Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNFTsO que significa Staking de NFT? Entenda como funciona!

    O que significa Staking de NFT? Entenda como funciona!

    0
    (0)

    O staking de NFT é uma nova maneira de obter renda passiva no mundo cripto. Ficou interessado? A primeira coisa é saber o que é staking!

    Publicidade

    A explicação é simples. Staking é uma forma de remuneração para investidores que fornecem suas criptomoedas para ajudar a validar transações em uma rede blockchain.

    Na rede blockchain do Bitcoin, mineradores cedem força computacional para que problemas matemáticos complexos sejam solucionados e, assim, uma transação seja confirmada e inserida na rede de blocos.

    Por isso, esse tipo de processo de validação de transações se chama de Proof of Work, ou Prova de Trabalho. Contudo, existem redes blockchain que utilizam o processo de Proof of Stake, ou Prova de Aposta, de Suporte.

    Nessa modalidade, o investidor faz um stake, ou seja, ele trava suas criptomoedas para validar as transações e, assim, manter a segurança da rede.

    + Saiba quanto custa e como criar um NFT

    Publicidade

    E o que é NFT?

    Outra explicação para fazer staking de NFT é saber o que NFT, certo? Então vamos lá.

    A sigla NFT significa Non-Fungible Token. Em português: token não-fungível. Em síntese, um token não fungível é um tipo de token criptográfico que representa algo único.

    Para criar um NFT é preciso primeiro criar uma carteira digital que tenha integração com o blockchain de algum criptoativo. Hoje, o blockchain mais usado para criação de NFTs é o da Ethereum.

    A criação de uma carteira digital passa pela abertura de conta em alguma exchange de criptoativos, na qual o usuário deve fazer uma transferência da sua conta bancária para depois comprar a moeda desejada (como o Ethereum).

    Depois que o usuário já tiver moeda digital, ele pode transferi-la para um app de carteira digital como o MetaMask. A partir daí é só conectar essa carteira com um site de compra e venda de NFTs como o Rarible.

    Publicidade

    Uma vez conectados à carteira e conta em site de NFT, o usuário pode fazer upload do que quer transformar em NFT e “mintar”, palavra que significa proteger aquele determinado conteúdo por meio da transformação em um token único certificado pelo blockchain.

    Ao “mintar”, o usuário precisará pagar uma taxa em criptomoeda que varia dependendo do dia e horário por conta do uso da rede.

    + Conheça 5 marcas de luxo que investem em NFTs e metaverso

    Como funciona o staking?

    Para entender como o staking de NFT funciona, é preciso conhecer as formas de validar as transações nas redes de blockchain. Os métodos mais famosos são:

    1- Proof of Work (PoW)

    É usado por várias moedas como Bitcoin, Monero e Litecoin. As transações envolvendo essas criptomoedas são validadas em blocos pelos computadores da rede.

    Publicidade

    Essa validação ocorre por meio da resolução de um problema matemático por um computador.

    Esse processo exige muita energia elétrica e poder computacional. Desse modo, como um incentivo para as pessoas fazerem essas validações (também conhecidas como mineração), a rede recompensa com uma quantidade de criptos.

    + Entenda qual é a diferença entre NFT e criptomoeda

    2- Proof of Stake (PoS)

    O PoS é uma alternativa ao uso do PoW. Uma das suas primeiras aparições é atribuída a Sunny King e Scott Nadal em uma publicação em 2012 da Peercoin.

    Uma versão alternativa do Proof of Stake foi desenvolvida por Daniel Larimar, em 2014, chamada de Delegated Proof of Stake (DPoS).

    Em síntese, ele permite que os usuários usem seu saldo em moedas como votos. Sendo que os votos serão usados para eleger um número de delegados que gerencia a blockchain garantindo segurança e consenso.

    Enfim, no Proof of Stake as transações não precisam ser mineradas. Sendo assim, os computadores apenas validam as transações e são recompensados com uma determinada quantidade de criptos.

    Essa quantidade é baseada no volume de moedas que eles já possuíam anteriormente.

    Ou seja, quanto mais moedas um computador tiver, mais transações ele poderá validar e mais moedas ele vai ganhar. Este é o processo de staking.

    Dessa forma, para ser um validador de uma rede blockchain, você vai precisar possuir muitas das moedas que você pretende fazer staking.

    painel escrito nft ligado a outros cards
    O staking de NFT é uma nova maneira de se obter renda passiva no mundo cripto

    Tipos de staking

    O staking pode ser de três tipos:

    1- Grupos de staking

    São usuários que se reúnem para aumentar suas chances como validadores de blocos. Dessa maneira, eles unificam seus fundos para ter um maior poder de staking. Posteriormente, as recompensas são divididas de forma proporcional entre os participantes do grupo.

    Em outras palavras, como quem possui mais criptomoedas é responsável por validar mais transações e recebe mais criptomoedas como recompensa, alguns usuários podem unir seus recursos para poderem validar mais blocos e ganharem mais.

    Quando a recompensa é recebida, ela é dividida de maneira proporcional à contribuição individual de cada usuário. A vantagem desse tipo de staking é que pequenos usuários podem participar da rede, mesmo que não tenham muitas moedas.

    2- Cold staking

    É quando o staking é feito em uma carteira fria. Em resumo, uma cold wallet ou carteira fria, é um tipo de carteira que não permanece conectada com a internet.

    Como ficam offline, essas carteiras são mais seguras, já que dificilmente sofrem um ataque hacker. Devido à sua segurança, elas são ideais para os usuários com grandes quantidades de moedas. Enfim, algumas blockchains permitem que o staking seja feito com carteiras frias.

    3- Provedores de staking

    Nesta modalidade são oferecidos serviços dedicados aos usuários de moedas para stake. O retorno dessa forma de fazer staking vai depender das comissões cobradas, que podem variar entre 2% e 50%.

    + Os melhores aplicativos para NFTs

    Como fazer o staking de NFT?

    Você pode fazer o staking de NFT usando uma wallet, um dispositivo físico específico ou ainda usando o staking pool. A Trust Wallet e a Exodus Wallet são exemplos de carteiras que já permitem a realização do staking.

    Já entre as plataformas de exchange que permitem o staking temos a Coinbase e a Binance. Algumas moedas digitais que permitem o staking são:

    1- NEO:

    A NEO é uma altcoin parecida com a Ethereum. Dessa forma, em sua plataforma é possível desenvolver contratos inteligentes, aplicativos descentralizados e tokens.

    2- Cardano:

    A Cardano é uma plataforma descentralizada que possibilita transferência de valor programáveis complexas de maneira segura e escalonável.

    Contudo, a sua plataforma possui uma performance melhor do que algumas outras moedas digitais e sua blockchain possui camadas flexíveis e escalonáveis.

    3- EOS:

    O EOS é uma plataforma com transações escaláveis e rápidas. Sendo assim, ele possui uma plataforma blockchain descentralizada e de alto desempenho.

    4- Stella:

    O objetivo da Stellar é facilitar o envio e recebimento de dinheiro em múltiplas moedas com escalabilidade e taxas baixas.

    Quais são alguns dos benefícios

    Um dos maiores benefícios do staking de NFT é que ele descarta a necessidade contínua de compra de hardwares caros e com alto consumo de energia.

    Outro benefício é que o valor das moedas de staking não sofre depreciação como as ASICs e de outros hardwares de mineração e só pode ser afetado pelas flutuações de mercado.

    Isso faz com que moedas do sistema proof-of-stake tenham melhores características de sustentabilidade e melhor eficiência energética do que as moedas baseadas em mineração.

    Gostou do conteúdo? Comente o que achou e continue lendo sobre NFT aqui no FinanceOne!

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Rafael Massadar
    Rafael Massadar
    Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNFTsO que significa Staking de NFT? Entenda como funciona!

    O que significa Staking de NFT? Entenda como funciona!

    0
    (0)

    O staking de NFT é uma nova maneira de obter renda passiva no mundo cripto. Ficou interessado? A primeira coisa é saber o que é staking!

    Publicidade

    A explicação é simples. Staking é uma forma de remuneração para investidores que fornecem suas criptomoedas para ajudar a validar transações em uma rede blockchain.

    Na rede blockchain do Bitcoin, mineradores cedem força computacional para que problemas matemáticos complexos sejam solucionados e, assim, uma transação seja confirmada e inserida na rede de blocos.

    Por isso, esse tipo de processo de validação de transações se chama de Proof of Work, ou Prova de Trabalho. Contudo, existem redes blockchain que utilizam o processo de Proof of Stake, ou Prova de Aposta, de Suporte.

    Nessa modalidade, o investidor faz um stake, ou seja, ele trava suas criptomoedas para validar as transações e, assim, manter a segurança da rede.

    + Saiba quanto custa e como criar um NFT

    Publicidade

    E o que é NFT?

    Outra explicação para fazer staking de NFT é saber o que NFT, certo? Então vamos lá.

    A sigla NFT significa Non-Fungible Token. Em português: token não-fungível. Em síntese, um token não fungível é um tipo de token criptográfico que representa algo único.

    Para criar um NFT é preciso primeiro criar uma carteira digital que tenha integração com o blockchain de algum criptoativo. Hoje, o blockchain mais usado para criação de NFTs é o da Ethereum.

    A criação de uma carteira digital passa pela abertura de conta em alguma exchange de criptoativos, na qual o usuário deve fazer uma transferência da sua conta bancária para depois comprar a moeda desejada (como o Ethereum).

    Depois que o usuário já tiver moeda digital, ele pode transferi-la para um app de carteira digital como o MetaMask. A partir daí é só conectar essa carteira com um site de compra e venda de NFTs como o Rarible.

    Publicidade

    Uma vez conectados à carteira e conta em site de NFT, o usuário pode fazer upload do que quer transformar em NFT e “mintar”, palavra que significa proteger aquele determinado conteúdo por meio da transformação em um token único certificado pelo blockchain.

    Ao “mintar”, o usuário precisará pagar uma taxa em criptomoeda que varia dependendo do dia e horário por conta do uso da rede.

    + Conheça 5 marcas de luxo que investem em NFTs e metaverso

    Como funciona o staking?

    Para entender como o staking de NFT funciona, é preciso conhecer as formas de validar as transações nas redes de blockchain. Os métodos mais famosos são:

    1- Proof of Work (PoW)

    É usado por várias moedas como Bitcoin, Monero e Litecoin. As transações envolvendo essas criptomoedas são validadas em blocos pelos computadores da rede.

    Publicidade

    Essa validação ocorre por meio da resolução de um problema matemático por um computador.

    Esse processo exige muita energia elétrica e poder computacional. Desse modo, como um incentivo para as pessoas fazerem essas validações (também conhecidas como mineração), a rede recompensa com uma quantidade de criptos.

    + Entenda qual é a diferença entre NFT e criptomoeda

    2- Proof of Stake (PoS)

    O PoS é uma alternativa ao uso do PoW. Uma das suas primeiras aparições é atribuída a Sunny King e Scott Nadal em uma publicação em 2012 da Peercoin.

    Uma versão alternativa do Proof of Stake foi desenvolvida por Daniel Larimar, em 2014, chamada de Delegated Proof of Stake (DPoS).

    Em síntese, ele permite que os usuários usem seu saldo em moedas como votos. Sendo que os votos serão usados para eleger um número de delegados que gerencia a blockchain garantindo segurança e consenso.

    Enfim, no Proof of Stake as transações não precisam ser mineradas. Sendo assim, os computadores apenas validam as transações e são recompensados com uma determinada quantidade de criptos.

