Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Como criar a cultura de guardar dinheiro

Escrito por: Rafael Massadar em 17 de setembro de 2018

Guardar dinheiro é algo difícil no atual momento para a maioria dos brasileiros. Afinal, a crise econômica e o desemprego encurtaram consideravelmente a renda da população, que agora tem de se desdobrar para honrar com os pagamentos e não cair na inadimplência.

No entanto, a inadimplência já atinge 42% da população adulta brasileira. Dado revelado pelo levantamento feito pelo SPC Brasil e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) aponta que 63,6 milhões de pessoas estão endividadas.

Ainda de acordo com a pesquisa, as dívidas com cartão de crédito e débito são os grandes vilões.  Os juros até caíram, mas a redução ainda é pequena, se comparada à diminuição da taxa Selic.

Essas dívidas são seguidas pelos débitos com prestadoras de serviços de telecomunicações, como TV e internet.

guardar dinheiro

Por que é tão difícil guardar dinheiro?

É muito comum encontrar pessoas ou famílias inteiras que não conseguem guardar dinheiro para o futuro, para as emergências ou para realizar um sonho. A falta de educação financeira pode ser a explicação para isso.

Afinal, não importa o quanto você ganha, fazer sobrar dinheiro para poupar depende de disciplina. Depende ainda de assumir uma posição preocupada com o futuro financeiro, sem deixar de lado a qualidade de vida presente.

Um passo importante para começar a guardar dinheiro é saber quais atitudes você precisa tomar para que isso comece a ser realizado. Você possui dívidas? Tem algum dinheiro na poupança? Quanto você recebe por mês e quanto gasta? Qual seu salário fixo e outras fontes de renda?

Pensar nisso vai ajudar a traçar o seu perfil. A partir dele será possível fazer um plano de ação, tanto para acabar com dívidas quanto para poupar e investir.

Planejar é fundamental para a sua educação financeira

guardar dinheiroUm bom orçamento familiar é o primeiro passo no processo da educação financeira.

Confira um passo a passo bem simples para que você consiga guardar dinheiro. E você pode utilizar esse passo a passo para guiá-lo na organização do dinheiro da família.

– Agrupe ganhos e custos;
– Negocie suas dívidas e não crie novas;
– Minimize gastos e aumente os ganhos;
– Defina objetivos a curto, médio e longo prazo;
– Invista o dinheiro conforme os seus planos.

Para você conseguir esses objetivo, existem diversos aplicativos e planilhas para você colocar tudo no papel. Procure a ferramenta mais fácil para você.

Após isso, você terá uma visão geral das entradas, saídas e dívidas acumuladas. Se você está gastando mais do que ganha, a primeira medida deve ser cortar os custos.

Não gaste mais do que pode

guardar dinheiro

Parece óbvio, mas algumas pessoas ainda insistem em gastar valores maiores do que o salário que recebem. Isso tem causado endividamento.

O melhor a fazer é separar parte do seu salário para seus gastos essenciais, como comida e aluguel. Além das contas essenciais, das quais você não pode abrir mão.

Busque ainda outras fontes de renda e force sua disciplina. Uma excelente alternativa para educar os mais reticentes ao hábito da poupança é o uso da previdência privada.

Ela é uma forma de se forçar a acumular recursos e gerar rentabilidade nas reservas mensais. Essa atitude vai auxiliar nos objetivos finais do planejamento financeiro.

Outro tipo de investimento que também é interessante para quem possui ansiedade em gastar são aqueles com algum tipo de carência. Ou seja, o investidor não conseguirá resgatar pelo período determinado.

Uma característica fundamental para aquele que deseja criar um planejamento financeiro eficiente é o aprendizado sobre investimentos. Conhecer os ativos, suas rentabilidades, prazos, riscos e demais regras pode fazer com que uma pessoa multiplique o seu dinheiro com o passar dos anos.

A poupança não é mais uma forma de investimento atrativa. Existem outras aplicações que são tão seguras quanto ela e que podem gerar ganhos financeiros consideravelmente maiores. Basta que você busque conhecer esses ativos e estudar todas as possibilidades que eles proporcionam.

Defina metas financeiras

Traçar metas financeiras é outro ponto importante para alcançar um excelente planejamento tributário que visa a extrair a sua melhor versão. Sendo assim, você deve identificar determinadas questões que devem ser desenvolvidas até uma data específica.

Por exemplo, você pode definir uma meta para juntar recursos suficientes para dar entrada em um imóvel até determinada data ou comprar um carro. Portanto, para a definição e a realização de metas financeiras, é essencial que você aprenda a poupar dinheiro.

Não há como alcançar determinados objetivos sem uma consciência de poupador. Você precisa desenvolver essa característica e criar o hábito de reservar um percentual de tudo o que você ganha com o objetivo de realizar investimentos.

Rafael Massadar

Jornalista com experiência em redação com pós-graduação em Comunicação Empresarial e Transmídia. Atualmente trabalho como assessor de imprensa.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

InDriver
Carência no plano de saúde: o que é e como funciona
abrir conta para filhos
falar de dinheiro em casa
consórcio-Yamaha