Mais
    InícioCriptomoedaDicionário cripto: entenda mais de 80 termos relacionados aos ativos digitais

    Dicionário cripto: entenda mais de 80 termos relacionados aos ativos digitais

    5
    (3)

    O universo das criptomoedas é novo, o que faz com que o seu vocabulário ainda não seja dominado por grande parte das pessoas. Por isso, FinanceOne elaborou um dicionário cripto.

    Um compilado com mais de 80 termos relacionados ao universo das criptomoedas e ativos digitais, organizados por ordem alfabética. Vale a pena salvar essa página na sua aba de favoritos para consultar sempre que precisar. 

    Está procurando por um termo relacionado ao universo cripto e não encontrou em nosso dicionário? Conte para a gente nos comentários e vamos adicioná-lo à lista!

    Para tornar a busca mais fácil, use o índice:

    Dicionário cripto: confira os termos de A a I

    A

    Altcoins

    As Altcoins são moedas alternativas ao Bitcoin. Portanto, é um termo que, basicamente, pode ser usado para qualquer cripto que foi criada depois dele. 

    Muitas altcoins, inclusive, surgiram de forks do Bitcoin, como a Litcoin e o Bitcoin Cash.

    AML – Anti-Money Laundering

    Em português, significa “Anti-Lavagem de Dinheiro”. AML são estratégias utilizadas no universo cripto (e fora dele) para impedir a lavagem de dinheiro. 

    Uma dessas estratégias é, por exemplo, receber dinheiro apenas via transferência bancária e do próprio titular da conta. Esses procedimentos são implementados pelas próprias autoridades reguladoras.

    Ataque de 51% (51% Attack)

    Você entenderá melhor o termo se, antes, souber o que é e como funciona a rede blockchain. Uma das principais características dessa tecnologia é a descentralização.

    Mas, basicamente, 51% Attack é quando um grupo assume o controle de mais da metade da rede (a partir de 51%). Esse grupo, portanto, domina a rede e ganha maior autonomia para interferir no registro de novos blocos. 

    ATH – All Time High

    ATH é a cotação mais alta da história de uma criptomoeda, até aquele dia. Ou seja, o momento em que o ativo digital atinge seu maior preço desde sua criação.

    Ativos digitais

    Ativos digitais são quaisquer criptomoedas ou tokens. Inclusive NFTs são um tipo de ativo digital. 

    ATM – Automated Teller Machine

    Automated Teller Machine (ATM) significa caixa eletrônico e são os equipamentos utilizados para realizar compra e venda de ativos digitais. No caso do Bitcoin, podem ser chamados de BTM.

    B

    Bagholder

    No dicionário cripto, Bagholder é o investidor que não quer largar o osso e acabou dormindo no ponto. Ou seja, demorou demais para vender um ativo digital que possua em sua carteira e acabou perdendo o melhor momento (o ativo desvalorizou).

    Baleia

    Baleias, no universo cripto, são investidores que detém uma quantidade tão grande de um ativo digital que, se resolvessem vender todos de uma vez, acabariam interferindo na cotação do mercado. 

    Bear

    Um bear (urso) é o investidor que acredita que um determinado ativo digital que está em queda vai se valorizar e, por isso, aposta nele. Sim, a expressão é emprestada de Wall Street e tem basicamente o mesmo sentido que no mercado financeiro tradicional. 

    Bear Market

    Bear Market é o próprio mercado em queda. No caso do universo cripto, o termo é usado para se referir a uma temporada ruim de uma criptomoeda – mas que tem a expectativa de valorização.

    Bid

    Bid é o preço mais alto que um investidor está disposto a pagar em uma determinada criptomoeda. Ou seja, a oferta de compra.

    Bloco gênesis

    É o primeiro bloco do Bitcoin, minerado por Satoshi Nakamoto – pseudônimo do criador da cripto.

    Blockchain

    É como se fosse um livro-caixa criptografado e compartilhado de forma descentralizada. Ele é usado para registrar transações e rastrear ativos de forma segura.

    A rede Blockchain é a base do Bitcoin.

    Block Explorer (Blockchain Browser)

    Como o nome sugere, é um explorador de blocos. É um site ou programa que permite acompanhar as transações realizadas nas redes das criptomoedas.

    Bull

    Ao contrário de Bear, Bull (que significa touro) é o investidor que aposta nos ativos digitais em alta, na expectativa é que os preços das ações subam .

