Mais
    InícioNotíciasFinanças PessoaisPensão alimentícia: saiba quando os avós devem pagar

    Pensão alimentícia: saiba quando os avós devem pagar

    0
    (0)

    A pensão alimentícia é um direito constitucional legítimo e uma das leis mais rígidas do Brasil. Entretanto, essa garantia ainda gera dúvidas em quem precisa do auxílio, e principalmente em casos que envolvem mais entes da família.

    Uma dúvida frequente de quem precisa receber pensão alimentícia é se há possibilidade de cobrar os avós em caso de não cumprimento do acordo por parte dos pais. A resposta é que sim, dá para tornar os avós responsáveis – desde que por motivos excepcionais. Nesse caso, a garantia é chamada de pensão avoenga. Saiba como ela funciona a seguir.

    O que é pensão avoenga?

    A pensão avoenga é um valor complementar ou subsidiário pago pelos avós aos netos em caso de determinação da justiça. O pagamento pode ainda ser feito de maneira integral desde que haja impossibilidade de responsabilização por parte dos pais.

    Caso os avós sejam responsabilizados pelo pagamento da pensão, a justiça tende a fixar uma taxa entre 20% e 30% do total da renda mensal da família, que também pode ser abatida em forma de cesta básica ou outros recursos.

    O que diz a lei

    Os avós paternos e maternos podem ser acionados para pagar a pensão alimentícia apenas em condições de ausência do pai e da mãe, ou em situações excepcionais como a morte ou prisão longínqua de um dos responsáveis. 

    O Superior Tribunal de Justiça (STJ) estabelece que, para que a condição seja confirmada, os avós devem comprovar capacidade de pagamento perante recurso judicial. As regras são equivalentes aos arts. 1.696 e 1.698, ambos do Código Civil:

    Art. 1.696. O direito à prestação de alimentos é recíproco entre pais e filhos, e extensivo a todos os ascendentes, recaindo a obrigação nos mais próximos em grau, uns em falta de outros.

    Art. 1.698. Se o parente, que deve alimentos em primeiro lugar, não estiver em condições de suportar totalmente o encargo, serão chamados a concorrer os de grau imediato; sendo várias as pessoas obrigadas a prestar alimentos, todas devem concorrer na proporção dos respectivos recursos, e, intentada ação contra uma delas, poderão as demais ser chamadas a integrar a lide.

    Quem tem direito a receber a pensão alimentícia dos avós? 

    Os principais beneficiados pela pensão alimentícia paga por avós são crianças e adolescentes menores de 18 anos. Entretanto, existem exceções para o caso de pagamento de Imposto de Renda – nesse caso, o neto pode receber pensão até os 24 anos, desde que esteja matriculado em um curso superior.

    Caso o pagamento esteja sob responsabilidade dos avós e não houver cumprimento do acordado judicialmente, as consequências incidem da mesma forma que são aplicadas sobre os pais. 

    Martelo de juiz martelando notas de dólares
    A pensão alimentícia paga por avós é aceita apenas em casos excepcionais e deve ser analisada de perto por um juiz especializado. (Fonte: Divulgação)

    Como solicitar pensão alimentícia avoenga?

    A melhor forma de solicitar a pensão alimentícia por parte dos avós é primeiro garantir a não possibilidade de pagamento por parte dos pais. O solicitante deve contratar um advogado especializado para dar abertura em um pedido formal junto com a comprovação dos gastos com a criança e quais as possibilidades financeiras de quem vai pagar.

    O juiz responsável pelo caso deve se basear na Lei nº 5.478/1968 para analisar o pedido e dar um parecer sobre o valor inicial. Por fim, a justiça deve garantir a segurança alimentar dos netos que serão beneficiados e formalizar a responsabilidade para os avós.

    Gostou do conteúdo? Compartilhe com os amigos e familiares e aproveite para se informar sobre outras temáticas de Finanças Pessoais no blog da FinanceOne.

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Raísa Boing
    Raísa Boing
    Jornalista especializada em conteúdo SEO. Ampla experiência com redação, edição e revisão para a web. Escrevo principalmente sobre mercado financeiro, investimentos, setor imobiliário, tecnologia e educação.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasFinanças PessoaisPensão alimentícia: saiba quando os avós devem pagar

    Pensão alimentícia: saiba quando os avós devem pagar

    0
    (0)

    A pensão alimentícia é um direito constitucional legítimo e uma das leis mais rígidas do Brasil. Entretanto, essa garantia ainda gera dúvidas em quem precisa do auxílio, e principalmente em casos que envolvem mais entes da família.

    Uma dúvida frequente de quem precisa receber pensão alimentícia é se há possibilidade de cobrar os avós em caso de não cumprimento do acordo por parte dos pais. A resposta é que sim, dá para tornar os avós responsáveis – desde que por motivos excepcionais. Nesse caso, a garantia é chamada de pensão avoenga. Saiba como ela funciona a seguir.

    O que é pensão avoenga?

    A pensão avoenga é um valor complementar ou subsidiário pago pelos avós aos netos em caso de determinação da justiça. O pagamento pode ainda ser feito de maneira integral desde que haja impossibilidade de responsabilização por parte dos pais.

    Caso os avós sejam responsabilizados pelo pagamento da pensão, a justiça tende a fixar uma taxa entre 20% e 30% do total da renda mensal da família, que também pode ser abatida em forma de cesta básica ou outros recursos.

    O que diz a lei

    Os avós paternos e maternos podem ser acionados para pagar a pensão alimentícia apenas em condições de ausência do pai e da mãe, ou em situações excepcionais como a morte ou prisão longínqua de um dos responsáveis. 

    O Superior Tribunal de Justiça (STJ) estabelece que, para que a condição seja confirmada, os avós devem comprovar capacidade de pagamento perante recurso judicial. As regras são equivalentes aos arts. 1.696 e 1.698, ambos do Código Civil:

    Art. 1.696. O direito à prestação de alimentos é recíproco entre pais e filhos, e extensivo a todos os ascendentes, recaindo a obrigação nos mais próximos em grau, uns em falta de outros.

    Art. 1.698. Se o parente, que deve alimentos em primeiro lugar, não estiver em condições de suportar totalmente o encargo, serão chamados a concorrer os de grau imediato; sendo várias as pessoas obrigadas a prestar alimentos, todas devem concorrer na proporção dos respectivos recursos, e, intentada ação contra uma delas, poderão as demais ser chamadas a integrar a lide.

    Quem tem direito a receber a pensão alimentícia dos avós? 

    Os principais beneficiados pela pensão alimentícia paga por avós são crianças e adolescentes menores de 18 anos. Entretanto, existem exceções para o caso de pagamento de Imposto de Renda – nesse caso, o neto pode receber pensão até os 24 anos, desde que esteja matriculado em um curso superior.

    Caso o pagamento esteja sob responsabilidade dos avós e não houver cumprimento do acordado judicialmente, as consequências incidem da mesma forma que são aplicadas sobre os pais. 

    Martelo de juiz martelando notas de dólares
    A pensão alimentícia paga por avós é aceita apenas em casos excepcionais e deve ser analisada de perto por um juiz especializado. (Fonte: Divulgação)

    Como solicitar pensão alimentícia avoenga?

    A melhor forma de solicitar a pensão alimentícia por parte dos avós é primeiro garantir a não possibilidade de pagamento por parte dos pais. O solicitante deve contratar um advogado especializado para dar abertura em um pedido formal junto com a comprovação dos gastos com a criança e quais as possibilidades financeiras de quem vai pagar.

    O juiz responsável pelo caso deve se basear na Lei nº 5.478/1968 para analisar o pedido e dar um parecer sobre o valor inicial. Por fim, a justiça deve garantir a segurança alimentar dos netos que serão beneficiados e formalizar a responsabilidade para os avós.

    Gostou do conteúdo? Compartilhe com os amigos e familiares e aproveite para se informar sobre outras temáticas de Finanças Pessoais no blog da FinanceOne.

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?