Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Como ser uma investidora de sucesso? Paula Bazzo conta sua estratégia

Escrito por: Tamires Silva em 23 de janeiro de 2020

Você já se viu em uma situação na qual estava refém do seu emprego? Se sentiu desmotivado e pressionado por seu chefe? Se sim, precisa conhecer a história de Paula Bazzo, uma das idealizadoras do site Batom no Azul.

Há poucos anos ela se vivia exatamente nesta situação e acreditava que seu bem-estar financeiro estava relacionado somente ao seu salário.

Hoje, é uma investidora de sucesso e ensina outras mulheres a terem um bom relacionamento com o dinheiro.

Paula é formada em Relações Internacionais, Administração e Psicologia. E, apesar de finanças nunca terem sido o foco da sua formação, a área acabou entrando em sua vida por meio do trabalho.

Atuando sempre com abertura de novos negócios, ela aprendeu na prática a lidar com questões financeiras, que sempre a perseguiram de alguma forma, ela conta.

Porém, o real motivo para ter escolhido este caminho profissional teve início na sua insatisfação com o emprego. Ela se via um uma situação na qual estava refém de seu patrão.

“Não era de assédio explícito, mas eu estava me sentindo muito desconfortável. Foi a virada de chave para mim, nessa questão de cuidar das minhas finanças. Eu disse para mim mesmo: ‘eu vou guardar dinheiro, porque não quero ficar refém do emprego onde estou, quero construir algo com que eu possa ter mais de liberdade.’ Foi uma busca de autonomia.”

Paula Bazzo é idealizadora do Batom no Azul
Paula Bazzo é idealizadora do Batom no Azul

Primeiro passo veio de um pedido inesperado

Assim que tomou consciência da sua necessidade de mudar de vida, Paula começou a poupar dinheiro e a buscar ganhar mais renda. Na época, trabalhava na área comercial de uma empresa e começou a bater metas de venda.

“E com essas metas eu comecei a ter mais dinheiro para investir. Aliás, foi quando eu comecei a investir em bolsa de valores também.”

Paralelamente ao novo hábito, a empreendedora iniciou sua busca por cursos e formações relacionados a finanças. O objetivo principal era melhorar a construção do seu patrimônio pessoal.

Mas o resultado acabou indo além do esperado. Quando outras pessoas começaram a observar o sucesso de Paula no assunto, ela começou a receber pedidos de ajuda.

O primeiro de uma pessoa próxima a ela, que passou por dificuldade grande, entrou em uma dívida enorme, e insistiu diversas vezes que Paula olhasse para a questão financeira dela. Não queria dinheiro, mas ajuda intelectual.

Paula conta que, em um primeiro momento, recusou o pedido. Ela trabalhava com organização, era administradora, e finanças não era seu foco na época.

Mas ela olhava para mim e dizia: ‘eu confio em ti para fazer isso, eu quero fazer isso contigo, por favor me ajuda’.

Na terceira vez, a idealizadora do Batom no Azul não resistiu e ali começou a sua primeira consultoria. Foi aí que intensificou ainda mais a sua busca por uma formação mais direcionada para finanças pessoais.

+ Bem-estar financeiro para mulheres: saiba como conquistar o seu

Bem-estar financeiro foi motivação para mudança de vida

Uma das principais defesas de Paula com o projeto Batom no Azul é o bem-estar financeiro. Mas essa visão só surgiu para a investidora após aprofundar a sua relação com finanças pessoais.

“Uns dez anos atrás eu não pensava (no bem-estar financeiro). Eu entendia o dinheiro como dinheiro, apenas, como número.”

Ela conta que esse entendimento do que seria o bem-estar financeiro foi brotando na medida em que ela começou a trabalhar cada vez mais com finanças.

+ Independência financeira X empoderamento feminino: qual a relação?

Há seis anos, quando estava trabalhando no mundo corporativo, ainda tinha uma visão de que o bem-estar financeiro estava vinculado ao salário que ganhava, apenas.

Com o tempo, esse entendimento foi se ressignificando e ela entendeu o significa bem-estar financeiro: liberdade de escolha, liberdade de ser como quer ser, de viver as experiências que quer viver, de estar trabalhando com as pessoas que gostaria, não que deveria.

Nesse processo, foi juntando dinheiro até que teve condições de se demitir e se sustentar por dois anos e meio para a mudança de vida. Construiu uma reserva de emergência bem gorda e a usou neste processo.

“Hoje em dia eu tenho uma vida muito boa, me considero com muito bem-estar financeiro, o que é diferente de independência financeira – quando os recursos de dinheiro da sua vida não dependem do seu trabalho. Neste processo eu ainda estou em construção. Mas tenho uma vida confortável, vivo em uma casa que eu gosto muito, consigo fazer viagens, me dedicar a estudos, escolher clientes. Mas ainda tenho muitas ambições pela frente.”

Batom no Azul surgiu pela vontade de atingir o público feminino

Apesar do sucesso profissional, Paula nunca parou de fazer cursos de capacitação. Sejam eles acadêmicos ou não, ela procura os melhores que existem para aperfeiçoar sua técnica e prática.

Porém, nesses vários cursos, ela percebeu que em quase todos existiam muitos homens e uma desproporção em relação ao número de mulheres.

Em um deles, uma amiga demonstrou o mesmo interesse em mudar esse quadro. Então, juntas elas idealizaram o Batom no Azul, em 2016. De um dia para o outro, possuíam até o nome.

Paula já era engajada em projetos relacionados ao público feminino, fazia parte de um grupo de estudos voltado para mulheres. Em pouco tempo passou a dar palestras e a administrar a empresa, que hoje está apenas sob sua gestão.

“A Batom no Azul começou para desmistificar a história de que finanças não é para mulheres. Buscamos trabalhar a linguagem de uma forma mais leve e divertida, que se aproxime da linguagem das mulheres”.

+ Como usar o empoderamento feminino nas finanças pessoais?

A visão de empresa e do negócio de Paula parte de que toda pessoa pode e merece ter uma vida próspera e abundante. E que, muitas vezes, se a pessoa não está vivendo isso, falta algum conhecimento que ela pode adquirir.

Hoje, chegando ao quarto ano, a Batom no Azul cresceu. Além do bem-estar financeiro para mulheres, a temática se estende para negócios, para colaboradores, para a família.

E Paula conta que estão ampliando também a parte de Educação, especialmente educação corporativa. Para aquelas que também buscam mudar suas realidades financeiras, a mensagem que Paula deixa é:

“Acredite em você. E mais que isso: saiba que pode ter uma vida próspera e abundante e que tem plena capacidade de transformar essa realidade.”

Tamires Silva

Jornalista atuando como repórter e produtora de conteúdo. Produz conteúdo para internet desde 2015.

Deixe uma resposta

Posts relacionados

graduação a distância grátis
esports
investir no mercado financeiro capa
Economizar com produtos de beleza
Treasuries americanos são conhecidos como os títulos mais seguros do mundo