Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Dicas para negociar o aluguel e garantir o melhor contrato

Escrito por: Rafael Massadar em 23 de outubro de 2018

Com os preços em alta, negociar o aluguel é uma alternativa para garantir a moradia. Principalmente após o índice que reajusta o valor cobrado na locação acelerar em outubro e acumular alta de 10,04% no ano.

Apesar de o Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) desacelerar 0,97% em outubro, depois de subir 1,34% em setembro, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), a taxa ainda está alta.

No entanto, é possível reunir argumentos para renegociar o aluguel.

negociar o aluguel

O que é o IGP-M?

O IGP-M é um indicador muito importante para negociar o aluguel. A sigla quer dizer Índice Geral de Preços do Mercado. Ele é calculado mensalmente pela FGV. Ao final de cada ciclo de 30 dias, a instituição divulga o resultado. Através dele, o mercado se baseia para a tomada de diversas decisões.

Entre outras coisas, esse é o índice de referência usado para fazer os reajustes de aumento da energia elétrica e dos contratos de aluguel atualmente. O cálculo é feito levando em conta uma série de fatores e variáveis. Entre eles matérias-primas agrícolas e os produtos que são consumidos pelo comprador final na cidade.

Como negociar o aluguel

negociar o aluguel

Antes de abordar o proprietário para renegociar seu aluguel, pesquise. Saiba o valor do aluguel nas redondezas do imóvel.

Para isso, pergunte para amigos qual a média de valor que pagam ou ligue para anúncios e descubra o valor cobrado nas redondezas do seu imóvel.

A internet também pode ser fonte para esse tipo de informação. Até através de aplicativos é possível encontrar valores que vão dar base para sua renegociação.

Na hora de negociar o aluguel, mostre à imobiliária ou ao proprietário da casa ou do apartamento que você será um bom inquilino. Comprove sua capacidade de arcar com todos os custos que você mencionou na negociação do imóvel para alugar.

Vale apresentar recibos, contracheques, extratos bancários, referências pessoais e profissionais. Também é interessante demonstrar que já alugou outros imóveis e que nunca teve problema com isso.

Para muitos proprietários vale muito mais a pena contar com um inquilino que não lhe traga transtornos do que não abrir mão de valores e ter dor de cabeça com maus locatários. É interessante ainda que você não tenha medo de deixar claro que você está considerando alugar outros imóveis, caso sua proposta não seja aceita.

Opções para baratear o preço do aluguel

Uma opção para negociar o aluguel e reduzi-lo é o depósito caução. Através dele é aberta uma poupança conjunta entre proprietário e locatário, que por sua vez, deposita a quantia de, no máximo, três prestações de aluguel como garantia.

Também é possível optar por um seguro fiança. Com ele, o inquilino contrata uma seguradora que assume as dívidas em caso de inadimplência. Essa opção pode ser um pouco cara e impactar na negociação.

Considere ainda um contrato mais longo. Ter a garantia de pagamento do aluguel por mais tempo é uma ótima vantagem para o proprietário. Se você tem disponibilidade para morar mais tempo no mesmo imóvel, proponha um contrato mais longo.

Principais pontos do contrato

Fique de olho nos seguintes pontos no contrato de aluguel:

– prazo do contrato e condições de renovação;

– garantias exigidas pelo proprietário (como regras do fiador) e os custos (como seguro-fiança, por exemplo);

– vistoria: como será feito o procedimento na entrada e na saída do imóvel.

Rafael Massadar

Jornalista com experiência em redação com pós-graduação em Comunicação Empresarial e Transmídia. Atualmente trabalho como assessor de imprensa.

Deixe um comentário

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

menos-juros-no-financiamento-imobiliário
portabilidade-em-planos-de-saúde-empresariais
Consórcio-Yamaha
planos-de-saúde
Cobrar dinheiro emprestado