InícioNotíciasEmpreendedorismoO que um investidor-anjo busca em uma startup?

O que um investidor-anjo busca em uma startup?

Tempo de leitura: 4 minutos
()

Para expandir, startups contam com variados tipos de investimento: do pessoal, quando os empreendedores utilizam do seu próprio dinheiro para começar, até fundo de venture capital, quando quantias de dinheiro estão focadas em negócios mais consolidados.

E entre as muitas formas de investimento existe o investidor-anjo, que entra após a fase inicial da startup. O objetivo central desse tipo de investidor é impulsionar o negócio.

Mas, se você não sabe o que é um investidor-anjo ou ainda têm dúvidas, continue a leitura deste texto! A seguir, explicaremos o que é um investidor-anjo e o que faz ele escolher investir em uma startup.

O que é um investidor-anjo?

De forma simples, o investidor-anjo é uma pessoa que investe o seu próprio dinheiro em ideias com alto potencial de crescimento. Neste caso, são as famosas startups.

Em geral, são pessoas de sucesso, ligados na maioria das vezes ao mundo e à cultura dos negócios. Além de realizar o financiamento, eles também são consultores e disponibilizam sua rede de contatos.

Um investidor-anjo pode ou não se envolver diretamente com a ideia do negócio.

Em resumo, um investidor-anjo é um filantropo do mundo digital e que, conhecendo os obstáculos de uma empresa devido à sua experiência pessoal, começa a colocar ideias emergentes.

Na maioria das vezes, eles têm participação minoritária na empresa, que gira em torno de 5%, e raramente chegam a ocupar cargos executivos.

+ 8 mandamentos do investidor de sucesso
+ Como ser uma investidora de sucesso? Paula Bazzo conta sua estratégia

Quais são os pré-requisitos para se tornar um investidor?

Para se tornar um investidor-anjo não é necessário ter uma grande fortuna. Normalmente, o investimento é realizado com outros investidores e, de uma forma geral, pode varia de R$50 mil a R$600 mil, dependendo do empreendimento.

Um investidor-anjo é uma pessoa física, seja empreendedor, seja um executivo. Mas é necessário possuir conhecimento ou experiência na área para se tornar um.

Ou seja, na maioria dos casos são pessoas que já possuem experiências com negócios e têm grande interesse pelo empreendedorismo.

+ Perfil de empreendedor: veja os diferentes tipos e descubra o seu

Uma das razões para se tornar investidor-anjo, por exemplo, é o retorno financeiro, embora muitos comecem a investir para “devolver” à sociedade um pouco da ajuda que receberam.

Imagem com um homem segurando um gráfico para ilustrar o texto sobre investidor-anjo
Entenda o que é um investidor-anjo e o que ele busca em uma startup

Além disso, outro benefício é que ser um investidor assim gera menos problemas no futuro. Uma vez que o investidor-anjo já tem ciência do que está acontecendo com a empresa desde o começo.

As razões para uma pessoa se tornar um investidor-anjo são diversas, bem como os benefícios trazidos por esse tipo de prática. Mas, a dúvida é: quais são as vantagens? Veja a seguir!

  • contato com a inovação;
  • potencial de lucro;
  • alinhar o investimento com o propósito pessoal;

Como o investidor-anjo escolhe os investimentos?

Um investidor-anjo não é uma pessoa que sai por aí distribuindo dinheiro. Não é nada disso.

Muito pelo contrário, o investidor-anjo escolhe com cuidado e critério, além de seriedade, qual será o tipo de negócio que ele irá apoiar.

Ou seja, ele só vai desembolsar o dinheiro quando enxergar o impacto da proposta.

Continue a leitura para saber o que um investidor-anjo procura na hora de aplicar o seu dinheiro em uma startup.

Informações sobre o empreendimento

Como na maioria das vezes, a primeira coisa que um investidor-anjo vai avaliar é o currículo de quem está pedindo ajuda.

Ou seja, ele vai pesquisar sobre quem o procurou, a startup, a história da ideia, a equipe etc.

Vale lembrar que investir é um hábito comum no meio empresarial — e é neste momento que entendemos a importância e o porque o LinkedIn existe.

A força da ideia

Após pesquisar tudo sobre o projeto, o segundo passo é compreender o potencial da ideia. Algumas são difíceis de explicar. Por isso, é essencial definir muito bem o modelo de negócios.

Ou seja, explicar e ter uma ideia do projeto bem sólida é um dos passos mais importantes. Isso ajudará a esclarecer na hora de apresentar o conceito para o investidor-anjo.

A habilidade para gerir o negócio

E, por último, o investidor-anjo sempre vai procurar a capacidade que a pessoa tem de gerir o negócio.

A competência de desenvolver de maneira racional, direta e clara as etapas necessárias do negócio será um fator determinante para dizer se você entende ou não sobre gestão.

Todo mundo tem boas ideias, mas o complicado mesmo é mostrar o talento de como colocá-las em prática.

Lembre-se sempre que o investidor-anjo deseja retorno mesmo que isso não dependa dele, pois ele investe acreditando que a ideia funcionará e não dará prejuízo para ele.

Além disso, na maioria das vezes, um investidor-anjo sempre se preocupará com a geração de empregos e desenvolvimento social.

Se você quer empreender ou começar uma startup, confira os negócios que crescem mesmo na crise.

O que achou disso?

Média da classificação / 5. Número de votos:

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Tempo de leitura: 4 minutos
Camila Miranda
Nascida na Zona Oeste do Rio, me divido entre jornalismo e marketing digital. Com três anos de experiência em Comunicação, já trabalhei em redação de jornal impresso, webjornalismo e assessoria de imprensa. Hoje, faço gestão de mídias sociais e produção de conteúdo. Amo assuntos sobre as áreas cultural e política. Reclamo do transporte público.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui