Início Notícias Finanças Pessoais 4 dicas para fazer as compras de Natal com segurança

4 dicas para fazer as compras de Natal com segurança

Tempo de leitura: 4 minutos
0
(0)

O Natal se aproxima e com ele muitas pessoas trocam presentes. É também uma época de shopping cheio e produtos em promoção para atrair os clientes. Seja para você, para a família ou amigos, ainda dá tempo de fazer as compras de Natal.

No entanto, é bom ficar atento. É nesse período também que os riscos de golpes com os consumidores crescem.

Por isso, o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) listou algumas recomendações para que os clientes garantam qualidade e segurança na hora de adquirir os produtos.

Continue a leitura para saber mais!

1. Confira se o produto possui selo do Inmetro

A primeira orientação é sempre conferir se o produto possui o selo de conformidade do Inmetro.

Em entrevista à Agência Brasil, o chefe da Divisão de Verificação e Estudos Tecnico-Científicos do Inmetro, Hércules de Souza, explicou que isso é uma garantia de que o produto foi identificado e cumpre os regulamentos do Inmetro.

“Isso confere segurança e saúde para o consumidor e não o coloca em risco quanto à compra de produtos não certificados”, disse.

Além disso, outra dica importante é sempre exigir a nota fiscal do produto e, quando possível, denunciar as irregularidades que identificar.

Em casos de acidentes de consumo envolvendo um produto ou um serviço, o relato deve ser feito no Sistema Inmetro de Monitoramento de Acidentes de Consumo (Sinmac).

+ Qual a vantagem de colocar o CPF na nota fiscal?

2. Atenção aos brinquedos infantis e faixa etária

No caso de brinquedos, Souza enfatizou que são produtos que merecem uma atenção maior por parte de quem adquire.

Os produtos comercializados no Brasil, sejam nacionais ou importados, para crianças na faixa etária até 14 anos devem apresentar o selo de conformidade do Inmetro. Isso porque os itens são avaliados de acordo com a idade.

Outra informação importante é verificar a existência de dados sobre o conteúdo, instruções de uso, de montagem e eventuais riscos associados à criança, para que ela seja de fato atendida nessa faixa etária.

Souza afirmou que, dessa forma, os pais protegem os filhos de terem acesso a brinquedos que podem causar complicações. 

3. Fique alerta em relação às pilhas e baterias

Pilhas e baterias podem ser encontradas em aparelhos de pequenas dimensões, como os brinquedos. Mas também podem ser encontrados nos mais diversos produtos, como relógio, controle remoto e até mesmo em roupas e calçados infantis que piscam.

Por isso, a atenção deve ser redobrada! Isso porque se soltos, eles podem ser engolidos e acabam gerando uma reação química em contato com a saliva, com possibilidade de provocar lesões graves e até fatais.

Ou seja, se possível, guarde essas peças longe das crianças e nunca as deixem próximo de medicamentos.

4. Cuidados com o pisca-pisca

Os pisca-pisca e luminárias só podem ser vendidos contendo informações obrigatórias em língua portuguesa como tensão, potência máxima do conjunto, nome e logomarca do fabricante ou importador.

Além disso, as mangueiras de LED ou lâmpadas incandescentes devem estar desenroladas antes de serem ligadas. O consumidor deve observar ainda se há, na embalagem, alguma orientação do fabricante quanto à instalação do produto em ambientes internos.

“Não respeitar essa indicação de uso pode aumentar bastante o risco de acidentes, como incêndios ou curto-circuito”, disse Souza.

compras de Natal
Inmetro dá dicas sobre como fazer as compras de Natal em segurança

Compras de Natal: veja cuidados com outros produtos

Além dos itens citados acima, outras compras de Natal merecem a sua atenção. Veja quais são:

Eletrodomésticos

Os eletrodomésticos também só podem ser comercializados com selo de certificação do Inmetro, desde 1º de janeiro de 2013.

Além da certificação, que tem a ver com a segurança elétrica, e pode ser encontrada em mais 180 tipos de eletrodomésticos, como ferros de passar roupa, secadores e pranchas de cabelo, torradeiras, sanduicheiras, nacionais e importados, o consumidor deve levar em conta também a Etiqueta Nacional de Conservação de Energia (ENCE) do Inmetro.

Essa etiqueta classifica, com faixas coloridas de A (mais eficiente) até E (menos eficiente), produtos da linha branca, como geladeiras, fogões, fornos e ar-condicionado, entre outros.

Comida

Muita atenção na hora de comprar aves, suínos, peixes e frutas desidratadas. Ao comprar bacalhau pré-embalado, por exemplo, o consumidor deve prestar atenção ao peso líquido do pescado, pois ele deve estar indicado, de forma clara, no rótulo do produto.

O preço não deve considerar o peso da embalagem e a camada de glaciamento que consiste na aplicação de uma fina camada externa de gelo, a qual serve de proteção para o produto.

Em relação a aves e suínos congelados, como pernil, peru e chester, estes produtos devem estar dispostos nas gôndolas de supermercados devidamente etiquetados, informando o peso líquido, que é a quantidade de fato contida, descontando o peso da embalagem.

Gostou do nosso texto sobre as compras de Natal? Então continue a visita em nosso site. Leia agora mesmo “dicas de Direito do Consumidor para compras online” e fique por dentro do assunto!

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Tempo de leitura: 4 minutos
Camila Miranda
Nascida na Zona Oeste do Rio, me divido entre jornalismo e marketing digital. Com três anos de experiência em Comunicação, já trabalhei em redação de jornal impresso, webjornalismo e assessoria de imprensa. Hoje, faço gestão de mídias sociais e produção de conteúdo. Amo assuntos sobre as áreas cultural e política. Reclamo do transporte público.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui