Início Notícias Finanças Pessoais Dicas de finanças para mães solteiras

Dicas de finanças para mães solteiras

0
(0)

A maternidade traz uma série de gastos. Essa questão é ainda mais delicada para mães solteiras que devem arcar com todos os custos, sem ajuda.

Mas, não é preciso se desesperar. Ao adotar as medidas certas, com organização, as finanças serão suficientes para cobrir todas as despesas.

Como por exemplo, alimentação, escola, plano de saúde, atividades de lazer e esporte.

Para obter sucesso nessa empreitada, é recomendado que a vida financeira das mães solteiras esteja pautada em dois pilares: organização e planejamento.

Aprenda a organizar suas finanças pessoais
Mães solteiras devem saber controlar as finanças para não acumular dívidas

Anote todos os gastos em planilhas ou em aplicativos disponíveis para smartphones. Dessa forma, terá noção do dinheiro que entra e quanto terá que sair.

Tenha uma reserva para pagar as despesas fixas, como conta de luz, telefone, internet, aluguel, se necessário.

A seguir, confira outras dicas de finanças para mães solteiras:

Defina prioridades

Para conseguir equilíbrio e colocar as finanças em dia, a indicação é estipular prioridades. Nem sempre será possível comprar tudo que quer.

Isso vale, principalmente, para as crianças. É provável que seu filho peça para comprar um brinquedo caro ou uma roupa nova.

Não ceda! É necessário agir com a razão e ter foco nas suas prioridades financeiras. Converse com a criança se não pode trocar o produto por um mais barato.

Ou que você poderá comprar no futuro, caso economizem juntos. O que também é uma forma de educar seu filho sobre as finanças.

As mães solteiras devem ser transparentes com a criança quanto aos gastos. Estabeleça normas para mesada, por exemplo.

E ensine, desde cedo, a poupar dinheiro e batalhar pelos objetivos.

Crie uma reserva de emergência

Para não ficar vulnerável, a dica para mães solteiras é ter uma reserva de emergência. Isto é, guardar dinheiro para situações que não estão previstas, como por exemplos, problemas de saúde.  

Especialistas recomendam guardar cerca de 20% da renda líquida. Faça isso aos poucos e de forma a ajustar o orçamento.

Manter o dinheiro em um cofrinho ou na conta corrente podem ser soluções úteis.

Por outro lado, o ideal é que a verba tenha rendimentos. Assim, ficará mais fácil atingir o valor da sua reserva de emergência.

Uma alternativa é aplicar no Tesouro Selic, que rende mais que a poupança.

Outra dica é fazer investimentos líquidos e seguros que permitam o resgate a qualquer momento, em casos emergenciais.

A Certificação de Depósito Bancário (CDB), que ofereça liquidez diária, é uma ótima opção.

Tenha em mente que quanto maior o período de aplicação do dinheiro, mais juros ele rende. E, assim, acelera o crescimento da sua verba.

Mães solteiras sabem planejar

Uma dica de ouro para mães solteiras é o planejamento com antecedência. Coloque, por sua vez, na ponta do lápis todos os compromissos financeiros conforme seu salário.

Além dos produtos que deseja comprar. Só assim terá como medir seu orçamento, o que poupará e investirá.

Com as finanças planejadas, você também poderá programar uma viagem ou passeio especial com seus filhos.

É preciso, por exemplo, ter equilíbrio. Economizar em certos aspectos para poder ceder em outros.

Converse com seu filho sobre economizar luz e água em casa. Dessa forma, se a conta ficar mais barata, vocês poderão aproveitar o dinheiro em outras circunstâncias.

Outra dica é contratar um seguro de vida para garantir o cuidado das crianças, caso ocorra algum imprevisto. Com isso, elas terão como se manter até que sejam maiores de idade.

Fique atenta à cobertura oferecida pelo seguro para identificar o plano mais adequado as suas necessidades.

Também é importante ter uma rede de apoio, com familiares, amigos e até em grupos de redes sociais. Não esqueça que você não é a única mãe solteira.

Com planejamento e muita organização, portanto, fica mais fácil manter uma vida financeira equilibrada.

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Bruna Somma
Jornalista formada pela UFRRJ, com passagens por redações de jornais, sites e Assessoria de Comunicação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Como escolher uma exchange para compra de moedas digitais?

Antes de escolher uma exchange para compra de moedas digitais, você tem que saber o que é essa plataforma. Essas corretoras facilitam...

FGTS é igual PIS? Entenda as diferenças

É bem provável que você já tenha escutado falar em FGTS e PIS, mas será que existem diferenças entre eles?

Como escolher o melhor passe livre para pedágios? Veja 5 opções!

Você sabia que o Sistema de Identificação Automática de veículos foi criado com um objetivo diferente do passe livre para pedágios atual?...

Conheça 4 franquias mais rentáveis no mercado

Quem está pensando em investir em franquias, precisa levar em consideração diversos pontos. O seu investimento pode até ser baixo, mas para...

10 corretoras de confiança para investir

Escolher uma corretora de confiança para investir não é uma tarefa fácil. O primeiro passo é verificar se a instituição é cadastrada...

Auxílio residual de R$300: governo divulga calendário

O Ministério da Cidadania divulgou o calendário de pagamentos referente ao auxílio residual das parcelas de R$300. Os pagamentos serão para os...