InícioNotíciasFinanças PessoaisCrise financeira: o passo a passo para sair dela

Crise financeira: o passo a passo para sair dela

5
(2)

O Brasil vem passando por uma crise financeira que afeta grande parte da população. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Serasa em julho deste ano, cerca de 62,56 milhões de brasileiros estavam endividados no mês de maio. A informação é do Mapa da Inadimplência no Brasil.

Diversos fatores contribuíram para que os brasileiros passassem por essa crise financeira dentro de casa. Um deles foi a alta do dólar e da inflação e, principalmente, o desemprego. Como consequência, as pessoas começaram a não conseguir pagar as contas e realizar compras com tanta frequência.

Mas o que fazer para superar essa instabilidade das finanças? Será que é possível conseguir manter as contas em dia mesmo com os preços dos produtos elevados? Por mais que isso pareça difícil, com um controle financeiro é possível sair da crise financeira.

Passo a passo para sair da crise financeira

Antes de você conhecer o passo a passo para se recuperar financeiramente, é necessário primeiro admitir que não está conseguindo equilibrar todas as contas com a renda total que recebe mensalmente.

Por isso, quem está passando por essa crise financeira dentro de casa precisa ter muita dedicação, foco e disciplina para alcançar a estabilidade das finanças novamente.

1º passo: faça um planejamento financeiro

Anote todo o dinheiro que você recebe e tudo o que gasta com ele, principalmente as pequenas quantias, como por exemplo, a compra de balinhas. Tudo mesmo!

Você pode dividir os gastos por categorias como alimentação, transporte, escola, lazer, contas de casa, entre outros. Ou também pode anotar pelos dias do mês em que realizar compras e até mesmo utilizar aplicativos de finanças.

Faça isso por um mês e no final dos 30 dias você saberá exatamente com o que está gastando mais e para onde vai todo o dinheiro do salário da família.

2º passo: reduza e controle os gastos

Agora que você já sabe como está gastando o seu dinheiro, poderá pensar onde é possível reduzir algumas compras ou até mesmo cortá-las. Para isso, priorize primeiro as necessidades essenciais, como luz, água, gás e internet. Tente pagar essas contas sempre na data do vencimento. Assim você não será cobrado com multa e juros por atrasos.

Lápis, calculadora e papel com vários gráficos
Em meio uma crise econômica é importante controlar os gastos

Depois, verifique junto à família o que é possível ser reduzido ou cortado. É importante que essa etapa seja feita com todos os membros da casa para que estejam cientes da situação financeira. Para reduzir os gastos, evite ficar com a luz acesa se não tiver ninguém no cômodo, e evite banhos quentes demorados.

Já para cortar é possível trocar os passeios caros por alguns mais baratos ou até mesmo gratuitos. Que tal fazer um piquenique no final da tarde em vez de ir a um restaurante? Pequenas mudanças podem fazer diferença no orçamento da família no final do mês.

3º passo: troque as dívidas caras pelas baratas

Se você tem dívidas com o cartão de crédito ou com o banco, tente realizar acordos. Estes devem estar dentro do seu orçamento financeiro e em datas que consiga pagar. Isso é importante porque os juros do cartão são altos e, a partir do momento em que o acordo é feito, essa taxa para de ser aplicada.

+ Aprenda a driblar esses 4 inimigos do seu bolso

Além disso,  ao realizar o acordo, peça para optar pela linha de crédito que tenha juros mais baixos. Assim, o valor da dívida será menor, o que facilitará o pagamento posteriormente. Outra dica importante é sempre tentar pagar o valor total do boleto, assim você evita que mais juros sejam cobrados por ter pago apenas o valor mínimo.

Mais três passos para sair da crise financeira

4° passo: venda o que não usa mais em casa

Sabe aquela impressora antiga? O rádio ou televisão que estão esquecidos em um canto da casa? Eles podem render uma grana. Se desfaça daquilo que não usa mais. Seja por não ter utilidade ou por não estar em bom estado. Anuncie os produtos tanto nas redes sociais quanto em sites de venda de móveis e produtos eletrônicos usados.

Vender as roupas também pode ser uma forma de ganhar dinheiro. Caso você tenha peças que não cabem mais e estão em bom estado, é possível vendê-las por um preço mais em conta. Além de ganhar uma grana extra com a venda, você ainda abre espaço no seu guarda-roupa.

Mas é importante frisar que se os produtos estão danificados, não peça um valor alto. Sempre negocie os preços do que está sendo vendido.

5º passo: busque aumentar a renda

Quem não gosta de ganhar um dinheiro extra? E para ajudar a sair da crise financeira, novas ideias de negócios ajudam. Antes de começar, pense em algo que goste e que seja possível de se transformar em uma fonte de renda extra. Depois analise qual a possibilidade que você tem de aplicar o seu dinheiro em um empreendimento.

Você também pode começar com pequenos negócios. São exemplos: revender produtos cosméticos,  maquiagens e bijuterias ou até mesmo tornar-se freelancer. Caso escolha a opção de revender produtos, é importante ter o controle dos pedidos e das pessoas que efetuaram os pagamentos.

6º passo: Evite fazer novas dívidas

Durante uma crise financeira é imprescindível que você evite realizar novas dívidas. Lembre-se que em tempos de instabilidade econômica é difícil saber se será possível ou não honrar com as prestações.

Para quem já está endividado, a dica é não realizar novos empréstimos. Esta opção só é válida se você não tiver outra alternativa e se realmente for vantajoso para você. 

O empréstimo é uma boa opção quando você tem dívidas com juros altíssimos como no caso do cartão de crédito e cheque especial.

Gostou do conteúdo? Compartilhe com um amigo que esteja passando por uma crise financeira.

O que achou disso?

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Assine nossa newsletter!

Páginas Populares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui