InícioCriptomoedaSaiba quando e como foi criado o Bitcoin

Saiba quando e como foi criado o Bitcoin

4.1
(31)

Que o bitcoin é uma moeda virtual e já se tornou um dos investimentos de mais rápida valorização já não é novidade. Mas você conhece a história dessa moeda virtual? Se a resposta for não, ou você quer saber mais sobre o tema, confira nesse post quando e como foi criado o bitcoin.

Apesar de parecer ser novidade, o bitcoin foi criado por volta de 2007 e 2008, ou seja, há 10 anos. Você deve se lembrar que essa foi a época de uma das maiores crises econômicas que o mundo já sofreu. E foi nesse momento que começou a ser desenvolvido o bitcoin.

Mas foi somente em janeiro de 2009 que as primeiras transações começaram a ocorrer. Além disso, foi também nessa época que foi lançada a primeira versão da moeda, o Bitcoin 0.1. No final do mesmo ano, surgiu a segunda versão, conhecida como Bitcoin 0.2.

Durante as primeiras transações o valor da taxa de câmbio entre o Bitcoin e o dólar foi estabelecido pelo New Liberty Standard como: USD 1 = BTC 1.309,03.

BTC é a abreviação de bitcoin. Essa foi uma forma encontrada para transformar bitcoin em dinheiro.

Como foi criado o Bitcoin?

Para entender o que é criptomoeda e como funciona, você precisa entender primeiro o que é um bloco. No sistema do Bitcoin, os dados que pertencem à rede são guardados por pastas que são denominadas blocos.

Assim, toda e qualquer transação que for executada durante um período de tempo será guardada nesses blocos. Onde cada um deles se associa a problemas matemáticos.

Em janeiro de 2009, um bloco chamado Génesis foi minerado com o seguinte número arbitrário: 2083236893. Essa combinação rendeu 50 Bitcoins.

Pouco tempo depois, foi lançada uma nova combinação e novos sistemas foram surgindo.

Pessoa segurando uma moeda de bitcoin
O crescimento do Bitcoin aconteceu a partir de 2010

Foi em janeiro que a primeira transação de Bitcoin foi efetuada. Os responsáveis foram Satoshi Nakamoto, programador, e Hal Finney, ativista criptográfico.

Uma de suas principais características é poder ser uma moeda virtual que consegue, sobretudo, operar de forma independente. Bitcoins não necessitam de nenhum tipo de intervenção dos bancos, nem dependem de instituições governamentais para que consigam se manter em circulação.

O crescimento do bitcoin a partir de 2010

Foi em julho de 2010 que começou o crescimento e evolução dessa moeda virtual, com o lançamento do Bitcoin 3.0. Em novembro daquele ano, o valor total negociado ultrapassou 1 milhão de dólares.

O ano de 2010 foi marcado ainda pela falha no sistema do Bitcoin, que foi descoberta e usada para criar mais de 180 bilhões de bitcoins. Além disso, em dezembro foi lançado o primeiro aplicativo para transações em mobile chamado Bitcoind.

Três anos depois, em 2013, começou um grande crescimento com o lançamento da versão 0.8. Nesse ano, o valor do mercado ultrapassou 1 bilhão de dólares.

É importante lembrar que durante grande parte da história do bitcoin, a moeda virtual ainda não era regularizada em grande parte dos países. Na Europa, por exemplo, ela começou a ser regulamentada entre os anos de 2009 e 2015, ao mesmo tempo em que se expandia pelos países europeus.

Além disso, existe a Bitcoin Foundationuma empresa responsável por regular e monitorar os mercados da moeda virtual ao redor do mundo.

+ Tem interesse por bitcoin? Confira 7 filmes sobre o assunto que você precisa assistir

O valor de um bitcoin pode variar de acordo com cada país, todo dia. Além de poder ser negociado livremente entre as pessoas que realizam as compras e as vendas da moeda virtual.

Atualmente, no Brasil 1 BTC vale R$29.643,59.

Quem é Nakamoto, o criador do Bitcoin?

Em 31 de outubro de 2008, foi publicado em um grupo de mensagens eletrônicas um documento nomeado como “Bitcoin: A Peer-to-Peer Electronic Cash System”.

Esse misterioso arquivo foi colocado por alguém chamado Satoshi Nakamoto, que ficou conhecido como o criador do Bitcoin. Mas até hoje sua identidade é apenas especulação.

Satoshi Nakamoto é o pseudônimo utilizado pela pessoa ou pessoas que criaram a moeda virtual bitcoin. Diversas teorias já tentaram provar quem seria Nakamoto, mas nenhuma delas até agora conseguiu provar de fato quem seria o criador da tão famosa moeda virtual.

No perfil P2P Foundation, Nakamoto alegou ser um homem de 37 anos que vive no Japão. Mas as especulações dão conta de que seria improvável que ele fosse japonês, devido ao inglês perfeito e ao Bitcoin não ter sido documentado no Japão.

Há, inclusive, a teoria de que Nakamoto poderia ser uma equipe de pessoas. Para Dan Kaminsky, pesquisador de segurança que leu o código do Bitcoin, Nakamoto poderia ser “uma equipe de pessoas” ou um “gênio”.

Já para Laszlo Hanyecz, o primeiro desenvolvedor Bitcoin que enviou um e-mail para Nakamoto, o código estava bom demais para ter sido projetado por apenas uma pessoa.

Entenda o que é minerar Bitcoin

Para muitos investidores a mineração é somente uma forma de adquirir os Bitcoins. Porém, ela é muito mais do que isso, é um sistema distribuído de consenso. Não entendeu o que isso quer dizer? 

Calma, que o FinanceOne te explica. A mineração é um processo utilizado para disseminar todas as novas transações válidas para os computadores da rede. Sendo assim, o computador que realiza todo esse processo recebe uma quantidade de Bitcoins como recompensa do trabalho.

Dessa forma, é possível que a rede seja neutra. Isso significa que uma vez que a transação entrou nos registros distribuídos, ela continuará sendo válida. E nunca poderá ser contestada, já que conta com confirmações de diversos computadores em todo o mundo.

+ Conheça 8 plataformas para comprar e vender Bitcoin 

É uma propriedade chamada de imutabilidade, que serve para evitar fraudes financeiras de duplo gasto.

E como ocorre esse processo de confirmação de transação? Aquelas que aguardam a confirmação são agrupadas em um bloco por algum computador da rede.

Esse mesmo computador resolve um problema matemático que lhe garante o direito de transmitir este bloco para os outros aparelhos da rede. Neste processo uma referência ao último bloco transmitido é adicionado ao conteúdo deste novo bloco para que se forme uma cadeia de blocos, o blockchain.

Quer saber mais detalhes e tudo sobre as criptomoedas? O FinanceOne elaborou um guia em formato de e-book. Ele traz essas e outras informações mais aprofundadas.

O que achou disso?

Média da classificação 4.1 / 5. Número de votos: 31

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Assine nossa newsletter!

Páginas Populares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui