Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Negócios promissores com pouco investimento 2018

Escrito por: Redação em 19 de junho de 2018

Depois da grave crise econômica que o Brasil passou nos últimos anos – e que ainda se recupera, por sinal -, muitas pessoas acabaram ficando sem emprego. Na verdade, o jogo virou e a solução de empreender já é vista como uma oportunidade e não uma necessidade. Mas existem negócios promissores com pouco investimento, que foi a solução escolhida, principalmente, por quem acabou de sair da faculdade.

Vamos com alguns números para ilustrar melhor. O Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) divulgou bem recentemente, em 11 de junho, o resultado de uma pesquisa que exemplifica esse cenário. É que os jovens estão empreendendo mais. A pesquisa mostra que em 2017, o número de pessoas entre 18 e 34 anos empreendendo cresceu.

Existem também 15,7 milhões de jovens levantando informações para ter um negócio próprio ou que têm empresa com até três anos e meio de atividade. Isso representa um aumento de 7 pontos percentuais, na participação relativa, se compararmos com o ano anterior – 2016. A pesquisa é parte do relatório executivo Global Entrepreneurship Monitor (GEM), realizado pelo Sebrae com o Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBQP).

Outro dado interessante que mostra o quanto o empreendedorismo é grande entre os brasileiros é que um em cada três adultos, entre 18 e 64 anos, já atua como um empreendedor ou está envolvido em abrir o próprio negócio. O crescimento foi de 57% para 59% do percentual que empreende por oportunidade.

Segundo a pesquisa GEM, dos 27,4 milhões Empreendedores Iniciais, 15,7 milhões estavam na faixa dos 18 a 34 anos, em 2017. E aí, sua intenção é fazer parte desse grupo? Continue lendo para saber quais são negócios promissores com pouco investimento que estão em alta em 2018.

negócios promissores com pouco investimento
Setor de Alimentação é um dos negócios promissores com pouco investimento em 2018

Negócios lucrativos com pouco investimento

No Brasil, a faixa etária mais ativa no empreendedorismo é a que vai 25 a 34 anos. O dado é do relatório GEM.

São 30,5% de brasileiros nessa faixa tentando criar um novo negócio ou já administrando um empreendimento em estágio inicial, que tem até três anos e meio de criação. O ranking é seguido por aqueles com idade de 18 a 24 anos (20,3%).

Para quem ainda não tem um empreendimento, o próprio Sebrae ajuda com ideias de negócios. Pode ser uma loja virtual, consultoria, restaurante, salão de beleza, ramo do Turismo… Não faltam sugestões para quem quer um negócio com pouco investimento.

Porém, as apostas do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas são outras. Um estudo de autoria do próprio serviço mapeia as apostas de negócios promissores para 2018: ramos de alimentação, saúde e serviços pessoais.

Segundo o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos: “Os recentes resultados de geração de emprego comprovam que economia dá sinais de recuperação. Com isso, aumenta também o poder de compra dos brasileiros, que voltam a consumir alimentação fora de casa, retomam o ritmo de cuidados pessoais e conseguem investir na saúde. Os novos negócios são reflexo direto desse cenário.”

Idéias de negócios promissores com pouco investimento

Nesse estudo realizado pelo Sebrae, foram analisados segmentos com maior taxa de expansão nos últimos anos. Essa expansão é um indicativo de que há uma maior demanda do mercado consumidor por tais serviços.

Entre os anos de 2013 e 2017, o serviço ambulante de alimentação e o fornecimento de alimentos preparados para consumo das famílias cresceram 24% ao ano. Outro setor em alta para esse ano é o de construção. Nos últimos cinco anos, houve aumento de 36% no registro de empresas com serviços de obras de alvenaria.

Alguns dos negócios promissores para 2018 listados pelo Sebrae são:

– Alimentos e bebidas: lanchonetes, casas de chá, de sucos, comércio de alimentos, fornecimento de alimentos preparados, bares, restaurantes, comércio de bebidas e fabricação de produtos de padaria e confeitaria;

– Vestuário e calçados: confecção de roupas, confecção sob medida, comércio de vestuário e calçados;

– Construção: Pequenas reformas, instalação e manutenção elétrica, serralheria, comércio de material de construção e serviços de pintura;

– Saúde: Venda de planos de previdência complementar e de saúde, atividades de condicionamento físico, serviço de diagnóstico por imagem, atividades de fisioterapia, atividade médica ambulatorial, ensino de esportes, instituições para idosos e serviços veterinários;

– Educação: serviços de educação infantil, treinamento profissional/gerencial, transporte escolar, ensino de esportes;

– Serviços pessoais: cabeleireiros, manicure e pedicure, atividades de estética e beleza, comércio de cosméticos;

– Comunicação/Computação: serviço de comunicação/multimídia, desenvolvimento de softwares, portais/ provedores de conteúdo e outros serviços de internet;

– Informática: comércio de equipamentos de informática;

– Entretenimento: casas de festas e eventos, organização de feiras, congressos, exposições e festas.

Conclusão

Se você está pensando em virar empreendedor, não pode perder essas dicas de aplicativos que vão ajudar no seu dia a dia. Para ajudar na sua empresa, confira também esse guia com ferramentas de gestão.

Redação

Criado em 2003, o FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa.

Deixe um comentário

Posts relacionados

Profissionais liberais
finanças-para-empreendedores
declaraçã-de-rendimentos-do-MEI
Declaração-Anual-Simplificada
contabilidade-para-não-contadores