Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Cortar a luz por inadimplência é legal?

Escrito por: Mateus Carvalho em 28 de novembro de 2019

Esqueceu de pagar a conta de luz e teve o serviço cortada? Sabe quais são as regras e os prazos para que a empresa possa realizar o corte da energia em caso de falta de pagamento?

Com o alto número de desempregados é comum que algumas pessoas estejam em inadimplência com as contas básicas, como a de luz, por exemplo.

É importante frisar que o Código de Defesa do Consumidor defende que os serviços públicos, como o fornecimento de energia elétrica, devem ser prestados de forma adequada. Além de eficientes e contínuos.

Inadimplência
É legal cortar a luz por falta de pagamento?

Na hora que esses imprevistos acontecem, inúmeras dúvidas costumam surgir, certo?

Sendo algumas delas: o que fazer caso você esteja com inadimplência na conta de luz? É possível realizar um acordo para evitar o corte de luz?

Quantas contas com inadimplência podem cortar a energia?

Esta é uma das dúvidas mais comuns das pessoas que estão em inadimplência com a empresa fornecedora de energia.

Para começar não existe uma quantidade mínima de contas em aberto que permita o corte de energia. A companhia elétrica pode realizar o corte com apenas uma conta em débito, desde que avise o consumidor.

Esse comunicado deve ocorrer com 15 dias de antecedência. Porém, o corte só poderá ser efetuado no prazo máximo de 90 dias, após o vencimento da conta.

Se passar desse prazo, a empresa não poderá mais realizar o corte da luz. E o débito só poderá ser cobrado na justiça ou administrativamente. 

Agora, caso a empresa não mande o comunicado, o corte poderá ser considerado indevido.

Além disso, a companhia elétrica é obrigada a pagar uma indenização ao consumidor, mesmo que a conta de luz ainda não tenha sido paga.

Caso você tenha a luz cortada por inadimplência, só terá a energia restabelecida após o pagamento do débito.

O consumidor poderá ficar até dois dias sem luz, isso porque o prazo máximo para religar a energia é de 48 horas para áreas rurais. E de 24 horas para áreas urbanas.

Como solicitar a religação da energia por inadimplência

Se você teve a sua energia desligada por conta de inadimplência e não sabe o que fazer para religá-la, fique tranquilo. O primeiro passo é pagar a conta em aberta o mais rápido possível.

Depois, será necessário entrar em contato com a companhia de energia para informar o pagamento. O tempo, como dito anteriormente, é de no máximo 48 horas. Veja a partir de quando o prazo passa a valer:

-> Para as solicitações realizadas nos dias úteis das 8h às 18h, o prazo começa a contar no mesmo dia;

-> Solicitações feitas nos dias úteis após às 18h, o prazo começará a contar à partir das 8h da manhã do dia seguinte;

-> As solicitações após às 18 h de sexta-feira ou no sábado ou domingo, o prazo para realizar a religação será a partir das 8h da segunda-feira;

-> Caso a solicitação ocorra em feriados, o prazo será a partir das 8h do próximo dia útil.

Se a energia elétrica não for religada dentro do prazo, o consumidor poderá entrar com uma ação judicial pedindo uma indenização por danos morais.

Dicas para caso sua luz seja cortada por falta de pagamento

Devido a crise de desemprego no Brasil, é cada vez mais comum as pessoas deixarem de pagar as contas básicas. E isso ocorre, além da falta de dinheiro para pagar, por essas contas terem juros menores.

Isso porque os juros do cheque especial, por exemplo, são de 12% ao mês, chegando a mais de 300% ao ano.

Enquanto a grande parte das concessionárias de serviços domésticos mais do que 1% ao mês de juros. Além de uma multa de 2% sobre o valor da dívida.

Confira algumas dicas para evitar dor de cabeça em caso de inadimplência:

-> Tente manter as contas básicas em dia, como por exemplo, luz, água e gás para evitar ficar sem um desses serviços que são considerados essenciais.

-> Se o valor do consumo exceder as suas possibilidades financeiras procure a concessionária antes do vencimento e solicite o parcelamento da conta.

-> Se houver o corte da energia, verifique se teve a comunicação prévia da interrupção do serviço por parte da empresa.

-> Caso a concessionária não cumpra o prazo estabelecido por lei, denuncie à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Mateus Carvalho

Jornalista formado pela Unicarioca. Atualmente, repórter da Folha Dirigida e produtor de conteúdo no FinanceOne. Já fui colaborador do Torcedores.com.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

13º salário
Dicas para economizar no supermercado
Economia brasileira
Aumentos salariais em 2019
13° salário