InícioCriptomoedaComo minerar Ripple? Veja se é possível e como funciona!

Como minerar Ripple? Veja se é possível e como funciona!

4
(2)

O ano de 2021 tem sido de descobertas no mundo das criptomoedas. Isso porque diversas estão ganhando espaço no mercado. E outro ponto que tem se destacado é o de minerar Ripple, apesar de muitos ainda não conhecerem e saberem como é o processo.

Isso acontece porque grande parte dos investidores conhecem mais o Bitcoin, mas já falamos aqui sobre as maiores valorizações semestrais das criptomoedas neste ano, por exemplo. 

Mas para quem não sabe, o Ripple é uma moeda digital que vem sendo valorizada. Mas foi em 2017 que ela teve o seu ápice, crescendo 36.018% no ano

Quer conhecer e saber como minerar Ripple? É o que você vai descobrir durante este artigo. Aqui você também vai ver sobre:

Descubra o que é Ripple

Antes de você saber como minerar Ripple é importante conhecer esta criptomoeda. Então vamos a explicação: diferentemente das demais das moedas virtuais, o Ripple possui o controle de uma empresa privada, a Ripple Labs.

Ela é uma companhia que trabalha com transações globais de dinheiro. Por este motivo, a empresa optou por blockchain para transferir dinheiro de um país para outro, o que até hoje é difícil, por conta das altas taxas.

Além disso, muitas pessoas reclamam da demora de enviar dinheiro de um país para outro. E com o blockchain, a transferência acontece de forma instantânea. Outra vantagem é que o dinheiro pode ser verificado e toda a transação tem baixo custo operacional e de liquidação.

Agora você deve estar se perguntando para que serve esta criptomoeda, certo? Ela tem como objetivo facilitar a transferência de dinheiro de um país para outro. Além disso, também pode ser utilizada para financiar as taxas de transação entre as instituições financeiras.

Sendo assim, você pode comprar e vender um Ripple. Vale ressaltar ainda que a moeda também possui o nome de token XRP.

Outra informação importante é que o XRP também funciona como uma moeda-ponte. Mas o que isso significa? Que se o banco não trabalhar com reais (BRL) e francos suíços (CHF), por exemplo, ele pode converter de BRL para XRP e depois de XRP para CHF.

Mineração de criptomoedas: o que é?

Para quem não sabe, a mineração é um processo em que as transações realizadas entre os usuários são verificadas e registradas pela tecnologia do blockchain. E é por meio da mineração que são introduzidas novas moedas virtuais. 

Essas novas criptomoedas precisam seguir os protocolos de cada criptoativo já existente. É preciso ressaltar que para minerar criptomoedas há a necessidade de encontrar a chave que criptografa os blocos, conhecidas como “hash”.

fileiras de criptomoedas
Diferentemente das outras criptomoedas, não é possível minerar um Ripple

Isso porque cada bloco funciona como um livro de registros, o blockchain, por este motivo toda transação fica registrada nesses blocos. 

E como é possível encontrar uma sequência que seja compatível com o bloco anterior? O computador precisa realizar milhares de cálculos por segundo para encontrar a combinação que seja considerada perfeita.

É possível minerar um Ripple?

Se você está pensando na possibilidade de entrar no mercado para começar a minerar Ripple, temos uma notícia que não é muito boa para você. Como já falamos acima, essa criptomoeda que também possui o nome XRP não é minerável.

Mas por que isso acontece? Porque essa é uma criptomoeda centralizada por uma empresa privada. Sendo assim, existem diversos servidores que realizam o processamento e verificam as transações realizadas, não sendo necessário minerar o Ripple.

Como funciona a mineração de Ripple?

Como você já viu acima, não é possível minerar Ripple, diferentemente de outras moedas digitais. Isso é muito importante para você investidor que está sonhando ou tentando saber como funciona esse tipo de ação.

O que muita gente também costuma buscar saber é sobre a cotação. E como será que é a do Ripple? 

A cotação do Ripple (XRP) é em USD, ou seja, dólares americanos. E o seu preço é tido em Bitcoin.

Como comprar Ripple?

Primeiro, você precisa novamente compreender que os tokens XRP são negociados em corretoras, também conhecidas como exchanges de criptomoedas. Essa informação será muito útil para toda negociação!

