InícioNotíciasFinanças PessoaisImposto de Renda: saiba se vale a pena antecipar a restituição

Imposto de Renda: saiba se vale a pena antecipar a restituição

5
(1)

Uma modalidade de crédito muito comum nesse período do ano é a antecipação de restituição do Imposto de Renda. A princípio, o empréstimo parece uma ótima oportunidade, mas será que vale mesmo a pena?

Antes de mais nada, a restituição do imposto é um valor que muitos contribuintes recebem ou precisam restituir à Receita Federal. Isso porque, ao entregar a declaração, Fisco consegue verificar se você pagou imposto a mais, ou se faltou imposto. Assim, você tem a possibilidade de ganhar, ou ainda, de devolver.

Todo ano, a Receita Federal, órgão responsável pelo trâmite, realiza essa restituição por lotes. A quantidade varia entre 4 e 6 lotes de devolução para os contribuintes entre o mês seguinte ao final do prazo de IRPF e assim sucessivamente.

Nesses lotes, a Receita prioriza determinados grupos a receberem primeiro. São eles: idosos, portadores de doenças graves e pessoas com deficiência. Após esse grupo, entram os contribuintes comuns na fila para o recebimento, de acordo com a entrega do seu IRPF.

Ou seja, o fato de aplicar a declaração no início do prazo para a entrega do Imposto de Renda, pode não implicar na restituição do seu valor.

De todo modo, sempre é válido adiantar a entrega porque apesar de não ser garantido que a sua restituição estará no primeiro lote, ela com certeza virá primeiro que a restituição de um contribuinte comum que entregou por último.

E a antecipação do Imposto de Renda oferecido por bancos, como funciona?

A antecipação de restituição do Imposto de Renda é um serviço oferecido por instituições financeiras. Neste caso, é um produto voltado para pessoas que não podem aguardar o prazo de restituição determinado pela Receita.

Por exemplo, uma pessoa que só conseguiu entregar a declaração do IRPF no prazo final e que não pertence a algum grupo prioritário. Ela, certamente, estará nos lotes finais, por conta do período em que realizou a entrega do documento.

Pessoa assinando um documento
A antecipação de Imposto de Renda é uma modalidade de empréstimo oferecida por instituições financeiras

Sabendo que esse é o caso de muitos brasileiros, principalmente agora, com o agravamento da pandemia no Brasil, muitas pessoas procuraram por esse tipo de serviço.

Então, a antecipação da restituição do Imposto de Renda nada mais é do que um empréstimo que você realiza junto a uma instituição financeira. E quando a sua restituição cai em sua conta, esse valor retorna para o banco acrescido de juros pela transação realizada.

Quais as vantagens em antecipar a restituição? Vale a pena?

Primeiramente, esse tipo de operação é recomendada para quem não pode esperar pela restituição do Imposto de Renda. Isso quer dizer que, se você pode esperar pela restituição e não precisa desse dinheiro no momento, não realize esse tipo de empréstimo.

Do contrário, recomenda-se a antecipação de restituição quando a pessoa sabe exatamente o que fazer com aquele valor e que não pode esperar até o prazo do lote.

Um exemplo é no caso de dívidas com o cartão de crédito, por exemplo. Os juros de uma conta atrasada com o cartão de crédito é muito mais alto que os juros do empréstimo para a antecipação de restituição. Nesse caso, vale a pena realizar a transação.

Uma outra situação é quanto ao cheque especial, que tem sido uma opção muito utilizada por quem passa por momentos de aperto.

O que não é aconselhável é que você antecipe o valor da restituição para usar o dinheiro para comprar um bem.

Ainda que as taxas cobradas no adiantamento da restituição sejam consideradas baixas quando comparadas a outras linhas de crédito, elas não são baixas a ponto de compensarem a contratação do empréstimo apenas para consumo.

Se você é uma dessas pessoas que utilizam essa modalidade, considere que a antecipação de restituição do Imposto de Renda talvez seja a melhor opção para você

É preciso tomar cuidado ao solicitar a antecipação da restituição

Como você já sabe, nesta época do ano muitos bancos costumam oferecer a antecipação da restituição do Imposto de Renda. Mas antes de aceitar um desses créditos é preciso ter cuidado.

Isso porque essa antecipação nada mais é do que um empréstimo, que contém juros. E como já foi dito acima, ele é mais indicado para quando você vai pagar uma dívida. Mas ainda assim é preciso ter cautela.

Lembre-se que ao tomar a decisão, você ainda terá que pagar a dívida do crédito e que os juros são próximos ao do crédito consignado. Que neste ano, está entre 1,43% e 1,79% ao mês.

Outro ponto importante é que o tempo para realizar o pagamento deste crédito é menor, o máximo é de seis meses.

Veja a data de pagamento dos lotes da restituição

Agora em 2022, os lotes de pagamento da restituição do Imposto de Renda serão divididos em cinco datas diferentes. E quanto antes você enviar a sua declaração, maiores são as chances de ser contemplado em um dos primeiros lotes. 

  • 1º lote: 31 de maio;
  • 2º lote: 30 de junho;
  • 3º lote: 29 de julho;
  • 4º lote: 31 de agosto;
  • 5º lote: 30 de setembro.

Gostou do nosso conteúdo? Confira agora como aumentar a restituição do Imposto de Renda.

O que achou disso?

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Redação
Redação
O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

Assine nossa newsletter!

Páginas Populares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

InícioNotíciasFinanças PessoaisImposto de Renda: saiba se vale a pena antecipar a restituição

Imposto de Renda: saiba se vale a pena antecipar a restituição

5
(1)

Uma modalidade de crédito muito comum nesse período do ano é a antecipação de restituição do Imposto de Renda. A princípio, o empréstimo parece uma ótima oportunidade, mas será que vale mesmo a pena?

Antes de mais nada, a restituição do imposto é um valor que muitos contribuintes recebem ou precisam restituir à Receita Federal. Isso porque, ao entregar a declaração, Fisco consegue verificar se você pagou imposto a mais, ou se faltou imposto. Assim, você tem a possibilidade de ganhar, ou ainda, de devolver.

Todo ano, a Receita Federal, órgão responsável pelo trâmite, realiza essa restituição por lotes. A quantidade varia entre 4 e 6 lotes de devolução para os contribuintes entre o mês seguinte ao final do prazo de IRPF e assim sucessivamente.

Nesses lotes, a Receita prioriza determinados grupos a receberem primeiro. São eles: idosos, portadores de doenças graves e pessoas com deficiência. Após esse grupo, entram os contribuintes comuns na fila para o recebimento, de acordo com a entrega do seu IRPF.

Ou seja, o fato de aplicar a declaração no início do prazo para a entrega do Imposto de Renda, pode não implicar na restituição do seu valor.

De todo modo, sempre é válido adiantar a entrega porque apesar de não ser garantido que a sua restituição estará no primeiro lote, ela com certeza virá primeiro que a restituição de um contribuinte comum que entregou por último.

E a antecipação do Imposto de Renda oferecido por bancos, como funciona?

A antecipação de restituição do Imposto de Renda é um serviço oferecido por instituições financeiras. Neste caso, é um produto voltado para pessoas que não podem aguardar o prazo de restituição determinado pela Receita.

Por exemplo, uma pessoa que só conseguiu entregar a declaração do IRPF no prazo final e que não pertence a algum grupo prioritário. Ela, certamente, estará nos lotes finais, por conta do período em que realizou a entrega do documento.

Pessoa assinando um documento
A antecipação de Imposto de Renda é uma modalidade de empréstimo oferecida por instituições financeiras

Sabendo que esse é o caso de muitos brasileiros, principalmente agora, com o agravamento da pandemia no Brasil, muitas pessoas procuraram por esse tipo de serviço.

Então, a antecipação da restituição do Imposto de Renda nada mais é do que um empréstimo que você realiza junto a uma instituição financeira. E quando a sua restituição cai em sua conta, esse valor retorna para o banco acrescido de juros pela transação realizada.

Quais as vantagens em antecipar a restituição? Vale a pena?

Primeiramente, esse tipo de operação é recomendada para quem não pode esperar pela restituição do Imposto de Renda. Isso quer dizer que, se você pode esperar pela restituição e não precisa desse dinheiro no momento, não realize esse tipo de empréstimo.

Do contrário, recomenda-se a antecipação de restituição quando a pessoa sabe exatamente o que fazer com aquele valor e que não pode esperar até o prazo do lote.

Um exemplo é no caso de dívidas com o cartão de crédito, por exemplo. Os juros de uma conta atrasada com o cartão de crédito é muito mais alto que os juros do empréstimo para a antecipação de restituição. Nesse caso, vale a pena realizar a transação.

Uma outra situação é quanto ao cheque especial, que tem sido uma opção muito utilizada por quem passa por momentos de aperto.

O que não é aconselhável é que você antecipe o valor da restituição para usar o dinheiro para comprar um bem.

Ainda que as taxas cobradas no adiantamento da restituição sejam consideradas baixas quando comparadas a outras linhas de crédito, elas não são baixas a ponto de compensarem a contratação do empréstimo apenas para consumo.

Se você é uma dessas pessoas que utilizam essa modalidade, considere que a antecipação de restituição do Imposto de Renda talvez seja a melhor opção para você

É preciso tomar cuidado ao solicitar a antecipação da restituição

Como você já sabe, nesta época do ano muitos bancos costumam oferecer a antecipação da restituição do Imposto de Renda. Mas antes de aceitar um desses créditos é preciso ter cuidado.

Isso porque essa antecipação nada mais é do que um empréstimo, que contém juros. E como já foi dito acima, ele é mais indicado para quando você vai pagar uma dívida. Mas ainda assim é preciso ter cautela.

Lembre-se que ao tomar a decisão, você ainda terá que pagar a dívida do crédito e que os juros são próximos ao do crédito consignado. Que neste ano, está entre 1,43% e 1,79% ao mês.

Outro ponto importante é que o tempo para realizar o pagamento deste crédito é menor, o máximo é de seis meses.

Veja a data de pagamento dos lotes da restituição

Agora em 2022, os lotes de pagamento da restituição do Imposto de Renda serão divididos em cinco datas diferentes. E quanto antes você enviar a sua declaração, maiores são as chances de ser contemplado em um dos primeiros lotes. 

  • 1º lote: 31 de maio;
  • 2º lote: 30 de junho;
  • 3º lote: 29 de julho;
  • 4º lote: 31 de agosto;
  • 5º lote: 30 de setembro.

Gostou do nosso conteúdo? Confira agora como aumentar a restituição do Imposto de Renda.

O que achou disso?

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?