    Essa quantidade é baseada no volume de moedas que eles já possuíam anteriormente.

    Ou seja, quanto mais moedas um computador tiver, mais transações ele poderá validar e mais moedas ele vai ganhar. Este é o processo de staking.

    Dessa forma, para ser um validador de uma rede blockchain, você vai precisar possuir muitas das moedas que você pretende fazer staking.

    painel escrito nft ligado a outros cards
    O staking de NFT é uma nova maneira de se obter renda passiva no mundo cripto

    Tipos de staking

    O staking pode ser de três tipos:

    1- Grupos de staking

    São usuários que se reúnem para aumentar suas chances como validadores de blocos. Dessa maneira, eles unificam seus fundos para ter um maior poder de staking. Posteriormente, as recompensas são divididas de forma proporcional entre os participantes do grupo.

    Em outras palavras, como quem possui mais criptomoedas é responsável por validar mais transações e recebe mais criptomoedas como recompensa, alguns usuários podem unir seus recursos para poderem validar mais blocos e ganharem mais.

    Quando a recompensa é recebida, ela é dividida de maneira proporcional à contribuição individual de cada usuário. A vantagem desse tipo de staking é que pequenos usuários podem participar da rede, mesmo que não tenham muitas moedas.

    2- Cold staking

    É quando o staking é feito em uma carteira fria. Em resumo, uma cold wallet ou carteira fria, é um tipo de carteira que não permanece conectada com a internet.

    Como ficam offline, essas carteiras são mais seguras, já que dificilmente sofrem um ataque hacker. Devido à sua segurança, elas são ideais para os usuários com grandes quantidades de moedas. Enfim, algumas blockchains permitem que o staking seja feito com carteiras frias.

    3- Provedores de staking

    Nesta modalidade são oferecidos serviços dedicados aos usuários de moedas para stake. O retorno dessa forma de fazer staking vai depender das comissões cobradas, que podem variar entre 2% e 50%.

    + Os melhores aplicativos para NFTs

    Como fazer o staking de NFT?

    Você pode fazer o staking de NFT usando uma wallet, um dispositivo físico específico ou ainda usando o staking pool. A Trust Wallet e a Exodus Wallet são exemplos de carteiras que já permitem a realização do staking.

    Já entre as plataformas de exchange que permitem o staking temos a Coinbase e a Binance. Algumas moedas digitais que permitem o staking são:

    1- NEO:

    A NEO é uma altcoin parecida com a Ethereum. Dessa forma, em sua plataforma é possível desenvolver contratos inteligentes, aplicativos descentralizados e tokens.

    2- Cardano:

    A Cardano é uma plataforma descentralizada que possibilita transferência de valor programáveis complexas de maneira segura e escalonável.

    Contudo, a sua plataforma possui uma performance melhor do que algumas outras moedas digitais e sua blockchain possui camadas flexíveis e escalonáveis.

    3- EOS:

    O EOS é uma plataforma com transações escaláveis e rápidas. Sendo assim, ele possui uma plataforma blockchain descentralizada e de alto desempenho.

    4- Stella:

    O objetivo da Stellar é facilitar o envio e recebimento de dinheiro em múltiplas moedas com escalabilidade e taxas baixas.

    Quais são alguns dos benefícios

    Um dos maiores benefícios do staking de NFT é que ele descarta a necessidade contínua de compra de hardwares caros e com alto consumo de energia.

    Outro benefício é que o valor das moedas de staking não sofre depreciação como as ASICs e de outros hardwares de mineração e só pode ser afetado pelas flutuações de mercado.

    Isso faz com que moedas do sistema proof-of-stake tenham melhores características de sustentabilidade e melhor eficiência energética do que as moedas baseadas em mineração.

    Gostou do conteúdo? Comente o que achou e continue lendo sobre NFT aqui no FinanceOne!

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?