Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasCarreirasComo calcular seguro-desemprego: saiba quanto vai receber por mês

    Como calcular seguro-desemprego: saiba quanto vai receber por mês

    0
    (0)

    O Brasil registrou 6,08 milhões de pedidos de seguro-desemprego em 2021. Os dados são da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

    Publicidade

    O número representa uma queda de 10,2% na comparação com o mesmo período de 2020.

    O seguro-desemprego ajuda financeiramente, durante certo tempo, o trabalhador que foi demitido sem justa causa ou que foi despedido de forma indireta. O valor recebido ajuda o profissional a se manter enquanto procura outro emprego.

    + Foi demitido? Saiba como e onde obter o seguro desemprego

    Vale dizer que a demissão sem justa causa acontece quando o empregador decide rescindir o contrato de trabalho com o empregado sem motivo grave. Pode acontecer, por exemplo, quando uma empresa tem que despedir alguns funcionários para cortar gastos.

    Entretanto, a demissão de forma indireta acontece quando o empregador comete várias faltas graves para o trabalhador que tornam impossível a prestação do serviço de forma adequada.

    Publicidade

    Como solicitar o seguro-desemprego?

    O processo de solicitação do seguro-desemprego pode ser feito de três formas diferentes, são elas:

    • Pelo site do Governo Federal;
    • Pelo aplicativo da Carteira de Trabalho Digital;
    • Através de um um e-mail enviado para a Superintendência do Trabalho da sua região.

    Em qualquer uma dessas formas, é necessário ter em mãos alguns documentos indispensáveis, como por exemplo:

    • Números do CPF e RG;
    • Requerimento do seguro desemprego;
    • Carteira de Trabalho;
    • Número do PIS;
    • Extrato do FGTS;
    • Comprovante de endereço.

    Com estes documentos em mãos, é possível dar entrada no processo de solicitação.

    Como saber o número de parcelas do benefício?

    Em resumo, o número de parcelas que pode ser recebido pelo segurado pode variar entre três e cinco, dependendo da quantidade de meses trabalhados.

    seguro-desemprego
    Brasil registrou 6,08 milhões pedidos de seguro-desemprego em 2021

    Para trabalhador que fez a primeira solicitação do benefício:

    Publicidade

    – 4 parcelas: para quem trabalhou de 12 a 23 meses nos últimos 36 meses;
    – 5 parcelas: para quem trabalhou ao menos 24 meses nos últimos 36 meses;

    Para trabalhador que fez a segunda solicitação do benefício:

    – 3 parcelas: para quem trabalhou de 9 a 11 meses nos últimos 36 meses;
    – 4 parcelas: para quem trabalhou de 12 a 23 meses nos últimos 36 meses;
    – 5 parcelas: para quem trabalhou ao menos 24 meses nos últimos 36 meses;

    Por fim, para trabalhador que fez a terceira solicitação do benefício:

    – 3 parcelas: para quem trabalhou de 6 a 11 meses nos últimos 36 meses;
    – 4 parcelas: para quem trabalhou de 12 a 23 meses nos últimos 36 meses;
    – 5 parcelas: para quem trabalhou no ao menos 24 meses nos últimos 36 meses;

    Ademais, o governo colocou em discussão a possibilidade de criar parcelas extras do seguro-desemprego para este ano.

    Qual o cálculo e valor do seguro-desemprego?

    Com exceção dos empregados domésticos, pescadores artesanais e trabalhadores resgatados, o mínimo que deve ser pago pelo seguro desemprego é R$1.212 e o máximo R$2.106,08.

    Publicidade

    + Seguro-desemprego de empregada doméstica: veja como funciona

    Entretanto, para saber o valor exato, você deve tirar a média dos três últimos salários recebidos em folha. Além disso, devem ser consideradas as horas extras, comissões e outros benefícios.

    Assim, tendo o resultado em mãos, a seguinte tabela é aplicada:

    • Menor que R$1.858,17: você multiplica o valor encontrado por 0,8;
    • Entre R$1.858,18 e R$3.097,26: você multiplica o que exceder a R$1.858,18 por 0,5 e depois soma R$1.486,53 ao valor encontrado.
    • Maior que R$3.097,26: o seguro será de R$2.106,08, que é o valor máximo.

    Este conteúdo te ajudou? Veja também o passo a passo para solicitar o seguro-desemprego!

