Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioCriptomoedaConheça as 7 melhores criptomoedas para minerar em casa

    Conheça as 7 melhores criptomoedas para minerar em casa

    4.3
    (27)

    Você tem vontade de começar a minerar em casa? Essa é uma boa opção para quem quer começar a investir em criptomoedas, mas acha que a volatilidade é muito alta para o início. Mas é mesmo possível minerar de casa?

    Publicidade

    A resposta é sim, é possível criar uma pequena operação de mineração de criptomoedas em casa. E para quem está entrando neste mercado, a melhor opção é aquela que é mais fácil de minerar e que não exige muitas máquinas.

    Para se ter uma ideia, era possível minerar o Bitcoin em casa usando somente notebook e desktop. Porém, com o avanço da criptomoeda e a dificuldade de realizar a mineração ficou mais difícil lucrar nessa rede com um computador pessoal e de poucas placas de vídeo.

    Além disso, as atualizações de softwares com chips ASICs (circuitos integrados de aplicação específica) que foram criados especialmente para mineração de Bitcoin, ajudaram a dificultar os lucros de quem minera em casa.

    Mas nada está perdido, ainda existem outras opções de criptoativos para quem quer minerar em casa. Quer saber quais são? O FinanceOne separou uma lista completa para você! 

    12 criptomoedas para minerar em casa

    1) Ethereum

    A primeira criptomoeda da lista é a Ether, ou Ethereum – a segunda maior criptomoeda em capitalização de mercado. É possível realizar a mineração em casa tendo somente placas de vídeos (GPUs).

    Publicidade

    Os mineradores que trabalham de casa precisam maximizar os lucros.

    Minerar Ether pode ser considerado um processo simples. Para começar, basta baixar o Blockchains no site oficial para configurar sua carteira. Em seguida, configurar a carteira para mineração.

    Uma informação importante é que a criptomoeda está sendo negociada a US$2,2 mil.

    Saiba mais detalhes sobre como minerar Ethereum

    2) Dogecoin

    A Dogecoin ou DOGE é programada para aumentar a quantidade de moedas todos os anos.

    Publicidade

    Quer começar a minerar a Dogecoin? Primeiro, você precisa descobrir se já tem uma carteira para guardar os seus lucros. E como baixar a carteira? Buscando no site por uma carteira online ou baixando a carteira Dogecoin Core

    Se quiser aumentar a velocidade de mineração, pode usar placas de vídeo.

    Apesar de ser possível minerar de casa, é mais aconselhado que você entre para um pool de mineração, já que terá uma maior vantagem do poder de processamento e velocidade e, assim, obter maiores lucros. 

    E qual pool de mineração você pode ter acesso? A que fornece suporte a Dogecoin é a MultiPool. Ao minerar você pode negociar DOGE na Binance e na OKEx. A criptomoeda está sendo negociada a US$0,27.

    Saiba mais detalhes sobre como minerar Dogecoin

    Publicidade

    Outras 5 criptomoedas para minerar em casa

    Engana-se quem pensa que acabou por aí. A lista de moedas para se minerar em casa é grande e você pode escolher entre vários modelos, dos mais variados tipos. 

    Além da Ethereum e Dogecoin, que você conheceu um pouco mais acima, existem outras criptomoedas que entram nesta lista. Veja a seguir!

    3) Ethereum Classic (ETC)

    Outra criptomoeda que pode ser minerada em casa é o Ethereum Classic, que também é uma plataforma descentralizada. Este é um resultado da rede Ethereum, sendo focado na execução de contratos inteligentes, isto é, as famosas operações feitas automaticamente quando as operações são cumpridas.

    4) Monero (XMR)

    Quem busca diversidade, mas ao mesmo tempo uma criptomoeda conhecida no mercado, o Monero é uma opção viável. Este é um ativo da rede altcoin, de código aberto. Ela tem grande foco em privacidade e descentralização.

    5) ZCash (ZEC)

    Para quem busca segurança, minerar a criptomoeda Zcash pode ser uma opção, já que privacidade é um do seu foco. Inclusive, é um criptoativo voltado para o uso de criptografia. O objetivo é prover uma melhor segurança – principalmente se comparando com outras principais moedas digitais do mercado.

    6) Ravencoin

    A Ravencoin tem inúmeros motivos para ser escolhida pelos investidores que buscam minerar criptomoedas em casa. Este é um ativo com capitalização de mercado de mais de 1 bilhão de dólares, sendo uma rede blockchain com otimização.

    Para quem não sabe, ela é voltada para migrar ativos de um token para outro. Ou seja, ela é considerada uma rede digital ponto a ponto, visando implementar especificamente um blockchain para cada uso, visando lidar com cada função específica.

    7) Bytecoin

    Essa é outra criptomoeda que é possível minerar usando GPU’s, sendo possível comprá-la através de exchanges ou casas de câmbios. Para quem não sabe, o Bytecoin é considerada a primeira moeda digital a ser baseada no protocolo CryptoNote, ou seja, atuando com código aberto. Além disso, é projetada para realizar transações anônimas e, com isso, ajuda a dar ainda mais proteções para ambas as partes que estarão envolvidas numa transação.

    homem usando computador para minerar criptomoedas em casa
    Existem diversas opções para quem quer começar a minerar em casa

    Vale lembrar que cada um tem suas especificidades e o modo de minerar vai ser variável, devendo o investidor pesquisar e consultar antes de começar. Mas, você quer saber mais sobre como minerar criptomoedas?

    FinanceOne te mostra como minerar criptomoedas

    Se para você o assunto minerar criptomoedas é novo ou você ainda tem bastantes dúvidas sobre como funcionam, os seus problemas acabaram. 

    O FinanceOne te explica de forma detalhada e clara sobre como funciona minerar as principais criptomoedas, sendo elas:

    Minerar em casa: quanto é possível lucrar?

    A resposta para essa pergunta é bem relativa pois o processo de mineração em casa é bem variável. O mais comum, domesticamente falando, é minerando criptomoedas com placas de vídeo (GPU’s).

    Este processo é possível com moedas do tipo XMR, ZEC e BNC. No entanto, você precisa ter bastante cautela e ter recursos disponíveis, principalmente de energia. 

    Isso mesmo, o consumo de energia é alto e pode ser ainda maior do que o valor das moedas que vai minerar. Por isso, embora seja um caminho possível, é arriscado. Mas para quem deseja levar a sério e seguir à risca, através das GPU’s é o melhor caminho.

    O preço das GPU’s variam de US$600 a US$2 mil, podendo variar o preço de acordo com o desempenho. O que vai ser visto de acordo com a taxa de hashes máxima, sendo a quantidade de poder, velocidade e cálculo que ela pode aplicar na mineração da sua cripto.

    Essa taxa é expressa em milhões por segundo (MH/s). Em média, uma GPU que opera 48 MH/s consegue gerar uma receita de US$217 na mineração de Ethereum. 

    Todos esses valores, no entanto, são variáveis e dependem de várias probabilidades, principalmente o preço de mercado e o custo da eletricidade.

    Este conteúdo te ajudou? Então compartilhe com alguém que ainda tem dúvidas e precisa saber sobre mineração de criptomoedas.

    O que achou disso?

    Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 27

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Redação
    Redação
    O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioCriptomoedaConheça as 7 melhores criptomoedas para minerar em casa

    Conheça as 7 melhores criptomoedas para minerar em casa

    4.3
    (27)

    Você tem vontade de começar a minerar em casa? Essa é uma boa opção para quem quer começar a investir em criptomoedas, mas acha que a volatilidade é muito alta para o início. Mas é mesmo possível minerar de casa?

    Publicidade

    A resposta é sim, é possível criar uma pequena operação de mineração de criptomoedas em casa. E para quem está entrando neste mercado, a melhor opção é aquela que é mais fácil de minerar e que não exige muitas máquinas.

    Para se ter uma ideia, era possível minerar o Bitcoin em casa usando somente notebook e desktop. Porém, com o avanço da criptomoeda e a dificuldade de realizar a mineração ficou mais difícil lucrar nessa rede com um computador pessoal e de poucas placas de vídeo.

    Além disso, as atualizações de softwares com chips ASICs (circuitos integrados de aplicação específica) que foram criados especialmente para mineração de Bitcoin, ajudaram a dificultar os lucros de quem minera em casa.

    Mas nada está perdido, ainda existem outras opções de criptoativos para quem quer minerar em casa. Quer saber quais são? O FinanceOne separou uma lista completa para você! 

    12 criptomoedas para minerar em casa

    1) Ethereum

    A primeira criptomoeda da lista é a Ether, ou Ethereum – a segunda maior criptomoeda em capitalização de mercado. É possível realizar a mineração em casa tendo somente placas de vídeos (GPUs).

    Publicidade

    Os mineradores que trabalham de casa precisam maximizar os lucros.

    Minerar Ether pode ser considerado um processo simples. Para começar, basta baixar o Blockchains no site oficial para configurar sua carteira. Em seguida, configurar a carteira para mineração.

    Uma informação importante é que a criptomoeda está sendo negociada a US$2,2 mil.

    Saiba mais detalhes sobre como minerar Ethereum

    2) Dogecoin

    A Dogecoin ou DOGE é programada para aumentar a quantidade de moedas todos os anos.

    Publicidade

    Quer começar a minerar a Dogecoin? Primeiro, você precisa descobrir se já tem uma carteira para guardar os seus lucros. E como baixar a carteira? Buscando no site por uma carteira online ou baixando a carteira Dogecoin Core

    Se quiser aumentar a velocidade de mineração, pode usar placas de vídeo.

