Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasEmpreendedorismoVeja o que é preciso para abrir uma empresa

    Veja o que é preciso para abrir uma empresa

    5
    (2)

    Em 2021, o número de brasileiros que decidiu abrir uma empresa foi de 3,9 milhões. O dado do Indicador de Nascimento de Empresas da Serasa Experian, no entanto, não registra os últimos meses do ano. Ou seja, pode ser ainda maior.

    Publicidade

    ‘Serviços’ foi o setor que mais cresceu. Este setor foi responsável por 65,7% das empresas criadas, além de ter obtido o maior aumento dentre as variações anuais dos segmentos.

    Todas as regiões tiveram alta, mas o destaque ficou para o nordeste. Essa região obteve crescimento de 22,6%, sendo este ainda maior que a média geral.

    Logo depois vieram as regiões Sul (19,2%), Norte (10,3%), Centro-Oeste (9,5%) e Sudeste (7,7%).

    imagem de uma pessoa assinando contrato
    Abrir uma empresa é o sonho de muitos brasileiros

    Crise molda comportamento de consumo

    Mas, afinal, vale ou não abrir uma empresa agora? Para o especialista do Sebrae de São Paulo, Adriano Campos, é importante levar em consideração que, neste período, algumas empresas conquistam mais força e influência.

    Já que vários de seus concorrentes podem ter encerrado suas operações. Por outro lado, a crise molda o comportamento de consumo de muitos, seja por insegurança em relação ao emprego ou mesmo falta de renda.

    Publicidade

    Muitos brasileiros estão mudando prioridades e se tornando ainda mais criteriosos e seletivos antes de efetuar uma compra.

    Passo a passo para iniciar uma empresa

    1 – Decidir o tipo de empresa

    Existem três tipos de empresas que você pode escolher:

    • MEI – Microempreendedor Individual;
    • ME – Microempresa;
    • EPP – Empresa de Pequeno Porte.

    O MEI é uma primeira categoria, mais básica e com algumas limitações em relação a sócios, faturamento e funcionários. Já na ME, as possibilidades são bem maiores e dá para constituir o seu negócio de acordo com a sua necessidade.

    2 – Quais atividades que a empresa irá exercer (CNAE)

    A sua atividade profissional é importante, pois ela será enquadrada em alguma categoria de CNAE (Classificação Nacional de Atividade Econômica).

    É a partir da definição das suas CNAEs que você saberá quanto vai pagar de impostos (vamos falar mais sobre eles daqui a pouco). Você poderá ter várias CNAEs, porém uma deverá ser a principal.

    Publicidade

    3 – E os impostos?

    Ao abrir uma empresa, saiba que os impostos incidirão sobre o valor do seu faturamento ou dependendo suas atividades.

    Existem três regimes tributários que sua empresa pode ser enquadrada:

    Simples Nacional – É um programa simplificado de arrecadação de impostos que unifica oito tributos Municipais, Estaduais e da União, em uma guia com vencimento mensal. De forma a facilitar a vida do micro e pequeno empresário que fatura até R$4,8 milhões ao ano.

    Lucro Presumido – No Lucro Presumido, as empresas podem faturar até R$78 milhões ao ano e o pagamento de impostos não é unificado em uma única guia – são cinco guias de pagamento independentes (IRPJ, CSL, PIS, INSS e COFINS) com vencimentos diferenciados.

    Além disso, existe a Contribuição Sindical Patronal, que indica a parcela do empregador na manutenção de condições igualitárias de diálogo e negociação.

    Publicidade

    Lucro Real – Nessa opção, alguns tributos (IRPJ e CSLL) são retirados apenas em cima do que a sua empresa lucra de fato. Portanto, é preciso ter todas as contas e balanços conciliados com exatidão.

    Após todos os ajustes e compensações das contas previstas na legislação, o lucro da empresa é tributado.

    Algumas empresas são obrigadas a se enquadrar no Lucro Real, seja pela atividade ou pelo faturamento – empresas com receita bruta anual superior a R$78 milhões, por exemplo.

    4 – Documentação

    Os documentos para abrir uma empresa variam muito dependendo do estado e da sua cidade. Afinal, existem grandes diferenças de uma Prefeitura para outra, além de exigências para cada atividade comercial.

    Os documentos básicos são:

    • RG e CPF;
    • Comprovante de endereço;
    • Se casado(a), certidão de casamento;
    • Cópia do IPTU ou documento que conste a inscrição imobiliária ou a indicação fiscal do imóvel onde a empresa será instalada.

    Faça um planejamento empresarial

    Antes de abrir uma empresa, tenha um planejamento bem definido. E essa regra vale inclusive para quem vai empreender sozinho.

    Um bom planejamento deve ser realizado de maneira estratégica e sistêmica para que você esteja preparado para lidar com as situações comuns e evitar surpresas desagradáveis ao abrir a empresa.

    + Saiba como fazer um planejamento empresarial

    Gostou do conteúdo? Então compartilhe com aquele seu amigo que deseja abrir uma empresa e não sabe o que precisa.

    Nos siga no Tik Tok para ter acesso a novidades e vídeos sobre o mercado financeiro de forma leve e divertida.

    Leia mais no FinanceOne:

    + Os cryptogames são o futuro ou só mais um esquema de pirâmide financeira?
    + Como pedir restituição de valor do INSS pago indevidamente? Confira!
    + Enem terá questões discursivas a partir de 2024. Confira todas as mudanças!

