Início Notícias Investimentos Como escolher a melhor corretora para investimentos?

Como escolher a melhor corretora para investimentos?

5
(1)

Escolher uma boa corretora para investimentos é um dos primeiros passos para quem deseja aplicar seu dinheiro no mercado financeiro.

Isso porque é a corretora que dá acesso a aplicações financeiras. Ela funciona como uma intermediária entre o cliente (pessoa física) e os investimentos, tanto do mercado de renda fixa como renda variável.

Embora os bancos também cumpram essa função até certo ponto, eles oferecem produtos muito restritos, a grande maioria administrados pelo próprio banco com taxas pouco competitivas.

Passo a passo para escolher uma corretora de investimentos

1 – Segurança

Essa é uma das etapas essenciais no seu levantamento para a escolha de uma corretora para investimentos. Afinal, você vai confiar na corretora para intermediar o seu dinheiro.

Como saber se as suas opções são confiáveis?

O primeiro passo é pesquisar se a corretora em questão tem cadastro na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que é a responsável por regulamentar e fiscalizar as corretoras.

Também é indispensável checar no Banco Central, que emite a autorização para a criação da corretora, e na própria B3. Além do mais, é importante buscar por certificações e registros da empresa.

2 – Fique de olho nas taxas

Outro ponto de atenção ao escolher uma corretora para investimentos são os custos. Isso vai fazer toda a diferença nos lucros dos seus investimentos.

Basicamente, existem duas taxas que você terá que arcar:

  • Taxa de custódia: É como se fosse uma mensalidade que a corretora cobra para manter o seu cadastro. O valor pode variar de R$ 0 a R$ 40.

É importante destacar que uma corretora não é melhor que outra só por não cobrar essa taxa. No entanto, seria uma economia a mais que você estaria fazendo.

Não se esqueça: a taxa não deve ser o principal motivo para a sua escolha.

  • Taxa de corretagem: É o valor cobrado para cada operação de compra ou venda de ações que você faz pela corretora. Ele pode ser fixo ou uma porcentagem da operação que você fizer.

Esta taxa também varia bastante dependendo da corretora. Gira em torno de R$ 0 a R$ 20 por transação.

Quanto menor for seu aporte mensal, menos você deve gastar com essas taxas. Então, opte sempre por uma corretora com o melhor custo-benefício.

3 – Suporte de equipe de especialistas

Para quem busca mais facilidade, ter o suporte de material produzido por equipe de especialistas pode fazer grande diferença.

Muitas corretoras oferecem carteiras recomendadas, relatórios, ferramentas de análise e até mesmo material educacional como livros, cursos e palestras.

4 – Home broker

Quem pretende investir em ações não pode deixar de considerar uma boa plataforma de home broker.

corretora para investimentos
Cada corretora para investimentos cria o seu próprio home broker para facilitar as ordens de compra e venda de ações na plataforma

Há opções com mais ou com menos ferramentas, cuja escolha vai depender muito do que o investidor precisa. Mas, algo a se avaliar em todas as situações é a estabilidade da ferramenta.

5 – Atendimento

Uma equipe sempre disponível ao cliente e que seja bem preparada para atendê-lo pode ser um enorme diferencial. Afinal, você não vai querer ficar sem suporte na hora que mais precisa.

Além de pesquisar sobre a corretora em sites de reclamações, também vale fazer um teste prático diretamente nos canais de atendimento dela como telefone, e-mail, chat e redes sociais.

Descubra qual seu perfil de investidor

Analise qual o seu perfil antes de escolher uma corretora para investimentos.

Ele serve para orientar as escolhas de produtos compatíveis com seus objetivos, de acordo com a sua tolerância a riscos e as suas expectativas de investimento.

Além disso, os investidores reagem de forma diferente às situações. Alguns estão satisfeitos com um lucro certo, mesmo que este seja pequeno.

Já outros aceitam não ganhar nada ou até ter perdas desde que tentem auferir um lucro maior. Como saber meu perfil de investidor? Descubra!

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Seja o primeiro a avaliar este post.

Rafael Massadar
Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

6 aplicativos para usar antes e durante viagens

O planejamento de uma viagem é importante para que você saiba exatamente tudo o que é preciso. Desde os documentos necessários a...

CDB ou poupança? Saiba qual é o melhor

Se você está pensando em investir, mas não sabe onde deve aplicar o seu dinheiro ou está na dúvida entre CDB ou poupança, saiba...

8 ideias de negócios para empreender na crise

Em tempos de crise no país, empreender pode ser a melhor maneira de ganhar dinheiro e largar o fantasma do desemprego. São muitas as...

Renda fixa x renda variável: confira as diferenças

Quem investe com certeza já ouviu falar sobre renda fixa x renda variável. Mas quais são as diferenças entre esses dois tipos...

Como começar um negócio? Confira passo a passo

Você já pensou em começar seu próprio negócio? O sonho de muitos brasileiros é empreender e deixar de ser um funcionário de...

FGTS: como sacar durante a pandemia?

O Governo Federal autorizou o saque emergencial do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), durante a pandemia do coronavírus. Muitas...