    Bull Market

    Bull Market, portanto, é a expressão utilizada para se referir a um momento mais otimista para determinado ativo digital. Ela também é usaba no mercado financeiro em geral, não apenas no universo cripto.

    C

    Candlestick

    Candlestick significa candelabro e a expressão se refere a uma técnica de análise gráfica de mercado. No universo das criptomoedas, é a representação gráfica do preço de um ativo comercial.

    Nesse gráfico, analistas e investidores podem visualizar preços de abertura, alta, baixa e fechamento dentro de um período, dentre outras informações.

    Chave privada

    É a senha utilizada para acessar as suas criptomoedas. 

    Chave pública

    No universo cripto, quanto a senha privada é a como se fosse uma senha, a chave pública seria o equivalente ao número da conta bancária.

    Cold wallet

    Wallet é a carteira onde se armazena criptomoedas. Já a Cold Wallet, nada mais é que uma dessas carteiras, mas que pode ser acessada offline. 

    Contrato inteligente

    Contratos inteligentes ou “smart contracts” são protocolos computacionais que permitem que pessoas desconhecidas façam negociações de forma segura, sem a necessidade de intermediários.

    Criptografia

    É uma codificação de mensagens para evitar que outras pessoas possam decifrar o seu conteúdo. Trata-se de mais uma camada de segurança em transações digitais. 

    D

    DApps

    DApps são  aplicativos descentralizados. Ou seja, não possuem uma entidade central que gerencia as informações, como aplicativos “normais”, como Gmail, Uber, WhatsApp, Youtube etc.

    Um DApp utiliza a tecnologia blockchain e a principal dessas plataformas onde estão os DApps atualmente é a Ethereum, inventora dessa nova tecnologia.

    Day Trader

    São traders que realizam operações diárias, com o objetivo de aproveitar as oscilações constantes do mercado cripto para obter lucros. 

    Destination tag

    É o código, como se fosse uma funcionalidade dos endereços de algumas criptomoedas. Ele pode ser atribuído, por exemplo, a cada conta da moeda Ripple (XRP) e é usado para identificar o receptor em uma transação.

    Dump

    Dump é o movimento de queda brusca na cotação de um ativo digital. Ou seja, quando a criptomoeda desvaloriza rapidamente.

    E

    Escalabilidade

    A escalabilidade cripto se refere à capacidade que uma rede tem de realizar transações dentro de um determinado período. É um dos principais desafios de criptomoedas como o Ethereum, por exemplo. 

    Exchange

    Uma exchange é uma espécie de corretora de valores das criptomoedas. É nela que ocorre o câmbio e a venda de criptomoedas.

    F

    Faucet

    Faucets são sites que pagam recompensas em criptomoedas para usuários que realizam missões simples, como clicar em propagandas, por exemplo. Mas o pagamento em criptos é baixo.

    Fiat

    Moedas fiat são moedas fiduciarias. Ou seja, moedas sem lastro em metal e sem valor intrínseco. O seu valor é determinado pelo governo e a moeda é emitida (impressa por ele). 

    Em relação às criptomoedas, as moedas fiat não se aplicam. Então são, por exemplo: Real, Dólar, Euro etc.

    Forks

    Um fork acontece quando há uma mudança no protocolo blockchain. Ou seja, é uma bifurcação que pode até mesmo gerar outra cripto.

    FUD

    FUD é a forma como se abrevia, no mundo cripto, a expressão “fear, uncertainty and doubt”, que significa medo, incerteza e dúvida. Ela é usada para se referir a quando os operadores de criptomoedas precisam lidar com momentos de volatilidade extrema.

    Ou seja, refere-se ao sentimento de insegurança nos momentos de grandes variações no valor da cripto.

    Full Node ou nós completos

    Full Node é o programador que embasa a validação de transação na blockchain. Ou seja, ele verifica se as regras de consenso de uma rede estão sendo seguidas. 

    Essas pessoas trabalham de forma independente na rede. Todo minerador é um full node, mas nem todo full node é um minerador.

    G

    GAS

    GAS é uma unidade de medição de trabalho computacional na rede Ethereum. Portanto, é também um mecanismo de precificação.

    Esse mecanismo calcula o quanto será necessário gastar para realizar uma operação. Esse custo é convertido em uma taxa de gas.

    Gas limit

    Quantidade total de energia computacional que uma transação poderá consumir. Ou seja, o “gás” total.

    Gas price

    Gas Price é o valor que será pago para a realização de uma transação na rede Ethereum. Para criar um NFT, por exemplo, um dos custos é o preço do gas.

    H

    Halving

    Halving, no dicionário cripto, é um ajuste que é realizado periodicamente na rede Bitcoin, geralmente a cada quatro anos, para reduzir a deflação da criptomoeda. 

    Durante o período de manutenção, as recompensas de mineradores são reduzidas pela metade e, consequentemente, aqueles menos eficientes são removidos. Com isso, tem-se uma emissão mais controlada de novas moedas.

    Hard Fork

    Trata-se de um fork (ver a definição acima), em que há ruptura com as regras passadas e outra criptomoeda é criada. Isso acontece quando não há um consenso na comunidade.

    Hash

    O hash code é um código digital (ou melhor, uma função), formado por letras e números, capaz de organizar dados e de criptografar informações. 

    Ele também é uma forma de identificar um bloco minerado. No processo de mineração, os moradores tentam encontrar um hash compatível a fim de completá-lo e adicioná-lo à blockchain. 

    Hashrate

    Hashrate é a medição de hashes no processo de mineração. Ou seja, a quantidade de hashes que um minerador processa em um determinado período de tempo.

    Hot Wallet

    Hot Wallet é uma carteira de criptomoedas que está online.

    I

    ICO – Initial Coin Offering 

    Initial Coin Offering ou Oferta Inicial da Moeda é a pré-venda de uma criptomoeda. Seria o equivalente a uma IPO – oferta pública inicial – no mercado de ações.

    Input

    É o endereço de origem de uma transação bitcoin. Uma transação pode ter um ou mais desses endereços.

    Interoperabilidade

    É a capacidade que um sistema – que trabalha com padrões abertos –tem de se comunicar de forma transparente com outro sistema.

    fileiras de criptomoedas e várias espalhadas ao lado com gráfico ao fundo
    Dicionário cripto tem mais de 80 termos relacionados aos ativos digitais

    Dicionário cripto: confira os termos de L a Z

    L

    #Lambo

    Tag usada no ambiente de criptomoedas para expressar otimismo em relação ao momento de uma determinada cripto ou outro ativo digital.

    Lastro

    Em Economia, o lastro é a garantia implícita de um ativo e representa o valor real das moedas, sejam elas digitais ou não.

    M

    Maker

    Makers são pessoas que incluem uma ordem no livro de ofertas e ela não é negociada. Ela guarda que outra ordem contrária seja enviada, para que possa ser executada.

    Marketcap

    É a capitalização de mercado. Ou seja, a quantidade de criptomoeda circulante multiplicado pelo preço dela.

    Minerar, mineração

    Minerar criptomoedas é o processo de geração de novas criptos, como se fosse o equivalente da mineração tradicional – em minas, para achar metais e pedras preciosas – no mundo virtual. 

    Esse processo ocorre, basicamente, por meio de decifração de códigos computacionais (equações matemáticas) e demanda muita energia, na maioria das vezes.

    Minerador

    É o programador que realiza a mineração, aquele que resolve as questões matemáticas n rede para validar novas criptomoedas.

    N

    Nós

    No processo de mineração, vários computadores estão ligados a uma rede, cada um deles minerando seus blocos e validando transações. No universo cripto, cada um desses computadores é chamado de nó.

    O

    Output

    Ao contrário do Input, no dicionário cripto Output é o endereço destino de uma transação (podem existir vários em uma mesma transação).

    P

    Paper wallet

    É o papel onde as chaves públicas e privadas de um endereço de criptomoeda estão impressas.

    Peer-to-peer (P2P)

    A expressão significa “ponto-a-ponto” e refere-se a um sistema que não precisa de intermediários. O Bitcoin foi projetado assim, por exemplo. 

    Ou seja, são sistemas em que duas pessoas podem transacionar diretamente, sem a necessidade da intermediação de uma central.

    No mercado, a expressão é muito utilizada para descrever o processo de compra e venda direta de uma cripto, entre duas pessoas sem a intermediação de ninguém.

    Phishing

    Técnica utilizada por criminosos para aplicar golpes, se passando por uma empresa para roubar dados dos clientes. No universo cripto, acontece frequentemente por e-mail solicitando a atualização da wallet.

    Pool de mineração

    Pools de mineração ou piscinas de mineração são grupos que mineram criptomoedas em conjunto. São pessoas que somam seus poderes computacionais, a fim de tornar o processo menos custoso.

    Preço Ask

    Preço mínimo pelo qual alguém está disposto a vender seu ativo digital. 

