InícioNotíciasEmpreendedorismoLGPD na prática: veja 12 passos para adequar sua empresa

LGPD na prática: veja 12 passos para adequar sua empresa

0
(0)

Muitas pessoas acham que a internet é terra de ninguém, porém a Lei Geral de Proteção de Dados mudou essa falsa sensação. E muitas empresas estão precisando se adaptar e também se perguntando: como se adequar a LGPD na prática? 

É claro que essa necessidade surge com a ampliação e a democratização da internet. Por conta disso, é muito comum realizar os mais variados tipos de transações utilizando os nossos dados pessoais. Isso faz com que as empresas apliquem a LGPD na prática.

Mas antes de falar sobre o passo a passo para adequar a sua empresa, é muito importante que você entenda melhor sobre o que é e como funciona a Lei Geral de Proteção de Dados. Somente dessa forma será possível colocá-la em prática.

Entenda o que é a LGPD na prática

Com o mundo cada vez mais conectado, ter a certeza de que os seus dados estão seguros ao realizar qualquer tipo de transação é fundamental. Isso porque as informações da população estão trafegando com maior volume na rede.

Além disso, em muitos casos acaba existindo a necessidade de armazenamento dos nossos dados. 

Por esse motivo, surgiu a Lei Geral de Proteção de Dados, que como o próprio nome já diz, tem como objetivo proteger os dados dos cidadãos brasileiros. Essa lei foi promulgada em 2018, mas ainda assim muitas pessoas ainda têm dúvidas. 

Vale ressaltar que a lei está baseada no Regulamento Geral de Proteção de Dados da União Europeia, que protege os dados da população desde 1.995. 

E diferentemente do que muitos pensam a LGPD não é somente para dados pessoais digitais, mas também para pessoas físicas.

Dessa forma, a Lei Geral de Proteção de Dados estabelece alguns processos, padrões e regras que devem ser seguidos para a criação de um ambiente digital mais seguro, que são:

  • A coleta e armazenamento de dados;
  • A gestão das informações coletadas;
  • A implementação de práticas de segurança;
  • Atualizações regulares das estratégias e processos internos.

Com isso, você já sabe que a lei tem como objetivo reduzir as falhas e garantir que a troca de informações seja cada vez mais segura. O que vai ajudar a evitar a exposição dos dados que transitam no online.

Cientista de Dados em ação mexendo no computador
Conscientizar toda a empresa sobre a Lei Geral de Proteção de Dados é extremamente importante

Passo a passo para começar a ter a LGPD na prática

Bom, agora que você já sabe o que é a LGPD, está na hora de saber como as empresas podem colocá-la na prática. Confira o passo a passo. 

1º passo: comece estudando os princípios da lei

Para que você possa se adaptar e adequar é preciso saber e entender a lei, principalmente, os princípios dela. Ler a lei por completo faz com que você conheça todos os pontos de atendimento legal dela.

Pular essa etapa pode fazer com que você cometa erros no processo de implantação das novas regras. Por isso, procure compreender todos os princípios básicos e como a LGPD funciona.

2º passo: capacite a sua equipe

Se você vai adequar a sua empresa, os seus funcionários também precisam saber como funcionam as novas normas, certos? Por esse motivo, eles também precisam ser capacitados sobre o assunto.

Dessa forma, é possível evitar futuras dores de cabeça como que alguém cometa alguma infração. Sendo assim, traga a sua equipe para conhecer a LGPD junto com você.

+ Novo vazamento do Facebook expõe dados de 540 milhões de usuários

3º passo: mapeamento de dados na prática

Você também precisa conhecer todos os dados pessoais, além de saber como eles são tratados na sua empresa. E isso em todas as áreas, para que se consiga adequar à lei.

Vale destacar, ainda, que muitas vezes é preciso mudar estruturas e processos internamente para que se tenha uma maior organização das informações.

Por exemplo, quando você vai tratar de contrato de cliente ou fornecedor, ou até mesmo de colaborador, vai precisa saber e conhecer como e onde esses dados são armazenados.

4º passo: cultura de Governança e Conformidade

Outra etapa importante é a criação de uma cultura que valorize a Governança e a Conformidade. Isso porque a empresa, além de adotar todas as práticas necessárias, precisa estar disposta a entender e se adaptar à LGPD. E tal mudança começa de cima para baixo.

E o comportamento dos líderes estimula os demais profissionais para que contribuam para a transparência e regras estipuladas em lei.

5º passo: comitê de implementação

Também é importante delegar profissionais que ficarão responsáveis por tudo isso. Você pode chamar de comitê de implementação, pois eles vão começar a adotar essas políticas, além de cuidar da segurança de todos os dados armazenados pela empresa.

+ Veja o que é logística reversa e como aplicá-la com eficiência

Outras etapas para a LGPD na prática

Além dessas ações citadas acima, outras que podem fazer parte do passo a passo para a implementação da Lei Geral de Proteção de Dados são:

  • Conhecer o fluxo de informações da empresa;
  • Ter clareza acerca do tempo de uso de dados;
  • Rever sempre os documentos e respectivas clausulas contratuais;
  • Manter os documentos organizados para proteger os dados;
  • Estabelecer um canal de comunicação com os principais usuários;
  • Quando houver vazamento, tomar as medidas cabíveis;
  • Investir no treinamento da equipe; e
  • Manter a empresa sempre atualizada.

Este conteúdo te ajudou? Então compartilhe nas redes sociais ou com seus amigos para que eles também saibam sobre este assunto.

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Assine nossa newsletter!

Páginas Populares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui