Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Cuidado com esses 5 erros graves nas finanças

Escrito por: Mateus Carvalho em 3 de junho de 2019

Manter as finanças pessoais em ordem é fundamental para evitar algumas surpresas, como as dívidas.

Também é importante para traçar e alcançar um determinado objetivo. Porém, é comum durante a busca por esse equilíbrio cometer erros graves nas finanças.

Mas será que você comete esses erros? Quais são eles? Como evitar cometê-los?

Antes de responder a todas essas perguntas, é preciso lembrar que é importante manter o seu planejamento financeiro em dia.

erros-graves-nas-finanças
Saiba como evitar cometer erros graves nas finanças

Ao cometer esses erros graves nas finanças, é importante estar atento para não comprometer a sua renda mensal.

Além disso, para evitar cometer esses erros você deve manter o seu orçamento familiar em dia.

5 erros graves nas finanças

Conheça agora cinco erros graves nas finanças que você pode evitar com simples atitudes.

1) Acreditar que as contas fixas têm valores fixos

Sabe aqueles gastos fixos que você tem todo mês? Luz, água e mercado são alguns exemplos.

Você sabe que todo mês precisa separar uma determinada quantia para essas contas, certo?

Porém, isso não quer dizer que todo mês você pagará o mesmo valor em cada despesa.

E é por esse motivo que você deve analisar o seu orçamento com cuidado. Porque só assim será possível entender como economizar.

Para economizar na conta de luz, por exemplo, você pode tomar banhos mais rápidos, acumular roupas tanto para lavar quanto para passar.

Enquanto no mercado pode optar por marcas mais populares de produtos de limpeza.

Essas pequenas atitudes podem fazer com que os seus gastos fixos tenham valores menores e não maiores. 

2) Parcelar muitas compras e perder a conta

Realizar uma compra e ter a opção de parcelar pode, muitas vezes, ser uma mão na roda. Principalmente para produtos com valores mais altos.

Porém, o erro grave acontece quando você perde o controle das parcelas.

Mas como assim perder o controle? Isso costuma acontecer quando você realiza muitas compras parceladas. E com isso acaba perdendo o controle do orçamento total.

Por isso, ao realizar compras parceladas procure analisar se o seu cartão de crédito não já tem muitas parcelas.

Caso sim, pense se mais uma não pode acabar comprometendo o seu orçamento.

Se a resposta for sim, espere o número de parcelas no cartão diminuir para realizar a nova compra.

3) Gastar por impulso

Esse é mais um dos erros graves nas finanças que você pode cometer. É comum algumas pessoas gastarem por impulso, principalmente depois de dias difíceis e ruins.

O que pode acabar resultando em compras de produtos que você não precisa.

Por isso, é importante ter em mente que gastar sem planejamento pode ser um verdadeiro tiro no pé. Sendo assim, dê uma função para cada centavo do seu dinheiro.

Uma forma de fazer isso é dividindo-o de forma coerente com metas a longo prazo.

Além dos custos de manter sua vida atual, guarde uma determinada quantia para realizar algum sonho que você tenha, como por exemplo uma viagem internacional. Ou até mesmo a compra de um carro novo.

4) Transformar pequenos gastos em grandes problemas

Quem nunca comprou uma bala no sinal que atire a primeira pedra. Esse pode ser considerado mais um erro.

E não é só com a bala, mas também com o cafezinho depois do almoço ou o refrigerante durante o dia.

Por menor que sejam esses gastos, eles devem ser controlados. Isso porque essas pequenas despesas diárias podem acabar se tornando grandes.

Considere que você tome todos os dias úteis um cafezinho durante o dia e faça as contas de quanto irá gastar por ano.

O valor total pode ser muito maior do que você imagina. Isso porque esse é um gasto que você não sente tanto por ser considerado mais barato.

Ao saber a quantia que é gasta, você poderá economizar para comprar algo que quer muito ou até mesmo quitar uma dívida.

5) Ser muito restritivo

Você se acha muito restritivo com os seus gastos? Se a resposta foi sim, é melhor começar a repensar essa sua atitude.

Não adianta ser extremamente restritivo com os gastos agora e não conseguir ser consistente a longo prazo.

Um exemplo disso é falar que vai investir ou economizar 80% do seu salário. Você pode começar com uma porcentagem bem menor, como 10% ou 20%.

Depois, é só ir se adequando à medida que for melhor para você.

Além disso, você ainda pode ir guardado 1 real por dia ou até mesmo por semana. No final do ano, a quantia conquistada será maior do que você imagina.

Conclusão

Esses são apenas alguns erros graves nas finanças que você pode acabar cometendo sem saber.

É importante ter a consciência de que essas pequenas infrações podem comprometer o seu orçamento no final do mês.

Mas caso isso ocorra, é necessário manter a calma para reverter a situação. Pode ser difícil ter que cortar uns gastos, mas não é impossível.

Por isso, sente e converse com a sua família e pensem juntos o que é possível ser feito para manter as finanças no controle.

Mateus Carvalho

Jornalista formado pela Unicarioca. Atualmente, repórter da Folha Dirigida e produtor de conteúdo no FinanceOne. Já fui colaborador do Torcedores.com.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

dívidas
organizar-as-finanças-depois-das-férias
taxa-de-administração-do-consórcio
lições sobre dinheiro
Jovens com nome sujo