por dia em todas as lotéricas e na rede Banco 24Horas. Há ainda benefícios como um cashback de até 1% sobre as transações de compra na função crédito e a participação gratuita no programa de vantagens “Mastercard Surpreenda”.

    No próprio aplicativo os usuários podem visualizar a cotação da criptomoeda, solicitar o cartão e administrar a conta. Também será possível acompanhar o saldo em reais e as transações, possibilitando a utilização da criptomoeda a qualquer momento de forma rápida e simples. O atendimento é feito por telefone, e-mail ou chat no aplicativo.

    Publicidade

    Operadora de viagens vai aceitar Bestkoin

    A operadora de viagens Agaxtur já fechou acordo para aceitar pagamentos em bestkoin. Segundo seu presidente, Aldo Leone Filho, as criptomoedas são uma realidade que não podemos nem devemos ignorar.

    Os executivos da Bestkoin afirmaram que já há outros acordos com agências de turismo brasileiras ainda neste ano. O plano é de que parcerias similares sejam anunciadas ao longo de 2019. Estados Unidos, Europa, Coreia do Sul, Japão e países da América do Sul estão na mira da criptomoeda.

    Turismo movimentou US$ 163 bilhões em 2017

    A Bestkoin está de olho no mercado de turismo brasileiro, que em 2017 movimentou US$ 163 bilhões. O que representa 7,9% do Produto Interno Bruto (PIB). Os dados são da Oxford Economic, encomendados pelo Conselho Mundial de Viagens e Turismo.

    Conforme a pesquisa, a previsão é que, até o fim deste ano, a receita do turismo, em relação ao PIB brasileiro, ainda possa crescer 2,5%. No ano passado, o setor gerou quase 7 milhões de postos de trabalho.

    Só nos dois primeiros meses de 2018, apenas os gastos de turistas estrangeiros no Brasil chegaram a US$ 1,39 bilhão (R$ 5,1 milhões). Os números foram divulgados pelo Banco Central, que considerou essa marca a melhor para o período desde a década de 90.

    Publicidade

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?