Mais
    InícioCriptomoedaBitcoin Pizza Day: entenda o que pizza e bitcoin têm a ver

    Bitcoin Pizza Day: entenda o que pizza e bitcoin têm a ver

    0
    (0)

    Você sabia que existe o Bitcoin Pizza Day? A data celebra a primeira compra física com Bitcoin.

    Publicidade

    O feito aconteceu no dia 22 de maio de 2010. Na ocasião, o desenvolvedor de moedas digitais Laszlo Hanyecz resolveu comprovar que o bitcoin poderia ser usado como uma moeda do mundo real.

    O que ele fez? Um dia antes, no dia 21 de maio, Hanyecz ofereceu 10 mil bitcoins no fórum Bitcointalk para qualquer um que pudesse lhe trazer duas pizzas da Papa John. A pizzaria ficava em Jacksonville, Florida, sul dos Estados Unidos, onde ele morava.

    Diz a lenda que um colega programador da Califórnia aceitou a oferta. Telefonou para o local de entrega e pagou pelas pizzas com um cartão de crédito. Hanyecz enviou os bitcoins, e a pizza foi entregue.

    Essa é uma das histórias contadas pelo livro Digital Gold, do americano Nathaniel Poppe. Ele é repórter de criptoeconomia do jornal The New York Times. O profissional resgata o nascimento do Bitcoin e as trajetórias de pessoas que hoje são celebridades do mundo das criptomoedas.

    Bitcoin Pizza Day
    Laszlo Hanyecz e seus filhos com as duas pizzas do Papa John (Crédito: reprodução da internet)

    A pizza mais cara da história

    Na época, 1 Bitcoin (BTC) valia por volta de US$ 0,0041, o que significa que os 10.000 BTC valiam US$ 41.

    Publicidade

    Se tomarmos por base a cotação atual, podemos fazer uma comparação singela. Cada bitcoin está na casa dos US$ 29 mil (R$ 141,1 mil). Isso representa uma valorização astronômica em relação a 2010.

    Ou seja, com 10 mil bitcoins, Laszlo teria em mãos hoje US$ 290 milhões, ou R$ 1,41 bilhão. Imagina a quantidade de pizzas!

    Apesar da valorização da moeda digital, Lazlo Hanyecz diz em diversas entrevistas que não se arrepende. Ele diz que foi ótimo ter feito parte da história inicial do Bitcoin.

    Seu feito fez com que governos e autoridades monetárias começassem a lidar com essas novas moedas globais. Além de ponderar impactos, oportunidades e riscos trazidos por esse novo componente da economia global.

    Por esses motivos, não é à toa que o 22 de maio é considerado um marco histórico para as criptomoedas. Motivando assim a celebração do Bitcoin Pizza Day.

    Publicidade

    Bitcoin Pizza Day revolucionava as criptomoedas

    O legado deixado pela compra original de Laszlo Hanyecz teve um efeito duradouro. Hoje os restaurantes de diversos países também aceitam o Bitcoin como forma de pagamento. Usar moedas virtuais para a aquisição de produtos e serviços começa a ficar cada vez mais comum.

    Não acredita? É só dar uma olhada no mapa interativo Coinmap.org, que aponta os estabelecimentos que já trabalham com meios de pagamento descentralizados e é constantemente atualizado.

    Só no Brasil, mais de 900 empresas já aceitam criptomoedas como forma de pagamento. É o que aponta o levantamento realizado pela CoinMap, provando que a tendência mundial, adotada por quase 30 mil estabelecimentos ao redor do globo, também se confirma no país.

    Para se ter ideia de como o Bitcoin Pizza Day foi importante, em 2023, a prefeitura do Rio de Janeiro vai aceitar o pagamento do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) em criptomoedas.

    Aliado a isso, o Senado aprovou o projeto de lei que regulamenta o mercado e estabelece regras para transações com moedas digitais. A proposta seguiu para análise e votação na Câmara dos Deputados.

    Publicidade

    Estabelecimentos que aceitam Bitcoin

    Como visto o Bitcoin Pizza Day fez história. Hoje, diveros estabelecimentos no Brasil aceitam bitcoins. Um deles é o clube de vinhos por assinatura Wine.

    O empreendimento passou recentemente a aceitar pagamentos em bitcoin. Desenvolvida em parceria com a Redecoin, fintech do grupo SCF Brazil, a operação é feita por meio de um QR Code, processo que se assemelha ao Pix.

    A loja virtual Baleia Mãe do Rio Grande do Norte é outra. Ela oferece eco produtos sustentáveis, de canudos feitos de bambu a coletor menstrual.

    Quem também entrou na onda é a CoguVale que produz cogumelos orgânicos desde 2016. Os pedidos podem ser feitos pelo site e, atualmente, a loja catarinense aceita todas as criptomoedas.

    Caso queira descobrir uma loja mais próxima, ou vai viajar e quer pagar com criptomoedas, o coinmap.org reúne os estabelecimentos de todo o mundo que aceitam criptoativos como forma de pagamento.

    Bitcoin movimenta bilhões de dólares em transações por dia

    Dados da NYDIG, empresa de investimentos em criptoativos que é subsidiária da Sonte Ridge Asset Management, aponta que o bitcoin superou a American Express em volume de transações no ano de 2021.

    A criptomoeda movimentou mais de 3 trilhões de dólares, segundo a empresa, mais que o triplo do volume do ano anterior.

    A Amex reportou um volume de transação de 1,28 trilhão de dólares no ano passado, registrando um aumento de quase 25% em comparação com 2020.

    Contudo, o movimento foi eclipsado pelo bitcoin, que praticamente dobra seu volume de transação a cada ano, embora não de forma constante.

    Para efeitos de comparação, apenas seis anos atrás o volume reportado de negociações em bitcoin foi de 97 bilhões de dólares, apenas 3,2% do número mais recente.

    Entretanto, vale destacar que a Visa, campeã em volumes de transação, também colabora para as movimentações com bitcoin, já que, através de parcerias com empresas do universo cripto e blockchain, a empresa permite o uso de cartões vinculados a contas em criptomoedas.

    Você gostou deste texto sobre o Bitcoin Pizza Day e ele foi relevante para você? Então siga o FinanceOne nas redes sociais e esteja sempre atualizado sobre o mercado financeiro. Estamos no FacebookInstagram e Linkedin.

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Redação
    Redação
    O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioCriptomoedaBitcoin Pizza Day: entenda o que pizza e bitcoin têm a ver

    Bitcoin Pizza Day: entenda o que pizza e bitcoin têm a ver

    0
    (0)

    Você sabia que existe o Bitcoin Pizza Day? A data celebra a primeira compra física com Bitcoin.

    Publicidade

    O feito aconteceu no dia 22 de maio de 2010. Na ocasião, o desenvolvedor de moedas digitais Laszlo Hanyecz resolveu comprovar que o bitcoin poderia ser usado como uma moeda do mundo real.

    O que ele fez? Um dia antes, no dia 21 de maio, Hanyecz ofereceu 10 mil bitcoins no fórum Bitcointalk para qualquer um que pudesse lhe trazer duas pizzas da Papa John. A pizzaria ficava em Jacksonville, Florida, sul dos Estados Unidos, onde ele morava.

    Diz a lenda que um colega programador da Califórnia aceitou a oferta. Telefonou para o local de entrega e pagou pelas pizzas com um cartão de crédito. Hanyecz enviou os bitcoins, e a pizza foi entregue.

    Essa é uma das histórias contadas pelo livro Digital Gold, do americano Nathaniel Poppe. Ele é repórter de criptoeconomia do jornal The New York Times. O profissional resgata o nascimento do Bitcoin e as trajetórias de pessoas que hoje são celebridades do mundo das criptomoedas.

    Bitcoin Pizza Day
    Laszlo Hanyecz e seus filhos com as duas pizzas do Papa John (Crédito: reprodução da internet)

    A pizza mais cara da história

    Na época, 1 Bitcoin (BTC) valia por volta de US$ 0,0041, o que significa que os 10.000 BTC valiam US$ 41.

    Publicidade

    Se tomarmos por base a cotação atual, podemos fazer uma comparação singela. Cada bitcoin está na casa dos US$ 29 mil (R$ 141,1 mil). Isso representa uma valorização astronômica em relação a 2010.

    Ou seja, com 10 mil bitcoins, Laszlo teria em mãos hoje US$ 290 milhões, ou R$ 1,41 bilhão. Imagina a quantidade de pizzas!