    Profit

    Profit é o lucro obtido em uma transação de venda de um ativo digital. Ou seja, a diferença entre o valor pago no momento da compra e o valor vendido.

    Proof of capacity (PoC)

    Processo de mineração que utiliza o espaço no HD do computador. O minerador que tiver mais espaço, tem mais chance de ser o criador do próximo bloco.

    Proof of stake (PoS)

    Nesse processo de mineração, os participantes precisam bloquear certa quantidade de moedas na rede como prova de participação (stake). Quanto mais moedas, mais chance de ser selecionado para validar o próximo bloco.

    Proof of Work (PoW)

    Proof of Work (PoW) ou Prova de Trabalho também é um tipo de processo de mineração, um método. Nele, o minerador a validar o próximo bloco é aquele que tiver máquinas melhores, com mais recursos.

    Protocolo aberto (Open protocol)

    É quando os protocolos das criptomoedas são publicados abertamente para que seja possível revisar o código. Ou seja, sugerir alterações, criar melhorias etc.

    Pump

    No dicionário cripto, pump é a elevação do preço de um ativo digital de forma repentina. 

    R

    Rekt

    Expressão usada quando um investidor perde tudo ou quase tudo após uma grande oscilação na cotação das criptos.

    S

    Satoshi

    É o primeiro nome do fundador do Bitcoin, Satoshi Nakamoto, mas também a menor divisão possível da criptomoeda: 0,00000001 = 1 Satoshi. 

    Scamcoin

    São projetos fraudulentos e enganosos. Scamcoins são altcoins criadas com o único objetivo de dar golpe nos usuários e enriquecer os criadores.

    Shitcoin

    São moedas com baixa reputação na comunidade. Pode ser uma scamcoin.

    Sidechain

    É uma blockchain que valida dados de outras blockchains, uma alternativa para promover integração entre essas redes. Assim, é possível adicionar funcionalidades, sem a necessidade modificar os scripts.

    Sistema descentralizado

    É aquele que não precisa de intermediários para funcionar. O sistema do Banco Central, por exemplo, não é descentralizado. Já o das criptomoedas sim. 

    Spread

    É a diferença entre o preço de compra e o preço de venda no livro de ofertas.

    Stablecoin

    A Stablecoin é um tipo de moedas digital cujo preço é baseado em algum ativo, como o dólar, o ouro ou até mesmo uma commodity. Elas são projetadas para manter um preço de mercado estável.

    Staking

    Fazer staking é  uma forma de conseguir renda passiva por meio de criptomoedas em uma carteira virtual.

    Os investidores fornecem suas criptos para ajudar a validar transações em uma rede blockchain e recebem uma remuneração por isso. 

    Swingtrader

    É um tipo de estratégia de trade, na qual são realizadas menos operações ao longo do tempo.

    T

    Taker

    Ao contrário do Maker, Taker é o investidor que inclui uma ordem que encontra uma ordem contrária e, portanto, é instantaneamente executada.

    Tempo de confirmação

    É o período que transcorre do momento em que uma transação de blockchain é enviada à rede até ser registrada em um bloco confirmado.

    Ticker

    No universo das criptomoedas, ticker é o símbolo ou abreviação de um ativo digital. Exemplo: o ticker do Bitcoin é BTC; do Ethereum, ETH etc. 

    Token

    É uma unidade de valor desenvolvida em cima de redes blockchain existentes. São classes de ativos digitais diferentes das criptomoedas.

    Token não-fungível

    Também chamado de NFT – Non-Fungible Token – são ativos digitais que representam a propriedade sobre algo, mas caracterizam por sua raridade e singularidade. Normalmente, aferem a propriedade sobre uma obra de arte digital.

    #ToTheMoon

    Assim como #Lambo, é uma hashtag usada para expressar otimismo em relação ao momento de uma cripto.

    TXID ou transaction ID

    É o identificador de uma transação em uma blockchain. Também pode ser chamado de hash de transação. 

    V

    Volatilidade

    No dicionário cripto, refere-se à frequência e intensidade das oscilações no preço de um ativo digital. No caso das criptomoedas, a volatilidade é alta.

    W

    Wallets

    São as carteiras digitais onde ficam armazenadas as criptomoedas.

    Withdrawal

    É o saque de algum valor.

    Está procurando algum termo que ficou de fora do dicionário cripto? Então conte-nos nos comentários!

