Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Latam - Ofertas Imperdíveis

Data driven: como usar os dados a favor da sua empresa

Escrito por: Mateus Carvalho em 23 de agosto de 2018

Você já escutou falar sobre data driven? Sabe o que esse termo significa?

Como pode ser aplicado nas empresas? Sabe quais são as vantagens ao utilizar o data driven?

data driven
O data driven é um modelo de gestão de empresa que utiliza dados

O que é data driven

Para começar, é preciso entender o que é data driven. É um modelo de gestão de empresa que está ganhando espaço devido a duas principais características: foco e objetividade.

O termo diz respeito a uma solução que poderá trazer respostas a algumas questões e decisões, que irão ajudar no empreendimento.

São algumas questões:

– Em que momento e em qual lugar a minha abordagem ao cliente será mais assertiva?

– Qual o perfil do público-alvo da campanha de marketing da empresa?

– Quais são os fatores que tornam a concorrência uma ameaça para o negócio?

– Qual cliente tem uma maior propensão a consumir o produto ou serviço da empresa?

O data driven é uma gestão movida a dados, funcionando como uma pista sobre o que está acontecendo ou sobre o que ainda vai ocorrer.

Sendo assim, as decisões tomadas com base em dados podem aumentar as chances de você acertar no seu negócio.

É importante destacar que a gestão de data driven pode ser aplicada a tudo. Ou seja, em qualquer setor de uma empresa.

Um exemplo é que você pode utilizar os dados para analisar o tempo que é desperdiçado pela equipe com a ociosidade. E, a partir dessa informação, você poderá pensar em soluções para melhorar o rendimento dos funcionários.

Como o data driven pode ser usado nas empresas

Os dados disponíveis para serem consultados são cada vez maiores. Essas informações podem ser utilizadas a favor da sua empresa, quer saber como?

Primeiro porque o data driven é uma forte tendência do mercado. Ele se baseia nos seguintes pontos:

– Levando em consideração os diversos canais de comunicação da instituição, é difícil evitar que a variedade de informações sobre a empresa cresça;

– A quantidade de informações aumenta diariamente de maneira proporcional;

– Quanto mais ágil for o processo de aquisição desses dados, mais rápidas serão desenvolvidas as soluções baseadas na inteligência.

Além disso, o data driven é fácil de ser implementado na empresa. Isso porque existem diversas plataformas disponíveis para ajudar na obtenção desses dados. E, consequentemente, melhorar o ambiente e até mesmo a produção dos funcionários da sua empresa.

Existem dois benefícios que se destacam no data driven. É o que veremos a seguir.

Segmentação do público com eficiência

O data driven garante uma segmentação mais correta em relação aos potenciais clientes da sua empresa.

Isso porque essa nova tendência está diretamente ligada ao tratamento e à análise dos dados, fazendo com que as instituições saibam exatamente quem são os seus clientes. Saiba como fazer o seu planejamento empresarial.

Além disso, o data driven permite também que as empresas realizem o marketing dos produtos voltados para o público-alvo.

Outra vantagem é que com isso a instituição economiza dinheiro, já que as ações da empresa possuem um foco mais certo e específico. Auxiliando nos esforços e nas ações de marketing, tornando-os mais efetivos.

Melhora da experiência de compra

O data driven tem como objetivo otimizar a experiência de compra dos consumidores de uma determinada empresa. Esse fator é fundamental, já que o mercado é bastante competitivo, principalmente na crise.

Com o data driven, é possível avaliar os motivos que, em caso de uma taxa de conversão baixa da campanha de um produto, geraram esse fator.

Além de permitir realizar os ajustes necessários para melhorar a experiência do cliente com o produto. Confira 5 dicas de planejamento para uma empresa de sucesso.

Entenda a lei geral de proteção de dados pessoais

Foi aprovada no início do mês de agosto, pelo Senado, a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais. A lei tem como objetivo garantir um maior controle dos cidadão sobre as próprias informações pessoais. Exigindo um consentimento explícito para a coleta e o uso de dados.

Isso vale tanto para o poder público quanto para as iniciativas privadas. Além disso, o PL 4.060, de 2012, obriga a oferta de opções para as pessoas visualizarem, corrigir e excluir os dados. Entenda como vai funcionar a nova Lei.

Mateus Carvalho

Jornalista formado pela Unicarioca. Atualmente, repórter da Folha Dirigida e produtor de conteúdo no FinanceOne. Já fui colaborador do Torcedores.com.

Deixe uma resposta

Posts relacionados

pedir demissão
máquinas-de-cartão-GetNet-Santander
A Rede apresenta modelos de máquinas de cartão para cada empreendedor
Microfranquias
livros-para-pensar-fora-da-caixa