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Rafael Massadar
    Rafael Massadar
    Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasCarreirasComo calcular seguro-desemprego: saiba quanto vai receber por mês

    Como calcular seguro-desemprego: saiba quanto vai receber por mês

    0
    (0)

    O Brasil registrou 6,08 milhões de pedidos de seguro-desemprego em 2021. Os dados são da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

    Publicidade

    O número representa uma queda de 10,2% na comparação com o mesmo período de 2020.

    O seguro-desemprego ajuda financeiramente, durante certo tempo, o trabalhador que foi demitido sem justa causa ou que foi despedido de forma indireta. O valor recebido ajuda o profissional a se manter enquanto procura outro emprego.

    + Foi demitido? Saiba como e onde obter o seguro desemprego

    Vale dizer que a demissão sem justa causa acontece quando o empregador decide rescindir o contrato de trabalho com o empregado sem motivo grave. Pode acontecer, por exemplo, quando uma empresa tem que despedir alguns funcionários para cortar gastos.

    Entretanto, a demissão de forma indireta acontece quando o empregador comete várias faltas graves para o trabalhador que tornam impossível a prestação do serviço de forma adequada.

    Publicidade

    Como solicitar o seguro-desemprego?

    O processo de solicitação do seguro-desemprego pode ser feito de três formas diferentes, são elas:

    • Pelo site do Governo Federal;
    • Pelo aplicativo da Carteira de Trabalho Digital;
    • Através de um um e-mail enviado para a Superintendência do Trabalho da sua região.

    Em qualquer uma dessas formas, é necessário ter em mãos alguns documentos indispensáveis, como por exemplo:

    • Números do CPF e RG;
    • Requerimento do seguro desemprego;
    • Carteira de Trabalho;
    • Número do PIS;
    • Extrato do FGTS;
    • Comprovante de endereço.

    Com estes documentos em mãos, é possível dar entrada no processo de solicitação.

    Como saber o número de parcelas do benefício?

    Em resumo, o número de parcelas que pode ser recebido pelo segurado pode variar entre três e cinco, dependendo da quantidade de meses trabalhados.

    seguro-desemprego
    Brasil registrou 6,08 milhões pedidos de seguro-desemprego em 2021

    Para trabalhador que fez a primeira solicitação do benefício:

    Publicidade

    – 4 parcelas: para quem trabalhou de 12 a 23 meses nos últimos 36 meses;
    – 5 parcelas: para quem trabalhou ao menos 24 meses nos últimos 36 meses;

    Para trabalhador que fez a segunda solicitação do benefício:

    – 3 parcelas: para quem trabalhou de 9 a 11 meses nos últimos 36 meses;
    – 4 parcelas: para quem trabalhou de 12 a 23 meses nos últimos 36 meses;
    – 5 parcelas: para quem trabalhou ao menos 24 meses nos últimos 36 meses;

    Por fim, para trabalhador que fez a terceira solicitação do benefício:

    – 3 parcelas: para quem trabalhou de 6 a 11 meses nos últimos 36 meses;
    – 4 parcelas: para quem trabalhou de 12 a 23 meses nos últimos 36 meses;
    – 5 parcelas: para quem trabalhou no ao menos 24 meses nos últimos 36 meses;

    Ademais, o governo colocou em discussão a possibilidade de criar parcelas extras do seguro-desemprego para este ano.

    Qual o cálculo e valor do seguro-desemprego?

    Com exceção dos empregados domésticos, pescadores artesanais e trabalhadores resgatados, o mínimo que deve ser pago pelo seguro desemprego é R$1.212 e o máximo R$2.106,08.

    Publicidade

    + Seguro-desemprego de empregada doméstica: veja como funciona

    Entretanto, para saber o valor exato, você deve tirar a média dos três últimos salários recebidos em folha. Além disso, devem ser consideradas as horas extras, comissões e outros benefícios.

    Assim, tendo o resultado em mãos, a seguinte tabela é aplicada:

    • Menor que R$1.858,17: você multiplica o valor encontrado por 0,8;
    • Entre R$1.858,18 e R$3.097,26: você multiplica o que exceder a R$1.858,18 por 0,5 e depois soma R$1.486,53 ao valor encontrado.
    • Maior que R$3.097,26: o seguro será de R$2.106,08, que é o valor máximo.

    Este conteúdo te ajudou? Veja também o passo a passo para solicitar o seguro-desemprego!

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?