    Apesar da valorização da moeda digital, Lazlo Hanyecz diz em diversas entrevistas que não se arrepende. Ele diz que foi ótimo ter feito parte da história inicial do Bitcoin.

    Seu feito fez com que governos e autoridades monetárias começassem a lidar com essas novas moedas globais. Além de ponderar impactos, oportunidades e riscos trazidos por esse novo componente da economia global.

    Por esses motivos, não é à toa que o 22 de maio é considerado um marco histórico para as criptomoedas. Motivando assim a celebração do Bitcoin Pizza Day.

    Publicidade

    Bitcoin Pizza Day revolucionava as criptomoedas

    O legado deixado pela compra original de Laszlo Hanyecz teve um efeito duradouro. Hoje os restaurantes de diversos países também aceitam o Bitcoin como forma de pagamento. Usar moedas virtuais para a aquisição de produtos e serviços começa a ficar cada vez mais comum.

    Não acredita? É só dar uma olhada no mapa interativo Coinmap.org, que aponta os estabelecimentos que já trabalham com meios de pagamento descentralizados e é constantemente atualizado.

    Só no Brasil, mais de 900 empresas já aceitam criptomoedas como forma de pagamento. É o que aponta o levantamento realizado pela CoinMap, provando que a tendência mundial, adotada por quase 30 mil estabelecimentos ao redor do globo, também se confirma no país.

    Para se ter ideia de como o Bitcoin Pizza Day foi importante, em 2023, a prefeitura do Rio de Janeiro vai aceitar o pagamento do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) em criptomoedas.

    Aliado a isso, o Senado aprovou o projeto de lei que regulamenta o mercado e estabelece regras para transações com moedas digitais. A proposta seguiu para análise e votação na Câmara dos Deputados.

    Publicidade

    Estabelecimentos que aceitam Bitcoin

    Como visto o Bitcoin Pizza Day fez história. Hoje, diveros estabelecimentos no Brasil aceitam bitcoins. Um deles é o clube de vinhos por assinatura Wine.

    O empreendimento passou recentemente a aceitar pagamentos em bitcoin. Desenvolvida em parceria com a Redecoin, fintech do grupo SCF Brazil, a operação é feita por meio de um QR Code, processo que se assemelha ao Pix.

    A loja virtual Baleia Mãe do Rio Grande do Norte é outra. Ela oferece eco produtos sustentáveis, de canudos feitos de bambu a coletor menstrual.

    Quem também entrou na onda é a CoguVale que produz cogumelos orgânicos desde 2016. Os pedidos podem ser feitos pelo site e, atualmente, a loja catarinense aceita todas as criptomoedas.

    Caso queira descobrir uma loja mais próxima, ou vai viajar e quer pagar com criptomoedas, o coinmap.org reúne os estabelecimentos de todo o mundo que aceitam criptoativos como forma de pagamento.

    Bitcoin movimenta bilhões de dólares em transações por dia

    Dados da NYDIG, empresa de investimentos em criptoativos que é subsidiária da Sonte Ridge Asset Management, aponta que o bitcoin superou a American Express em volume de transações no ano de 2021.

    A criptomoeda movimentou mais de 3 trilhões de dólares, segundo a empresa, mais que o triplo do volume do ano anterior.

    A Amex reportou um volume de transação de 1,28 trilhão de dólares no ano passado, registrando um aumento de quase 25% em comparação com 2020.

    Contudo, o movimento foi eclipsado pelo bitcoin, que praticamente dobra seu volume de transação a cada ano, embora não de forma constante.

    Para efeitos de comparação, apenas seis anos atrás o volume reportado de negociações em bitcoin foi de 97 bilhões de dólares, apenas 3,2% do número mais recente.

    Entretanto, vale destacar que a Visa, campeã em volumes de transação, também colabora para as movimentações com bitcoin, já que, através de parcerias com empresas do universo cripto e blockchain, a empresa permite o uso de cartões vinculados a contas em criptomoedas.

    Você gostou deste texto sobre o Bitcoin Pizza Day e ele foi relevante para você? Então siga o FinanceOne nas redes sociais e esteja sempre atualizado sobre o mercado financeiro. Estamos no FacebookInstagram e Linkedin.

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?