Como investir em debêntures em 2018? | FinanceOne
FinanceOne

Onde suas finanças começam!

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Como investir em debêntures em 2018?

As debêntures são valores mobiliários emitidos por sociedades por meio de ações, que são o representativo de dívida. Em 22 de março deste ano, a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) anunciou que a precificação de debêntures passaria a contar com mais séries. Isso influencia, claro, em como investir em debêntures em 2018.

Assim, são 290 ativos que têm os preços e taxas médias divulgados diariamente pela Anbima. As últimas inclusões foram Águas Guariroba S/A (AGGU13), Arteris S/A (ARTR35), CCR S/A (CCRDA1, CCRDB1, CCRDC1, CCRDD1), Companhia Paulista de Força e Luz (PALF28, PALF38), Ecorodovias Concessões e Serviços S/A (ERDV26), Equatorial Energia S/A (EQTL12), Light Energia S/A (LGTE16) e Rodonorte Concessão de Rodovias Integradas S/A (RDNT26).

As debêntures são os ativos de renda fixa que mais cresceram. É o que disse a Anbima no final de abril, quando divulgou que os principais ativos de renda fixa das carteiras dos fundos de investimento, com maior avanço em 2017, foram as debêntures. O percentual de crescimento foi de 34,7%, contra recuo de 5,1% em 2016.

Esse resultado é ainda maior do que aumento de 32,3% dos títulos públicos, investimentos com a maior participação nos fundos. A perspectiva também é de melhora nos negócios em 2018. Apenas as emissões de debêntures já subiram 1,06% até fevereiro. Segundo divulgado pela Anbima:

“a expectativa é que busca dos investidores por maior rentabilidade, decorrente da baixa dos juros, possa contribuir para que os títulos privados sigam em crescimento na indústria de fundos”.

A variação anual dos ativos de renda fixa na carteira de fundos ficou da seguinte maneira, em dezembro de 2017:

– Debêntures: 34,7%
– Títulos Públicos Federais: 23,5%
– Direitos Creditórios: 1,6%
– Títulos Imobiliários: -1,6%
– CDB / RDB: -7,9%
– Letras Financeiras: -10,2%

Como investir em debêntures em 2018
Investir em debêntures em 2018 pode ser uma vantagem, já que o ativo vem crescendo desde 2010, segundo a Anbima

Por que considerar investir em debêntures em 2018?

Segundo a Anbima, as emissões de debêntures estão em alta desde 2010. A maior participação desse ativo nas carteiras dos fundos é justificada como um reflexo do aumento de emissões das empresas nacionais no mercado de capitais.

As debêntures são um tipo de título corporativo. E a participação dos papéis corporativos na composição de fundos mostra sinais de estabilização. Isso porque, devido à crise financeira que afetou todo o país, a situação era de queda desde 2014. Agora, desde o fim de 2016 mantém um patamar de 12% de participação na carteira de fundos de investimentos.

Esses, porém, são papéis como menor representatividade entre os títulos de renda fixa. Com patamar acima de 70% desde dezembro de 2016, os títulos públicos são os mais presentes nas carteiros dos fundos. Em seguida vem os títulos privados bancários, com índices bem próximos dos corporativos: 13%.

Mesmo assim, no mercado brasileiro os títulos corporativos ainda não estão em seu potencial máximo. Segundo a Anbima, na indústria de fundos norte-americana, os títulos corporativos correspondiam a 16% do total em 2016. No Brasil, a parcela dos títulos corporativos representou 8% do total das carteiras dos fundos de investimento na data de fevereiro de 2018.

Naquele mês, a composição das carteiras de fundos de investimento ficou da seguinte maneira, segundo divulgado pela Anbima:

– 50,4% de títulos públicos
– 23,5% de operações compromissadas
– 9,1% de renda variável
– 9,0 de títulos privados bancários
– 8,0% de títulos privados corporativos

O que são debêntures?

Mas, você sabe o que é uma debênture? Esse é um tipo de investimento em que você “empresta” dinheiro para uma empresa. É um título da dívida que vai gerar crédito a você, como investidor.

Para você entender como funciona uma debênture, é um investimento representado por títulos de dívida. Esses títulos são emitidos por sociedades anônimas de capital aberto ou fechado. A compra desses títulos, as debêntures, serve para financiar projetos ou reestruturar dívidas da empresa emissora. É uma forma das empresas captarem recursos.

Segundo a BM&F Bovespa, como a empresa em vez de solicitar um empréstimo vai realizar a emissão de debêntures para captar recursos, algumas vantagens são: diminuição do custo médio; alongamento e a adequação do perfil; diminuição das garantias utilizadas. Além disso, a captação de recursos vai possibilitar o investimento em projetos que podem aumentar a capacidade produtiva.

A remuneração de quem investir em debêntures pode ser calculada com taxa de juro prefixada ou outras modalidades, por taxa fixa. O cálculo pode ser por Taxa Referencial (TR) ou Taxa de Juro de Longo Prazo (TJLP), com prazo mínimo de um mês para vencimento ou repactuação; Taxa Básica Financeira (TBF), se emitidas por sociedades de arrendamento ou pelas companhias hipotecárias, observado com prazo mínimo de dois meses.

Podem ainda ser taxas flutuantes regularmente calculadas e de conhecimento público. Essas são baseadas em operações contratadas a taxas prefixadas, e o prazo não pode ser inferior ao período de reajuste no contrato.







Mais lidos

Cartões de crédito sem anuidade: veja os 10 melhores
Procurando cartões de crédito sem anuidade? Eles definitivamente conquistaram o seu espaço na eco ...
Trabalhar em casa: 28 profissões para ganhar dinheiro
Trabalhar em casa e ganhar dinheiro no conforto do lar é um sonho para muitas pessoas. No Brasil, o ...
Cartão de crédito com aprovação imediata existe?
Quem não quer ter um cartão de crédito hoje em dia para realizar as compras? Muitas instituiçõe ...
10 marcas mais valiosas do mundo em 2018
O ano está chegando quase no fim e as empresas não param de crescer. Para se ter uma ideia, a  p ...
Os jogadores mais bem pagos do mundo em 2018
Quem são os jogadores mais bem pagos do mundo? Muito provavelmente você vai responder Cristiano Ro ...




Ebook do FinanceOne

Ebook gratuito investidor iniciante

Quer investir mas não sabe como? O Guia Completo do Investidor Iniciante traz os primeiros passos para você começar a investir e ganhar dinheiro!

BAIXAR AGORA!

Publicidade


 

Guias

Calculadoras