Também é de suma importância destacar que a cotação do XRP é determinada única e exclusivamente pela oferta e demanda em cada local de negociação.

Com isso, você já fica sabendo que o Ripple (XRP) é negociado simultaneamente em diferentes países e moedas.

Dessa forma, saiba que são as corretoras de criptomoedas que intermediam a compra e venda entre usuários. Além disso, cobram uma taxa para cada negociação realizada, com variações de preço entre si devido a cada uma delas ter um perfil e quantidade diferente de clientes.

As melhores corretoras para adquirir Ripple (XRP) são a Mercado Bitcoin, Foxbit, Binance, NovaDAX e a Bitcoin Trade. Todas elas possuem atuação no Brasil e contam com um sistema muito intuitivo para iniciantes!

Por isso, caso você esteja pensando em investir nesse tipo de ativo, o mais recomendado é procurar por essas exchanges e verificar qual delas mais lhe agrada!

+ Qual é o melhor investimento: Bitcoin, Ethereum, Litecoin ou Ripple?

E onde guardar Ripple?

Não basta adquirir, também é preciso saber onde colocar e com segurança.

O recomendado é que os clientes armazenem suas criptomoedas em carteiras próprias. Afinal, isso assegura um maior conforto e inviabiliza o acesso a estes valores por quem quer que seja.

Conheça alguns tipos de carteiras:

  • online, que armazenam os dados na nuvem;
  • mobile (apps) para celulares;
  • software (desktop) para computadores;
  • hardware (offline) usualmente em dispositivos USB;
  • papel (paper) usualmente impressas em placas de metal.

Como a XRP é uma criptomoeda adquirida somente por exchanges, seu armazenamento é bastante fácil. Isso porque, todas as corretoras possuem sua própria carteira, o que facilita a vida de quem não deseja armazenar em outro local.

No entanto, caso você preze pelo armazenamento em outro local, é importante avaliar qual dessas opções são as melhores para você. Por isso, trouxemos algumas indicações de carteiras recomendadas para esse token.

Armazenamento online e mobile

Se você é uma pessoa que gosta de ter controle sobre suas criptomoedas, o ideal seria uma carteira online ou mobile. Afinal, com toda a tecnologia de hoje, é possível acessar tudo na palma da mão. Nesse sentido, as melhores são:

Armazenamento em software

Para quem prefere deixar tudo no computador, existem as carteiras de software. Elas são extremamente recomendadas para quem preza pela segurança. Como exemplos, temos os seguintes programas para armazenar Ripple:

  • Toast Wallet;
  • Atomic Wallet;
  • GateHub.

Armazenamento em hardware

Uma opção válida para quem prioriza a segurança de suas criptomoedas são as carteiras de hardware. Elas funcionam como uma espécie de dispositivo, em que é possível armazenar as suas criptomoedas.

Contudo, esse dispositivo possui um custo mais elevado de aquisição. Ou seja, se você está disposto a pagar pela sua segurança, esse é o seu tiEpo ideal de carteira. Nesse caso, recomendamos:

  • Ledger Nano S;
  • Cool Wallet S.

Carteiras de papel

Por fim, temos as carteiras de papel. Nas paper wallets, você cria uma espécie de cartão de crédito com as chaves de suas criptomoedas. Ideal para quem gosta de guardar na carteira ou em locais de fácil acesso. Para essa opção, temos:

  • Ripple XRP Paper Wallet;
  • Ripple Paper Wallet Generator.

Vantagens e desvantagens da criptomoeda

Outro ponto que é sempre conhecer são os pontos fortes e fracos de cada moeda. Ou seja, quais são as vantagens e desvantagens da Ripple?

Em primeiro lugar vale destacar a integração com os sistemas financeiros tradicionais. Para quem não sabe, esse sistema oferece a segurança necessária para realizar as transações em segundos. 

Além disso, a moeda é vista como um padrão-aberto, ou open source. Dessa forma, é possível realizar uma conexão mais simples com as redes de pagamentos.

Mas, também há desvantagens. Entre elas, está o fato de não permitir mineração, além dos incentivos para este trabalho de validação das transações ser menor. 

Gostou deste conteúdo? Então comente o que achou e confira no FinanceOne diariamente diversos conteúdos sobre criptomoedas e acerca do mercado financeiro.

O que achou disso?

Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 2

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Assine nossa newsletter!

Páginas Populares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui