Mais
    InícioNotíciasComo planejar uma viagem internacional em 7 passos - Confira!

    Como planejar uma viagem internacional em 7 passos – Confira!

    5
    (3)

    Passaporte, visto, vacinas, câmbio… esses são apenas alguns dos itens indispensáveis ao planejar uma viagem internacional. Para se programar não é difícil, mas é preciso fazer com certa antecedência.

    Publicidade

    Afinal, você não ia querer que alguma coisa desse errado justamente quando estiver embarcando para outro país, não é mesmo? Para isso, é possível planejar sozinho ou com o auxílio de um agente de viagens.

    Também é possível contratar pacotes em agências que incluem passagem, hospedagem, translado e até passeios. Nesse sentido, os agentes costumam auxiliar também com o que for necessário para o seu embarque e até com dicas para o destino das suas férias.

    Mas, se você quer pesquisar por conta própria, é importante conhecer os tópicos essenciais para fazer viagem internacional. Não importa o destino, seja algum lugar para viajar barato ou em um dos destinos mais caros do mundo.

    A primeira dica é não se iludir com boas ofertas. Na verdade, essa dica é válida para qualquer compra. Dificilmente uma oferta é “boa demais”.

    Viagens, por exemplo, com uma passagem muito em conta, podem ter algumas observações que passam despercebidas. Entre elas, a questão da bagagem não estar inclusa.

    Publicidade

    Por isso, pesquisar bastante também é importante. Uma vez decidido o orçamento que você poderá dispor para as suas férias, pode partir para escolher o destino.

    Não fique frustrado se o seu destino dos sonhos não puder ser a sua primeira viagem internacional. Há muitos lugares interessantes e que com certeza terão atrativos para o seu perfil de viajante.

    Mas, vamos aos termos práticos. O que é preciso para planejar uma viagem ao exterior?

    avião levantando voo para uma viagem internacional
    Para planejar uma viagem internacional é preciso ficar atento a uma série de documentações!

    Como planejar uma viagem internacional?

    Em primeiro lugar, para planejar uma viagem internacional é necessário decidir o destino. Nesse sentido, o seu orçamento deve ser pensado em paralelo a isso!

    Mas, uma vez decidido o destino, a pesquisa pode começar para valer. Mesmo que você contrate os serviços de uma agência de viagens para montar um pacote, conhecer o local e o que envolve o planejamento da viagem é importante!

    Publicidade

    Veja abaixo o que você deve providenciar para uma viagem internacional.

    1. Documentos

    Antes de mais nada, é importante verificar toda a documentação que será necessária para entrar no país. Em determinados países, o passaporte é indispensável.

    No Brasil, a Polícia Federal é responsável pela emissão desse documento. Cuidado também com a validade, que deve ser superior a seis meses para viajar ao exterior.

    Contudo, existem alguns países que não exigem passaporte de brasileiros. Esses lugares estão na América do Sul: Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

    Para entrar nesses destinos, basta apresentar um identidade civil, como o RG válido e em bom estado.

    Publicidade

    Segundo o Ministério das Relações Exteriores recomenda, o viajante deve obter informações sobre a documentação que pode ser necessária para entrada em outro país, com a Embaixada ou Consulado desse país no Brasil.

    Além disso, também pode haver a exigência de visto. Então é preciso verificar com bastante antecedência, pois há um tempo para que o documento seja liberado.

    2. Vacinas

    Para entrar em alguns países, pode ser exigido também um comprovante de vacinação, como a da Covid-19 e da Febre Amarela.

    Nesses casos, além de ser vacinado, é preciso apresentar um Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP) emitido pela Anvisa.

    Por isso, a Agência de Vigilância Sanitária disponibiliza todas as informações sobre a emissão e as vacinas para viajantes.

    3. Câmbio

    Levar dinheiro em espécie, cartão pré-pago, cartão de crédito… Essas são apenas algumas das questões que você deve considerar. A princípio, o certo é ir acompanhando a taxa de câmbio para comprar a moeda quando estiver mais em conta.

    A vantagem do dinheiro em espécie é que a taxa pode ser mais baixa, em compensação você deve ter cuidado com como vai guardar esse dinheiro na viagem.

    Enquanto com o cartão pré-pago você pode ir depositando o valor e usar como um cartão de débito mesmo. Já o cartão de crédito é preciso ter muito cuidado.

    Além do valor da compra ser o câmbio do dia em que a fatura fecha, é cobrado o IOF. Portanto, pode acabar sendo a opção mais cara.

    4. Passagem e bagagem

    Como encontrar passagem barata é questão para muitos viajantes. Você só deve observar mais atentamente as promoções que pareçam muito vantajosas.

    Por isso, leia sempre as letras miúdas! Em outras palavras: as passagens de menor valor costumam não incluir a franquia de bagagem, que deve ser paga separadamente.

