Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Facebook em queda: menos US$120 bi em valor de mercado

Escrito por: Rafael Massadar em 3 de agosto de 2018

O Facebook registrou a maior queda na história do mercado de ações. No dia 26 de julho, seus papéis despencaram 18,96% na Nasdaq. Somente neste dia, a rede social teria perdido cerca de US$ 121 bilhões.

Seus papéis foram afetados pelo resultado financeiro da companhia e pelas previsões para os próximos meses, que frustraram os investidores.

Para servir de parâmetro, a perda diária do Facebook foi equivalente ao valor inteiro do McDonald’s ou da Nike, ou ainda à soma dos valores de Petrobras e Bradesco. Também superou todo o mercado acionário da Argentina.

facebook

Os números da queda do Facebook

De acordo com a Forbes, que monitora a riqueza dos bilionários  em tempo real, a perda de Mark Zuckerberg foi de quase US$ 16 bilhões. Isso fez o CEO do Facebook descer duas posições entre as pessoas mais ricas do mundo, de quarto para sexto.

Outros investidores também viram suas contas perderem fluxo de dinheiro, como Eduardo Saverin, brasileiro que é co-fundador da plataforma. Para ele, a perda foi de US$ 2 bilhões no ranking da Bloomberg.

Outro reflexo da crise de credibilidade da rede social se refletiu na entrada de novos usuários. O crescimento desacelerou para 11% no segundo trimestre do ano. No primeiro, o aumento foi de 13%.

Aumento de custos

O Facebook anunciou um lucro líquido 31% maior no segundo trimestre. O valor é de US$ 5,1 bilhões. Enquanto a receita subiu 42%, para US$ 13,2 bilhões. Por outro lado, a rede social alertou para a desaceleração no crescimento de suas receitas no segundo semestre.

Mark Zuckerberg também alertou os investidores para esperarem um grande crescimento nos custos. A causa é o esforço para resolver preocupações em torno de questões de privacidade dos usuários e para um melhor monitoramento sobre o que os usuários publicam na rede social.

As despesas totais no segundo trimestre subiram para US$ 7,4 bilhões, um crescimento de 50% sobre um ano antes.

Zuckerberg é processado depois de queda

facebookApós anúncio da queda dos seus resultados, o Facebook e seu presidente-executivo, Mark Zuckerberg, foram processados. Esse pode ser o primeiro de muitos processos.

O processo foi aberto pelo acionista James Kacouris, em Manhattan, que acusou Zuckerberg e o vice-presidente financeiro, David Wehner, de não terem revelado informações sobre a desaceleração no crescimento da receita. Além da queda das margens operacionais e recuos na base de usuários ativos.

O processo busca reparações de prejuízos. Acionistas frequentemente processam companhias nos EUA depois de quedas inesperadas nas ações.

Eleições dos EUA são início da queda

O Facebook sofreu um forte abalo com a revelação de que as informações de mais de 50 milhões de pessoas foram utilizadas sem o consentimento delas pela empresa americana Cambridge Analytica para fazer propaganda política. Esses dados podem ter interferido no resultado das eleições dos Estados Unidos.

A empresa teria tido acesso ao volume de dados ao lançar um aplicativo de teste psicológico na rede social. Aqueles usuários do Facebook que participaram do teste acabaram por entregar à Cambridge Analytica não apenas suas informações, mas os dados referentes a todos os amigos do perfil.

A denúncia, feita pelos jornais The New York Times e The Guardian, levantou dúvidas sobre a transparência e o compromisso da empresa com a proteção de dados dos usuários.

Instagram, Whatsapp e Messenger

Enquanto isso, o Instagram avançou para 1 bilhão de usuários mensais ante 600 milhões no final de 2016. Já os dois aplicativos de mensagens do Facebook, WhatsApp e Messenger, tiveram cada um mais de 1 bilhão de usuários mensais no segundo trimestre.

Cerca de 2,5 bilhões de pessoas usam pelo menos um dos aplicativos da companhia a cada mês. Já o Instagram deverá ser responsável por 18% da receita do Facebook este ano e 23% em 2019.

Rafael Massadar

Jornalista com experiência em redação com pós-graduação em Comunicação Empresarial e Transmídia. Atualmente trabalho como assessor de imprensa.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

economia
crescimento previdencia privada
nova CPMF
a economia brasileira
moratória