Mais
    InícioNotíciasFinanças PessoaisGuardar dinheiro é sua meta para 2022? Ainda dá tempo! Veja como...

    Guardar dinheiro é sua meta para 2022? Ainda dá tempo! Veja como em 5 passos

    5
    (1)

    Você, assim como outros milhões de brasileiros, tem a meta de guardar dinheiro este ano? Pois saiba que mesmo estando na reta final, ainda é possível.

    Essa cultura de prometer poupar mais é uma realidade, embora muitos tenham dificuldade de concretizar.

    De acordo com uma pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), guardar dinheiro é a principal meta de 94% dos brasileiros.

    Além disso, 30% planejam fazer uma viagem, 28% pretendem comprar ou reformar a casa e 27% querem tirar as finanças do vermelho.

    Você está nessas estatísticas? Então confira a seguir o passo a passo para conseguir cumprir essas metas!

    Veja 5 passos para conseguir guardar dinheiro!

    Com o aumento geral do custo de vida, nem sempre guardar dinheiro é uma tarefa fácil. Porém, temos algumas dicas que podem ajudar nesse processo:

    #1. Corte gastos desnecessários

    Coloque na ponta do lápis o quanto de dinheiro entra e sai do seu orçamento todos os meses. Após identificar quanto ganha e quanto gasta, ajuste.

    O seu principal objetivo para realmente conseguir guardar dinheiro deve ser manter as despesas abaixo das receitas. Ou seja, viver um degrau abaixo.

    As receitas podem incluir o salário, ganhos com aluguel, pensão ou qualquer outro tipo de remuneração. Tudo que você recebe entra para a conta.

    Myrian Lund, professora de Finanças da Fundação Getulio Vargas (FGV), sugere que cada pessoa avalie primeiro as suas contas fixas, como telefonia, água e gás.

    “A primeira conta a ser analisada é a de celular, porque as pessoas não costumam ligar para a operadora para refazer os planos e acabam pagando por serviços que não usam. Depois pode pensar na TV a cabo, na conta de luz. Tem como trocar as lâmpadas? Usar menos o ar-condicionado? Coisas que não afetem a qualidade de vida e podem ser reduzidas”, explica.

    Myrian Lund

    Em seguida, o consumidor deve analisar os gastos extras, com lazer ou alimentação fora de casa, por exemplo.

    #2. Reestruture sua vida financeira

    O segundo passo para guardar dinheiro é pensar numa reestruturação de sua própria vida financeira.

    Isso inclui o corte de gastos mencionado no tópico anterior, caso seja necessário. Mas além disso, você precisa considerar formar uma poupança.

    Fazer uma reserva de emergência pode ser um bom começo. Depois disso, comece a pensar em investir para viagens, sonhos, comprar um imóvel.

    Estabelecer metas claras pode te ajudar!

    pessoa segurando notas de real
    Para guardar dinheiro em 2022 é preciso de disciplina, organização e planejamento

    #3. Tenha cuidado com o cartão de crédito

    A professora Myrian Lund afirma que os pequenos gastos e o cartão de crédito podem ser grandes ladrões de dinheiro. E, quase sempre, impedem a pessoa de realizar seus objetivos e guardar dinheiro.

    “Os pequenos valores, como quando se toma um café ou se compra uma bala, são gastos invisíveis que fazem o dinheiro da carteira acabar”.

    Myrian Lund

    Em relação ao cartão de crédito, a planejadora aconselha que se evite usar para gastos corriqueiros. Ela recomenda cada pessoa faça três perguntas a si mesmo antes de efetuar uma compra:

    • Eu preciso?
    • Eu tenho dinheiro?
    • Precisa ser hoje?

    Se disser não a alguma dessas perguntas, não compre! Esse controle é importante para que o consumidor não caia em armadilhas, segundo a professora.

    E se for muito necessário utilizar o cartão de crédito, fique de olho nas taxas de juros que as operadoras cobram. Escolha opções que tenham esse valor reduzido e procure comprar em épocas mais favoráveis.