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Tamires Silva
    Tamires Silva
    Jornalista e Redatora do FinanceOne, onde suas finanças começam.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioCriptomoedaDicionário cripto: entenda mais de 80 termos relacionados aos ativos digitais

    Dicionário cripto: entenda mais de 80 termos relacionados aos ativos digitais

    5
    (3)

    O universo das criptomoedas é novo, o que faz com que o seu vocabulário ainda não seja dominado por grande parte das pessoas. Por isso, FinanceOne elaborou um dicionário cripto.

    Um compilado com mais de 80 termos relacionados ao universo das criptomoedas e ativos digitais, organizados por ordem alfabética. Vale a pena salvar essa página na sua aba de favoritos para consultar sempre que precisar. 

    Está procurando por um termo relacionado ao universo cripto e não encontrou em nosso dicionário? Conte para a gente nos comentários e vamos adicioná-lo à lista!

    Para tornar a busca mais fácil, use o índice:

    Dicionário cripto: confira os termos de A a I

    A

    Altcoins

    As Altcoins são moedas alternativas ao Bitcoin. Portanto, é um termo que, basicamente, pode ser usado para qualquer cripto que foi criada depois dele. 

    Muitas altcoins, inclusive, surgiram de forks do Bitcoin, como a Litcoin e o Bitcoin Cash.

    AML – Anti-Money Laundering

    Em português, significa “Anti-Lavagem de Dinheiro”. AML são estratégias utilizadas no universo cripto (e fora dele) para impedir a lavagem de dinheiro. 

    Uma dessas estratégias é, por exemplo, receber dinheiro apenas via transferência bancária e do próprio titular da conta. Esses procedimentos são implementados pelas próprias autoridades reguladoras.

    Ataque de 51% (51% Attack)

    Você entenderá melhor o termo se, antes, souber o que é e como funciona a rede blockchain. Uma das principais características dessa tecnologia é a descentralização.

    Mas, basicamente, 51% Attack é quando um grupo assume o controle de mais da metade da rede (a partir de 51%). Esse grupo, portanto, domina a rede e ganha maior autonomia para interferir no registro de novos blocos. 

    ATH – All Time High

    ATH é a cotação mais alta da história de uma criptomoeda, até aquele dia. Ou seja, o momento em que o ativo digital atinge seu maior preço desde sua criação.

    Ativos digitais

    Ativos digitais são quaisquer criptomoedas ou tokens. Inclusive NFTs são um tipo de ativo digital. 

    ATM – Automated Teller Machine

    Automated Teller Machine (ATM) significa caixa eletrônico e são os equipamentos utilizados para realizar compra e venda de ativos digitais. No caso do Bitcoin, podem ser chamados de BTM.

    B

    Bagholder

    No dicionário cripto, Bagholder é o investidor que não quer largar o osso e acabou dormindo no ponto. Ou seja, demorou demais para vender um ativo digital que possua em sua carteira e acabou perdendo o melhor momento (o ativo desvalorizou).

    Baleia

    Baleias, no universo cripto, são investidores que detém uma quantidade tão grande de um ativo digital que, se resolvessem vender todos de uma vez, acabariam interferindo na cotação do mercado. 

    Bear

    Um bear (urso) é o investidor que acredita que um determinado ativo digital que está em queda vai se valorizar e, por isso, aposta nele. Sim, a expressão é emprestada de Wall Street e tem basicamente o mesmo sentido que no mercado financeiro tradicional. 

    Bear Market

    Bear Market é o próprio mercado em queda. No caso do universo cripto, o termo é usado para se referir a uma temporada ruim de uma criptomoeda – mas que tem a expectativa de valorização.

    Bid

    Bid é o preço mais alto que um investidor está disposto a pagar em uma determinada criptomoeda. Ou seja, a oferta de compra.

    Bloco gênesis

    É o primeiro bloco do Bitcoin, minerado por Satoshi Nakamoto – pseudônimo do criador da cripto.

    Blockchain

    É como se fosse um livro-caixa criptografado e compartilhado de forma descentralizada. Ele é usado para registrar transações e rastrear ativos de forma segura.

    A rede Blockchain é a base do Bitcoin.

    Block Explorer (Blockchain Browser)

    Como o nome sugere, é um explorador de blocos. É um site ou programa que permite acompanhar as transações realizadas nas redes das criptomoedas.

    Bull

    Ao contrário de Bear, Bull (que significa touro) é o investidor que aposta nos ativos digitais em alta, na expectativa é que os preços das ações subam .

    Bull Market

    Bull Market, portanto, é a expressão utilizada para se referir a um momento mais otimista para determinado ativo digital. Ela também é usaba no mercado financeiro em geral, não apenas no universo cripto.

    C

    Candlestick

    Candlestick significa candelabro e a expressão se refere a uma técnica de análise gráfica de mercado. No universo das criptomoedas, é a representação gráfica do preço de um ativo comercial.

    Nesse gráfico, analistas e investidores podem visualizar preços de abertura, alta, baixa e fechamento dentro de um período, dentre outras informações.

    Chave privada

    É a senha utilizada para acessar as suas criptomoedas. 

    Chave pública

    No universo cripto, quanto a senha privada é a como se fosse uma senha, a chave pública seria o equivalente ao número da conta bancária.

    Cold wallet

    Wallet é a carteira onde se armazena criptomoedas. Já a Cold Wallet, nada mais é que uma dessas carteiras, mas que pode ser acessada offline. 

    Contrato inteligente

    Contratos inteligentes ou “smart contracts” são protocolos computacionais que permitem que pessoas desconhecidas façam negociações de forma segura, sem a necessidade de intermediários.

    Criptografia

    É uma codificação de mensagens para evitar que outras pessoas possam decifrar o seu conteúdo. Trata-se de mais uma camada de segurança em transações digitais. 

    D

    DApps

    DApps são  aplicativos descentralizados. Ou seja, não possuem uma entidade central que gerencia as informações, como aplicativos “normais”, como Gmail, Uber, WhatsApp, Youtube etc.

    Um DApp utiliza a tecnologia blockchain e a principal dessas plataformas onde estão os DApps atualmente é a Ethereum, inventora dessa nova tecnologia.

    Day Trader

    São traders que realizam operações diárias, com o objetivo de aproveitar as oscilações constantes do mercado cripto para obter lucros. 

    Destination tag

    É o código, como se fosse uma funcionalidade dos endereços de algumas criptomoedas. Ele pode ser atribuído, por exemplo, a cada conta da moeda Ripple (XRP) e é usado para identificar o receptor em uma transação.

    Dump

    Dump é o movimento de queda brusca na cotação de um ativo digital. Ou seja, quando a criptomoeda desvaloriza rapidamente.

    E

    Escalabilidade

    A escalabilidade cripto se refere à capacidade que uma rede tem de realizar transações dentro de um determinado período. É um dos principais desafios de criptomoedas como o Ethereum, por exemplo. 

    Exchange

    Uma exchange é uma espécie de corretora de valores das criptomoedas. É nela que ocorre o câmbio e a venda de criptomoedas.

    F

    Faucet

    Faucets são sites que pagam recompensas em criptomoedas para usuários que realizam missões simples, como clicar em propagandas, por exemplo. Mas o pagamento em criptos é baixo.

    Fiat

    Moedas fiat são moedas fiduciarias. Ou seja, moedas sem lastro em metal e sem valor intrínseco. O seu valor é determinado pelo governo e a moeda é emitida (impressa por ele). 

    Em relação às criptomoedas, as moedas fiat não se aplicam. Então são, por exemplo: Real, Dólar, Euro etc.

    Forks

    Um fork acontece quando há uma mudança no protocolo blockchain. Ou seja, é uma bifurcação que pode até mesmo gerar outra cripto.

    FUD

    FUD é a forma como se abrevia, no mundo cripto, a expressão “fear, uncertainty and doubt”, que significa medo, incerteza e dúvida. Ela é usada para se referir a quando os operadores de criptomoedas precisam lidar com momentos de volatilidade extrema.

    Ou seja, refere-se ao sentimento de insegurança nos momentos de grandes variações no valor da cripto.

    Full Node ou nós completos

    Full Node é o programador que embasa a validação de transação na blockchain. Ou seja, ele verifica se as regras de consenso de uma rede estão sendo seguidas. 

    Essas pessoas trabalham de forma independente na rede. Todo minerador é um full node, mas nem todo full node é um minerador.

    G

    GAS

    GAS é uma unidade de medição de trabalho computacional na rede Ethereum. Portanto, é também um mecanismo de precificação.

    Esse mecanismo calcula o quanto será necessário gastar para realizar uma operação. Esse custo é convertido em uma taxa de gas.

    Gas limit

    Quantidade total de energia computacional que uma transação poderá consumir. Ou seja, o “gás” total.

    Gas price

    Gas Price é o valor que será pago para a realização de uma transação na rede Ethereum. Para criar um NFT, por exemplo, um dos custos é o preço do gas.

    H

    Halving

    Halving, no dicionário cripto, é um ajuste que é realizado periodicamente na rede Bitcoin, geralmente a cada quatro anos, para reduzir a deflação da criptomoeda. 

    Durante o período de manutenção, as recompensas de mineradores são reduzidas pela metade e, consequentemente, aqueles menos eficientes são removidos. Com isso, tem-se uma emissão mais controlada de novas moedas.

    Hard Fork

    Trata-se de um fork (ver a definição acima), em que há ruptura com as regras passadas e outra criptomoeda é criada. Isso acontece quando não há um consenso na comunidade.

    Hash

    O hash code é um código digital (ou melhor, uma função), formado por letras e números, capaz de organizar dados e de criptografar informações. 

    Ele também é uma forma de identificar um bloco minerado. No processo de mineração, os moradores tentam encontrar um hash compatível a fim de completá-lo e adicioná-lo à blockchain. 

    Hashrate

    Hashrate é a medição de hashes no processo de mineração. Ou seja, a quantidade de hashes que um minerador processa em um determinado período de tempo.

    Hot Wallet

    Hot Wallet é uma carteira de criptomoedas que está online.

    I

    ICO – Initial Coin Offering 

    Initial Coin Offering ou Oferta Inicial da Moeda é a pré-venda de uma criptomoeda. Seria o equivalente a uma IPO – oferta pública inicial – no mercado de ações.

    Input

    É o endereço de origem de uma transação bitcoin. Uma transação pode ter um ou mais desses endereços.

    Interoperabilidade

    É a capacidade que um sistema – que trabalha com padrões abertos –tem de se comunicar de forma transparente com outro sistema.

    fileiras de criptomoedas e várias espalhadas ao lado com gráfico ao fundo
    Dicionário cripto tem mais de 80 termos relacionados aos ativos digitais

    Dicionário cripto: confira os termos de L a Z

    L

    #Lambo

    Tag usada no ambiente de criptomoedas para expressar otimismo em relação ao momento de uma determinada cripto ou outro ativo digital.

    Lastro

    Em Economia, o lastro é a garantia implícita de um ativo e representa o valor real das moedas, sejam elas digitais ou não.

    M

    Maker

    Makers são pessoas que incluem uma ordem no livro de ofertas e ela não é negociada. Ela guarda que outra ordem contrária seja enviada, para que possa ser executada.

    Marketcap

    É a capitalização de mercado. Ou seja, a quantidade de criptomoeda circulante multiplicado pelo preço dela.

    Minerar, mineração

    Minerar criptomoedas é o processo de geração de novas criptos, como se fosse o equivalente da mineração tradicional – em minas, para achar metais e pedras preciosas – no mundo virtual. 

    Esse processo ocorre, basicamente, por meio de decifração de códigos computacionais (equações matemáticas) e demanda muita energia, na maioria das vezes.

    Minerador

    É o programador que realiza a mineração, aquele que resolve as questões matemáticas n rede para validar novas criptomoedas.

    N

    Nós

    No processo de mineração, vários computadores estão ligados a uma rede, cada um deles minerando seus blocos e validando transações. No universo cripto, cada um desses computadores é chamado de nó.

    O

    Output

    Ao contrário do Input, no dicionário cripto Output é o endereço destino de uma transação (podem existir vários em uma mesma transação).

    P

    Paper wallet

    É o papel onde as chaves públicas e privadas de um endereço de criptomoeda estão impressas.

    Peer-to-peer (P2P)

    A expressão significa “ponto-a-ponto” e refere-se a um sistema que não precisa de intermediários. O Bitcoin foi projetado assim, por exemplo. 

    Ou seja, são sistemas em que duas pessoas podem transacionar diretamente, sem a necessidade da intermediação de uma central.

    No mercado, a expressão é muito utilizada para descrever o processo de compra e venda direta de uma cripto, entre duas pessoas sem a intermediação de ninguém.

    Phishing

    Técnica utilizada por criminosos para aplicar golpes, se passando por uma empresa para roubar dados dos clientes. No universo cripto, acontece frequentemente por e-mail solicitando a atualização da wallet.

    Pool de mineração

    Pools de mineração ou piscinas de mineração são grupos que mineram criptomoedas em conjunto. São pessoas que somam seus poderes computacionais, a fim de tornar o processo menos custoso.