    Apesar de ser possível minerar de casa, é mais aconselhado que você entre para um pool de mineração, já que terá uma maior vantagem do poder de processamento e velocidade e, assim, obter maiores lucros. 

    E qual pool de mineração você pode ter acesso? A que fornece suporte a Dogecoin é a MultiPool. Ao minerar você pode negociar DOGE na Binance e na OKEx. A criptomoeda está sendo negociada a US$0,27.

    Saiba mais detalhes sobre como minerar Dogecoin

    Publicidade

    Outras 5 criptomoedas para minerar em casa

    Engana-se quem pensa que acabou por aí. A lista de moedas para se minerar em casa é grande e você pode escolher entre vários modelos, dos mais variados tipos. 

    Além da Ethereum e Dogecoin, que você conheceu um pouco mais acima, existem outras criptomoedas que entram nesta lista. Veja a seguir!

    3) Ethereum Classic (ETC)

    Outra criptomoeda que pode ser minerada em casa é o Ethereum Classic, que também é uma plataforma descentralizada. Este é um resultado da rede Ethereum, sendo focado na execução de contratos inteligentes, isto é, as famosas operações feitas automaticamente quando as operações são cumpridas.

    4) Monero (XMR)

    Quem busca diversidade, mas ao mesmo tempo uma criptomoeda conhecida no mercado, o Monero é uma opção viável. Este é um ativo da rede altcoin, de código aberto. Ela tem grande foco em privacidade e descentralização.

    5) ZCash (ZEC)

    Para quem busca segurança, minerar a criptomoeda Zcash pode ser uma opção, já que privacidade é um do seu foco. Inclusive, é um criptoativo voltado para o uso de criptografia. O objetivo é prover uma melhor segurança – principalmente se comparando com outras principais moedas digitais do mercado.

    6) Ravencoin

    A Ravencoin tem inúmeros motivos para ser escolhida pelos investidores que buscam minerar criptomoedas em casa. Este é um ativo com capitalização de mercado de mais de 1 bilhão de dólares, sendo uma rede blockchain com otimização.

    Para quem não sabe, ela é voltada para migrar ativos de um token para outro. Ou seja, ela é considerada uma rede digital ponto a ponto, visando implementar especificamente um blockchain para cada uso, visando lidar com cada função específica.

    7) Bytecoin

    Essa é outra criptomoeda que é possível minerar usando GPU’s, sendo possível comprá-la através de exchanges ou casas de câmbios. Para quem não sabe, o Bytecoin é considerada a primeira moeda digital a ser baseada no protocolo CryptoNote, ou seja, atuando com código aberto. Além disso, é projetada para realizar transações anônimas e, com isso, ajuda a dar ainda mais proteções para ambas as partes que estarão envolvidas numa transação.

    homem usando computador para minerar criptomoedas em casa
    Existem diversas opções para quem quer começar a minerar em casa

    Vale lembrar que cada um tem suas especificidades e o modo de minerar vai ser variável, devendo o investidor pesquisar e consultar antes de começar. Mas, você quer saber mais sobre como minerar criptomoedas?

    FinanceOne te mostra como minerar criptomoedas

    Se para você o assunto minerar criptomoedas é novo ou você ainda tem bastantes dúvidas sobre como funcionam, os seus problemas acabaram. 

    O FinanceOne te explica de forma detalhada e clara sobre como funciona minerar as principais criptomoedas, sendo elas:

    Minerar em casa: quanto é possível lucrar?

    A resposta para essa pergunta é bem relativa pois o processo de mineração em casa é bem variável. O mais comum, domesticamente falando, é minerando criptomoedas com placas de vídeo (GPU’s).

    Este processo é possível com moedas do tipo XMR, ZEC e BNC. No entanto, você precisa ter bastante cautela e ter recursos disponíveis, principalmente de energia. 

    Isso mesmo, o consumo de energia é alto e pode ser ainda maior do que o valor das moedas que vai minerar. Por isso, embora seja um caminho possível, é arriscado. Mas para quem deseja levar a sério e seguir à risca, através das GPU’s é o melhor caminho.

    O preço das GPU’s variam de US$600 a US$2 mil, podendo variar o preço de acordo com o desempenho. O que vai ser visto de acordo com a taxa de hashes máxima, sendo a quantidade de poder, velocidade e cálculo que ela pode aplicar na mineração da sua cripto.

    Essa taxa é expressa em milhões por segundo (MH/s). Em média, uma GPU que opera 48 MH/s consegue gerar uma receita de US$217 na mineração de Ethereum. 

    Todos esses valores, no entanto, são variáveis e dependem de várias probabilidades, principalmente o preço de mercado e o custo da eletricidade.

    Este conteúdo te ajudou? Então compartilhe com alguém que ainda tem dúvidas e precisa saber sobre mineração de criptomoedas.

    O que achou disso?

    Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 27

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?