Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Latam - Ofertas Imperdíveis

Como funcionam os juros do cartão de crédito

Escrito por: Mateus Carvalho em 9 de abril de 2019

É cada vez mais comum os brasileiros realizarem compras com o cartão de crédito. Porém, também é comum que as pessoas não consigam pagar a fatura do cartão.

E é nessa hora que os juros aparecem. Mas você sabe como funcionam os juros do cartão de crédito? Sabe como calcular?

Os juros do cartão de crédito são também conhecidos como juro rotativo. E evitar o rotativo é a melhor maneira para impedir que as dívidas cresçam de forma rápida.

Isso porque ele envolve o valor mínimo da fatura do cartão e o que não foi quitado dentro do prazo.

 juros-do-cartão-de-crédito

Vale ressaltar que o pagamento mínimo é um serviço oferecido pelas operadoras de cartão de crédito. Apesar desse serviço parecer uma facilidade, ele pode acabar fazendo com que você crie dívidas no futuro.

Os juros do cartão de crédito são os mais altos do mercado.

Outra informação importante é que é direito do cliente solicitar uma cópia do contrato e da tabela com as tarifas vigentes. Além do Custo Efetivo Total.

E isso abrange todas as taxas e os encargos cobrados pelo cartão.

Saiba o que é o crédito rotativo

Como já foi dito anteriormente, os juros do cartão de crédito começam a funcionar quando o valor total da fatura não é pago integralmente.

Sendo assim, o rotativo do cartão atua como um “pequeno empréstimo”. O banco cobre as despesas dos clientes em um mês, mas no mês seguinte volta a cobrar, acrescido de juros.

O rotativo do cartão de crédito é acionado automaticamente quando você não paga a fatura integral. Contudo, ele vai diminuindo conforme a dívida é paga e aumenta conforme o cliente utiliza.

Mas lembre-se que em algum momento a dívida atual pode atingir e até mesmo ultrapassar o valor do limite do cartão de crédito. Dessa forma, será necessário pagar a dívida de outra forma.  

As taxas de juros do cartão de crédito e o que cada uma significa

Ao solicitar um cartão de crédito você começa a pagar algumas taxas e até mesmo juros.

E é importante estar atento para saber se esses juros do cartão de crédito estão sendo cobrados da forma correta.

Anuidade: essa é a taxa paga por utilizar o cartão e é cobrada uma única vez a cada 12 meses. Porém, quem quiser pode parcelar a anuidade na fatura do cartão de crédito.

Avaliação emergencial de crédito: é cobrada quando o cliente realiza compras acima do limite disponível no cartão.

Saque: essa tarifa é cobrada para o caso de o cliente realizar saque em dinheiro por meio do cartão em canais de atendimento no Brasil ou no exterior.

Pagamento de contas: a taxa é cobrada quando o cliente usa o cartão para pagar os boletos de cobranças como luz, tributos e água.

Juros (rotativo): cobrados quando a pessoa não paga o valor da fatura integral;

Segunda via do cartão: este só é cobrado para realizar a emissão de um novo cartão. Isso ocorre no caso de perda, furto ou roubo.

Como é feito o cálculo dos juros do cartão de crédito

Você deve estar se perguntando se é possível calcular os juros do cartão de crédito, certo? Ou ainda “como deve ser feito esse cálculo?”. A resposta é sim, é possível calcular.

Os juros do rotativo são calculados com base no que não foi pago da fatura mensal, dentro do prazo previsto.

Por exemplo, se você receber uma fatura no valor de R$500 e quitar somente R$300, os juros serão sobre os R$200 e não sobre o valor total.

Sendo assim, quanto maior o saldo do devedor no mês, maior será o valor da dívida final. Isso porque os juros vão se acumulando.

Mas é importante estar atento, já que todas essas informações devem estar na fatura do cartão.

É preciso conter o valor da parcela mensal, o valor gasto, o saldo quitado no mês anterior e o saldo aberto. Além do valor dos juros rotativos, entre outras informações.

É preciso estar atento para saber quanto de juros está sendo pago em cada fatura.

Juros do cartão de crédito: será que parcelar é a melhor opção?

A taxa de juros do cartão de crédito e do parcelamento tem variações de acordo com a empresa do cartão. Outro fator que ajuda a variar este valor é o perfil de risco do tomador de crédito.

Para começar, ao parcelar o saldo devedor do cartão de crédito, você estará comprometendo o limite do cartão.

Além disso, ao somar os juros do parcelamento, ainda existe o risco de ficar sem limite por um tempo. Isso poderá acontecer até que algumas parcelas sejam pagas.

Sendo assim, antes de parcelar a fatura, verifique se não existe outra opção para poder pagar o valor total do cartão.

Um exemplo é solicitar um empréstimo pessoal, no qual você irá pagar menos juros e não irá comprometer o limite do cartão.

Mateus Carvalho

Jornalista formado pela Unicarioca. Atualmente, repórter da Folha Dirigida e produtor de conteúdo no FinanceOne. Já fui colaborador do Torcedores.com.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

Ter um seguro para a casa
regras para cancelamento de viagem
C6 Bank é o mais novo banco digital do Brasil
plano de saúde