    Preço Ask

    Preço mínimo pelo qual alguém está disposto a vender seu ativo digital. 

    Profit

    Profit é o lucro obtido em uma transação de venda de um ativo digital. Ou seja, a diferença entre o valor pago no momento da compra e o valor vendido.

    Proof of capacity (PoC)

    Processo de mineração que utiliza o espaço no HD do computador. O minerador que tiver mais espaço, tem mais chance de ser o criador do próximo bloco.

    Proof of stake (PoS)

    Nesse processo de mineração, os participantes precisam bloquear certa quantidade de moedas na rede como prova de participação (stake). Quanto mais moedas, mais chance de ser selecionado para validar o próximo bloco.

    Proof of Work (PoW)

    Proof of Work (PoW) ou Prova de Trabalho também é um tipo de processo de mineração, um método. Nele, o minerador a validar o próximo bloco é aquele que tiver máquinas melhores, com mais recursos.

    Protocolo aberto (Open protocol)

    É quando os protocolos das criptomoedas são publicados abertamente para que seja possível revisar o código. Ou seja, sugerir alterações, criar melhorias etc.

    Pump

    No dicionário cripto, pump é a elevação do preço de um ativo digital de forma repentina. 

    R

    Rekt

    Expressão usada quando um investidor perde tudo ou quase tudo após uma grande oscilação na cotação das criptos.

    S

    Satoshi

    É o primeiro nome do fundador do Bitcoin, Satoshi Nakamoto, mas também a menor divisão possível da criptomoeda: 0,00000001 = 1 Satoshi. 

    Scamcoin

    São projetos fraudulentos e enganosos. Scamcoins são altcoins criadas com o único objetivo de dar golpe nos usuários e enriquecer os criadores.

    Shitcoin

    São moedas com baixa reputação na comunidade. Pode ser uma scamcoin.

    Sidechain

    É uma blockchain que valida dados de outras blockchains, uma alternativa para promover integração entre essas redes. Assim, é possível adicionar funcionalidades, sem a necessidade modificar os scripts.

    Sistema descentralizado

    É aquele que não precisa de intermediários para funcionar. O sistema do Banco Central, por exemplo, não é descentralizado. Já o das criptomoedas sim. 

    Spread

    É a diferença entre o preço de compra e o preço de venda no livro de ofertas.

    Stablecoin

    A Stablecoin é um tipo de moedas digital cujo preço é baseado em algum ativo, como o dólar, o ouro ou até mesmo uma commodity. Elas são projetadas para manter um preço de mercado estável.

    Staking

    Fazer staking é  uma forma de conseguir renda passiva por meio de criptomoedas em uma carteira virtual.

    Os investidores fornecem suas criptos para ajudar a validar transações em uma rede blockchain e recebem uma remuneração por isso. 

    Swingtrader

    É um tipo de estratégia de trade, na qual são realizadas menos operações ao longo do tempo.

    T

    Taker

    Ao contrário do Maker, Taker é o investidor que inclui uma ordem que encontra uma ordem contrária e, portanto, é instantaneamente executada.

    Tempo de confirmação

    É o período que transcorre do momento em que uma transação de blockchain é enviada à rede até ser registrada em um bloco confirmado.

    Ticker

    No universo das criptomoedas, ticker é o símbolo ou abreviação de um ativo digital. Exemplo: o ticker do Bitcoin é BTC; do Ethereum, ETH etc. 

    Token

    É uma unidade de valor desenvolvida em cima de redes blockchain existentes. São classes de ativos digitais diferentes das criptomoedas.

    Token não-fungível

    Também chamado de NFT – Non-Fungible Token – são ativos digitais que representam a propriedade sobre algo, mas caracterizam por sua raridade e singularidade. Normalmente, aferem a propriedade sobre uma obra de arte digital.

    #ToTheMoon

    Assim como #Lambo, é uma hashtag usada para expressar otimismo em relação ao momento de uma cripto.

    TXID ou transaction ID

    É o identificador de uma transação em uma blockchain. Também pode ser chamado de hash de transação. 

    V

    Volatilidade

    No dicionário cripto, refere-se à frequência e intensidade das oscilações no preço de um ativo digital. No caso das criptomoedas, a volatilidade é alta.

    W

    Wallets

    São as carteiras digitais onde ficam armazenadas as criptomoedas.

    Withdrawal

    É o saque de algum valor.

    Está procurando algum termo que ficou de fora do dicionário cripto? Então conte-nos nos comentários!

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?