InícioNotíciasFinanças PessoaisEmpréstimo com garantia de moto: saiba como funciona e como pedir

Empréstimo com garantia de moto: saiba como funciona e como pedir

0
(0)

Para quitar as dívidas ou realizar algum investimento, muitas pessoas acabam recorrendo ao empréstimo com garantia de moto.

Por meio desta opção, o veículo fica alienado à empresa que concedeu o crédito até que a dívida seja quitada, mas ainda sim é possível usufruir do bem.

Para dar entrada na modalidade, o primeiro passo que você precisa dar é escolher a financiadora e providenciar os documentos necessários.

Contudo, vale ressaltar que normalmente para empréstimos dessa modalidade as financeiras exigem que a moto esteja nas seguintes condições:

A moto precisa estar quitada e em nome do próprio solicitante; não ter pendências de impostos; não ter multas com pagamento pendente; ter no máximo 5 anos de fabricação.

Em relação aos documentos pessoais, são exigidos basicamente os mesmos que em outros tipos de empréstimo, como documento de identidade, comprovante de endereço e renda.

Quem pode fazer um financiamento de moto?

Em tese, qualquer pessoa física pode pega um empréstimo com garantia de moto. Porém, para conseguir que o seu financiamento seja aprovado, será necessário passar por uma análise de crédito.

Cada banco tem sua forma de fazer essa avaliação. Mas, em geral, são estudados aspectos referentes ao score de crédito do consumidor (que mede as chances dele se tornar inadimplente) e a  renda que ele tem para pagar as prestações.

Dessa forma, o financiamento de moto é uma realidade possível para vários tipos de profissionais, incluindo autônomos, servidores públicos e empregados domésticos, por exemplo.

+ Compensa fazer empréstimo para quitar dívidas? Descubra!

O que o banco analisa no empréstimo com garantia de moto?

Cada banco ou instituição tem sua própria análise no empréstimo com garantia de moto, mas basicamente todas seguem um padrão, vamos colocá-las aqui pra te ajudar.

Análise do seu perfil:

Serão feitas pesquisas utilizando seu número de CPF para consultar seu score de crédito, nele contém sua relação com o mercado financeiro, como se você já solicitou empréstimo antes, se já foi negativado ou se ainda é.

Com base nisso, o banco consegue prever se você terá chances de conseguir o empréstimo ou não.

Análise do veículo:

Aqui sua moto será revisada e ela deve se encaixar nos padrões que o banco estipula, caso contrário o empréstimo será negado.

Normalmente a instituição leva em consideração coisas como, ano de fabricação, moto deve estar quitada e sem seu nome, quilometragem, valor de mercado e claro o estado de conservação da mesma.

+ 5 opções de empréstimo sem consulta ao SPC e Serasa – Confira!

Documentos solicitados

Na hora de solicitar o empréstimo com garantia de moto, o interessado precisa apresentar alguns documentos à instituição financeira escolhida, são eles:

  • Comprovante de renda dos últimos três meses;
  • Documento pessoal com foto;
  • Comprovante de endereço e documento do veículo em nome do solicitante ou parente de primeiro grau.
pessoa fazendo calculos em uma calculadora
O empréstimo com garantia de moto pode oferecer crédito com juros mais baixos

Vantagens do empréstimo com garantia de moto

Como a motocicleta está sendo colocada como garantia, a instituição tem mais confiança ao emprestar o dinheiro. Assim, os juros tendem a ser menores até quatro vezes em comparação ao crédito rotativo do cartão.

Outra vantagem é que os prazos para quitar o débito são mais flexíveis. Já os valores concedidos mudam conforme o valor do veículo colocado como garantia.

O prazo para o pagamento da dívida pode variar de acordo com a financeira.

No entanto, na maioria dos casos, o valor deve ser regularizado em 24 meses. Porém, há instituições que permitem o pagamento em até 62 meses.

Quando todas as parcelas do empréstimo forem quitadas, a motocicleta volta a estar em nome do tomador.

Quais as desvantagens?

Como nem tudo são flores, devemos nos atentar também aos riscos que teremos caso optemos pelo empréstimo com garantia de moto. Afinal, o banco estipula o valor da moto.

Muito cuidado com isso, como a instituição fica responsável pela vistoria e apuração do preço, o valor do empréstimo irá divergir do valor do mercado devido a fácil depreciação.

Outro problema é que a moto passa a ser do banco. Isso quer dizer que em caso de emergências, você não poderá vender o bem.

Estude a proposta enviada pelo banco

Após toda essa análise minuciosa e aprovação tanto do crédito quanto do veículo, a instituição financeira enviará uma proposta para você.

Esse documento deve conter todas as informações do empréstimo: valor do crédito, prazo de pagamento, taxa de juros, CET etc.

Portanto, leia o contrato com muito cuidado e veja se as prestações realmente cabem no seu bolso e se as condições oferecidas pelo banco estão dentro das suas expectativas.

Você gostou deste texto e ele foi relevante para você? Então siga o FinanceOne nas redes sociais e esteja sempre atualizado sobre o mercado financeiro. Estamos no FacebookInstagram e Linkedin.

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Rafael Massadar
Rafael Massadar
Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

Assine nossa newsletter!

Páginas Populares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

InícioNotíciasFinanças PessoaisEmpréstimo com garantia de moto: saiba como funciona e como pedir

Empréstimo com garantia de moto: saiba como funciona e como pedir

0
(0)

Para quitar as dívidas ou realizar algum investimento, muitas pessoas acabam recorrendo ao empréstimo com garantia de moto.

Por meio desta opção, o veículo fica alienado à empresa que concedeu o crédito até que a dívida seja quitada, mas ainda sim é possível usufruir do bem.

Para dar entrada na modalidade, o primeiro passo que você precisa dar é escolher a financiadora e providenciar os documentos necessários.

Contudo, vale ressaltar que normalmente para empréstimos dessa modalidade as financeiras exigem que a moto esteja nas seguintes condições:

A moto precisa estar quitada e em nome do próprio solicitante; não ter pendências de impostos; não ter multas com pagamento pendente; ter no máximo 5 anos de fabricação.

Em relação aos documentos pessoais, são exigidos basicamente os mesmos que em outros tipos de empréstimo, como documento de identidade, comprovante de endereço e renda.

Quem pode fazer um financiamento de moto?

Em tese, qualquer pessoa física pode pega um empréstimo com garantia de moto. Porém, para conseguir que o seu financiamento seja aprovado, será necessário passar por uma análise de crédito.

Cada banco tem sua forma de fazer essa avaliação. Mas, em geral, são estudados aspectos referentes ao score de crédito do consumidor (que mede as chances dele se tornar inadimplente) e a  renda que ele tem para pagar as prestações.

Dessa forma, o financiamento de moto é uma realidade possível para vários tipos de profissionais, incluindo autônomos, servidores públicos e empregados domésticos, por exemplo.

+ Compensa fazer empréstimo para quitar dívidas? Descubra!

O que o banco analisa no empréstimo com garantia de moto?

Cada banco ou instituição tem sua própria análise no empréstimo com garantia de moto, mas basicamente todas seguem um padrão, vamos colocá-las aqui pra te ajudar.

Análise do seu perfil:

Serão feitas pesquisas utilizando seu número de CPF para consultar seu score de crédito, nele contém sua relação com o mercado financeiro, como se você já solicitou empréstimo antes, se já foi negativado ou se ainda é.

Com base nisso, o banco consegue prever se você terá chances de conseguir o empréstimo ou não.

Análise do veículo:

Aqui sua moto será revisada e ela deve se encaixar nos padrões que o banco estipula, caso contrário o empréstimo será negado.

Normalmente a instituição leva em consideração coisas como, ano de fabricação, moto deve estar quitada e sem seu nome, quilometragem, valor de mercado e claro o estado de conservação da mesma.

+ 5 opções de empréstimo sem consulta ao SPC e Serasa – Confira!

Documentos solicitados

Na hora de solicitar o empréstimo com garantia de moto, o interessado precisa apresentar alguns documentos à instituição financeira escolhida, são eles:

  • Comprovante de renda dos últimos três meses;
  • Documento pessoal com foto;
  • Comprovante de endereço e documento do veículo em nome do solicitante ou parente de primeiro grau.
pessoa fazendo calculos em uma calculadora
O empréstimo com garantia de moto pode oferecer crédito com juros mais baixos

Vantagens do empréstimo com garantia de moto

Como a motocicleta está sendo colocada como garantia, a instituição tem mais confiança ao emprestar o dinheiro. Assim, os juros tendem a ser menores até quatro vezes em comparação ao crédito rotativo do cartão.

Outra vantagem é que os prazos para quitar o débito são mais flexíveis. Já os valores concedidos mudam conforme o valor do veículo colocado como garantia.

O prazo para o pagamento da dívida pode variar de acordo com a financeira.

No entanto, na maioria dos casos, o valor deve ser regularizado em 24 meses. Porém, há instituições que permitem o pagamento em até 62 meses.

Quando todas as parcelas do empréstimo forem quitadas, a motocicleta volta a estar em nome do tomador.

Quais as desvantagens?

Como nem tudo são flores, devemos nos atentar também aos riscos que teremos caso optemos pelo empréstimo com garantia de moto. Afinal, o banco estipula o valor da moto.

Muito cuidado com isso, como a instituição fica responsável pela vistoria e apuração do preço, o valor do empréstimo irá divergir do valor do mercado devido a fácil depreciação.

Outro problema é que a moto passa a ser do banco. Isso quer dizer que em caso de emergências, você não poderá vender o bem.

Estude a proposta enviada pelo banco

Após toda essa análise minuciosa e aprovação tanto do crédito quanto do veículo, a instituição financeira enviará uma proposta para você.

Esse documento deve conter todas as informações do empréstimo: valor do crédito, prazo de pagamento, taxa de juros, CET etc.

Portanto, leia o contrato com muito cuidado e veja se as prestações realmente cabem no seu bolso e se as condições oferecidas pelo banco estão dentro das suas expectativas.

Você gostou deste texto e ele foi relevante para você? Então siga o FinanceOne nas redes sociais e esteja sempre atualizado sobre o mercado financeiro. Estamos no FacebookInstagram e Linkedin.

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?