Mais
    InícioNotíciasEmpreendedorismoComo profissional liberal comprova renda? Confira!

    Como profissional liberal comprova renda? Confira!

    0
    (0)

    Se você for um profissional liberal, é bem provável que em algum momento já tenham te pedido para comprovar renda. Mas, uma dúvida que surge é: como profissional liberal comprova renda? Essa é uma pergunta que muitas pessoas autônomas fazem.

    A comprovação de renda pode ser solicitada em diversas situações, como por exemplo, abertura de contas bancárias, empréstimos e financiamentos.

    Essa comprovação se torna difícil porque esses trabalhadores não têm carteira assinada.

    Quer saber como profissional liberal comprova renda? Está precisando comprovar o salário e não sabe como?

    Saiba que é possível realizar a comprovação de renda com outros documentos, mesmo sem ter carteira assinada.

    Documentos ajudam a comprovar renda

    Para quem é profissional liberal e não sabe, existem diversos documentos que te ajudam a comprovar a sua renda e que substituem o famoso contracheque.

    Algumas formas de realizar a comprovação é por meio de extratos bancários, Imposto de Renda e a Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos.

    Essa declaração também é conhecida como DECORE e é um documento especialmente feito para profissionais liberais. Como por exemplo, taxistas, motoristas de aplicativos, médicos, advogados, entre outros.

    + Aprenda qual é a diferença entre autônomo e profissional liberal

    O DECORE é um documento oficial para o profissional liberal comprovar a renda, já que ele pode substituir o contracheque.

    Além disso, ele garante que você consiga crédito, abertura de conta, financiamento e outros serviços que dependam desse tipo de comprovação.

    Os empresários ou microempresários também podem utilizar essa declaração para comprovar a retirada do pró-labore. Essa é a remuneração dos sócios que trabalham na empresa. 

    3 dicas para o profissional liberal comprovar renda

    1. Extrato bancário

    Como já citamos acima, uma das formas de comprovar renda é pelo extrato bancário. Se você já tem conta corrente e trabalha como freelancer ou profissional liberal, essa pode ser uma alternativa.

    Normalmente, o período mínimo solicitado, para esse tipo de comprovação de renda, é de seis meses. Por isso, o ideal é que você centralize todos os valores recebidos somente em uma conta corrente. 

    Dessa maneira, o extrato bancário sempre refletirá o valor total dos ganhos. Além de você não precisar ter que tirar extrato de diversas contas bancárias para realizar a comprovação da renda.

    Uma dica é que você evite tirar o extrato no caixa eletrônico, isso porque ele pode acabar não sendo aceito. Utilize o internet banking da sua instituição financeira ou solicite o documento ao seu gerente.

    2. Declaração do Imposto de Renda

    O que muita gente não sabe é que a declaração anual enviada à Receita Federal também pode servir como comprovante de renda. E, nesses casos, pode ser mais fácil do que você pensa.

    Todos os contribuintes conseguem retirar uma declaração que atesta todos os detalhes e informações mencionados no Imposto de Renda. Dessa forma, é possível comprovar a sua condição, bens, dependentes e outros pontos.

    Você sabe, por exemplo, que a declaração do Imposto de Renda é como se fosse um espelho ou panorama da sua situação no ano anterior.

    Dessa forma, estará sempre atualizada e você não precisa correr atrás de muitas informações, pois já tem um compilado reunido em um mesmo local.

    homem trabalhando em casa
    Existem diversos documentos que ajudam a comprovar renda de um profissional liberal

    Mas, vale ressaltar que mesmo sendo recente e do ano anterior, dependendo do lugar pode ser necessário extrair comprovantes mais recentes. Isso porque algumas situações pedem dados dos últimos três meses ou 30 dias.

    Esse fator ressalta ainda mais a importância de você declarar o Imposto de Renda anualmente, mesmo que se considere isento. Você quer saber mais sobre o IR 2020?

    3. Recibos

    Outra forma que trabalhadores informais podem encontrar para comprovar uma renda é por meio dos recibos emitidos. Esta é uma das comprovações possíveis para atestar serviços prestados.

    Geralmente trabalhadores informais emitem nota ou recibo como garantia, e ali ficam os valores que ele cobrou para prestar tal serviço.

    A recomendação é sempre guardar estes recibos, pois eles servem de comprovação de renda. Se utiliza o recibo de pagamento autônomo (RPA), guarde as guias de recolhimento de impostos. 

    Evite jogar fora recibos ou deixar em qualquer canto, procure ser organizado quanto a isso. Em caso de financiamento de imóveis, por exemplo, eles podem ser uma excelente saída.

    4. Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos (Decore)

    Esse é mais um documento que o profissional liberal pode usar para a comprovação de renda. Mas ele deve ser realizado por um contador habilitado pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC).

    Vale ressaltar que essa declaração pode ser emitida pela internet. Mas para isso, o profissional contratado precisa estar com o CRC de origem atualizado.

    Os recibos de pagamento autônomo (RPA) são documentos válidos para a emissão do Decore, já que no verso da declaração do pagador há um atestado de pagamento. É importante frisar ainda que este serviço é cobrado e o documento possui validade limitada.

    Como um profissional liberal pode declarar Imposto de Renda?

    Uma das formas para comprovar renda que o profissional liberal tem é a declaração do Imposto de Renda, mas como fazer isso? Primeiro você deve começar separando todos os documentos necessários e com uma certa antecedência.

    Nada de deixar para ver em cima da hora, porque você pode acabar esquecendo de enviar algum documento importante e acabar caindo na malha fina. 

    E mesmo que você seja isento de declarar, é importante fazê-lo, Dessa forma, você consegue comprovar a renda para diversas situações, como financiamento e empréstimos. 

    Depois será preciso pensar se os seus rendimentos são como pessoa física ou jurídica. Sim, existe diferença e esse fator deve ser levado em consideração.

    Se você é pessoa jurídica

    Neste caso, será preciso solicitar o seu informe de rendimento para todas as empresas nas quais prestou algum serviço ao longo de todo o ano em questão. Algumas instituições podem demorar a enviar o documento, por isso é bom solicitar com uma certa antecedência.

    Já está com tudo em mãos? Agora é só você preencher a ficha de “Rendimentos Tributáveis Recebidos de PJ”. E isso pode ser realizado tanto no programa quanto no aplicativo da própria Receita Federal. 

    Se você é pessoa física

    A diferença é que você precisará fazer a declaração na ficha de “Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoa Física/Exterior”. E o processo é bem simples, você deverá somente importar os valores informados no Carnê-Leão, que deverá estar em dia.

    Mas o que é esse Carnê-Leão? Ele é um imposto recolhido mensalmente e é obrigatório para quem não tem vínculo empregatício e recebe rendimentos de Pessoas Físicas.

    Gostou do artigo? Ele te ajudou a saber como comprovar a renda sendo profissional liberal? Se você é microempreendedor individual e também pode gostar: não sabe como comprovar renda, o FinanceOne listou quatro maneiras. Confira!

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Redação
    Redação
    O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasEmpreendedorismoComo profissional liberal comprova renda? Confira!

    Como profissional liberal comprova renda? Confira!

    0
    (0)

    Se você for um profissional liberal, é bem provável que em algum momento já tenham te pedido para comprovar renda. Mas, uma dúvida que surge é: como profissional liberal comprova renda? Essa é uma pergunta que muitas pessoas autônomas fazem.

    A comprovação de renda pode ser solicitada em diversas situações, como por exemplo, abertura de contas bancárias, empréstimos e financiamentos.

    Essa comprovação se torna difícil porque esses trabalhadores não têm carteira assinada.

    Quer saber como profissional liberal comprova renda? Está precisando comprovar o salário e não sabe como?

    Saiba que é possível realizar a comprovação de renda com outros documentos, mesmo sem ter carteira assinada.

    Documentos ajudam a comprovar renda

    Para quem é profissional liberal e não sabe, existem diversos documentos que te ajudam a comprovar a sua renda e que substituem o famoso contracheque.

    Algumas formas de realizar a comprovação é por meio de extratos bancários, Imposto de Renda e a Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos.

    Essa declaração também é conhecida como DECORE e é um documento especialmente feito para profissionais liberais. Como por exemplo, taxistas, motoristas de aplicativos, médicos, advogados, entre outros.

    + Aprenda qual é a diferença entre autônomo e profissional liberal

    O DECORE é um documento oficial para o profissional liberal comprovar a renda, já que ele pode substituir o contracheque.

    Além disso, ele garante que você consiga crédito, abertura de conta, financiamento e outros serviços que dependam desse tipo de comprovação.

    Os empresários ou microempresários também podem utilizar essa declaração para comprovar a retirada do pró-labore. Essa é a remuneração dos sócios que trabalham na empresa. 

    3 dicas para o profissional liberal comprovar renda

    1. Extrato bancário

    Como já citamos acima, uma das formas de comprovar renda é pelo extrato bancário. Se você já tem conta corrente e trabalha como freelancer ou profissional liberal, essa pode ser uma alternativa.

    Normalmente, o período mínimo solicitado, para esse tipo de comprovação de renda, é de seis meses. Por isso, o ideal é que você centralize todos os valores recebidos somente em uma conta corrente. 

    Dessa maneira, o extrato bancário sempre refletirá o valor total dos ganhos. Além de você não precisar ter que tirar extrato de diversas contas bancárias para realizar a comprovação da renda.

    Uma dica é que você evite tirar o extrato no caixa eletrônico, isso porque ele pode acabar não sendo aceito. Utilize o internet banking da sua instituição financeira ou solicite o documento ao seu gerente.

    2. Declaração do Imposto de Renda

    O que muita gente não sabe é que a declaração anual enviada à Receita Federal também pode servir como comprovante de renda. E, nesses casos, pode ser mais fácil do que você pensa.

    Todos os contribuintes conseguem retirar uma declaração que atesta todos os detalhes e informações mencionados no Imposto de Renda. Dessa forma, é possível comprovar a sua condição, bens, dependentes e outros pontos.

    Você sabe, por exemplo, que a declaração do Imposto de Renda é como se fosse um espelho ou panorama da sua situação no ano anterior.

    Dessa forma, estará sempre atualizada e você não precisa correr atrás de muitas informações, pois já tem um compilado reunido em um mesmo local.

    homem trabalhando em casa
    Existem diversos documentos que ajudam a comprovar renda de um profissional liberal

    Mas, vale ressaltar que mesmo sendo recente e do ano anterior, dependendo do lugar pode ser necessário extrair comprovantes mais recentes. Isso porque algumas situações pedem dados dos últimos três meses ou 30 dias.

    Esse fator ressalta ainda mais a importância de você declarar o Imposto de Renda anualmente, mesmo que se considere isento. Você quer saber mais sobre o IR 2020?

    3. Recibos

    Outra forma que trabalhadores informais podem encontrar para comprovar uma renda é por meio dos recibos emitidos. Esta é uma das comprovações possíveis para atestar serviços prestados.

    Geralmente trabalhadores informais emitem nota ou recibo como garantia, e ali ficam os valores que ele cobrou para prestar tal serviço.

    A recomendação é sempre guardar estes recibos, pois eles servem de comprovação de renda. Se utiliza o recibo de pagamento autônomo (RPA), guarde as guias de recolhimento de impostos. 

    Evite jogar fora recibos ou deixar em qualquer canto, procure ser organizado quanto a isso. Em caso de financiamento de imóveis, por exemplo, eles podem ser uma excelente saída.

    4. Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos (Decore)

    Esse é mais um documento que o profissional liberal pode usar para a comprovação de renda. Mas ele deve ser realizado por um contador habilitado pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC).

    Vale ressaltar que essa declaração pode ser emitida pela internet. Mas para isso, o profissional contratado precisa estar com o CRC de origem atualizado.

    Os recibos de pagamento autônomo (RPA) são documentos válidos para a emissão do Decore, já que no verso da declaração do pagador há um atestado de pagamento. É importante frisar ainda que este serviço é cobrado e o documento possui validade limitada.

    Como um profissional liberal pode declarar Imposto de Renda?

    Uma das formas para comprovar renda que o profissional liberal tem é a declaração do Imposto de Renda, mas como fazer isso? Primeiro você deve começar separando todos os documentos necessários e com uma certa antecedência.

    Nada de deixar para ver em cima da hora, porque você pode acabar esquecendo de enviar algum documento importante e acabar caindo na malha fina. 

    E mesmo que você seja isento de declarar, é importante fazê-lo, Dessa forma, você consegue comprovar a renda para diversas situações, como financiamento e empréstimos. 

    Depois será preciso pensar se os seus rendimentos são como pessoa física ou jurídica. Sim, existe diferença e esse fator deve ser levado em consideração.

    Se você é pessoa jurídica

    Neste caso, será preciso solicitar o seu informe de rendimento para todas as empresas nas quais prestou algum serviço ao longo de todo o ano em questão. Algumas instituições podem demorar a enviar o documento, por isso é bom solicitar com uma certa antecedência.

    Já está com tudo em mãos? Agora é só você preencher a ficha de “Rendimentos Tributáveis Recebidos de PJ”. E isso pode ser realizado tanto no programa quanto no aplicativo da própria Receita Federal. 

    Se você é pessoa física

    A diferença é que você precisará fazer a declaração na ficha de “Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoa Física/Exterior”. E o processo é bem simples, você deverá somente importar os valores informados no Carnê-Leão, que deverá estar em dia.

    Mas o que é esse Carnê-Leão? Ele é um imposto recolhido mensalmente e é obrigatório para quem não tem vínculo empregatício e recebe rendimentos de Pessoas Físicas.

    Gostou do artigo? Ele te ajudou a saber como comprovar a renda sendo profissional liberal? Se você é microempreendedor individual e também pode gostar: não sabe como comprovar renda, o FinanceOne listou quatro maneiras. Confira!

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?