    #4. Crie metas! Saiba por que você quer guardar dinheiro

    A professora da FGV também diz que o importante é criar objetivos para a vida. Isso porque guardar dinheiro pelo dinheiro pode ser bem menos motivador do que ter objetivos claros em mente.

    Segundo ela, perguntas que podem ser feitas são para si mesmo por cada pessoa são:

    • O que eu quero com este dinheiro?
    • Prefiro conquistar algo a médio ou curto prazo, como viajar? Eu ter independência financeira?

    A especialista ainda recomenda anotar em um papel e colocar uma data e o valor necessário para alcançar cada meta.

    Deixe esse papel na carteira. Assim, toda vez em que for comprar algo vai lembrar e pensar no impacto que esse gasto vai ter.

    “Quando a gente tem objetivos, é mais fácil dizer não”, ressalta.

    #5. Seja organizado

    Muita gente tem dificuldade para guardar dinheiro, mas por um motivo bem específico: não sabe como se organizar. E quando vê, o dinheiro já foi todo!

    Mas saiba que a melhor estratégia é ter organização. Com planejamento e bastante visão de como estão as suas finanças, você vai conseguir saber de onde pode apertar.

    Uma dica para isso é separar o dinheiro que deseja guardar do resto que você usa no dia-a-dia. Você pode colocá-lo em uma carteira digital, por exemplo.

    Ou até mesmo investi-lo em uma modalidade de renda fixa, em que não haverá chance de perdê-lo e ainda poderá aproveitar a parcela de rendimento.

    Dicas rápidas para você que quer se organizar melhor financeiramente

    • Tenha uma lista com todas as suas principais despesas: faturas, boletos, contas, pendências. Junte tudo e deixe os seus gastos visíveis;
    • Não acumule muitos parcelamentos;
    • Pague sempre no prazo para não aumentar juros e tarifas;
    • Tente negociar as suas dívidas e pague todas as suas contas atrasadas para ver o dinheiro sobrar.

    E aí, gostou dessas dicas? Então compartilhe com seus amigos que também estão precisando guardar dinheiro!

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Redação
    Redação
    O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasFinanças PessoaisGuardar dinheiro é sua meta para 2022? Ainda dá tempo! Veja como...

    Guardar dinheiro é sua meta para 2022? Ainda dá tempo! Veja como em 5 passos

    5
    (1)

    Você, assim como outros milhões de brasileiros, tem a meta de guardar dinheiro este ano? Pois saiba que mesmo estando na reta final, ainda é possível.

    Essa cultura de prometer poupar mais é uma realidade, embora muitos tenham dificuldade de concretizar.

    De acordo com uma pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), guardar dinheiro é a principal meta de 94% dos brasileiros.

    Além disso, 30% planejam fazer uma viagem, 28% pretendem comprar ou reformar a casa e 27% querem tirar as finanças do vermelho.

    Você está nessas estatísticas? Então confira a seguir o passo a passo para conseguir cumprir essas metas!

    Veja 5 passos para conseguir guardar dinheiro!

    Com o aumento geral do custo de vida, nem sempre guardar dinheiro é uma tarefa fácil. Porém, temos algumas dicas que podem ajudar nesse processo:

    #1. Corte gastos desnecessários

    Coloque na ponta do lápis o quanto de dinheiro entra e sai do seu orçamento todos os meses. Após identificar quanto ganha e quanto gasta, ajuste.

    O seu principal objetivo para realmente conseguir guardar dinheiro deve ser manter as despesas abaixo das receitas. Ou seja, viver um degrau abaixo.

    As receitas podem incluir o salário, ganhos com aluguel, pensão ou qualquer outro tipo de remuneração. Tudo que você recebe entra para a conta.

    Myrian Lund, professora de Finanças da Fundação Getulio Vargas (FGV), sugere que cada pessoa avalie primeiro as suas contas fixas, como telefonia, água e gás.

    “A primeira conta a ser analisada é a de celular, porque as pessoas não costumam ligar para a operadora para refazer os planos e acabam pagando por serviços que não usam. Depois pode pensar na TV a cabo, na conta de luz. Tem como trocar as lâmpadas? Usar menos o ar-condicionado? Coisas que não afetem a qualidade de vida e podem ser reduzidas”, explica.

