Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Previdência Privada ou Poupança: o que é melhor?

Escrito por: Redação em 27 de março de 2018

Quem não quer juntar dinheiro para curtir a aposentadoria? Ou melhor, quem não quer ter uma aposentadoria tranquila depois de anos de trabalho? Com a crise econômica pela qual o Brasil vem passando, muitas pessoas começam a pensar em outras formas de garantir um dinheiro extra. E qual a melhor forma para isso: previdência privada ou poupança?

Antes de escolher, é preciso saber como cada uma funciona. A previdência privada pode ser considerada uma aposentadoria, porém ela não está ligada diretamente ao Sistema do Instituto do Seguro Nacional (INSS). Uma das vantagens da previdência privada é que ela pode ser complementar à aposentadoria pública.

previdência privada ou poupança
Saiba o que é melhor para investir na aposentadoria: previdência privada ou poupança

Já a poupança é um investimento com baixa rentabilidade, como já falamos anteriormente aqui, que muitos brasileiros ainda utilizam para guardar dinheiro. Esse rendimento é pequeno porque o dinheiro que uma pessoa guarda é usado pelos bancos, para dar de empréstimo a outras pessoas. E são os juros dessa transação que se tornam o rendimento de quem investiu primeiro.

Previdência privada ou poupança?

Agora que você já sabe a diferença entre previdência privada e poupança, pode começar a pensar qual dos investimentos é melhor. É importante frisar que ambas as formas de guardar o dinheiro são de baixo risco.

A previdência privada pode ser mais vantajosa do que a poupança, se for investida da forma correta. Isso porque a primeira é uma boa alternativa para quem não consegue juntar dinheiro, já que a previdência privada não permite que o indivíduo realize saques para recuperar o que foi investido.

Essa é uma das vantagens da previdência, além disso, quanto maior for o valor na conta do usuário, maior será o rendimento que irá garantir uma aposentadoria segura. Outro benefício é que existem diversos planos de previdência privada para que a pessoa possa escolher qual é a melhor para ela.

Já a poupança, a queridinha dos brasileiros, quase não tem rendimento. Isso porque a caderneta (como também é conhecida) rende da seguinte forma:

– 0,5% ao mês, sempre que a taxa Selic for superior a 8,5% ao ano;

– 70% da Selic anual mensal, sempre que estiver igual ou inferior a 8,5% ao ano.

A partir desse cenário apresentado, pode-se concluir que a melhor forma de investir para a aposentadoria é por meio da previdência privada.

Vantagens da previdência privada

Planejamento sucessório: É possível repassar o dinheiro investido para outra pessoa, caso o proprietário faleça. Mas é necessário que a pessoa que vai receber o dinheiro esteja indicada no contrato.

Compromisso mensal: Para aqueles que não são disciplinados, a previdência privada é uma forma de conseguir guardar o dinheiro. Já que está prevista no orçamento mensal da família, além de poder ser descontada na folha de pagamento.

Conveniência: Não é necessário entender sobre o mercado financeiro ou sobre finanças para aplicar o dinheiro. Quem irá realizar a administração dos fundos é o administrador do plano. Outro benefício é que o rendimento, quando comparado, é maior do que a poupança.

Vantagens da poupança

Você administra o dinheiro: Se a pessoa entende de finanças, ela poderá administrar e organizar o dinheiro da forma que achar melhor. Porém, é importante ressaltar que com o baixo rendimento, é possível que a pessoa perca dinheiro em vez de ganhar.

Facilidade na hora de resgatar o dinheiro: Nesse tipo de investimento, você poderá sacar o dinheiro a qualquer momento, o que não acontece na previdência privada. A poupança tem um resgate mais fácil para casos de emergências.

Isenção de impostos e taxas: Para esse tipo de investimento não é cobrada taxa de administração e nem os impostos.

Escolhendo a melhor previdência privada

Dicas para fazer os melhores financiamentos

Existem diversos planos de previdência privada para a população brasileira escolher. Mas como escolher a melhor?

Confira dicas para comparar e escolher a sua previdência privada.

Taxa de administração barata: É um fundo de investimento que cobra para guardar o dinheiro. Além disso, quanto maior for a taxa de administração, maior será o valor de dinheiro que será descontado do fundo de investimento. Para ser considerada uma boa previdência privada, é preciso que a empresa tenha a menor taxa entre os fundos.

Pagamento de renda para a vida toda: Esse é o momento de escolher como quer receber o dinheiro investido de volta. Uma das vantagens é a renda vitalícia, que significa receber a aposentadoria todo mês até o final da vida.

Baixo risco e alta rentabilidade: As previdências privadas de baixo risco costumam ter uma taxa de rendimento que quase não se altera. Sendo assim, o seu dinheiro irá render mesmo que não seja muito.

Redação

Criado em 2003, o FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa.

Deixe uma resposta

Posts relacionados

Rendimento da poupança e outros detalhes desse investimento
Reforma da previdência
Novas regras para aposentadoria
Estabilidade pré-aposentadoria
INSS