Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasInvestimentosTaxa de corretagem: saiba o que é e como funciona os tipos...

    Taxa de corretagem: saiba o que é e como funciona os tipos de taxas

    0
    (0)

    Ao investir o seu dinheiro é fundamental conhecer um pouco sobre o universo do mercado de ações. E você já deve saber que precisa de um intermediador para comprar as ações: as corretoras de valores.  

    Publicidade

    Mas você já ouviu falar sobre taxa de corretagem? Sabe o que é e como funciona?

    A taxa de corretagem é uma quantia que as corretoras de valores cobram por cada negociação de compra e venda de ativos na Bolsa de Valores.

    Então, quando ocorre uma operação de compra ou venda de um lote de ações, a corretora retira essa taxa, de acordo com as regras que foram estipuladas. Sendo assim, quando você for escolher uma corretora, é importante estar atento e conferir a taxa de corretagem praticada pela empresa.

    Além disso, saber como essa taxa é cobrada é importante porque quanto maior esse custo, maior tende a ser o impacto na rentabilidade do seu investimento. Por isso, antes de contratar uma corretora de ações, pesquise sobre a empresa.

    Procure ver os valores que são cobrados na taxa de corretagem, confira os serviços que são oferecidos. Além de verificar se as taxas a serem pagas são abusivas.

    Publicidade

    Os tipos de taxa de corretagem

    Entender sobre cada taxa de corretagem é fundamental para entender como esse fator pode interferir diretamente na rentabilidade líquida dos investimentos.

    Além disso, você ainda irá saber se a taxa de corretagem pode ser cobrada de modo fixo ou variável.  Essa variação acontece porque na imobiliária, por exemplo, irá deduzir um valor fixo sobre o custo no negócio.

    Enquanto na corretora, esse valor pode ser cobrado de forma fixa ou como um percentual sobre o valor das operações.

    Entenda quais são os tipos de corretagem:

    Corretagem fixa

    Essa é considerada a taxa de corretagem mais comum que existe entre as corretoras. Para esses casos, o valor de cobrança é fixo sobre as operações, independentemente do valor que você movimenta.

    Publicidade

    Em geral, esse valor da taxa fica entre R$10 e R$30 por transação realizada, porém a forma de cobrança varia de acordo com cada corretora.

    Além disso, algumas corretoras adotam uma taxa única, independentemente do valor da operação. Enquanto outras fazem distinção entre as operações pequenas e as grandes.

    Algumas corretoras oferecem pacotes de taxa de corretagem, com descontos nas tarifas. Essa é uma opção que pode ser considerada mais vantajosa para os investidores que operam por uma determinada frequência.

    É comum também que o valor da taxa de corretagem seja mais baixo para as operações de day trade, que é a compra e venda de um mesmo ativo no mesmo dia.

    Isso também ocorre para a negociação de opções, que são os contratos transacionados no mercado futuro.

    Publicidade

    Corretagem variável

    Esse tipo de cobrança varia de acordo com a quantidade de dinheiro investida por você. Isso porque é cobrado um percentual sobre cada operação em separado, levando em consideração o volume de cada uma.

    Sendo assim, haverá uma diferença na taxa de corretagem para operações no valor de R$5 mil e de R$500 mil, por exemplo.

    Vale ressaltar que o valor desse percentual é sugerido a partir de uma tabela disponibilizada pela Bolsa de Valores. E esse valor, normalmente, gira em torno de 0,5%.

    A corretagem variável costuma ser o modelo adotado quando os negócios são fechados junto à mesa de operação, pelo telefone ou com ajuda de um assessor de investimentos.

    + Confira 6 investimentos para começar com apenas 100 reais

    + Recompra de ações: entenda o que é e como funciona

    Geralmente essa taxa representa um percentual do valor negociado ou um percentual mais um valor fixo.

    A taxa de corretagem para os investimentos

    A taxa de corretagem pode ser cobrada sobre diversas modalidades específicas de investimentos. Mas você sabe como funcionam as diferentes cobranças de acordo com os tipos de ativos? Confira abaixo como é!

    Taxa de corretagem para contratos futuros

    Esse tipo de contrato é equivalente a um acordo de compra ou venda de um ativo para uma data futura.

    E ele pode ser representado em diferentes ativos, sendo alguns deles:

    • Dólar;
    • Índices econômicos;
    • Café, milho, boi gordo e soja, entre outros.

    A taxa para contratos futuros pode variar entre os diferentes tipos de contratos. Porém, na maioria dos casos, o valor cobrado na corretagem será referente a cada contrato operado.

    Taxa de corretagem para ações

    Quando as ações são compradas e vendidas no mesmo dia, normalmente elas têm uma corretagem que incide sobre cada uma.

    Além disso, algumas corretoras optam por realizar essa cobrança sobre a quantidade de operações realizadas.

    investidores olhando as telas de computador com as ações
    A taxa de corretagem é dividida em dois tipos: fixa e variável

    Enquanto outras estipulam o valor da taxa de corretagem de acordo com o valor financeiro movimentado.

    Sendo assim, se você movimentar até R$5 mil em ações, a taxa pode ser de R$10, por exemplo. Mas se você operar acima dessa quantidade, ela poderá ser menor.

    Esse também é um incentivo para os investidores que aplicam mais sem aumentar muito os custos operacionais.

    E também é um dos motivos para algumas corretoras oferecerem pacotes de corretagem com valores mais em conta.

    Taxa de corretagem em bancos

    É importante você saber que a taxa de corretagem não é uma cobrança exclusiva das corretoras. Os bancos também realizam a cobrança dessa taxa.

    A diferença é que o valor cobrado é bem maior do que os praticados pelas corretoras. Isso ocorre porque as instituições financeiras têm outras atividades além de oferecer investimentos. 

    Então, oferecer um valor competitivo por essa taxa não é prioridade. Além disso, os bancos podem cobrar outras taxas que as corretoras não cobram.

    Gostou deste conteúdo? Ele te ajudou? Então continue a sua leitura aqui no FinanceOne: veja como calcular o preço médio das ações e fique por dentro de tudo sobre o mercado financeiro!

    Cadastre-se para receber a nossa newsletter e saiba todos os detalhes e novidades semanalmente.

    *Colaboração: Camila Miranda

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Mateus Carvalho
    Mateus Carvalho
    Jornalista de profissão e apaixonado por Marketing Digital. Já foi redator de jornal impresso, atualmente escrevo para o digital e tenho sede por empreender. Escrever é a minha maior paixão e quando não estou digitando estou pensando em digitar. Carioca, vascaíno e apaixonado por memes.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasInvestimentosTaxa de corretagem: saiba o que é e como funciona os tipos...

    Taxa de corretagem: saiba o que é e como funciona os tipos de taxas

    0
    (0)

    Ao investir o seu dinheiro é fundamental conhecer um pouco sobre o universo do mercado de ações. E você já deve saber que precisa de um intermediador para comprar as ações: as corretoras de valores.  

    Publicidade

    Mas você já ouviu falar sobre taxa de corretagem? Sabe o que é e como funciona?

    A taxa de corretagem é uma quantia que as corretoras de valores cobram por cada negociação de compra e venda de ativos na Bolsa de Valores.

    Então, quando ocorre uma operação de compra ou venda de um lote de ações, a corretora retira essa taxa, de acordo com as regras que foram estipuladas. Sendo assim, quando você for escolher uma corretora, é importante estar atento e conferir a taxa de corretagem praticada pela empresa.

    Além disso, saber como essa taxa é cobrada é importante porque quanto maior esse custo, maior tende a ser o impacto na rentabilidade do seu investimento. Por isso, antes de contratar uma corretora de ações, pesquise sobre a empresa.

    Procure ver os valores que são cobrados na taxa de corretagem, confira os serviços que são oferecidos. Além de verificar se as taxas a serem pagas são abusivas.

    Publicidade

    Os tipos de taxa de corretagem

    Entender sobre cada taxa de corretagem é fundamental para entender como esse fator pode interferir diretamente na rentabilidade líquida dos investimentos.

    Além disso, você ainda irá saber se a taxa de corretagem pode ser cobrada de modo fixo ou variável.  Essa variação acontece porque na imobiliária, por exemplo, irá deduzir um valor fixo sobre o custo no negócio.

    Enquanto na corretora, esse valor pode ser cobrado de forma fixa ou como um percentual sobre o valor das operações.

    Entenda quais são os tipos de corretagem:

    Corretagem fixa

    Essa é considerada a taxa de corretagem mais comum que existe entre as corretoras. Para esses casos, o valor de cobrança é fixo sobre as operações, independentemente do valor que você movimenta.

