Mais
    InícioNotíciasEconomiaServiço Civil Voluntário é o novo programa de combate ao desemprego. Conheça

    Serviço Civil Voluntário é o novo programa de combate ao desemprego. Conheça

    4.1
    (8)

    No dia 15 de junho o presidente Jair Bolsonaro sancionou a Medida Provisória que cria o programa Serviço Civil Voluntário. O objetivo da iniciativa é gerar emprego e qualificação profissional para pessoas vulneráveis.

    O programa oferecerá cursos de capacitação profissional e vagas de trabalho, em troca de pagamento de bolsa. As cidades poderão criar essas vagas para pessoas que vivem em situação de informalidade. 

    No entanto, a adesão ao programa por parte dos municípios é voluntária.

    Em fevereiro, o então ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, em entrevista ao programa A Voz do Brasil, estimou que cerca de 40 milhões de brasileiros serão beneficiados. Desse total, 7,8 milhões são do grupo chamado Nem Nem – nem estudam, nem trabalham.

    “Muitas vezes para que uma pessoa possa ter sucesso, prosperar na vida, ela precisa que se abra uma porta. E é disso que se trata o Programa de Serviço Civil Voluntário. As pessoas trabalham por meio turno cumprindo alguma tarefa, enquanto no turno inverso elas têm a obrigatoriedade de fazer um curso de capacitação por semestre.”

    Quer saber como o programa vai funcionar e como participar? Então continue lendo o artigo!

    Como funciona o Serviço Civil Voluntário?

    O Serviço Civil Voluntário, criado pelo Ministério do Trabalho e Previdência, abre espaço para que as prefeituras contratem jovens e pessoas vulneráveis para trabalharem meio turno, além de realizar cursos de qualificação.

    A ideia é que o contratado trabalhe uma parte do dia e que o outro turno seja para a realização de curso de qualificação, também oferecido pelo programa.

    Segundo a MP sancionada por Bolsonaro, o beneficiário do programa fará jornada máxima de 22 horas semanais, com limite de oito horas diárias.

    Além disso, o texto prevê que os participantes que ficarem mais de um ano no programa terão direito a um recesso de 30 dias, sem prejuízo de recebimento da bolsa.

    Qual será o valor da bolsa?

    As vagas poderão ser nos mais variados cargos que sejam de interesse público. O empregado receberá seguro contra acidentes pessoais, vale-transporte ou outra forma de transporte gratuito e a bolsa.

    O valor das bolsas do Serviço Civil Voluntário varia de acordo com a quantidade de horas trabalhadas e o cargo. Esse valor deverá corresponder ao salário-mínimo hora. Ou seja, R$5,51 por hora trabalhada.

    Isso significa que os participantes do programa terão como teto de remuneração mensal menos da metade do piso nacional, R$572. Dependendo da carga horária, pode ser menos que isso.

    Além disso, o programa não prevê vínculo empregatício. Ou seja, os voluntários para essas vagas não terão carteira assinada, nem terão seus direitos previdenciários e trabalhistas.

    O programa terá duração de dois anos. Ou seja, as prefeituras poderão abrir as seleções no decorrer deste ano e do ano que vem. 

    Mas o período mínimo de permanência é de um ano. Ou seja, mesmo quem só for contratado nos últimos meses de 2023 ainda permanecerá, pelo menos, um ano trabalhando. 

    Durante esse tempo, o beneficiado cumprirá tarefas definidas pelas prefeituras e deverá se inscrever em um dos cursos de capacitação gratuitos oferecidos pelo Sistema S. São cerca de 200. 

    Garota em entrevista de primeiro emprego aperta a mão do recrutador
    Beneficiários do Serviço Civil Voluntário não terão direitos previdenciários e trabalhistas

    Quem pode participar do programa Serviço Civil Voluntário?

    O objetivo do Serviço Civil Voluntário é atender os jovens que ainda não conseguiram se inserir no mercado de trabalho e as pessoas mais velhas que não conseguem mais se realocar. 

    Além disso, pessoas com deficiência foram inseridas no público-alvo durante a tramitação da Medida Provisória na Câmara dos Deputados. O público prioritário será composto por beneficiários de programas de transferência de renda e membros de famílias de baixa renda.

    Portanto, podem participar do programa:

    • jovens de 18 a 29 anos que possuem pouca ou nenhuma experiência de trabalho e não possuem qualificação profissional
    • adultos acima de 50 anos que já tiveram atividades profissionais, mas que por razões sociais ou econômicas foram colocados para fora do mercado formal
    • pessoas com deficiência, maiores de idade, que estejam fora do mercado de trabalho há mais de dois anos

    Será dada prioridade para quem recebe o Auxílio Brasil e está devidamente cadastrado no CadÚnico. Mas todos os solicitantes serão beneficiados de acordo com a oferta de vagas na cidade.

    + Veja passo a passo de como fazer o Cadastro Único

    Como fazer inscrição?

    Embora seja um programa do Governo Federal, as vagas do programa serão oferecidas e gerenciadas pelas Prefeituras. 

    Cada município que desejar aderir ao Serviço Civil Voluntário vai preparar a estrutura para a implementação efetiva do programa. Ou seja, quantidade de vagas, cargos, carga horária, seleção etc.

    Dessa forma, cada município vai publicar seu edital de processo seletivo simplificado, informando como fazer inscrição e como será a seleção dos candidatos. Informe-se no seu município.

    Gostou do conteúdo? Então compartilhe com outros amigos que estão desempregados que poderão se beneficiar com o programa! Deixe sua dúvida nos comentários!

    O que achou disso?

    Média da classificação 4.1 / 5. Número de votos: 8

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Tamires Silva
    Tamires Silva
    Jornalista e Redatora do FinanceOne, onde suas finanças começam.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasEconomiaServiço Civil Voluntário é o novo programa de combate ao desemprego. Conheça

    Serviço Civil Voluntário é o novo programa de combate ao desemprego. Conheça

    4.1
    (8)

    No dia 15 de junho o presidente Jair Bolsonaro sancionou a Medida Provisória que cria o programa Serviço Civil Voluntário. O objetivo da iniciativa é gerar emprego e qualificação profissional para pessoas vulneráveis.

    O programa oferecerá cursos de capacitação profissional e vagas de trabalho, em troca de pagamento de bolsa. As cidades poderão criar essas vagas para pessoas que vivem em situação de informalidade. 

    No entanto, a adesão ao programa por parte dos municípios é voluntária.

    Em fevereiro, o então ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, em entrevista ao programa A Voz do Brasil, estimou que cerca de 40 milhões de brasileiros serão beneficiados. Desse total, 7,8 milhões são do grupo chamado Nem Nem – nem estudam, nem trabalham.

    “Muitas vezes para que uma pessoa possa ter sucesso, prosperar na vida, ela precisa que se abra uma porta. E é disso que se trata o Programa de Serviço Civil Voluntário. As pessoas trabalham por meio turno cumprindo alguma tarefa, enquanto no turno inverso elas têm a obrigatoriedade de fazer um curso de capacitação por semestre.”

    Quer saber como o programa vai funcionar e como participar? Então continue lendo o artigo!

    Como funciona o Serviço Civil Voluntário?

    O Serviço Civil Voluntário, criado pelo Ministério do Trabalho e Previdência, abre espaço para que as prefeituras contratem jovens e pessoas vulneráveis para trabalharem meio turno, além de realizar cursos de qualificação.

    A ideia é que o contratado trabalhe uma parte do dia e que o outro turno seja para a realização de curso de qualificação, também oferecido pelo programa.

    Segundo a MP sancionada por Bolsonaro, o beneficiário do programa fará jornada máxima de 22 horas semanais, com limite de oito horas diárias.

    Além disso, o texto prevê que os participantes que ficarem mais de um ano no programa terão direito a um recesso de 30 dias, sem prejuízo de recebimento da bolsa.

    Qual será o valor da bolsa?

    As vagas poderão ser nos mais variados cargos que sejam de interesse público. O empregado receberá seguro contra acidentes pessoais, vale-transporte ou outra forma de transporte gratuito e a bolsa.

    O valor das bolsas do Serviço Civil Voluntário varia de acordo com a quantidade de horas trabalhadas e o cargo. Esse valor deverá corresponder ao salário-mínimo hora. Ou seja, R$5,51 por hora trabalhada.

    Isso significa que os participantes do programa terão como teto de remuneração mensal menos da metade do piso nacional, R$572. Dependendo da carga horária, pode ser menos que isso.

    Além disso, o programa não prevê vínculo empregatício. Ou seja, os voluntários para essas vagas não terão carteira assinada, nem terão seus direitos previdenciários e trabalhistas.

    O programa terá duração de dois anos. Ou seja, as prefeituras poderão abrir as seleções no decorrer deste ano e do ano que vem. 

    Mas o período mínimo de permanência é de um ano. Ou seja, mesmo quem só for contratado nos últimos meses de 2023 ainda permanecerá, pelo menos, um ano trabalhando. 

    Durante esse tempo, o beneficiado cumprirá tarefas definidas pelas prefeituras e deverá se inscrever em um dos cursos de capacitação gratuitos oferecidos pelo Sistema S. São cerca de 200. 

    Garota em entrevista de primeiro emprego aperta a mão do recrutador
    Beneficiários do Serviço Civil Voluntário não terão direitos previdenciários e trabalhistas

    Quem pode participar do programa Serviço Civil Voluntário?

    O objetivo do Serviço Civil Voluntário é atender os jovens que ainda não conseguiram se inserir no mercado de trabalho e as pessoas mais velhas que não conseguem mais se realocar. 

    Além disso, pessoas com deficiência foram inseridas no público-alvo durante a tramitação da Medida Provisória na Câmara dos Deputados. O público prioritário será composto por beneficiários de programas de transferência de renda e membros de famílias de baixa renda.

    Portanto, podem participar do programa:

    • jovens de 18 a 29 anos que possuem pouca ou nenhuma experiência de trabalho e não possuem qualificação profissional
    • adultos acima de 50 anos que já tiveram atividades profissionais, mas que por razões sociais ou econômicas foram colocados para fora do mercado formal
    • pessoas com deficiência, maiores de idade, que estejam fora do mercado de trabalho há mais de dois anos

    Será dada prioridade para quem recebe o Auxílio Brasil e está devidamente cadastrado no CadÚnico. Mas todos os solicitantes serão beneficiados de acordo com a oferta de vagas na cidade.

    + Veja passo a passo de como fazer o Cadastro Único

    Como fazer inscrição?

    Embora seja um programa do Governo Federal, as vagas do programa serão oferecidas e gerenciadas pelas Prefeituras. 

    Cada município que desejar aderir ao Serviço Civil Voluntário vai preparar a estrutura para a implementação efetiva do programa. Ou seja, quantidade de vagas, cargos, carga horária, seleção etc.

    Dessa forma, cada município vai publicar seu edital de processo seletivo simplificado, informando como fazer inscrição e como será a seleção dos candidatos. Informe-se no seu município.

    Gostou do conteúdo? Então compartilhe com outros amigos que estão desempregados que poderão se beneficiar com o programa! Deixe sua dúvida nos comentários!

    O que achou disso?

    Média da classificação 4.1 / 5. Número de votos: 8

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?