Início Notícias Finanças Pessoais Como se proteger de golpes com PayPal

Como se proteger de golpes com PayPal

0
(0)

É bem provável que você conheça alguém que já caiu em golpes da internet ou que já tenha escutado falar sobre os golpes com o Paypal. Isso porque esses tipos de crimes estão cada vez mais comuns e atingindo um maior número de pessoas. 

Os golpes com o Paypal têm crescido porque ele é um dos maiores provedores de pagamento online do mundo. A empresa já conta com 361 milhões de usuários registrados e cerca de 40 transações por conta ativas por ano.

E empresas como o Google Play, Microsoft, PlayStation Store e Ikea estão entre os vendedores que oferecem o pagamento online por meio da plataforma.

Por isso, a ESET, empresa líder em detecção proativa de ameaças, analisou os golpes mais comuns contras as contas do PayPal e compartilhou as boas práticas ao utilizar a plataforma de pagamentos.

Mas será que é mesmo possível se proteger dos golpes com o Paypal? A resposta é sim, mas para isso é importante que você esteja atento em todas as transações que realizar na plataforma.

Confira os golpes com o Paypal mais comuns

É importante ter em mente que o PayPal está entre as marcas mais usadas por pessoas mal intencionadas quando se trata de ataques de phishing. De acordo com os pesquisadores da ESET, é comum ver cibercriminosos usando essa tática e até mesmo criando sites falsos que se passam pelo PayPal.

Sendo assim, os invasores enviam um e-mail de spam no qual alertam a vítima em potencial sobre atividades incomuns em sua conta, orientando a protegê-la com urgência. Esses e-mails incluem um link embutido que redireciona para um site falso do PayPal.

E além de tentar enganar as vítimas para que entrem no site falso com os dados, os cibercriminosos também podem tentar persuadir os usuários a revelarem dados pessoais, como endereços e detalhes dos cartões de crédito e débito. 

A ESET avisa que esta combinação de informações pode levar ao roubo de identidade, compras fraudulentas ou contas bancárias vazias.

Também foram observados golpes no qual os cibercriminosos emitiam as faturas falsas que fingiam fazer parte de uma campanha de caridade. Essas apresentavam uma reviravolta rara: a notificação recebida vinha do PayPal e a fatura aparecia no painel da conta da vítima.

Outros golpes bem comuns de serem aplicados

Além disso, ainda existem outras estratégias que são bastante utilizadas pelos fraudadores e podem te trazer prejuízos, se não se atentar.

Uma bem comum é chamada de golpe de ganhadores de prêmios, sendo uma das formas mais avançadas de pessoas cometerem fraudes. Neste caso, as vítimas são notificadas que ganharam algo, mas, para receber o prêmio precisarão pagar um tipo de transação. 

Os golpes com o Paypal é cada vez mais comum

O fato curioso é que como alguém ganha algo sem ter participado de nada? É aí que as pessoas não se atentam e caem no golpe. A única pessoa que se beneficia é o golpista.

Tem ainda o golpe em que o beneficiário fará jus a alguma herança de um parente distante ou um poderoso empresário. Além disso, em outros a vítima é levada a pagar supostos impostos legais, subornos e outros para receber determinado valor que, obviamente, não existe.

Como se manter seguro e não cair em golpes com o Paypal?

Em meio a tantas possibilidade de cair em golpes com o PayPal, é importante estar atento a todos os detalhes e informações, bem como manter todas as medidas de segurança.

Caso contrário, o prejuízo pode ser grande depois, como explica Camilo Gutiérrez Amaya, chefe do Laboratório de Pesquisa da ESET na América Latina:

“O PayPal continua sendo uma das opções mais seguras para realizar transações financeiras. No entanto, como acontece com qualquer plataforma que lida com dinheiro, os usuários devem permanecer mais atentos para evitar cair em algumas das várias armadilhas que os golpistas podem utilizar para obter suas finanças”.

Ele completa: “A implementação de práticas de segurança adequadas e o uso de ferramentas de segurança disponíveis podem ajudar muito a proteger os usuários de vários golpes e contratempos”.

Partindo desse princípio, siga as seguintes dicas para não cair em golpes:

-> não realize atividades na plataforma enquanto estiver conectado a uma rede Wi-Fi pública ou a uma rede que não seja 100% confiável.

-> tenha uma boa senha ou frase secreta, pois essa é a primeira linha de defesa para se proteger de ataques potenciais. 

-> tenha uma camada extra de segurança, como um duplo fator de autenticação (2FA) daqueles que o PayPal oferece ao usuário diminui as chances de cair em um golpe. 

-> tenha uma solução de segurança multifuncional instalada no dispositivo que pode protegê-lo contra a maioria dos ataques. 

Gostou dessas dicas? Esse conteúdo te ajudou? Se quer ter mais dicas sobre o mercado financeiro e dos negócios, leia sempre o site do FinanceOne. Compartilhe este artigo com mais amigos nas redes sociais para conscientizá-los.

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Mateus Carvalho
Jornalista de profissão e apaixonado por Marketing Digital. Já foi redator de jornal impresso, atualmente escrevo para o digital e tenho sede por empreender. Escrever é a minha maior paixão e quando não estou digitando estou pensando em digitar. Carioca, vascaíno e apaixonado por memes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui