Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Comprar um imóvel ou investir em um fundo imobiliário?

Escrito por: Mateus Carvalho em 28 de janeiro de 2019

Se você está pensando em investir, mas está com dúvidas sobre qual é o melhor investimento, saiba que isso é normal. Um dos questionamentos nessa hora é: comprar um imóvel ou investir em um fundo imobiliário?

O investimento em imóveis é considerado um dos mais tradicionais entre os brasileiros. Isso acontece, muitas vezes, devido à influência da família, que defende que ter vários imóveis garante uma renda fixa.

Mas será que esse é realmente um bom investimento?

principais quesitos na hora de escolher um imóvel

Existe uma alternativa acessível em relação a comprar um imóvel que é o fundo imobiliário. Esses fundos aplicam os recursos no mercado imobiliário, desde prédios comerciais, shoppings e até mesmo galpões logísticos.

As cotas são negociadas na bolsa de valores brasileira, a B3. Além de poderem ser compradas e vendidas, assim como as ações das empresas.

Agora você deve estar se perguntando qual é o melhor investimento: comprar um imóvel ou investir em um fundo imobiliário? É isso que vamos analisar a seguir.

É melhor comprar um imóvel ou investir em um fundo imobiliário?

Antes de decidir entre comprar um imóvel ou investir em um fundo imobiliário, é necessário que você realize uma pesquisa do que vai render mais.

Além de analisar qual é a sua real condição no momento que for fazer o investimento.

Isso porque, por exemplo, se você pensa em comprar o imóvel para morar, essa será uma outra variante. Já que quem compra um imóvel para investir pretende ter uma renda por meio do aluguel.

E o valor dessa renda é em torno de 0,5% do valor do imóvel, de acordo com a demanda por moradia. Para que o fundo imobiliário seja considerado vantajoso ele deverá render pelo menos 0,5%.

Para comprar um imóvel é necessário ter pelo menos uma parte do valor para dar de entrada. Ou até mesmo pagar o preço integral, já que o financiamento tem juros altos.

Além disso, ao adquirir uma casa ou apartamento você ainda corre o risco de não conseguir alugar o imóvel. Ou até mesmo da pessoa que alugou não pagar o aluguel.

Esses são alguns dos riscos que você pode correr ao investir em uma compra de imóvel.

Porém, ao investir no fundo imobiliário você também irá correr riscos, assim como em todos os investimentos.

Mas esses riscos são considerados bem menores do que a compra de um imóvel. Já que esses fundos, ao serem criados, passam por uma criteriosa análise dos gestores.

Vantagens e desvantagens

Antes de comprar um imóvel ou investir em um fundo imobiliário, é necessário conhecer as vantagens e desvantagens de cada um. Confira abaixo.

Vantagens de comprar um imóvel

– Existe a possibilidade de encontrar “pechinchas” no mercado;

– Isenção do Imposto de Renda sobre o ganho de capital, dependendo do caso;

– Existe o fator psicológico, que é a possibilidade de enxergar o investimento.

Desvantagens de comprar um imóvel

– Alto valor de investimento;

– Imobilização do patrimônio;

– Trabalho e custos para cuidar da manutenção do imóvel;

– Possibilidade de encarar uma vacância prolongada;

– Rendimento com aluguel sujeito à tributação no Imposto de Renda.

Vantagens de investir em um fundo imobiliário

– Alta liquidez;

– Baixo valor de investimento;

– Gestão profissional;

– Diversificação;

– Isenção do Imposto de Renda sobre os investimentos.

Desvantagens de investir em um fundo imobiliário

– Taxas de administração;

– Cobrança de Imposto de Renda sobre ganhos de capital;

– Taxas por ordem de compra ou venda.

Diferença entre comprar um imóvel ou investir em um fundo imobiliário

A principal diferença entre comprar um imóvel ou investir em um fundo imobiliário é se esses investimentos são conservadores ou arrojados.

Se você está começando a investir e não conhece muito bem esses termos, confira a definição de cada um abaixo:

Conservador: esses tipos de investidores preferem aplicar o dinheiro em investimentos de origem considerada segura. Nos quais as rentabilidades são certas e os riscos são mais baixos. Sendo assim, preferem investir na renda fixa.

Arrojado: esses preferem investir em ativos mais arriscados, onde existe um maior potencial de rentabilidade e os riscos são maiores. Sendo assim, preferem investir na renda variável.

Comprar um imóvel para viver de renda do aluguel é considerado um investimento mais arrojado do que um fundo imobiliário.

Isso porque os fundos têm menores riscos e, consequentemente, são mais conservadores.

Porém, esse fundo tem como intenção fazer as coisas darem certo. É por isso que eles contam com gestores, administradores, entre outros profissionais.

Esses profissionais são responsáveis por analisar cada detalhe de um fundo, com o objetivo de que ele seja lucrativo e adequado para cada tipo de investidor.

Sendo assim, não há como comparar precisamente, de maneira geral, se é melhor comprar um imóvel ou investir em um fundo imobiliário. Somente com uma análise de risco específica entre eles.

Fundos imobiliários: saiba como investir

Os Fundos Imobiliários (FII) são investimentos destinados à aplicação em empreendimentos imobiliários.

Como o nome já diz, esses fundos são especializados em imóveis. Logo, eles se constituem, basicamente, pela aquisição de determinada cota de edifícios comerciais e de outros estabelecimentos.

Muitas pessoas como você não sabem é que o investimento indireto nesse mercado anda conquistando números impressionantes.

Além de ser uma forma mais fácil e barata de investir seu capital no mercado imobiliário, os FIIs movimentam cada vez mais dinheiro. Saiba como investir nos fundos imobiliários.

Mateus Carvalho

Jornalista formado pela Unicarioca. Atualmente, repórter da Folha Dirigida e produtor de conteúdo no FinanceOne. Já fui colaborador do Torcedores.com.

Deixe uma resposta

Posts relacionados

Taxa-Selic
negociar-as-dívidas-com-o-banco
ações para investir por um ano
Como investir em debêntures em 2018
Estudar o risco do investimento é importante para não ter prejuízos futuros