    Publicidade

    Em geral, esse valor da taxa fica entre R$10 e R$30 por transação realizada, porém a forma de cobrança varia de acordo com cada corretora.

    Além disso, algumas corretoras adotam uma taxa única, independentemente do valor da operação. Enquanto outras fazem distinção entre as operações pequenas e as grandes.

    Algumas corretoras oferecem pacotes de taxa de corretagem, com descontos nas tarifas. Essa é uma opção que pode ser considerada mais vantajosa para os investidores que operam por uma determinada frequência.

    É comum também que o valor da taxa de corretagem seja mais baixo para as operações de day trade, que é a compra e venda de um mesmo ativo no mesmo dia.

    Isso também ocorre para a negociação de opções, que são os contratos transacionados no mercado futuro.

    Publicidade

    Corretagem variável

    Esse tipo de cobrança varia de acordo com a quantidade de dinheiro investida por você. Isso porque é cobrado um percentual sobre cada operação em separado, levando em consideração o volume de cada uma.

    Sendo assim, haverá uma diferença na taxa de corretagem para operações no valor de R$5 mil e de R$500 mil, por exemplo.

    Vale ressaltar que o valor desse percentual é sugerido a partir de uma tabela disponibilizada pela Bolsa de Valores. E esse valor, normalmente, gira em torno de 0,5%.

    A corretagem variável costuma ser o modelo adotado quando os negócios são fechados junto à mesa de operação, pelo telefone ou com ajuda de um assessor de investimentos.

    + Confira 6 investimentos para começar com apenas 100 reais

    + Recompra de ações: entenda o que é e como funciona

    Geralmente essa taxa representa um percentual do valor negociado ou um percentual mais um valor fixo.

    A taxa de corretagem para os investimentos

    A taxa de corretagem pode ser cobrada sobre diversas modalidades específicas de investimentos. Mas você sabe como funcionam as diferentes cobranças de acordo com os tipos de ativos? Confira abaixo como é!

    Taxa de corretagem para contratos futuros

    Esse tipo de contrato é equivalente a um acordo de compra ou venda de um ativo para uma data futura.

    E ele pode ser representado em diferentes ativos, sendo alguns deles:

    • Dólar;
    • Índices econômicos;
    • Café, milho, boi gordo e soja, entre outros.

    A taxa para contratos futuros pode variar entre os diferentes tipos de contratos. Porém, na maioria dos casos, o valor cobrado na corretagem será referente a cada contrato operado.

    Taxa de corretagem para ações

    Quando as ações são compradas e vendidas no mesmo dia, normalmente elas têm uma corretagem que incide sobre cada uma.

    Além disso, algumas corretoras optam por realizar essa cobrança sobre a quantidade de operações realizadas.

    investidores olhando as telas de computador com as ações
    A taxa de corretagem é dividida em dois tipos: fixa e variável

    Enquanto outras estipulam o valor da taxa de corretagem de acordo com o valor financeiro movimentado.

    Sendo assim, se você movimentar até R$5 mil em ações, a taxa pode ser de R$10, por exemplo. Mas se você operar acima dessa quantidade, ela poderá ser menor.

    Esse também é um incentivo para os investidores que aplicam mais sem aumentar muito os custos operacionais.

    E também é um dos motivos para algumas corretoras oferecerem pacotes de corretagem com valores mais em conta.

    Taxa de corretagem em bancos

    É importante você saber que a taxa de corretagem não é uma cobrança exclusiva das corretoras. Os bancos também realizam a cobrança dessa taxa.

    A diferença é que o valor cobrado é bem maior do que os praticados pelas corretoras. Isso ocorre porque as instituições financeiras têm outras atividades além de oferecer investimentos. 

    Então, oferecer um valor competitivo por essa taxa não é prioridade. Além disso, os bancos podem cobrar outras taxas que as corretoras não cobram.

    Gostou deste conteúdo? Ele te ajudou? Então continue a sua leitura aqui no FinanceOne: veja como calcular o preço médio das ações e fique por dentro de tudo sobre o mercado financeiro!

    Cadastre-se para receber a nossa newsletter e saiba todos os detalhes e novidades semanalmente.

    *Colaboração: Camila Miranda

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?