    Myrian Lund

    Em seguida, o consumidor deve analisar os gastos extras, com lazer ou alimentação fora de casa, por exemplo.

    #2. Reestruture sua vida financeira

    O segundo passo para guardar dinheiro é pensar numa reestruturação de sua própria vida financeira.

    Isso inclui o corte de gastos mencionado no tópico anterior, caso seja necessário. Mas além disso, você precisa considerar formar uma poupança.

    Fazer uma reserva de emergência pode ser um bom começo. Depois disso, comece a pensar em investir para viagens, sonhos, comprar um imóvel.

    Estabelecer metas claras pode te ajudar!

    pessoa segurando notas de real
    Para guardar dinheiro em 2022 é preciso de disciplina, organização e planejamento

    #3. Tenha cuidado com o cartão de crédito

    A professora Myrian Lund afirma que os pequenos gastos e o cartão de crédito podem ser grandes ladrões de dinheiro. E, quase sempre, impedem a pessoa de realizar seus objetivos e guardar dinheiro.

    “Os pequenos valores, como quando se toma um café ou se compra uma bala, são gastos invisíveis que fazem o dinheiro da carteira acabar”.

    Myrian Lund

    Em relação ao cartão de crédito, a planejadora aconselha que se evite usar para gastos corriqueiros. Ela recomenda cada pessoa faça três perguntas a si mesmo antes de efetuar uma compra:

    • Eu preciso?
    • Eu tenho dinheiro?
    • Precisa ser hoje?

    Se disser não a alguma dessas perguntas, não compre! Esse controle é importante para que o consumidor não caia em armadilhas, segundo a professora.

    E se for muito necessário utilizar o cartão de crédito, fique de olho nas taxas de juros que as operadoras cobram. Escolha opções que tenham esse valor reduzido e procure comprar em épocas mais favoráveis.

    #4. Crie metas! Saiba por que você quer guardar dinheiro

    A professora da FGV também diz que o importante é criar objetivos para a vida. Isso porque guardar dinheiro pelo dinheiro pode ser bem menos motivador do que ter objetivos claros em mente.

    Segundo ela, perguntas que podem ser feitas são para si mesmo por cada pessoa são:

    • O que eu quero com este dinheiro?
    • Prefiro conquistar algo a médio ou curto prazo, como viajar? Eu ter independência financeira?

    A especialista ainda recomenda anotar em um papel e colocar uma data e o valor necessário para alcançar cada meta.

    Deixe esse papel na carteira. Assim, toda vez em que for comprar algo vai lembrar e pensar no impacto que esse gasto vai ter.

    “Quando a gente tem objetivos, é mais fácil dizer não”, ressalta.

    #5. Seja organizado

    Muita gente tem dificuldade para guardar dinheiro, mas por um motivo bem específico: não sabe como se organizar. E quando vê, o dinheiro já foi todo!

    Mas saiba que a melhor estratégia é ter organização. Com planejamento e bastante visão de como estão as suas finanças, você vai conseguir saber de onde pode apertar.

    Uma dica para isso é separar o dinheiro que deseja guardar do resto que você usa no dia-a-dia. Você pode colocá-lo em uma carteira digital, por exemplo.

    Ou até mesmo investi-lo em uma modalidade de renda fixa, em que não haverá chance de perdê-lo e ainda poderá aproveitar a parcela de rendimento.

    Dicas rápidas para você que quer se organizar melhor financeiramente

    • Tenha uma lista com todas as suas principais despesas: faturas, boletos, contas, pendências. Junte tudo e deixe os seus gastos visíveis;
    • Não acumule muitos parcelamentos;
    • Pague sempre no prazo para não aumentar juros e tarifas;
    • Tente negociar as suas dívidas e pague todas as suas contas atrasadas para ver o dinheiro sobrar.

    E aí, gostou dessas dicas? Então compartilhe com seus amigos que também estão precisando guardar dinheiro!

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?