Conversor de moedas Transferência internacional

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

As lições de economia de quem é pão-duro

Escrito por: Mateus Carvalho em 26 de fevereiro de 2019

Economizar em uma sociedade completamente consumista está cada vez mais difícil, ainda mais quando se tem família e amigos que gostam de gastar a todo tempo. Às vezes, é preciso ser o considerado pão-duro do grupo para conseguir o sucesso esperado com as economias.

A expressão pão-duro costuma ter um tom bastante negativo e de julgamento, ainda mais quando você é a minoria, ou o único que escolhe ser assim.

Mas se for parar para pensar, essa escolha pode não ser tão ruim se você colher bons frutos, leia-se boas economias. Ser pão-duro, em alguns casos, é bastante necessário, principalmente se você tem algum objetivo.

pão-duro
Saiba o que você pode aprender com um pão-duro

Além de pão-duro você já deve ter recebido (ou vai receber) diversos apelidos carinhosos que não passam de estereótipos. Não se preocupe, você com certeza terá um conforto maior no final do mês e conseguirá ter tranquilidade para pagar as suas contas.

O que muitos não entendem é que o pão-duro nada mais é do que uma pessoa cautelosa, quando não é em excesso, é claro. Tudo tem limites, até mesmo para ser pão-duro.

Muitos hábitos de quem é visto como pão-duro podem ser incorporados ao cotidiano de qualquer pessoa. O olhar pode até ser de julgamento, mas muitas vezes funciona como um método de economia para ter uma vida mais leve.

Se preciso, pechinche sempre!

Chorar um desconto ou pechinchar não é motivo de vergonha e nem te faz mais ou menos pão-duro. No entanto, as pessoas rotulam dessa forma.

Mas não é bem assim, essa prática é simplesmente uma maneira de pagar menos por algo que, na maioria da vezes, se quer ou precisa tanto, mas não tem como pagar aquele preço.

Até mesmo se tiver como pagar, é sempre válido pechinchar, pois você estará economizando da mesma forma. Nem sempre, porém, isso irá funcionar e você pode ser mal visto, seja pelo lojista ou pela pessoa que estiver por perto.

Se você é mais tímido e não tem coragem de pechinchar, ande com quem é mais ousado a esse ponto, ou então, passe a praticar em comércios que você já está acostumado a frequentar.

Frequente locais baratos

Nem sempre o mais caro é o melhor. Essa frase é válida para muitas coisas, principalmente para lazer e consumação. É claro que muitos lugares caros são bons, mas existem os baratos que não ficam atrás.

Se você é pão-duro a ponto de querer economizar até mesmo na hora de sair para se divertir ou para comer, procure sempre o que sai mais em conta.

Outra boa dica é ficar atento aos descontos e promoções. Entre em sites de comprar coletiva e faça o uso de voucher, participe de feirão e liquidações para que o seu dinheiro possa render também nesses momentos.

Cuidado com o desperdício

Evitar o desperdício é uma das regras primordiais de quem se considera pão-duro, e isso é válido para qualquer ação.

O desperdício vale também para consumo de água e luz, além de em algumas situações servir também como conscientização. Quanto menos água você desperdiça mais você estará ajudando o planeta.

Isso também é válido para a luz, evite deixar aparelhos ligados e lâmpadas acesas quando não houver necessidade. Durante o dia, evite acendê-las, se ver que não há necessidade e já tiver iluminação no local.

Evite também o desperdício de alimentos, além de outros produtos, como shampoo, pasta de dente, perfume em excesso, entre outras coisas. Utilize apenas o essencial e não extrapole.

Utilize somente o que é necessário

Sabemos que é difícil, mas para economizar é necessário evitar comprar o que não é prioridade. Se você sabe que não fará falta, evite. Compre e use somente o que é necessário.

Nada de quando estiver andando pela rua e ver um desconto querer comprar e deixar estocado. Se for necessário, compre, mas se não houver necessidade, deixe passar.

Outro exemplo de necessidade é em assinaturas de pacote. Por exemplo, internet de celular, se você passa a maior parte do tempo em casa, não tem porquê um plano muito caro de muitos gigabytes.

Outro ponto, se você quase não utiliza televisão não precisaria de um pacote 100% completo de canais, talvez o básico satisfaça.

Uma dica importante é evitar o uso do cartão de crédito. Para o pão-duro, o cartão de crédito é um grande inimigo, pois se o limite aumenta já era. Então evite!

Até porque, se você seguir as dicas anteriores terá dinheiro sobrando e não precisará usar o limite do cartão para compras pequenas.

Outras dicas de um pão-duro

– Marque com os amigos de ficar em casa;

– Vá a eventos gratuitos;

– Utilize transporte público;

– Vá de carro somente quando necessário;

– Abra uma poupança;

– Quando preciso, leve marmita e não coma na rua;

– Procure estacionamentos ao ar livre.

E você, tem algum dica de pão-duro para compartilhar?

Mateus Carvalho

Jornalista formado pela Unicarioca. Atualmente, repórter da Folha Dirigida e produtor de conteúdo no FinanceOne. Já fui colaborador do Torcedores.com.

Deixe um comentário

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

Como identificar (e fugir) de um esquema de pirâmide?
cartão-de-crédito-consignado-sem-anuidade
voos cancelados da Avianca
consórcio de dinheiro
organizar-as-finanças-depois-das-férias