Quanto custa ir para a Copa do Mundo Rússia 2018? | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,4040
Euro R$ 4,4167
Bitcoin R$ 32.127,00
Bovespa 74.538,54
CDI 6,39% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 5,054
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


Quanto custa ir para a Copa do Mundo Rússia 2018?

A Copa do Mundo vai começar e você já comprou as passagens e os ingressos? Ainda não? Corra, você ainda tem tempo para assistir aos jogos nos estádios russos.

Para ver Neymar, Messi e Cristiano Ronaldo, planeje bastante a sua viagem. Defina o tempo de estadia no país e o ponto de partida para estimar os gastos da viagem. Saiba os jogos que irá assistir e quais cidades deseja explorar. Reserve tudo com antecedência!

Mas lembre-se, acompanhar os jogos na próxima Copa pode ser um sonho, mas é preciso definir suas prioridades. Procure não deixar isso atrapalhar as outras contas ou deixar de fazer coisas importantes por conta da viagem.

Anote aí: a seleção brasileira estreia no dia 17 de junho em Rostov contra a Suíça. Encara a Costa Rica no dia 22 em São Petersburgo e termina a sua participação na fase de grupos contra a Sérvia, no dia 27, em Moscou.

copa do mundo

Restam poucos ingressos

copa do mundoJá comprou o seu? A Fifa abriu em meados de abril a última fase da venda de ingressos para a Copa do Mundo de 2018. O período de comercialização, chamado de “última hora”, acontece, inicialmente, apenas pelo site oficial da entidade.

Ele seguirá até o fim da competição. De acordo com comunicado da Fifa, ainda há ingressos disponíveis para todos os jogos.

O site seguirá sendo atualizado durante toda a Copa do Mundo. Ainda este mês, também existirá a possibilidade de compra em pontos físicos espalhados pelas 11 sedes na Rússia, os chamados Centros de Ingresso da Fifa.

Ainda de acordo com a Fifa, 1.698.049 ingressos foram reservados pelos torcedores em todo o mundo desde que as primeiras fases de venda foram abertas, em setembro de 2017.

Os países com mais ingressos reservados na Copa do Mundo:

1º – Rússia – 796.785 ingressos
2º – Estados Unidos – 80.161
3º – Brasil – 65.863
4º – Colômbia – 60.199
5º -Alemanha – 55.136
6º – México – 51.736
7º – Argentina – 44.882
8º – Peru – 35.544
9º – China – 36.841
10º – Austrália – 34.628

Comprar pacote para assistir a Copa do Mundo

As agências de viagem em geral não estão autorizadas a negociar ingressos, por isso os pacotes incluem voos, hospedagens, traslados e passeios, mas o próprio viajante deve garantir suas entradas para os jogos.

A exceção são os pacotes VIP, comercializados por algumas agências brasileiras credenciadas pela Fifa: Agaxtur, Ambiental, Honour, MMT Gapnet e Stella Barros.

Os preços começam em € 4.730 por pessoa, cerca de R$19.500 (um jogo avulso, seis noites em quarto triplo de hotel três estrelas).

E chegam a € 17.862, cerca de R$76 mil (pacote para os jogos da primeira fase, 12 noites em quarto individual em hotel cinco estrelas). Existem também pacotes a partir de seis dias.

Viajar por sua conta é outra opção

copa do mundo

É possível participar da Copa do Mundo de uma maneira mais barata. Se hospedando em albergues, pelo Booking ou no Airbnbe escolhendo opções de transporte mais em conta.

É uma forma simples de viajar, com menos regalias, mas nem por isso menos divertida. Será possível conhecer muitas pessoas e economizar para outros gastos mais substanciais, como compras de ingressos e lazer.

Não há voos diretos do Brasil até a Rússia, mas diversas empresas aéreas levam até lá. A maioria com escala em países europeus ou nos Emirados Árabes.

Estima-se que o preço do voo de ida e volta na época da Copa não varie muito em relação aos valores atuais, que ficam em torno de US$1.500 (cerca de R$5.200). Por isso, comprar seu pacote turístico com antecedência é outra forma de garantir uma economia maior para a Copa do Mundo de 2018.

Normalmente, as companhias que vendem transporte, hospedagem e passeios completos também parcelam esses valores em vários meses, o que pode facilitar o pagamento.

Há também a questão da redução da oferta de opções à medida que o evento se aproxima. Por isso, se você encontrar ofertas que caibam em seu orçamento, vale a pena fechar a contratação o quanto antes.

O tempo total de viagem, contando a espera na conexão, costuma variar entre 17 e 35 horas. Uma dica é usar milhas!

Use o transporte público

Voos internos, apesar de geralmente mais caros do que o transporte ferroviário, também são uma opção. Mas lembre-se, a malha metroviária de Moscou é uma das maiores do planeta.

Copa do Mundo
Estação de metrô de Moscou

A principal companhia aérea russa é a Aeroflot, que tem subsidiárias como a Rossiya e a Pobedaesta última de baixo custo.

Vale destacar que seis cidades-sede da Copa têm metrô, o meio de transporte mais recomendado: Moscou, São Petersburgo, Kazan, Nizhny Novgorod, Samara e Ekaterimburgo.

Os ônibus também funcionam bem. Geralmente as paradas têm as rotas e os itinerários de cada linha – resta saber se durante a Copa haverá sinalização em inglês, para ajudar os turistas.

Os miniônibus, ou marshrutkas, são populares em várias cidades e podem parar em qualquer lugar que o passageiro peça.

Dólar, Euro ou Rublo?

Para conseguir estabelecer o quanto precisa juntar de dinheiro e até mesmo o que será possível ou não pagar, é importante ter uma ideia de onde se está pisando. Ou seja, ter uma noção aproximada do valor da viagem.

Além de quanto precisará levar para iniciar o seu planejamento. Pesquise qual o custo atual de uma viagem para a Rússia e acrescente cerca de 40% para gastos adicionais.

A moeda nacional é o rublo. O melhor é levar dólares ou euros para trocar por rublos lá mesmo. Reais brasileiros não são aceitos por quase nenhuma casa de câmbio, e onde o são, o câmbio é muito desfavorável.

Recomenda-se também procurar casas de câmbio oficiais e evitar o mercado negro.

Segundo o coordenador do MBA em gestão financeira da FGV (Fundação Getulio Vargas), Ricardo Teixeira, o comprador deve ficar atento às oscilações do rublo para saber o momento certo de realizar as trocas.

“Se você faz uma compra agora e verifica que a moeda começou a cair, pode comprar mais ou menos a mesma coisa. Se ela começou a cair, você pode segurar um pouco. Se começar a subir, pode comprar uma quantidade maior”, orienta Teixeira.

Mais dicas: app de tradução e alimentação

O inglês não é uma língua muito falada na Rússia e o idioma russo utiliza o alfabeto cirílico. Logo, é muito diferente do latino clássico utilizado no português.

Mas é possível baixar aplicativos de tradução simultânea. Como o Google Tradutor, que além de diversas funções, pode ser usado mesmo sem internet.

Em relação à alimentação, em época de Copa, sabemos muito bem que os preços sobem para receber os gringos. Na Rússia não será diferente.

A dica é tentar fugir do burburinho do centro da cidade. Busque pelas tradicionais cantinas russas, buffets (paga-se pelas porções que colocar no prato) ou por restaurantes que sirvam um combinado do dia.







Mais lidos

FGTS inativo: quem tem direito e como sacar
Todo trabalhador brasileiro com contrato formal, regido pela Consolidação das Leis do Trabalho, a ...
Férias de julho no Brasil: para onde ir?
O meio do ano está chegando e é hora de decidir onde passar as férias em família. Mesmo com algu...
Como limpar seu nome no SPC e Serasa
Seu nome está no SPC e Serasa? Muitos brasileiros estão nessa situação. Em fevereiro, 61,7 milh...
Escolas de negócios: Brasil tem 3 das melhores do mundo
Três das melhores escolas de negócios do mundo em 2018 estão no Brasil. São elas: a Fundação ...
Como vender plano de saúde e ganhar dinheiro
Ganhar uma renda extra é o que muitos brasileiros têm buscado para superar a crise que o país vem...
Treasuries americanos: os títulos “mais seguros do mundo”
Muito conhecido no Brasil, o Tesouro Direto - Programa do Tesouro Nacional desenvolvido com a BM&...




Publicidade