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Rafael Massadar
    Rafael Massadar
    Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasEmpreendedorismoVeja o que é preciso para abrir uma empresa

    Veja o que é preciso para abrir uma empresa

    5
    (2)

    Em 2021, o número de brasileiros que decidiu abrir uma empresa foi de 3,9 milhões. O dado do Indicador de Nascimento de Empresas da Serasa Experian, no entanto, não registra os últimos meses do ano. Ou seja, pode ser ainda maior.

    Publicidade

    ‘Serviços’ foi o setor que mais cresceu. Este setor foi responsável por 65,7% das empresas criadas, além de ter obtido o maior aumento dentre as variações anuais dos segmentos.

    Todas as regiões tiveram alta, mas o destaque ficou para o nordeste. Essa região obteve crescimento de 22,6%, sendo este ainda maior que a média geral.

    Logo depois vieram as regiões Sul (19,2%), Norte (10,3%), Centro-Oeste (9,5%) e Sudeste (7,7%).

    imagem de uma pessoa assinando contrato
    Abrir uma empresa é o sonho de muitos brasileiros

    Crise molda comportamento de consumo

    Mas, afinal, vale ou não abrir uma empresa agora? Para o especialista do Sebrae de São Paulo, Adriano Campos, é importante levar em consideração que, neste período, algumas empresas conquistam mais força e influência.

    Já que vários de seus concorrentes podem ter encerrado suas operações. Por outro lado, a crise molda o comportamento de consumo de muitos, seja por insegurança em relação ao emprego ou mesmo falta de renda.

    Publicidade

    Muitos brasileiros estão mudando prioridades e se tornando ainda mais criteriosos e seletivos antes de efetuar uma compra.

    Passo a passo para iniciar uma empresa

    1 – Decidir o tipo de empresa

    Existem três tipos de empresas que você pode escolher:

    • MEI – Microempreendedor Individual;
    • ME – Microempresa;
    • EPP – Empresa de Pequeno Porte.

    O MEI é uma primeira categoria, mais básica e com algumas limitações em relação a sócios, faturamento e funcionários. Já na ME, as possibilidades são bem maiores e dá para constituir o seu negócio de acordo com a sua necessidade.

    2 – Quais atividades que a empresa irá exercer (CNAE)

    A sua atividade profissional é importante, pois ela será enquadrada em alguma categoria de CNAE (Classificação Nacional de Atividade Econômica).

    É a partir da definição das suas CNAEs que você saberá quanto vai pagar de impostos (vamos falar mais sobre eles daqui a pouco). Você poderá ter várias CNAEs, porém uma deverá ser a principal.

    Publicidade

    3 – E os impostos?

    Ao abrir uma empresa, saiba que os impostos incidirão sobre o valor do seu faturamento ou dependendo suas atividades.

    Existem três regimes tributários que sua empresa pode ser enquadrada:

    Simples Nacional – É um programa simplificado de arrecadação de impostos que unifica oito tributos Municipais, Estaduais e da União, em uma guia com vencimento mensal. De forma a facilitar a vida do micro e pequeno empresário que fatura até R$4,8 milhões ao ano.

    Lucro Presumido – No Lucro Presumido, as empresas podem faturar até R$78 milhões ao ano e o pagamento de impostos não é unificado em uma única guia – são cinco guias de pagamento independentes (IRPJ, CSL, PIS, INSS e COFINS) com vencimentos diferenciados.

    Além disso, existe a Contribuição Sindical Patronal, que indica a parcela do empregador na manutenção de condições igualitárias de diálogo e negociação.

    Publicidade

    Lucro Real – Nessa opção, alguns tributos (IRPJ e CSLL) são retirados apenas em cima do que a sua empresa lucra de fato. Portanto, é preciso ter todas as contas e balanços conciliados com exatidão.

    Após todos os ajustes e compensações das contas previstas na legislação, o lucro da empresa é tributado.

    Algumas empresas são obrigadas a se enquadrar no Lucro Real, seja pela atividade ou pelo faturamento – empresas com receita bruta anual superior a R$78 milhões, por exemplo.

    4 – Documentação

    Os documentos para abrir uma empresa variam muito dependendo do estado e da sua cidade. Afinal, existem grandes diferenças de uma Prefeitura para outra, além de exigências para cada atividade comercial.

    Os documentos básicos são:

    • RG e CPF;
    • Comprovante de endereço;
    • Se casado(a), certidão de casamento;
    • Cópia do IPTU ou documento que conste a inscrição imobiliária ou a indicação fiscal do imóvel onde a empresa será instalada.

    Faça um planejamento empresarial

    Antes de abrir uma empresa, tenha um planejamento bem definido. E essa regra vale inclusive para quem vai empreender sozinho.

    Um bom planejamento deve ser realizado de maneira estratégica e sistêmica para que você esteja preparado para lidar com as situações comuns e evitar surpresas desagradáveis ao abrir a empresa.

    + Saiba como fazer um planejamento empresarial

    Gostou do conteúdo? Então compartilhe com aquele seu amigo que deseja abrir uma empresa e não sabe o que precisa.

    Nos siga no Tik Tok para ter acesso a novidades e vídeos sobre o mercado financeiro de forma leve e divertida.

    Leia mais no FinanceOne:

    + Os cryptogames são o futuro ou só mais um esquema de pirâmide financeira?
    + Como pedir restituição de valor do INSS pago indevidamente? Confira!
    + Enem terá questões discursivas a partir de 2024. Confira todas as mudanças!

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?