    Podem ser também em horários mais alternativos, como muito cedo ou quase de madrugada. E para voos internacionais, podem incluir voos com conexão que demoram muito mais para chegar ao destino. Vamos ter como exemplo a América do Sul.

    Em vez de um voo direto que poderia durar duas ou três horas, as passagens mais baratas podem levar sete horas de voo ou até mais. Sendo assim, é preciso pesar os prós e contras.

    5. Hospedagem

    A hospedagem também é outro ponto que deve ser pesquisado. Dependendo do seu perfil de viajante, há acomodações com valores baixos, mais caras, com mais conforto e até de graça.

    Isso mesmo! Você conhece o couchsurfing, modalidade de acomodação que funciona sem custo? Pois é, muitos viajantes optam por essa modalidade.

    Além disso, você também pode alugar um quarto, apartamento inteiro ou até mesmo uma casa com o Airbnb. Outras opções incluem pesquisar os melhores hostels ou escolher um hotel com mais exclusividade e conforto.

    6. Programação

    Programar o que você vai fazer no destino é também um item para planejar uma viagem internacional. Afinal, você precisa saber até quanto mais ou menos precisará levar para gastar na viagem.

    Ver como será o transporte, preços das atrações e média de gastos com refeições fazem parte dessa programação da viagem ao exterior.

    7. Seguro Viagem

    Por fim, mas não menos importante, temos o seguro viagem. Ele é essencial. Inclusive, para alguns países é requisito ter contratado um. É o seguro viagem – não confunda com seguro de saúde – que vai garantir a tranquilidade desde o momento que você deixa o país até retornar.

    As coberturas devem incluir despesas médicas, odontológicas e hospitalares; translado de corpo, transferência e remoção médica; reembolso por perda da bagagem; entre outras.

    Planejar primeira viagem internacional

    Essas são apenas algumas das dicas básicas sobre como planejar a primeira viagem internacional. É claro que existem outros tópicos, como a arrumação da bagagem e o que é ou não permitido.

    O importante é pesquisar e buscar informar-se com amigos ou mesmo o seu agente de viagens para saber mais detalhes antes de embarcar. Informação nunca é demais e evita possíveis perrengues que você passaria se não soubesse antes de algumas regras.

    Agora que você já sabe como planejar a sua primeira viagem internacional, confira também como fazer um roteiro de viagem sem gastar muito!

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Redação
    Redação
    O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasComo planejar uma viagem internacional em 7 passos - Confira!

    Como planejar uma viagem internacional em 7 passos – Confira!

    5
    (3)

    Passaporte, visto, vacinas, câmbio… esses são apenas alguns dos itens indispensáveis ao planejar uma viagem internacional. Para se programar não é difícil, mas é preciso fazer com certa antecedência.

    Publicidade

    Afinal, você não ia querer que alguma coisa desse errado justamente quando estiver embarcando para outro país, não é mesmo? Para isso, é possível planejar sozinho ou com o auxílio de um agente de viagens.

    Também é possível contratar pacotes em agências que incluem passagem, hospedagem, translado e até passeios. Nesse sentido, os agentes costumam auxiliar também com o que for necessário para o seu embarque e até com dicas para o destino das suas férias.

    Mas, se você quer pesquisar por conta própria, é importante conhecer os tópicos essenciais para fazer viagem internacional. Não importa o destino, seja algum lugar para viajar barato ou em um dos destinos mais caros do mundo.

    A primeira dica é não se iludir com boas ofertas. Na verdade, essa dica é válida para qualquer compra. Dificilmente uma oferta é “boa demais”.

    Viagens, por exemplo, com uma passagem muito em conta, podem ter algumas observações que passam despercebidas. Entre elas, a questão da bagagem não estar inclusa.

    Publicidade

    Por isso, pesquisar bastante também é importante. Uma vez decidido o orçamento que você poderá dispor para as suas férias, pode partir para escolher o destino.

    Não fique frustrado se o seu destino dos sonhos não puder ser a sua primeira viagem internacional. Há muitos lugares interessantes e que com certeza terão atrativos para o seu perfil de viajante.

    Mas, vamos aos termos práticos. O que é preciso para planejar uma viagem ao exterior?

    avião levantando voo para uma viagem internacional
    Para planejar uma viagem internacional é preciso ficar atento a uma série de documentações!

    Como planejar uma viagem internacional?

    Em primeiro lugar, para planejar uma viagem internacional é necessário decidir o destino. Nesse sentido, o seu orçamento deve ser pensado em paralelo a isso!

    Mas, uma vez decidido o destino, a pesquisa pode começar para valer. Mesmo que você contrate os serviços de uma agência de viagens para montar um pacote, conhecer o local e o que envolve o planejamento da viagem é importante!

    Publicidade

    Veja abaixo o que você deve providenciar para uma viagem internacional.

    1. Documentos

    Antes de mais nada, é importante verificar toda a documentação que será necessária para entrar no país. Em determinados países, o passaporte é indispensável.

    No Brasil, a Polícia Federal é responsável pela emissão desse documento. Cuidado também com a validade, que deve ser superior a seis meses para viajar ao exterior.

    Contudo, existem alguns países que não exigem passaporte de brasileiros. Esses lugares estão na América do Sul: Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

    Para entrar nesses destinos, basta apresentar um identidade civil, como o RG válido e em bom estado.

    Publicidade

    Segundo o Ministério das Relações Exteriores recomenda, o viajante deve obter informações sobre a documentação que pode ser necessária para entrada em outro país, com a Embaixada ou Consulado desse país no Brasil.

    Além disso, também pode haver a exigência de visto. Então é preciso verificar com bastante antecedência, pois há um tempo para que o documento seja liberado.

    2. Vacinas

    Para entrar em alguns países, pode ser exigido também um comprovante de vacinação, como a da Covid-19 e da Febre Amarela.

    Nesses casos, além de ser vacinado, é preciso apresentar um Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP) emitido pela Anvisa.

    Por isso, a Agência de Vigilância Sanitária disponibiliza todas as informações sobre a emissão e as vacinas para viajantes.

    3. Câmbio

    Levar dinheiro em espécie, cartão pré-pago, cartão de crédito… Essas são apenas algumas das questões que você deve considerar. A princípio, o certo é ir acompanhando a taxa de câmbio para comprar a moeda quando estiver mais em conta.

    A vantagem do dinheiro em espécie é que a taxa pode ser mais baixa, em compensação você deve ter cuidado com como vai guardar esse dinheiro na viagem.

    Enquanto com o cartão pré-pago você pode ir depositando o valor e usar como um cartão de débito mesmo. Já o cartão de crédito é preciso ter muito cuidado.

    Além do valor da compra ser o câmbio do dia em que a fatura fecha, é cobrado o IOF. Portanto, pode acabar sendo a opção mais cara.

    4. Passagem e bagagem

    Como encontrar passagem barata é questão para muitos viajantes. Você só deve observar mais atentamente as promoções que pareçam muito vantajosas.

    Por isso, leia sempre as letras miúdas! Em outras palavras: as passagens de menor valor costumam não incluir a franquia de bagagem, que deve ser paga separadamente.

    Podem ser também em horários mais alternativos, como muito cedo ou quase de madrugada. E para voos internacionais, podem incluir voos com conexão que demoram muito mais para chegar ao destino. Vamos ter como exemplo a América do Sul.

    Em vez de um voo direto que poderia durar duas ou três horas, as passagens mais baratas podem levar sete horas de voo ou até mais. Sendo assim, é preciso pesar os prós e contras.

    5. Hospedagem

    A hospedagem também é outro ponto que deve ser pesquisado. Dependendo do seu perfil de viajante, há acomodações com valores baixos, mais caras, com mais conforto e até de graça.

    Isso mesmo! Você conhece o couchsurfing, modalidade de acomodação que funciona sem custo? Pois é, muitos viajantes optam por essa modalidade.

    Além disso, você também pode alugar um quarto, apartamento inteiro ou até mesmo uma casa com o Airbnb. Outras opções incluem pesquisar os melhores hostels ou escolher um hotel com mais exclusividade e conforto.

    6. Programação

    Programar o que você vai fazer no destino é também um item para planejar uma viagem internacional. Afinal, você precisa saber até quanto mais ou menos precisará levar para gastar na viagem.

    Ver como será o transporte, preços das atrações e média de gastos com refeições fazem parte dessa programação da viagem ao exterior.

    7. Seguro Viagem

    Por fim, mas não menos importante, temos o seguro viagem. Ele é essencial. Inclusive, para alguns países é requisito ter contratado um. É o seguro viagem – não confunda com seguro de saúde – que vai garantir a tranquilidade desde o momento que você deixa o país até retornar.

    As coberturas devem incluir despesas médicas, odontológicas e hospitalares; translado de corpo, transferência e remoção médica; reembolso por perda da bagagem; entre outras.

    Planejar primeira viagem internacional

    Essas são apenas algumas das dicas básicas sobre como planejar a primeira viagem internacional. É claro que existem outros tópicos, como a arrumação da bagagem e o que é ou não permitido.

    O importante é pesquisar e buscar informar-se com amigos ou mesmo o seu agente de viagens para saber mais detalhes antes de embarcar. Informação nunca é demais e evita possíveis perrengues que você passaria se não soubesse antes de algumas regras.

    Agora que você já sabe como planejar a sua primeira viagem internacional, confira também como fazer um roteiro de viagem sem gastar muito!

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?